A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
MATERIAIS AULA 1 cópia

Pré-visualização | Página 1 de 1

Curso: Técnica de processamento de pescado
Eng.ª Henriques Santos L. Nambalo
Emel: henriquesnambalo14@gmail.com
Oficina Mecânica
ACADEMIA DE PESCAS E CIÊNCIAS DO MAR DO NAMIBE
FACULDADE DE PROCESSAMENTO DE PESCADO 
Carga Horária
OficinaMecânica
SemestreIII
Número de horas de aulas
Por semana:
Por semestre:
3
45
Objectivo
Esta disciplina tem como finalidade, fornecer uma formação de base essencialmente prática, na utilização de ferramentas e máquinas ferramentas (programáveis ou não), na transformação dos materiais e nas suas aplicações, proporcionando ao aluno a aquisição de conhecimentos e competências ao nível do saber como e do saber fazer, resultantes da articulação interdisciplinar entre as disciplinas da Componente de Formação Técnica, nomeadamente entre a disciplina de Práticas Oficinais e outas disciplinas técnicas afeto ao curso
Conteúdos programáticos.
MEDIÇÕES DE COMPRIMENTO EXTERNAS E INTERNAS 
MEDIÇÃO DE ÂNGULOS 
MEDIÇÃO E VERIFICAÇÃO DE ROSCAS
MEDIÇÃO DE ENGRENAGENS 
SOLDAGEM A GÁS. CORTE DE CHAPAS.
SOLDAGEM ELECTRICA.
4
Conteúdos programáticos.
TORNEAMENTO DE SUPERFICIES EXTERNAS
USINAGEM DE ORIFICIOS EM TORNOS
SECCIONAMENTO EM TORNOS
MÉTODOS DE EXECUÇÃO DE CONES EM TORNOS.
EXECUÇÃO DE ROSCAS EM TORNOS.
UNIDADE #1 MEDIÇÕES DE COMPRIMENTO EXTERNAS E INTERNAS 
Introdução 
Para que possamos realizar uma medida de uma grandeza física de forma correta precisamos: 
Escolher o instrumento adequado para a medida 
Aprender o procedimento de utilização do instrumento escolhido 
Aprender a ler a escala de medida desse instrumento e avaliar o resultado criticamente. 
Sistemas de unidades 
Para que o uso de padrões se torne viável é preciso definir os Sistemas de Unidades. Um Sistema de Unidades é formado por: 
Um conjunto de padrões que definem as unidades básicas; 
Definições de grandezas derivadas, que também definem as unidades derivadas; 
Um método de formação de múltiplos e submúltiplos das unidades básicas e derivadas. 
Sistemas de unidades 
SI – Unidadesbásicas
Dimensão
Unidade
Símbolo
Tempo
Segundo
S
Comprimento
Metro
m
Massa
Quilograma
Kg
Correnteelétrica
Ampère
A
Temperatura absoluta
Kelvin
K
SI – Unidades derivadas
Dimensão
Unidade
Símbolo
Expressãoem unidadesbásicas
Área
Metro quadrado
m2
m.m
Volume
Metrocúbico
m3
m.m.m
Tabelas de múltiplos e submúltiplos
Exemplos de medições 
A régua apresenta-se, normalmente, em forma 
de lâmina de aço-carbono ou de aço inoxidável. Nessa lâmina estão gravadas as medidas em centímetro (cm) e milímetro (mm), conforme o sistema métrico, ou em polegada e suas frações, conforme o sistema inglês 
Exemplos de medições 
Exemplos de medições 
Exemplos de medições 
Instrumentos de medidas 
A atividade experimental requer a realização de medidas de grandezas de naturezas diversas: comprimento, massa, tempo, corrente elétrica, radiação e assim por diante. Por conta disso, o número de instrumentos de medida disponíveis ao experimentador é muito variado, tornando a descrição de cada um deles impossível. Assim, discutiremos apenas aqueles instrumentos mais relevantes para as atividades que serão realizadas nesta disciplina. 
Medidas de comprimento 
Quando se realiza uma medida de comprimento utilizando uma régua comum, a menor divisão disponível é, em geral, 1 milímetro (1 mm). Para se medir décimos ou centésimos de mm não bastaria acrescentar traços intermediários à régua, uma vez que os mesmos seriam de difícil (até mesmo impossível) leitura. Além disso, dadas as pequenas dimensões envolvidas, seria muito difícil posicionar corretamente o instrumento. Nesse caso, apesar do instrumento ser preciso, o método de medida limita a precisão de medida possível de ser alcançada pelo experimentador. Quando se quer efetuar medidas com precisão de décimos ou centésimos de milímetro utilizam-se instrumentos especiais, tais como o micrômetro e paquímetro. 
O micrômetro 
O micrômetro é um instrumento de alta precisão que permite medidas de até 0,001 mm. 
O paquímetro 
Apesar de o micrômetro obter medidas de comprimento bastante precisas a sua versatilidade é bastante limitada. A maioria dos micrômetros não permite realizar medidas muito grandes, de profundidade, diâmetros externos, etc. 
Em laboratórios e oficinas mecânicas, freqüentemente, há necessidade de se medir dimensões nas quais o micrômetro não é adequado. Nesse caso, utiliza-se, em geral, um paquímetro. 
O paquímetro