AV 2014.3 - CULTURA BRASILEIRA
4 pág.

AV 2014.3 - CULTURA BRASILEIRA


DisciplinaCultura Brasileira1.204 materiais21.712 seguidores
Pré-visualização2 páginas
1a Questão (Ref.: 201202188787)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	Durante o Modernismo Brasileiro, Movimento de renovação da arte, literatura e cultura no Brasil, iniciado em 1922, houve uma grande discussão sobre as relações entre o popular e o erudito na formação da cultura brasileira. Qual dos autores citados abaixo, fundador do Modernismo, se encontra neste período e discute com propriedade estas questões,  e ainda:
-  qual o romance ou epopeia de sua autoria, nos anos 30?
-  que  temas e  linguagem popular do Brasil migram para dentro da Literatura
erudita?
		
	
	José de Alencar - Iracema
	
	Jorge Amado -  capitães de Areia.
	
	Machado de Assis - Dom Casmurro.
	
	Lima Barreto - Triste fim de Policarpo Quaresma
	 
	Mário de Andrade  -  Macunaíma
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201202674230)
	Pontos: 0,0  / 0,5
	Dentro do modelo da Canção do Exílio e suas versões, assinale o verso que faz uma referência crítica a exclusão social e racial dos escravos após a abolição de 1888, corroborando o chamado Mito da democracia racial no Brasil:
		
	
	Minha terra tem macieiras da Califórnia onde cantam gaturamos de Veneza (Murilo Mendes)
	 
	Minha terra tem palmares onde gorjeia o mar (Oswald de Andrade)
	
	Minha terra tem palmeiras onde canta o tico-tico (Cacaso)
	
	Minha amada tem palmeiras onde cantam passarinhos (Ferreira Gullar)
	 
	Minha terra tem palmeiras onde canta o sabiá (Gonçalves Dias)
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201202674151)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	Sobre a importante difusão e valorização da cultura popular no Brasil ocorrida a partir do modernismo, podemos destacar o papel determinante dos seguintes intelectuais e artistas, a exceção de:
		
	
	Heitor Villa Lobos
	
	Luiz da Câmara Cascudo
	
	Gilberto Freyre
	 
	Olavo Bilac
	
	Mário de Andrade
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201202117592)
	Pontos: 0,0  / 0,5
	Dentre as opções abaixo sinalize a melhor que define identidade cultural:
		
	 
	conjunto vivo de relações sociais e patrimônios simbólicos historicamente compartilhados que estabelece uma comunhão de valores entre os membros de uma sociedade.
	 
	conjunto dos valores materiais e espirituais criados pela humanidade, no curso de sua história, os quais congregam múltiplas perspectivas.
	
	é uma configuração simbólica de caráter geral, a qual abrange todas as representações culturais vigentes, bem como as múltiplas manifestações nelas construídas.
	
	é um tipo de manifestação cultural implantado pelo colonizador português durante o período colonial, caracterizado pela importação de bens culturais e pelo transplante de ideias.
	
	processo pelo qual duas ou mais culturas diferentes, em contato contínuo, originam mudanças importantes numa delas ou em ambas.
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201202117582)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	O colonizador, em razão do seu domínio, impôs ao Brasil os padrões socioculturais europeus. Além disso, desprezou ao máximo os legados do índio e do negro, considerando-os contribuições de classes inferiores. Esse comportamento pode ser classificado como:
		
	 
	etnocentrismo
	
	multicultural
	
	pluralidade cultural
	
	etnocentrismo e relativismo
	
	globalização
	
	
	 6a Questão (Ref.: 201202114098)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	O conceito de luso-tropicalismo:
		
	
	Surge na década de 60, como resultado de experimentações na área da música e da poesia, no eixo Rio de Janeiro - São Paulo, e tem como nome mais expressivo Caetano Veloso.
	
	Emerge na obra de Gilberto Freyre e faz uma crítica feroz à miscigenação racial e cultural derivada do choque entre os ameríndios e os portugueses.
	 
	Foi cunhado por Gilberto Freyre e discute as possíveis interações entre a cultura portuguesa e a sua adaptação às vivências em regiões tropicais.
	
	Aborda a adaptação da poesia portuguesa à estética brasileira, entre as décadas de 50 e 60, momento em que esteve em evidência no contexto acadêmico.
	
	Diz rspeito ao encontro e à transformação da intelectualidade europeia, frente à nova safra de interpretações sobre o processo de colonização surgidas na década de 40.
	
	
	 7a Questão (Ref.: 201202114133)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	o processo de GLOBALIZAÇÃO:
		
	
	Consegue manter de forma intacta as identidades locais, mesmo num contexto interconectado e sem fronteiras.
	 
	Articula uma nova relação entre o global e o local, podendo produzir novas identificações entre os dois níveis.
	 
	Exclui qualquer identidade local, em favor de um mundo sem fronteiras, no qual há constantes trocas culturais.
	
	Propõe a total oposição entre o global e o local, preponderando o último sobre o primeiro.
	
	Propõe a total oposição entre o local e o global, preponderando o primeiro sobre o último.
	
	
	 8a Questão (Ref.: 201202665716)
	Pontos: 0,0  / 0,5
	As circunstâncias históricas da colonização cunharam formas de coexistência e adaptação entre as classes formadoras da etnia brasileira. Sobre esta afirmação podemos dizer que durante o Período Colonial éramos formados pelos:
 
 
		
	
	Índios, escravos libertos e portugueses que vieram tentar a vida como comerciantes.
 
	
	Índios, escravos libertos e portugueses prisioneiros, militares, religiosos ou aventureiros.
 
	 
	Índios, escravos africanos e portugueses prisioneiros, militares, religiosos ou aventureiros.
 
	 
	Índios, escravos africanos e portugueses que vieram tentar a vida como comerciantes.
	
	Índios, escravos nascidos no Brasil e portugueses que vieram tentar a vida como comerciantes.
 
	
	
	 9a Questão (Ref.: 201202230276)
	Pontos: 0,0  / 1,5
	Considere a frase: "Não creio que a cultura francesa ou alemã sejam superiores à brasileira. Você acha que há alguma coisa superior a nossa música popular". Segundo Marilena Chauí, esse tipo de afirmação seria contraditório à luz do pensamento que separa a Cultura Popular da Cultura Erudita. Por que?
		
	
Resposta: É contraditório por que não existe uma cultura melhor que a outra, toda cultura é popular pois é inerente ao ser humano em toda sociedade.
	
Gabarito:
Seria uma contradição à luz desse pensamento, pois como poderia  haver cultura popular (a música brasileira), se o popular é inculto?
	
Fundamentação do(a) Professor(a): Ver gabarito
	
	
	 10a Questão (Ref.: 201202144292)
	Pontos: 0,5  / 1,5
	Samba do Quilombo
Lenine
Saiu do congo num navio negreiro
Baixou no litoral
Batuque banzo no chão do terreiro
Pra suportar o mal
Correu, fugiu, sofreu, sumiu e subiu o morro
E o horizonte era o fundo do quintal...
Os atabaques gritam na macumba
No tom dos ancestrais
Na voz do blue, no rebolado da rumba
Tem nego por detrás
Vem invadindo todas as fronteiras da história
Rumo ao futuro, em pleno temporal
Minha terra tem palmares onde Zumbi foi eleito
E os negros que lá quilombaram sambavam do mesmo jeito
Mas a negada é pau pra toda obra
E é de decidir
Quem sabe samba e quem não samba sobra
Ou paga pra assistir
Pela avenida foi-se o suor da nega
Mão nas cadeiras, fazendo um carnaval
Minha terra tem palmares onde Zumbi foi eleito
E os negros que lá quilombaram sambavam do mesmo jeito
 Como os negros brasileiros são representados na música de Lenine?
 
		
	
Resposta: Os negros brasileiros são retratados como pessoas que apesar da vida difícil e muito sofrida, criam formas e encontram forças para se alegrar, e continuavam a praticar a cultura e os costumes de seus ancestrais no nosso país, contribuindo para a rica e miscigenada cultura brasileira, sempre superando as adversidades do dia a dia sendo "pau pra toda obra".
	
Gabarito: A música caracteriza o negro, em todos os períodos históricos:" Batuque banzo no chão do terreiro
Luiziano
Luiziano fez um comentário
o
0 aprovações
Carregar mais