A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
37 pág.
introducao a contabilidade e analise de custos

Pré-visualização | Página 1 de 3

Prof. Luiz Eduardo Gaio
gaio@uniararas.br
CIÊNCIAS CONTÁBEIS
Prof. Carlos Eduardo Carnelossi
professoreduardo@uniararas.br
Contabilidade e Análise de Custos
• Plano de Ensino
EMENTA DA DISCIPLINA
Esta é a segunda disciplina do eixo de Contabilidade para o
usuário interno, que teve início com a disciplina Contabilidade de
Custos. O conteúdo essencial a ser abordado é: os modelos de
gestão baseados no Método de Custeio Variável/Direto; Margem
de Contribuição; Margem Direta (segunda margem de
contribuição); Teoria das Restrições – Margem de Contribuição
por fator limitante; Precificação (Mark Up); Ponto de Equilíbrio
Contábil, Financeiro e Econômico; Custeio ABC; Custeio Alvo;
Custeio Padrão; Custeio RKW; Custos de Oportunidade e Perdidos;
Custos Inter organizacionais e Custos de Reposição; GAO e GAF.
OBJETIVOS GERAIS
Desenvolver, aprimorar e consolidar conhecimentos de Custo e
Formação de Preço. Desta forma, o estudo proporcionará aos
alunos um entendimento das maneiras como eles, que são
usuários finais, podem utilizar as informações produzidas para
tomada de decisões e planejamento estratégico.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
 Identificar e executar análises críticas através da leitura de
relatórios.
 Aplicar os conceitos importantes de Custos e Formação de
Preços na solução de casos.
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
Custeio Direto – Variável (Margem de Contribuição).
Margem de Contribuição Direta – Custos Fixos Identificáveis.
Teoria das Restrições – Margem de Contribuição por Fator Limitante de
Produção.
Precificação – Mark Up.
Relação Custo/Volume/Lucro – Ponto de Equilíbrio Contábil, Financeiro e
Econômico.
Custeio ABC.
Custeio Alvo.
Custeio Padrão.
Custeio RKW.
Custos Inter organizacionais.
Custos de Reposição.
Custos de Oportunidade (Imputados) e Perdidos.
GAO e GAF.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA
 MARTINS, Eliseu. Contabilidade de Custos. 10. 
ed., São Paulo: Atlas, 2010.
 MARTINS, Eliseu; ROCHA, W. Contabilidade de 
Custos. (Livro de Exercício). 10. Ed., São Paulo: 
Atlas, 2010.
 DUTRA. René Gomes. Custos: uma abordagem 
prática. 6. ed., São Paulo: Atlas, 2009. 
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
 NAKAGAWA, Masayuki. Gestão estratégica de custos: 
conceitos, sistemas e implementação JIT/TQC. São Paulo: 
Atlas, 2010.
 GARRISON, Ray H.; NORREN, Eric W.; BREWER, Peter C. 
Contabilidade Gerencial. 11. Ed. Rio de Janeiro: LTC, 2007.
 BEULKE, Rolando; BERTÓ, Dalvio José. Gestão de Custos. 
São Paulo: Saraiva, 2009.
 OLIVEIRA. Luiz Martins de; PEREZ JR., José Hernandez. 
Contabilidade de Custos para não contadores. 4. Ed. São 
Paulo: Atlas, 2009.
AVALIAÇÃO
N1 (Peso 1) = Prova individual sem consulta 
(80%) + Atividades (20%) 
N2 (Peso 2) = Prova individual sem consulta 
(80%) + Atividades (20%)
OBSERVAÇÕES GERAIS
 PRESENÇA (LIMITE FALTAS + CRACHÁS);
 COMPORTAMENTO ALUNOS EM SALA DE AULA;
 HORÁRIO AULAS;
 PARTICIPAÇÃO EM SALA DE AULA;
 LISTAS DE EXERCÍCIOS;
Prof. Luiz Eduardo Gaio
gaio@uniararas.br
CIÊNCIAS CONTÁBEIS
Prof. Carlos Eduardo Carnelossi
professoreduardo@uniararas.br
Contabilidade de Custos
• Tutor 4º Período Noturno
TUTOR DA SALA
 MONITORAR A TURMA E AGIR PREVENTIVAMENTE 
NO COMBATE À EVASÃO.
 SANAR AS DIFICULDADES E PROBLEMAS 
ENFRENTADOS PELA TURMA.
 ORIENTAR AOS ALUNOS: DÚVIDAS FINANCEIRAS, 
NAP, AGENDAR COM COORDENAÇÃO DO CURSO.
 PARTICIPAÇÃO EM SALA DE AULA;
DÚVIDAS???
Prof. Luiz Eduardo Gaio
gaio@uniararas.br
CIÊNCIAS CONTÁBEIS
Prof. Carlos Eduardo Carnelossi
professoreduardo@uniararas.br
Contabilidade de Custos
• Revisão 1º Bimestre - Quizz
Pergunta 1
Nos dados a seguir estão demonstradas operações com mercadorias de 
determinada empresa, no ano de 2015:
• Data 02/04: Compras de 60 unidades ao valor unitário de R$ 1,50;
• Data 07/04: Compras de 90 unidades ao valor unitário de R$ 1,80;
• Data 25/04: Vendas de X unidades ao valor unitário de X.
Após o inventário físico, realizado em 30/04/2015, verificou-se que o
saldo final correspondia a 30% do saldo de compras e que a empresa
utiliza o critério de Estoques Custos Médios. Nesta situação, o saldo da
conta de Estoque e o Custo da Mercadoria Vendida (CMV), em
30/04/2015, são, respectivamente, de:
a) R$ 75,60 e R$ 176,40.
b) R$ 85,00 e R$ 162,00.
c) R$ 75,60 e R$ 162,00.
d) R$ 85,00 e R$ 176,40.
Pergunta 2
A Nossa Fábrica de Produtos conseguiu produzir 8 mil unidades do objeto Mono e, no mesmo
período, vendeu 6 mil unidades dele, a vista, pelo preço total de R$ 60.000,00. As outras
informações relativas às operações do período são as seguintes:
• Materiais diretos R$ 2,00 por unidade;
• Mão-de-obra direta R$ 2,00 por unidade;
• Custos indiretos de fabricação R$ 40.000,00 total;
• Custos indiretos de fabricação fixos, correspondentes a 60% dos CIFs;
• Despesas fixas de venda e de administração R$ 10.000,00;
• A empresa não possuía estoque inicial de produtos;
Com os dados acima alinhados, se a empresa utilizar o Custeio por Absorção, o valor do Lucro
Bruto apurado no período será de:
a) R$ 10.000,00
b) R$ 8.000,00
c) R$ 3.000,00
d) R$ 6.000,00
e) R$ 4.000,00
Pergunta 3
A Cia. Silnevi apresentou os seguintes dados contábeis para determinado exercício:
• Produção: 1.000 unidades, totalmente acabadas.
• Custos Variáveis: R$ 20.000,00.
• Custos Fixos: R$ 12.000,00.
• Despesas Variáveis: R$ 4.000,00.
• Despesas Fixas: R$ 6.000,00.
• Não há estoques finais e iniciais de produtos em elaboração.
• Não há estoques iniciais de produtos acabados.
• Vendas líquidas: 800 unidades a R$ 60,00 cada unidade.
Com os dados acima alinhados, se a empresa utilizar o Custeio por Absorção, o valor do Lucro
Líquido apurado no período será de:
a) R$ 10.000,00
b) R$ 12.000,00
c) R$ 13.000,00
d) R$ 16.000,00
e) R$ 12.400,00
Prof. Luiz Eduardo Gaio
gaio@uniararas.br
CIÊNCIAS CONTÁBEIS
Prof. Carlos Eduardo Carnelossi
professoreduardo@uniararas.br
Contabilidade de Custos
• Custeio Direto – Variável 
• Margem de Contribuição 
Custeio Variável
O Custeio Variável, também denominado Custeio Direto
surgiu como primeira solução para subjetividade verificada
no custeio por absorção provocada pelo rateio dos custos
fixos.
• São Características dos Custos Fixos:
 Não relacionados ao volume de produção;
 Relacionados com a capacidade de produzir (custos 
para estar pronto para produzir);
 Lançados como despesa (não compõe os estoques).
Custeio Variável
O Custeio Variável:
 Não trabalha com a filosofia full cost (custo cheio).
 Somente os custos e despesas que variam diretamente
com o volume de atividade do produto são apropriados ao
custo unitário.
– Apropria todos os custos variáveis (diretos e indiretos).
– Custos Fixos são tratados como despesas, indo direto
para despesas, não compondo os estoques.
Custeio Variável
Objetivo principal do Custeio Direto/ Variável é determinação 
da margem de contribuição. 
Para que um custo ou despesa seja apropriado ao produto ou 
serviço pelo Custeio Direto / Variável, é preciso que ele seja:
– Diretamente relacionado com o objeto do custo.
– Seja variável em função do volume de atividade daquele 
objeto de custo.
Margem de 
Contribuição
=
Receitas - Custos VariáveisDespesas Variáveis
Características
1. Classifica custos em fixos e variáveis;
2. Apropria ao produto somente os custos e despesas que são diretos 
ao objeto de custo e variáveis em relação ao parâmetro escolhido;
3. Os resultados sofrem influencia do volume de vendas;
4. É um critério administrativo, para uso interno;
5. É o único que identifica a margem de contribuição unitária e global;
6. Permite a analise custo-volume-lucro e a obtenção do ponto de 
equilíbrio;