SISTEMA-MUSCULAR-2014.pdf
68 pág.

SISTEMA-MUSCULAR-2014.pdf


DisciplinaNutrição Básica I21 materiais96 seguidores
Pré-visualização2 páginas
SISTEMA MUSCULAR
Profª Fabíola Alves dos Reis
2014
\u2022 Diferenciar os tipos de músculos.
\u2022 Conhecer as estruturas micro e macroscópicas dos músculos.
\u2022 Conceituar: estados de contração e de relaxamento, tônus 
muscular e contrações isotônica e isométrica.
\u2022 Conhecer algumas condições de importância clínica.
\u2022 Distinguir os tipos de fixações (cabeça e inserção).
\u2022 Conceituar músculos agonista, antagonista, sinergista e fixadores.
\u2022 Nomear alguns músculos do corpo humano.
\u2022OBJETIVOS
SISTEMA MUSCULAR
\u2022 CONCEITO
FUNÇÕES DO TECIDO MUSCULAR
\u2022 Movimento do corpo
\u2022 Movimento de substâncias
\u2022 Estabilização, postura
\u2022 Regulação do volume dos órgãos
\u2022 Produção de calor
CARACTERÍSTICAS DO TECIDO MUSCULAR
- Excitabilidade
- Contractilidade
- Extensibilidade
- Elasticidade
SISTEMA MUSCULAR
\u2022ORIGEM EMBRIOLÓGICA
\u2022 GENERALIDADES
 - Peso
 - Número (501-650) *Sappey
 - Localização (situação)
LOCALIZAÇÃO ANATÔMICA
CLASSIFICAÇÃO ANATÔMICA E FUNCIONAL
\u2022Tecido 
Muscular 
Estriado Não 
Cardíaco
\u2022Tecido 
Muscular 
Estriado 
Cardíaco
\u2022Tecido 
Muscular 
Liso
OUTRAS PARÂMETROS DE CLASSIFICAÇÃO
Quanto à:
\u2022 Cor
\u2022 Velocidade de Contração
\u2022 Resistência à Fadiga
 
MÚSCULO ESTRIADO 
ESQUELÉTICO
CONSTITUIÇÃO HISTOLÓGICA:
MIÓCITOS E MIOFIBRILAS
 MÚSCULO \ufffd FEIXES FIBRAS (FASCÍCULOS)
 INÚMEROS 
MIOFILAMENTOS
 CÉLULAS (Miócitos) CURTAS OU LONGAS 
 INÚMERAS 
MIOFIBRILAS
 FINOS GROSSOS
PROTEÍNAS CONTRÁCTEIS
PROTEÍNAS 
CONTRÁCTEIS ACTINA.
 TROPOMIOSINA
 TROPONINA
 MIOSINA
 SE ORGANIZAM PARA FORMAR OS SARCÔMEROS
Formado por
São constituídos por
São constituídos por
possuem
TipoTipo
JUNÇÃO NEUROMUSCULAR
PLACA MOTORA
\u202260% das fibras são motoras e 
\u202240% são sensitivas
PONTO MOTOR
VASCULARIZAÇÃO ENVOLTÓRIOS
\u2022 Artéria Principal (M. Bíceps Braquial)
\u2022 Rede Anastomótica (M. Adutor Magno)
\u2022 Ramos Colaterais (pele, lig., nervo)
FÁSCIA
\u2022 separa os músculos (profunda).
\u2022 fixação dos mm. nas origens e inserções.
\u2022 bainha elástica de contenção para os músculos (retináculos).
\u2022 bainha fibrosa para os tendões.
\u2022 via de passagem de vasos e nervos (bainha neurovascular).
\u2022 permite deslizamento de um estrutura sobre outra.
\u2022 separação dos músculos em compartimentos (septos intermusculares \u2013 
profunda).
\u2022 pode limitar secreções (pus) e controlar a sua difusão.
\u2022 tem inervação: percepção cinestésica e também mecânica.
\u2022 pode ser utilizada para reparar defeitos tendíneos, aponeuróticos, etc.
FÁSCIAS
FÁSCIAS
Fáscia Muscular
COMPARTIMENTOS MUSCULARES
Secção Transversal \u2013 Membro Inferior
CA
CM
CP
CA
CL
CP
VENTRE E FIXAÇÕES (CABEÇA E INSERÇÃO)
Aponeurose
Ventre muscular
COMPONENTES ANATÔMICOS
FIXAÇÕES DOS MÚSCULOS ESQUELÉTICOS
Tendões e Aponeuroses
- Origem (cabeça) \u2192 Ponto Fixo - Proximal
- Inserção (cauda) \u2192 Ponto Móvel - Distal
Inserção
Ponto Móvel
Cabeça
(origem)
Ponto Fixo
\u2022Fibras longitudinais/Fusiforme \u2192 Amplitude
\u2022Fibras oblíquas/Fusiforme \u2192 Força
FORMA DOS MÚSCULOS ESTRIADOS ESQUELÉTICOS
\u2022 M. Fusiforme
\u2022 Mm. Plano, Reto, Triangular e Quadrado
\u2022 M. Biventre
\u2022 Mm. Bíceps, Tríceps e Quadríceps
\u2022 Mm. Unipenado (semipenado), Penado 
(bipenado) e Multipenado
\u2022 M. Esfíncter
Intersecção 
Tendínea
CLASSIFICAÇÃO DOS MÚSCULOS 
ESQUELÉTICOS 
. Disposição das fibras:
A- Fibras paralelas em relação ao tendão
Longos Largos ou Planos
. Disposição das fibras:
B- Fibras oblíquas em relação ao 
tendão
\u2022 Músculos Peniformes
 Unipenado Penado ou Bipenado
Multipenado
. Número de tendões de origem - cabeça:
Bíceps Tríceps Quadríceps
. Número de tendões de inserção:
Bicaudado Policaudado
. Número de ventres musculares:
Digástrico
Poligástrico
Intersecções tendíneas
. Direção das fibras musculares:
Reto Transverso Oblíquo
. Topografia
Superficiais Profundos
M. Gastrocnêmio
M. Sóleo
NOMENCLATURA DOS MÚSCULOS
- Tamanho
- Forma
- Localização
- Origem e inserção
- Forma e tamanho
- Ação ou Ação Específica
- Ação e Forma
Nomenclatura
 MÚSCULOS ESTRIADOS ESQUELÉTICOS
\u2022 Mm. Abdutor e Adutor
\u2022 Mm. Flexor e Extensor
\u2022 Mm Rotador
\u2022 Mm Pronador e Supinador
\u2022 M. Oponente
\u2022 M. Dilatador
MÚSCULOS ESTRIADOS 
ESQUELÉTICOS
\u2022Cutâneos
\u2022Esqueléticos
ESTRUTURAS ANEXAS
\u2022 RETINÁCULO ( EXTENSORES (RE) - FLEXORES (RF))
\u2022 BAINHAS SINOVIAIS (BS)
RF
RE
RF
Bainha Sinovial
CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL
AÇÕES MUSCULARES
- Agonista \u2192 principal responsável
- Antagonista \u2192 opõem-se à ação dos agonistas
-Sinergista \u2192 auxiliam os agonistas
-Fixadores \u2192 estabilizam ossos e articulações para 
ação do agonista
AÇÕES MUSCULARES
\u2022 AGONISTA
\u2022 ANTAGONISTA
\u2022 SINERGISTA
\u2022 FIXADORES
M. Bíceps Braquial
M. Tríceps 
Braquial
M. Tríceps 
Braquial
M. Bíceps 
Braquial
ESTADO DE CONTRAÇÃO / RELAXAMENTO (TÔNUS)
\u201ca resistência sentida quando uma parte do corpo é movida passivamente\u201d
\u201cum processo inconsciente que mantém os músculos preparados para entrar 
em ação\u201d
\u201cestado de tensão elástica (contração ligeira) que apresenta o músculo em 
repouso\u201d 
\u201cpermite iniciar a contração rapidamente após o impulso\u201d
TIPOS DE CONTRAÇÃO
- Isotônica \u2192 músculo encurta, puxando outra 
estrutura, produzindo um movimento
- Isométrica \u2192 há encurtamento mínimo do 
músculo, porém não resulta em movimento 
CONTRAÇÃO MUSCULAR PASSO A PASSO
\u2022http://www.youtube.com/watch?
v=mcw6WDuU6Ww 
\u2022http://www.youtube.com/watch?v=Klq_6JaTBBs 
\u2022http://www.youtube.com/watch?v=UNQwzkjrjN0 
VÍDEOS DE AULAS \u2013 SISTEMA MUSCULAR
(inglês)
\u2022CONTRATURAS
\u2022ESTIRAMENTOS Lesão do M. Quadríceps
Algumas Condições de importância Clínica
\u2022MIASTEMIA \u2022é uma doença auto-imune caracterizada pelo funcionamento 
anormal da junção 
neuromuscular.
\u2022FIBROMIALGIA \u2022doença crônica caracterizada por dor e rigidez muscular, em 
tendões e articulações . 
\u2022DISTROFIA \u2022mais de 30 doenças genéticas que causam fraqueza progressiva 
e degeneração dos músculos 
esqueléticos.
Algumas Condições de importância Clínica
\u2022Doença sistêmica inflamatória; 
autoimune; sinovite crônica, 
erosiva, que leva a perda de 
massa muscular (sarcopenia).
\u2022ARTRITE REUMATÓIDE
MÚSCULOS DA CABEÇA
MASTIGADORES
MÚSCULOS DA CABEÇA
(FACE - Cutâneos)
MÚSCULOS DO PESCOÇO
Vista Lateral Vista Posterior
MÚSCULOS DO DORSO
\u2022 M. TRAPÉZIO
MÚSCULOS DO DORSO
\u2022M. LATISSIMO DO DORSO
MÚSCULOS PRÓPRIOS DO DORSO
M. ERETOR DA ESPINHA:
\u2022M. ILIOCOSTAL
\u2022M. LONGUÍSSIMO
\u2022M. ESPINHAL
MÚSCULOS DO TÓRAX
\u2022 M. PEITORAL MAIOR
\u2022M. PEITORAL MENOR
\u2022MÚSCULOS DO TÓRAX
(Esternais)
\u2022MÚSCULOS DO TÓRAX
 (Profundos)
Centro Tendíneo
Vista Superior Vista Inferior
Superior
Inferior
Parte 
Esternal
Parte 
Lombar
Par
te C
osta
l Parte Costal
Pilar 
Esquerdo
Pilar 
Direito
MÚSCULOS DO ABDOME
(PAREDE ABDOMINAL)
(Peça do Laboratório de Anatomia - UNIVALE)
\u2022Vista Anterior do Abdome
\u2022Parede posterior do Abdome
1
2
3
4
1
2
3
4
1
2
3
4
\u2022 M. LEVANTADOR DO ÂNUS
\u2022 M. COCCÍGEO
PAREDES DA PELVE
MÚSCULOS DO MEMBRO SUPERIOR
\u2022M. DELTÓIDE
Parte Acromial
Parte Clavicular
Parte Espinhal
BRAÇO
\u2022 M. CÓRACOBRAQUIAL
\u2022 M. BÍCEPS DO BRAÇO
\u2022 M. BRAQUIAL
\u2022 M. TRÍCEPS DO BRAÇO
MÚSCULOS DO MEMBRO 
SUPERIOR
\u2022BRAÇO DIREITO - VISTA ANTERIOR
\u2022BRAÇO DIREITO \u2013 VISTA POSTERIOR
MÚSCULOS DO MEMBRO SUPERIOR
\u2022 PRONADOR REDONDO
\u2022 FLEXOR RADIAL DO CARPO
\u2022 PALMAR LONGO
\u2022 FLEXOR ULNAR DO CARPO
\u2022 FLEXOR SUPERFICIAL DOS DEDOS
\u2022 FLEXOR PROFUNDO DOS