A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Conflito entre Princípios - Arremesso de anão

Pré-visualização | Página 1 de 1

Os direitos fundamentais são relativos e limitados, e denominam-se através dos princípios, que não especificam condutas, porém expressam fins públicos, ou valores a serem seguidos. 
Dentro de um Estado Democrático de Direito, a Constituição Federal possui diversas ideologias, e em razão dessa diversidade, que causa diferentes direcionamentos para cada princípio, surgem os chamados conflitos, que ocorrem quando dois ou mais direitos entram em colisão.
Por razão dos direitos fundamentais não possuírem natureza absoluta, em caso de conflito, não é possível determinar a prevalência de um deles sem a devida análise, pois dentro desse conjunto normativo não há hierarquia entre as normas, e para resolver este confronto, utiliza-se a técnica chamada ponderação. 
A ponderação está diretamente ligada ao princípio da proporcionalidade e se opera através da aplicação do mesmo.
Dentro da ponderação, deve-se primeiramente analisar o campo normativo em que se encontra cada direito envolvido, fazendo uma demarcação com o objetivo de identificar os limites de cada direito, buscando verificar se realmente a hipótese está no âmbito da tutela de mais de um direito, causando o conflito.
Após essa análise, dentro do caso concreto, deve prevalecer somente um princípio, ocorrendo a restrição e em alguns casos a não realização de um dos princípios.
Para determinar qual princípio deve prevalecer, utiliza-se a busca pela justiça, e pondera-se priorizando o que mais favorecer as partes de acordo com o caso concreto, portando podem existir diferentes decisões para casos que tenham pontos em comum.
Referências
MAIA, Lorena Duarte Lopes. Colisão de direitos fundamentais: visão do Supremo Tribunal Federal. In: Âmbito Jurídico, Rio Grande, XV, n. 98, mar 2012. 
Disponível em: <http://www.ambito-juridico.com.br/site/index.php?n_link=revista_artigos_leitura&artigo_id=11242>. Acesso em fev 2018. 
ALEXY, Robert. Constitucionalismo Discursivo. Tradutor: Luís Afonso Heck. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2007.
BARROSO, Luís Roberto. Fundamentos Teóricos e Filosóficos do Novo Direito Constitucional Brasileiro (Pós-modernidade, teoria crítica e pós-positivismo). IN BARROSO, Luís Roberto. Org. A nova interpretação constitucional: ponderação, direitos fundamentais e relações privadas. Rio de Janeiro: Renovar, 2003.