A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
AV2 EPIDEMIOLOGIA

Pré-visualização | Página 1 de 2

Fechar
Avaliação: SDE0245_AV2_201101063441 » FUNDAMENTOS DA EPIDEMIOLOGIA
Tipo de Avaliação: AV2
Aluno: 201101063441 - MARIA SIMONE DA CONCEIÇÃO SILVA
Professor:
ERVYLENE TREVENZOLI DE SOUSA
TERESA CRISTINA CIAVAGLIA V OLIVEIRA
Turma: 9017/A
Nota da Prova: 4,5 de 8,0 Nota do Trab.: 0 Nota de Partic.: 0 Data: 17/06/2014 09:30:37
 1a Questão (Ref.: 201101180004) Pontos: 0,5 / 0,5
Através do estudo da história da epidemiologia, podemos observar como a forma de conceituar Saúde evoluiu
ao longo do tempo. Até o século XIX Saúde era apenas a ausência de doença.¿ Analisando esse conceito de
saúde podemos concluir que:
O centro das atenções era a preservação do meio ambiente.
 O centro das atenções era a doença em si.
O centro das atenções era a promoção do autocuidado em saúde.
O centro das atenções era o bem-estar físico, mental e social.
O centro das atenções era manutenção da biodiversidade.
 2a Questão (Ref.: 201101192599) Pontos: 1,0 / 1,0
No Brasil, a Medicina Tropical representou um marco na história da epidemiologia e na sua institucionalização.
Os pesquisadores da Escola Tropicalista Baiana dedicaram-se à prática médica e à pesquisa da etiologia das
doenças tropicais. Na época, os tropicalistas associavam as doenças tropicais a vários fatores com exceção de:
 Hipótese Miasmática.
Más condições de vida da população.
Desnutrição.
Ausência de saneamento básico.
Pobreza.
 3a Questão (Ref.: 201101310369) Pontos: 0,5 / 0,5
Hipócrates (a.C. 460 a 377 a.C.), o pai da Medicina, é considerado o precursor da Epidemiologia, devido aos
seus relatos sobre as epidemias. Hipócrates não se limitava a analisar o paciente em si, mas possuía uma visão
holística demonstrando antecipadamente um raciocínio epidemiológico. Qual a resposta correta sobre a
epidemiologia?
A epidemiologia trabalha somente com o conceito de risco.
 Etimologicamente, a palavra Epidemiologia significa ¿ciência do que ocorre sobre o povo¿.
A epidemiologia analisa somente o processo de doença.
Etimologicamente, a palavra Epidemiologia significa ¿ciência o povo faz¿.
A epidemiologia não analisa as questões sociais.
 4a Questão (Ref.: 201101313835) Pontos: 0,0 / 0,5
A saúde de cada indivíduo, bem como o perfil epidemiológico é explicado através do formato que cada um dá
para própria vida. As condições gerais de existência caracterizam o modo de vida que articula as condições e o
estilo de vida. A promoção da saúde tem como objetivo e foco, exceto:
Segundo Carvalho et al. (2004) - saúde como produto de comportamentos de indivíduos e famílias
(estilos de vida, dieta, atividade física, hábito de fumar), com ênfase em programas educativos
relacionados a riscos comportamentais passíveis de mudança.
 Reforçar a tendência de diminuição das responsabilidades do Estado, delegando aos indivíduos,
progressivamente, o autocuidado.
 Exige uma ação antecipada, baseada no conhecimento da história natural da doença, para impedir que
ocorra seu estabelecimento. Há a necessidade do conhecimento epidemiológico para o controle e
redução do risco de doenças. Dentro desse contexto, projetos de prevenção na área de educação em
saúde são imprescindíveis e baseiam-se na informação científica e orientações à população.
Ressaltar a atuação sobre os determinantes socioambientais da saúde e políticas públicas intersetoriais,
voltadas à melhoria da qualidade de vida das populações.
De acordo com Carvalho et al. citados por Paim (2006) Saúde como produto da interação de vários
fatores relacionados à qualidade de vida, com ênfase em ações voltadas para o coletivo e o ambiente
(físico, social, político, econômico, cultural), contemplando a ¿autonomia¿ de indivíduos e grupos
(capacidade para viver a vida) e a equidade.
 5a Questão (Ref.: 201101180372) Pontos: 0,0 / 0,5
Em Epidemiologia, os indicadores utilizados com mais frequência para avaliar o risco de um problema de saúde
ou para descrever a situação de morbidade em uma comunidade são as duas medidas básicas da frequência: a
prevalência e a incidência. Sobre esses indicadores de morbidade são feitas as seguintes afirmações: I Casos
prevalentes são os que estão sendo tratados (antigos) mais aqueles que foram descobertos ou diagnosticados
(novos). II A prevalência é o número total de casos de uma doença, novos e antigos, existentes em um
determinado local e período. III Casos prevalentes são os incidentes que persistiram em uma população. IV A
taxa de incidência (TI) é o número de casos novos de uma doença em um dado local e período, relativo a uma
população exposta. Assinale a alternativa correta:
 Todas as afirmações são verdadeiras.
Todas as afirmações são falsas.
As afirmações I e IV são verdadeiras
Apenas a afirmação II é verdadeira.
 As afirmações III e IV são verdadeiras.
 6a Questão (Ref.: 201101221729) Pontos: 0,5 / 1,5
De acordo com Rita Barradas, em seu artigo Epidemiologia Social disponível em
http://www.scielo.br/pdf/rbepid/v8n1/02.pdf, os epidemiologistas, atores da saúde coletiva, vem desenvolvendo
novas estratégias de investigação e novas ferramentas de análise que possam, cada vez mais, fornecer
elementos corretos para orientar as intervenções sociais no campo da saúde e a formulação de políticas
públicas baseadas no reconhecimento dos direitos de cidadania, na garantia da liberdade democrática e na
busca da felicidade humana. Dentro desse contexto, comente a relação entre a Epidemiologia e a Saúde
Coletiva.
Resposta: É importante porque atravéz da Epidemiologia podemos avaliar com maior critério os casos de
doenças frequentes em determinada região, a prevalência desses casos, os índices de mortalidade, podendo
assim colaborar com com uma melhoria significativa na saúde coletiva.
Gabarito: A epidemiologia se constitui na principal ciência da informação em saúde e é considerada a ciência
básica da saúde coletiva.
 7a Questão (Ref.: 201101179121) Pontos: 0,5 / 0,5
Um dos momentos do raciocínio epidemiológico voltado para a explicação de um problema é o levantamento de
hipóteses. Sobre a formulação de hipóteses são feitas as seguintes afirmações: I A hipótese orienta e
determina a natureza dos dados a serem coletados e a metodologia da coleta. II A formulação de hipóteses é
indispensável em toda investigação epidemiológica, seja de ordem experimental ou observacional. III A
hipótese epidemiológica deve levar em consideração os aspectos da doença na população e as variações nos
componentes ambientais (físicos, químicos, biológicos, sociais) associados à exposição aos fatores de risco. IV
Hipóteses são respostas exatas e fidedignas aos problemas colocados pela ciência e pelo senso comum.
Assinale a alternativa correta:
As afirmativas I, II e III são falsas.
Todas as afirmativas são falsas.
Todas as afirmativas são verdadeiras.
Apenas a afirmativa II é verdadeira.
 Apenas a afirmativa IV é falsa.
 8a Questão (Ref.: 201101226038) Pontos: 0,0 / 1,5
A pesquisa epidemiológica no Brasil tem sido conduzida, basicamente, para dois eixos temáticos. Quais são
esses eixos temáticos?
Resposta:
Gabarito: - Aplicações para o planejamento e gestão de sistemas e serviços de saúde; - Investigações sobre os
problemas de saúde de grande importância social e os determinantes sociais da saúde (DSS).
 9a Questão (Ref.: 201101192574) Pontos: 0,5 / 0,5
O SUS (Sistema Único de Saúde) representa o conjunto de ações e serviços de saúde prestados por Órgãos e
Instituições Públicas Federais, Estaduais e Municipais, da Administração Direta e Indireta e das Fundações
mantidas pelo Poder Público, e de forma complementar pela iniciativa privada (Art. 4° Lei 8.080). Por ser um
conjunto de unidades, de serviços e de ações que interagem com um mesmo propósito, organizando-se nas
três esferas governamentais: Federal, Estadual e Municipal, dizemos que o sistema é único. Com relação