Literatura Brasileira I - Avaliando o Aprendizado

Literatura Brasileira I - Avaliando o Aprendizado


DisciplinaLiteratura Brasileira I2.936 materiais50.555 seguidores
Pré-visualização10 páginas
Aula 1 
1
a
 Questão (Ref.: 201504758640) 
 
 
Os estudos da História da Literatura do Brasil guardam especificidades decorrentes de sua situação de colônia de 
Portugal por um extenso período de tempo. Nesse sentido, cabe afirmar que: 
 
 Os primeiros anos de colonização constituíram a aproximação entre as narrativas indígenas e a 
preocupação com o seu registro. 
 A literatura brasileira jamais conseguiu tornar-se independente da literatura portuguesa. 
 A literatura do período colonial já se inicia nos primeiros anos do século XVI, marcada pela presença de 
romancistas. 
 A literatura produzida nos primeiros 300 anos de colonização era fortemente marcada pela cultura 
europeia. 
 Desde o início, a literatura brasileira já apresentava sua independência formal da literatura portuguesa 
2
a
 Questão (Ref.: 201504621501) 
 
 
Assinale a alternativa que se aplica ao ensino da literatura: 
 
 apenas recentemente, no século XXI, passou a ser ministrada nas escolas 
 devem ser promovidos debates e grupos de discussão para estudar as obras literárias 
 o contato dos alunos com as obras não necessita de orientação 
 o professor deve indicar apenas os clássicos da literatura 
 deve preocupar-se exclusivamente com a biografia do autor 
 
3
a
 Questão (Ref.: 201504621486) 
 
 
Assinale a alternativa que apresenta o aspecto evidenciado por Umberto Eco como relevante para o estudo da história da 
literatura: 
 
 o estilo 
 o ato de leitura 
 a biografia do autor 
 a recepção crítica 
 os acontecimentos históricos 
 
4
a
 Questão (Ref.: 201505251509) 
 
 
Assinale a alternativa que indica o ponto de partida para os estudos de Literatura Brasileira em nosso país: 
 
 A Carta, de Pero Vaz de Caminha 
 A publicação de "Suspiros poéticos e saudades" de Gonçalves de Magalhães, em 1836 
 "Bosquejo da história da poesia e língua portuguesa", publicado em 1826, por Almeida Garret 
 A publicação da "História da Literatura" de Silvio Romero, em 1888 
 A obra "História concisa da Literatura Brasileira", de Alfredo Bosi, em 1994 
5
a
 Questão (Ref.: 201504621487) 
 
 
Leia a definição de Afrânio Coutinho: 
(...) um grupo de escritores de idades aproximadas que, participando das mesmas condições históricas, defrontando-se 
com os mesmos problemas coletivos, compartilhando de idêntica concepção do homem, da vida e do universo e 
defendendo valores estéticos afins, assumem lugar de relevo na vida literária de um país mais ou menos na mesma data. 
Assinale a alternativa que corresponda à definição de Afrânio Coutinho : 
 
 leitores 
 crítica 
 período 
 geração 
 historiografia 
 
6
a
 Questão (Ref.: 201504621484) 
 
 
Leia o trecho de Afrânio Coutinho que se segue e assinale a alternativa que apresenta a correta interpretação: 
 "Com ser de natureza estética, o fato literário é histórico, isto é, acontece num tempo e num espaço determinados. Há 
nele elementos históricos que o envolvem como uma capa e o articulam com a civilização(...); e elementos estéticos que 
constituem o seu núcleo..." 
 
 o estudo da literatura é definido pelo estudo da história 
 a literatura está dissociada dos fatos históricos 
 o estudo da história não deve considerar a literatura 
 o estudo da literatura deve ser considerado isolado de qualquer referência histórica 
 a história é um dos indicadores para o estudo da literatura 
 
7
a
 Questão (Ref.: 201504621480) 
 
 
Leia o trecho que se segue: 
...o conceito de cânon implica um princípio de seleção (e exclusão) e, assim, não se pode desvincular da questão do 
poder: obviamente, os que selecionam (e excluem) estão investidos da autoridade para fazê-lo e o farão de acordo com 
os seus interesses (isto é: de sua classe, de sua cultura, etc). ( REIS, Roberto. Cânon. In: Palavras da crítica. JOBIM, 
José Luis (org).Rio de Janeiro: Imago, 1992. p. 70) 
Assinale a passagem que sintetiza a afirmação de Roberto Reis: 
 
 o cânon indica os autores que não comungavam dos mesmos ideais estéticos de seus pares 
 o cânon de uma literatura é o resultado de um processo seletivo instaurado por uma instância 
de poder 
 o cânon é o resultado da comparação com as artes de outros povos 
 o cânon literário é a sequência histórica comparativa das literaturas. 
 o cânon literário resulta da compilação das obras menos lidas de um determinado período 
estético 
8
a
 Questão (Ref.: 201504621502) 
 
 
Segundo Marisa Lajolo, as histórias literárias surgem a partir dos processos de afirmação das nacionalidades européias. 
Isso explica, na literatura brasileira 
 
 a referência frequente aos modelos portugueses 
 a literatura dissociar-se de ideais nativistas 
 a imitação dos modelos franceses 
 a rejeição à produção nacional 
 a aliança entre a produção literária e o projeto de construção nacional 
Aula 2 
1
a
 Questão (Ref.: 201505114323) 
 
 
Antonio Candido faz distinções entre literatura e manifestações literária. Escolha a alternativa que melhor as diferencia: 
 
 Literatura e manifestações literárias diferem pela temática apresentada. 
 Manifestação literária refere-se a qualquer texto de informação sobre a terra descoberta. 
 Literatura é qualquer texto oficial da época da colonização. 
 Manifestações literárias são textos literários com finalidade estética. 
 Literatura e manifestações literárias possuem baixo teor artístico. 
 
2
a
 Questão (Ref.: 201505114398) 
 
 
Os textos do Descobrimento do Brasil vão formar o mito do ufanismo que irá se constituir uma linha permanente na 
Literatura brasileira em prosa e verso. Reconheça o texto em que tal realização aparece: 
 
 "Minha terra tem palmeiras "onde canta o tico-tico. Enquanto isso o sabiá vive comendo o meu fubá." (Cacaso) 
 "Estou farto do lirismo comedido / Do lirismo bem comportado / Do lirismo funcionário público com livro de 
ponto expediente protocolo e manifestações /de apreço ao sr. diretor." (Manuel Bandeira) 
 "Tire a faca do peito e o medo dos olhos Ponha uns óculos escuros e saia por aí. Dando bandeira" Bernardo 
Vilhena 
 "João amava Teresa que amava Raimundo/ que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili/ que não amava 
ninguém./ João foi para os Estados Unidos, Teresa para o convento" (Carlos Drummond de Andrade) 
 "Lá longe meu pai campeava/ no mato sem fim da fazenda. /E eu não sabia que minha história/ era mais bonita 
que a de Robinson Crusoé" (Carlos Drummond de Andrade) 
 
3
a
 Questão (Ref.: 201504621492) 
 
 
Leia atentamente o fragmento do poema que se segue: 
A terra é mui graciosa, 
Tão fértil eu nunca vi. 
A gente vai passear, 
No chão espeta um caniço, 
No dia seguinte nasce 
Bengala de castão de oiro 
( Murilo Mendes, A carta de Pero Vaz) 
O poema retoma de forma humorística a Carta, escrita por Pero Vaz de Caminha, relacionando dois aspectos 
evidenciados na Carta: 
 
 os interesses econômicos 
 a expansão territorial 
 a catequese 
 a beleza dos nativos 
 a rudeza dos hábitos indígenas 
 
4
a
 Questão (Ref.: 201505114720) 
 
 
O trecho da História da Província de Santa Cruz, de Pero Magalhães Gandavo, "Primeiramente tratarei da planta e raiz 
de que os moradores fazem seus mantimentos que la comem em logar de pão. A raiz se chama mandioca, e a planta de 
que se gera he de altura de hum homem pouco mais ou menos... ", se caracteriza por apresentar: 
 
 Recursos expressivos e estéticos de um texto. 
 Traços de teor descritivo e narrativo. 
 Elementos de alto teor estético e literário. 
 Dados narrativos e intimistas de uma narrativa. 
 Tendências de uma narrativa literária. 
 
5
a
 Questão (Ref.: 201504621495)