A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
Aulas Ergonomia

Pré-visualização | Página 1 de 6

Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia
O que é Ergonomia?
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia
A ergonomia é o estudo da adaptação do trabalho ao homem
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia
Ergonomia é o estudo do relacionamento entre o homem e seu trabalho, equipamento, ambiente e particularmente, a aplicação dos conhecimentos de
anatomia, fisiologia e psicologia na solução dos problemas que surgem desse relacionamento.
Ergonomics Society
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia
Ergonomia Física 
Ocupa-se das características da anatomia humana, antropometria, fisiologia e biomecânica, relacionados com a atividade física. Os tópicos relevantes incluem a postura no trabalho, manuseio de materiais, movimentos repetitivos, distúrbios músculo-esqueléticos relacionados ao trabalho, projeto de postos de trabalho, segurança e saúde do trabalhador.
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia
Ergonomia Organizacional 
Ocupa-se da otimização dos sistemas sócio-técnicos, abrangendo as estruturas organizacionais, políticas e processos. Os tópicos relevantes incluem comunicações, projeto de trabalho, programação do trabalho em grupo, projeto participativo, trabalho cooperativo, cultura organizacional, organizações em rede, teletrabalho e gestão da qualidade.
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia
Ergonomia Cognitiva 
Ocupa-se dos processos mentais, como a percepção, memória, raciocínio e resposta motora, relacionados com as interações entre as pessoas e outros elementos de um sistema. Os tópicos relevantes incluem a carga mental, tomada de decisões, interação homem-computador, estresse e treinamento.
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Onde a Ergonomia atua?
Ergonomia – Projeto e Produção – Itiro Iida
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia
Ergonomia e Taylorismo
O Taylorismo provocou a desapropriação do conhecimento do trabalho;
O trabalho prescrito pela gerência nem sempre considerava as condições reais onde o trabalho era executado e nem as características individuais do trabalhador.
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia – Projeto e Produção – Itiro Iida
Valorização do trabalhador → enriquecimento das tarefas
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia
Ergonomia de Concepção
Ergonomia de Correção
Ergonomia de Conscientização
Ergonomia de Participação
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia
Análise de postos de Trabalho
A análise dos postos de trabalho é o estudo de uma parte do sistema onde atua um trabalhador.
A abordagem ergonômica ao nível do posto de trabalho faz a análise da tarefa, da postura e dos movimentos do trabalhador e das suas exigências físicas e cognitivas.
Modernamente, poucos trabalhadores dependem da força física, mas principalmente dos aspectos cognitivos.
Macroergonomia
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia – Projeto e Produção – Itiro Iida
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia – Projeto e Produção – Itiro Iida
Capítulo 2 Métodos e técnicas em Ergonomia
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia – Projeto e Produção – Itiro Iida
Que método devo escolher?
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia
“Sistema é um conjunto de elementos (ou subsistemas) que se interagem entre si, com um objetivo comum e que evoluem no tempo”
Fronteira 
Subsistemas 
 Interações
Entradas (inputs) 
Saídas (outputs)
Processamento 
Ambiente
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia – Projeto e Produção – Itiro Iida
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia – Projeto e Produção – Itiro Iida
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia
O projeto de pesquisa
Objetivo 
Justificativa 
Metodologia 
Equipe 
Cronograma 
Orçamento
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia – Projeto e Produção – Itiro Iida
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia
Análise ergonômica do trabalho
A análise ergonômica do trabalho (AET) visa aplicar os conhecimentos da ergonomia para analisar, diagnosticar e corrigir uma situação real de trabalho. 
O método AET desdobra-se em cinco etapas: análise da demanda; análise da tarefa; análise da atividade; diagnóstico; e recomendações
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia
Análise da demanda
Demanda é a descrição de um problema ou uma situação problemática, que justifique a necessidade de uma ação ergonômica.
Análise da tarefa
Tarefa é um conjunto de objetivos prescritos, que os trabalhadores devem cumprir.
Ela corresponde a um planejamento do trabalho e pode estar contida em documentos formais, como a descrição de cargos.
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia
Análise da atividade
Atividade refere-se ao comportamento do trabalhador, na realização de uma tarefa.
Ou seja, a maneira corno o trabalhador procede para alcançar os objetivos que lhe foram atribuídos.
Formulação do diagnóstico
O diagnóstico procura descobrir as causas que provocam o problema descrito na demanda.
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia – Projeto e Produção – Itiro Iida
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia
Recomendações ergonômicas
As recomendações referem-se às providências que deverão ser tomadas para resolver o problema diagnosticado.
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia – Projeto e Produção – Itiro Iida
Capítulo 3 Organismo humano
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia – Projeto e Produção – Itiro Iida
Qual a importância para a Ergonomia dos conhecimentos sobre o organismo humano?
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia – Projeto e Produção – Itiro Iida
Sistema Nervoso
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia
Músculos
Liso
Estriado Esquelético
Estriado Cardíaco
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia – Projeto e Produção – Itiro Iida
Estrutura do músculo estriado
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia – Projeto e Produção – Itiro Iida
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia – Projeto e Produção – Itiro Iida
Modelo de articulações
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia
Tipos de contrações 
Concêntrica
Excêntrica
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia – Projeto e Produção – Itiro Iida
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia – Projeto e Produção – Itiro Iida
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia – Projeto e Produção – Itiro Iida
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia – Projeto e Produção – Itiro Iida
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia
Nutrientes
Carboidratos
Proteínas
Gorduras
Metabolismo
Metabolismo basal - 1800 kcal/dia.
Entre os homens, os empregados de escritório gastam 2500 kcal/dia. 
Um motorista, 2800 kcal/dia e um operário executando um trabalho leve, 3000 kcal/dia. 
Um mecânico de automóveis e um carpinteiro gastam 3000 kcal/dia. 
Grande parte dos trabalhadores industriais gasta entre 2 800 e 4 000 kcal/dia.
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia – Projeto e Produção – Itiro Iida
Termodinâmica - Van Wiley, Borna, Sontag - Capítulo 1
Ergonomia