Fundamentos das Ciências Sociais - Dinâmica de Criar um Planeta
14 pág.

Fundamentos das Ciências Sociais - Dinâmica de Criar um Planeta


DisciplinaFundamentos das Ciências Sociais12.011 materiais141.486 seguidores
Pré-visualização2 páginas
CENTRO UNIVERSITÁRIO DA BAHIA \u2013 ESTÁCIO/FIB
 
CENTRO UNIVERSITÁRIO DA BAHIA \u2013 ESTÁCIO/FIB
Integrante 1
Integrante 1
Integrante 3
Integrante 4
Integrante 5
Integrante 6
DINÂMICA \u2013 CRIAR UM PLANETA
Planeta do Recomeço
SALVADOR,
2018
Integrante 1
Integrante 1
Integrante 3
Integrante 4
Integrante 5
Integrante 6
DINÂMICA \u2013 CRIAR UM PLANETA
Planeta do Recomeço
Trabalho apresentado ao curso de Direito, da Faculdade, Centro Universitário da Bahia \u2013 Estácio/FIB, como parte dos requisitos para obtenção de nota na disciplina de Fundamentos das Ciências Sociais, no 1º semestre do curso.
Orientador: Professor Fulano de Tal
SALVADOR,
MAIO DE 2018
Introdução
	O presente trabalho é sobre a criação de um planeta, mais concretamente sobre a escolha de oito pessoas, dentre dezesseis possíveis candidatos a ocupadores do novo planeta, tendo em vista que um meteoro está prestes a colidir com o planeta Terra. Enquanto, as oito pessoas que não foram escolhidas, irão ficar no planeta Terra, entregue as suas próprias sortes.
	O objetivo desse trabalho é mostrar que nós temos um grande poder em nossas mãos, o poder da decisão. A decisão é uma escolha e qualquer escolha que tenhamos que fazer terá um preço a ser pago, portanto, devemos ter o máximo de cautela possível, porque nem sempre as decisões são fáceis de serem tomadas. Exemplos de decisões são: abrir mão de festas pelos seus estudos, uma decisão considerada fácil; abrir mão da sua faculdade pelo seu emprego, uma decisão considerada mediana e até mesmo, escolher quem deverá viver ou morrer, uma decisão difícil.
	Está organizado em quatro partes. Na parte 1, serão abordados as oito pessoas escolhidas e os respectivos motivos de suas escolhas. Na parte 2, serão abordados as oito pessoas que não foram escolhidas e os respectivos motivos para serem escolhidos. Na parte 3, serão abordados os aprendizados, as dificuldades e os preconceitos, tanto do grupo, quanto da sociedade em geral. Na parte 4, serão relatados os tipos de associação que fizemos entre esse trabalho e o cotidiano do advogado.
	A metodologia utilizada foi a discussão em grupo, a pesquisa bibliográfica, enriquecida com entrevistas de colegas, amigos e familiares.
Os oito escolhidos para ocupar o planeta (1ª Tarefa)
Com base nos pontos básicos e fundamentais, citamos abaixo as pessoas que seriam levadas ao novo planeta:
Médico alcoólatra \u2013 44 anos: 
O Médico será escolhido para fazer a ocupação do novo planeta, porque é um profissional da área de saúde que poderá auxiliar a população quanto ao tratamento de doenças, questões de higiene e informações sobre assuntos relacionados à saúde, além de ajudar na povoação do planeta. O fato de ser alcoólatra não impediria a sua ida, visto que no novo planeta não haverá álcool. Portanto, atenderia a maioria dos pontos básicos e fundamentais.
Dentista homossexual \u2013 29 anos: 
O Dentista será escolhido para fazer a ocupação do novo planeta, porque além de ser jovem e saudável, facilitando a questão da perpetuação da espécie, também ajudaria na higiene e saúde da população. A sua opção sexual não afetaria a perpetuação da espécie, visto que existem diversos homossexuais que tem filhos. Portanto, atenderia a maioria dos pontos básicos e fundamentais.
Dançarina de pagode negra, analfabeta \u2013 22 anos: 
A Dançarina será escolhida para fazer a ocupação do novo planeta, porque é jovem, saudável e traria a dança como forma de lazer, saúde e forma de expressão de uma arte. O fato de ser analfabeta não iria interferir na sua ida, visto que no novo planeta haverá pessoas com Nível Superior completo, como o Médico e o Arquiteto, que poderia ajudar a ler e escrever, deixando de ser analfabeta. Portanto, atenderia a maioria dos pontos básicos e fundamentais.
Estudante de Gastronomia, usuária de maconha \u2013 17 anos:
A Estudante de Gastronomia será escolhida para fazer a ocupação do novo planeta, porque é jovem e por poder influenciar positivamente, a população, no quesito da alimentação saudável para a população. A questão de ser usuária de maconha poderá ser tratada. Portanto, atenderia a maioria dos pontos básicos e fundamentais.
Mãe de santo que mantém projeto social em comunidades carentes \u2013 30 anos:
A Mãe de Santo será escolhida para fazer a ocupação do novo planeta, porque ela seria de suma importância na elaboração e acompanhamento de projetos comunitários voltados para a população. Além do que ela já atuar nesse sentido sem ter obrigação. Ela atenderia a todos os pontos básicos e fundamentais.
Jogador de futebol portador de problemas crônicos de joelho \u2013 25 anos:
O Jogador de futebol será escolhido para fazer a ocupação do novo planeta, porque o seu problema não afetaria em nada os propósitos de sua ida, que seriam a da perpetuação da espécie e desenvolvimento de atividades físicas para a população. Portanto, atenderia a maioria dos pontos básicos e fundamentais.
Prostituta \u2013 28 anos: 
A Prostituta será escolhida para fazer a ocupação do novo planeta, porque é jovem e não possui nenhuma doença grave, fazendo com que contribuísse consideravelmente na perpetuação da espécie. Ela seria orientada pelos indivíduos da área de saúde que habitariam o novo planeta. Portanto, atenderia grande parte dos pontos básicos e fundamentais.
Arquiteto, pós-graduado em urbanismo; cumpriu pena de oito anos de reclusão por ter assassinado a sua esposa \u2013 33 anos:
O Arquiteto será escolhido para fazer a ocupação do novo planeta, porque seria quase que impossível um crescimento de uma população sem que tivesse um profissional que arquitetasse a estrutura de edificações e sustentabilidade do meio ambiente. Em relação ao crime cometido, sua pena já foi paga. Portanto, atenderia a maioria dos pontos básicos e fundamentais.
Os oito que não foram escolhidos para ocupar o planeta (2ª Tarefa)
Com base nos pontos básicos e fundamentais, citamos abaixo as pessoas que não seriam levadas ao novo planeta:
Advogada elegante, portadora de dislexia \u2013 32 anos: 
A Advogada não será levada, mesmo podendo agregar valor no novo planeta, mas não a levaríamos porque consideramos os outros escolhidos mais fundamentais que ela. Um dos pontos que desempataram para que ela fosse preterida foi à questão da dislexia.
Analista de sistemas, portador de Hepatite C \u2013 35 anos:
O Analista de sistemas não será levado, mesmo podendo agregaria valores no novo planeta. Contudo, é portador de Hepatite C, que se trata de uma doença contagiosa incurável que ataca o fígado, provocando inflamações, e que poderia ser transmitidas para os demais habitantes do novo planeta. Portanto, esse foi o principal motivo de não ser escolhido.
Assistente Social esquizofrênica \u2013 25 anos:
A Assistente Social não será levada, porque traria grande probabilidade de instabilidade para a população do planeta, já que a esquizofrenia é uma doença mental grave, caracterizada por sintomas como alucinações, delírios, perda de contato com a realidade, entre outros. Além de ser a pessoa que não seria levada para o planeta, em nenhuma hipótese. 
Professora de TGA, paraplégica (36 anos): 
A Professora de TGA não será levada, porque mesmo podendo ser útil na questão da educação, pelo motivo de ser paraplégica o que a prejudicaria no quesito locomoção e perpetuação da espécie.
Padre que realiza obras comunitárias \u2013 65 anos
O Padre não será levado, porque mesmo podendo ser útil nas questões de trabalhos sociais, por estar com uma idade acima dos demais, e pela questão do celibato, que prejudicaria a perpetuação da espécie.
Fazendeiro rico casado com Secretaria Executiva (38 anos): 
O Fazendeiro não será levado, porque ele é casado e teria que deixar sua esposa e pelo problema de ser fumante inveterado o que afetaria a qualidade de vida e a sustentabilidade do novo planeta.
Secretaria Executiva, casada com o fazendeiro, portadora de \u201cbulimia\u201d e \u201canorexia\u201d