A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
AV 01

Pré-visualização | Página 1 de 2

REDAÇÃO DE DOCUMENTOS TÉCNICOS 
	
	Avaiação Parcial: SDE0612_SM_201701155443 V.1 
	  
	Aluno(a): ROSILENE QUEIROZ DE LIMA
	Matrícula: 201701155443 
	Acertos: 10,0 de 10,0
	Data: 03/10/2017 20:41:07 (Finalizada)
	
	 1a Questão (Ref.: 201701819411)
	1a sem.: O ato e os elementos da comunicação e a língua portuguesa
	Acerto: 1,0  / 1,0 
	No trecho:
Quando alguém começa a falar , sabemos se é de São Paulo, gaúcho, carioca ou
português.
Então, o autor faz referência a um tipo de variação linguística expressa na variedade:
		
	
	coloquial.
	
	histórica.
	
	profissional.
	
	geográfica.
	
	sociocultural.
		
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201701294944)
	1a sem.: O ato e os elementos da Comunicação e a Língua Portuguesa
	Acerto: 1,0  / 1,0 
	São elementos de comunicação todos aqueles que compõem o ato de comunicação. A saber:
		
	
	Emissor / receptor / coerência / coesão / lexical / referencial.
	
	Emissor / receptor / mensagem / meio / referencial / coerência;
	
	Emissor / receptor / coesão / lexical / referencial / apelativa;
	
	Emissor / receptor / mensagem / canal de comunicação / código / referente;
	
	Emissor / receptor / fática / metalinguística / conativa / apelativa;
			
	
	
		 3a Questão (Ref.: 201701794075)
	2a sem.: O ATO DE NARRAR, DE DESCREVER E DE DISSERTAR
	Acerto: 1,0  / 1,0 
	
	
		Leia os textos abaixo:
I [...] Nunca pude entender a conversação que tive com uma senhora, há muitos anos, contava eu dezessete, ela trinta. Era noite de Natal. Havendo ajustado com um vizinho irmos à missa do galo, preferi não dormir; combinei que eu iria acordá-lo à meia-noite.  A casa em que eu estava hospedado era a do escrivão Meneses, que fora casado, em primeiras núpcias, com uma de minhas primas A segunda mulher, Conceição, e a mãe desta acolheram-me bem quando vim de Mangaratiba para o Rio de Janeiro, meses antes, a estudar preparatórios. Vivia tranquilo, naquela casa assobradada da Rua do Senado, com os meus livros, poucas relações, alguns passeios. (Missa  do Galo de  Machado de Assis).
II [...] O Planalto Central do Brasil desce, nos litorais do Sul, em escarpas inteiriças, altas e abruptas. Assoberba os mares; e desata-se em chapadões nivelados pelos visos das cordilheiras marítimas, distendidas do Rio Grande a Minas. Mas ao derivar para as terras setentrionais diminui gradualmente de altitude, ao mesmo tempo que descamba para a costa oriental em andares, ou repetidos socalcos, que o despem da primitiva grandeza afastando-o consideravelmente para o interior.  Cap.I. Preliminares - Os sertões  de Euclides da Cunha.
Entendemos que os gêneros textuais aqui expostos são:
		
	
	Dissertação e descrição respectivamente.
	
	Descrição e argumentação respectivamente.
	
	Narração e dissertação respectivamente.
	
	Narração e descrição respectivamente. 
	
	Descrição e narração respectivamente.
			
	
	 4a Questão (Ref.: 201701909026)
	2a sem.: AS TIPOLOGIAS TEXTUAIS
	Acerto: 1,0  / 1,0 
	Marque a opção que melhor completa a ideia do parágrafo abaixo:
A narração caracteriza-se como um relato organizado de acontecimentos reais ou possíveis. Em primeiro lugar, torna-se imperioso dar movimento aos fatos, manter aceso o interesse do leitor, expor os acontecimentos com rapidez, relatando-se apenas o que é
		
	
	significativo.
	
	improvável.
	
	subjetivo.
	
	impossível.
	
	insignificativo.
		
	
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201701411199)
	3a sem.: O ATO DE ESCREVER UM TEXTO. ELEMENTOS PARA UM BOM TEXTO I
	Acerto: 1,0  / 1,0 
	Relacionar alguma coisa é ligar, vincular, referir-se a algo que está explícito ou implícito no texto ou nas ideias que ele desenvolve. A relação é o que vai justificar a colocação da informação no texto. O grau de relação da importância da informação com o assunto abordado no texto deve ser esquematicamente organizado antes do texto e dentro dele. Ou seja, as informações mais importantes devem vir primeiro que as menos importantes. Assim, o texto se torna mais focado e as informações não se perdem na estrutura. Para ser um bom texto, ele deve ter algumas características importantes: 
		
	
	formalidade, informalidade e concisão
	
	objetividade, ideias e formalidade
	
	clareza, ideias e informalidade
	
	concisão, objetividade e clareza
	
	clareza, informalidade e concisão
		
	
	
	 6a Questão (Ref.: 201701294972)
	3a sem.: O ato de escrever um texto. Elementos para um bom texto I
	Acerto: 1,0  / 1,0 
	Quando escrevemos um texto devemos buscar ser suficientes para o leitor não ter que depender:
		
	
	Do escritor ou leitor próximo dele para explicar-lhe o que escreveu.
	
	Do escritor ou redator próximo dele para explicar-lhe o que escreveu;
	
	Do escritor ou interlocutor próximo dele para explicar-lhe o que escreveu;
	
	Do escritor ou mensageiro próximo dele para explicar-lhe o que escreveu;
	
	Do escritor ou falante próximo dele para explicar-lhe o que escreveu;
		
		 7a Questão (Ref.: 201701819418)
	4a sem.: Elementos para um bom texto II
	Acerto: 1,0  / 1,0 
	
	No texto:
E aí, caral! Tu vai p ksa do Paulin jogar hj?
Si fo, chama o kbça tbm q ele disse q keria ir.
Vlw, muleq! Ric@rdo.
Retirado do Orkut de um adolescente encontramos um exemplo de linguagem que 
		
	
	pode ser considerada culta. 
	
	é apropriada para correspondência oficial.
	
	é apropriada para qualquer tipo de mensagem.
	
	está apropriada para uma mensagem informal.
	
	pode ser usada em trabalhos escolares.
		
	
	 8a Questão (Ref.: 201701909040)
	4a sem.: O ATO DE ESCREVER UM TEXTO. ELEMENTOS PARA UM BOM TEXTO I
	Acerto: 1,0  / 1,0 
	Para ser um bom texto, ele deve ter algumas características. São elas:
		
	
	Objetividade, Clareza, Ruído.
	
	Concisão, Ambíguo, Clareza.
	
	Clareza, Incoerência, Coesão.
	
	Objetividade, Prolixo, Clareza.
	
	Concisão, Objetividade, Clareza.
		
		
	 9a Questão (Ref.: 201701295039)
	5a sem.: O ato de narrar, de escrever e de dissertar
	Acerto: 1,0  / 1,0 
	Leia este trecho de um texto narrativo: ¿Eu tinha um alicate que só vendo, encabado de plástico amarelo, na escuridão fosforescia; de aço alemão legítimo; usei oito anos quase todo dia, foi meu companheiro em Ibitinga, Ilha Solteira e Salto Capivara. Se eu juntasse um metro de cada fio que cortei naquele alicate, tinha cobre pro resto da vida. Daí, quando você perde uma ferramenta que já usou muito, é o mesmo que perder um dedo. Foi quando eu trabalhava em Salto Capivara; era solteiro, não pensava em nada, a vida era uma coisa sem fim nem começo, eu achava que ser barrageiro era uma grande coisa. Só precisava assinar um papel, nunca esquecer de ter sempre um capacete na cabeça, bota de borracha no pé e o resto a Companhia dizia o que eu devia fazer. Terminando uma barragem, me mandavam pra outra e a vida ia sendo uma coisa sem fim nem começo.¿ (Domingos Pellegrini Jr. Amaiorpontedoμndo. In: O novo conto brasileiro. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985. p. 403). Ao escolher esta tipologia textual, o produtor do parágrafo acima objetivou: 
		
	
	expor ideias e a discussão das mesmas;
	
	empregar verbos e pronomes na terceira pessoa;
	
	analisar situações do cotidiano;
	
	descrever dados e informações importantes.
	
	apresentar fatos em sequência, numa relação de causa e efeito;
		Gabarito Comentado.
	Gabarito Comentado.
	
	
	 10a Questão (Ref.: 201701909019)
	5a sem.: AS TIPOLOGIAS TEXTUAIS
	Acerto: 1,0  / 1,0 
	Na narração existem várias técnicas que permitem captar a atenção do leitor, como:
1 - Escrever parágrafos curtos e sem muitos pormenores.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.