A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
23 pág.
QUESTÕES DE PROCESSO DE TRABALHO EM S. S I

Pré-visualização | Página 3 de 5

do Terceiro Mundo. O autor destaca como consequência dessas transformações:
A expansão sem precedentes do desemprego estrutural.
O processo de reestruturação produtiva determina novas formas de domínio do capital sobre o trabalho, fazendo surgir uma nova relação entre exclusão/inclusão dos trabalhadores na economia. Segundo Motta, as novas formas de inclusão do trabalhador na economia têm como principais características:
Insegurança e desproteção do trabalho.
No bojo do processo de reestruturação produtiva, em que se incluem as transformações nos processos de trabalho é fundamental para os interesses do grande capital:
Trabalhadores dóceis, incompetentes e improdutivos.
Segundo Antunes, a vida humana começa quando:
Quando os homens começam a trabalhar.
Na fase embrionária do capitalismo, o trabalhador ainda tinha uma certa proximidade com o que produzia. Podia pôr em prática suas habilidades na produção; podia ainda fazer valer o trabalho enquanto práxis, como já estudado na primeira aula desta disciplina. Com o avanço tecnológico, na medida em que a produção vai se tornando cada vez mais fragmentada, os trabalhadores vão se perdendo na produção, ou melhor, passam a não se reconhecerem no que produziram. Comente:
Gabarito: Em outras palavras, com a fragmentação, o trabalhador não consegue ter uma visão do processo de produção em sua totalidade. A esta dificuldade acresce-se o fato de que não é ele que possui os meios de produção, portanto o resultado do seu trabalho não lhe pertence.
O fenômeno da reestruturação produtiva se inscreve na reordenação política, social e econômica do novo estágio do capitalismo, onde se estrutura um novo regime de acumulação denominado "acumulação flexível", que significa:
A flexibilidade dos processos de trabalho, dos mercados de trabalho, dos produtos e dos padrões de consumo.
Um dos fatores essenciais sobre os quais se assenta o processo de reestruturação produtiva atualmente em curso nos países capitalistas é: 
A. a universalização do emprego 
B. o fortalecimento das empresas públicas 
C. a adoção de novas tecnologias 
D. a expansão do gasto social 
E. a reafirmação do Estado Nacional 
Assinale a opção que expressa uma das mudanças no mercado de trabalho do assistente social, a partir das alterações do padrão de produção mundial contemporâneo.
Polivalência, terceirização, subcontratação, queda de padrão salarial, ampliação de contratos de trabalho temporários e desempregos são dimensões constitutivas do perfil atual do assistente social
Práxis pode ser entendida como uma atividade real de transformação do mundo e não apenas como práxis teórica (VAZQUEZ, 2007). Disso podemos concluir que se em toda práxis há :
Trabalho	.
Sobre o impacto do processo de reestruturação produtiva em relação ao trabalho do assistente social, é correto afirmar que:
Alteraram as formas de sua contratação, mas não produziram qualquer impacto sobre as suas funções;
O projeto profissional beneficia-se tanto da socialização da política conquistada pelas classes trabalhadoras quanto dos avanços de ordem teórico-metodológica, ética e política acumulados no universo do Serviço Social a partir da:
Década de 30.
Marque a alternativa correta a respeito do trabalho.
É o momento que marca a desvinculação do homem da natureza.
No livro “O Dezoito Brumário” de Louis Bonaparte, de Karl Marx, há uma passagem em que ele afirma que "os homens fazem a sua própria história, mas não a fazem como querem; não a fazem como sob circunstâncias de sua escolha, mas sim sob aquelas com que se defrontam diretamente, legadas e transmitidas do passado" (MARX, 1852, P. 1). O que o autor quer dizer?
Gabarito: Ele quer dizer que os homens são sujeitos da história, mas não conseguem determiná-la porque não detêm o controle dos elementos que determinam as suas circunstâncias. Parte destes elementos e/ou circunstâncias é herdada de seus antecessores (do passado).
O taylorismo foi um modo de organizar a produção cujo objetivo era potencializar ao máximo a capacidade produtiva do trabalhador através de um rigoroso controle do ritmo, dos gestos e do tempo do trabalhador. Qual é a idéia central de um sistema de organização como este?
Gabarito: Realizar, ao máximo, a divisão (especialização) das atividades para potencializar a produção do trabalho sob controle da gestão.
Segundo Marilda Iamamoto, existem três elementos básicos, porém fundamentais do trabalho humano. Qual das alternativas abaixo representa o primeiro elemento (Produção Teológica).
A capacidade que o homem tem
O sistema capitalista viveu no pós Segunda Guerra Mundial um período marcado pelo crescimento econômico e pelo ¿pacto¿ (de certa forma) com a classe trabalhadora. Foi o período que se estendeu de 1945 a 1969. Do ponto de vista econômico, esse período ficou conhecido como:
Anos de ouro
Nos anos 80 ocorre um giro da vinculação sóciopolítica do Serviço Social. São expressões dessa vinculação:
O código de ética de 1986 e 1993; a lei de regulamentação da profissão e as Diretrizes curriculares da ABEPSS
Discutindo o processo de reestruturação produtiva em conjunturas de crise, considera-se que tal processo requer:
A reorganização do papel das forças produtivas na recomposição do ciclo de reprodução do capital, tanto na esfera da produção como na das relações sociais.
Uma relação social definida, estabelecida entre os homens, assume a formas fantasmagórica de uma relação entre coisas. (MARX, 2011, p. 94). Considerando-se a afirmação de Marx, pode-se dizer:
O texto se refere ao fetichismo da mercadoria, que consiste na relação entre coisas se sobrepondo à relação social entre os homens e seus trabalhos.
Quando o processo de trabalho encontra-se sob o controle do capitalista (é assim no sistema capitalista), o homem trabalhador:
Perde o domínio da totalidade do processo de produção.
O toyotismo foi o caminho utilizado para consolidação do capitalismo monopolista no Japão. Esse modo de organização da produção foi criado na fábrica Toyota e é considerado até os dias atuais a experiência mais expressiva da lógica da:
Flexibilização.
Identifique as principais características da crise da década de 1970:
Gabarito: Foi no período entre1960 e 1970, que as economias industrializadas começaram a mostrar alguns indícios de esgotamento e maior declínio do crescimento econômico. Estas economias vinham de um extenso período de crescimento baseado no modo de organização da produção taylorista/fordista e do padrão de regulação keynesiano. A crise que eclode nos meados dos anos 1970 acaba colocando em xeque a organização do modo de produção até então hegemônico. É um momento em que a economia mundial encontra-se estagnada, com altos índices inflacionários e algumas modificações na distribuição do poder no cenário mundial.
Segundo Yazbek, no que diz respeito as transformações das relações de trabalho, são diversas as manifestações da "nova questão social". Qual das alternativas abaixo é considerada a mais visível?
Desemprego
Por que o trabalho é um elemento constitutivo do processo de trabalho?
Gabarito: Sem trabalho não há produção de valor de uso. É através dele que o homem pode transformar as coisas (natureza/matéria-prima). Sendo assim, seguimos para o segundo elemento constitutivo dos processos de trabalho. 
Um dos maiores desafios, na atualidade, para o assistente social é desenvolver sua capacidade de decifrar a realidade e construir propostas de trabalho criativas e capazes de preservar e efetivar:
Os direitos dos usuários.
A posição central ocupada pela técnica é fundamental para explicar a atual fase do capitalismo em que se insere o pós-fordismo. Essa nova forma de organização da produção promove o seguinte conjunto de consequências: 
Crescente terceirização das atividades de apoio à produção e distribuição; elevados níveis de concentração de capitais com formação de conglomerados
O processo de Reestruturação Produtiva, ao trazer profundas modificações no universo do trabalho, instiga o Serviço Social a ocupar novos espaços

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.