A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
CC 1 Estacio

Pré-visualização | Página 1 de 1

DIREITO EMPRESARIAL APLICADO II - CCJ0134 
Título 
Caso Concreto 1 
Descrição 
CASO CONCRETO: 
Fernando emitiu um título de crédito em favor de Renata, o qual circulou através de 
diversos endossos até o atual portador. Após o prazo de vencimento, o portador 
decidiu executar um dos endossantes, tendo em vista que o título não foi pago pelo 
devedor original. Todavia, ao ser executado, o endossante alegou em sua defesa que 
não poderia ser executado, haja vista que recebeu o título de um menor, o qual não 
teria capacidade civil, e o que tornaria nula a cadeia de endossos. Diante dessa 
situação hipotética, pergunta-se: 
 
a) Tem fundamento a defesa apresentada pelo endossante? 
 
Resposta: Não! Porque, trata-se de obrigações autônomas. Ao lançar sua assinatura 
no titulo o endossante vincula sua obrigação de pagar como garantidor, sendo que as 
obrigações são autônomas e independentes. 
 
b) Qual o princípio que pode ser aplicado no caso em tela? 
 
Resposta: Principio da autonomia, visto que, cada obrigação é autônoma em relação 
ás demais. 
 Principio da inoponibilidade, já que a relação pessoal com qualquer dos 
obrigados não pode ser alegada como defesa, art. 7 e 17 da lei 57663/66 (LUG) 
. 
QUESTÃO OBJETIVA 1: 
 
São princípios gerais dos títulos de crédito: 
 
a) literalidade, forma e causa. 
b) forma, causa e abstração. 
c) negociabilidade, anterioridade e literalidade. 
d) modelo, cártula e autonomia 
e) cartularidade, literalidade e autonomia 
 
 
QUESTÃO OBJETIVA 2: 
 
Quanto à classificação dos títulos de crédito, é incorreto afirmar: 
 
a) Quanto ao modelo, os títulos podem ser classificados como livres (letra de câmbio e 
nota promissória) e vinculados (cheque e duplicata). 
b) quanto à estrutura, os títulos se classificam como ordem de pagamento ou promessa 
de pagamento. 
c) como exemplo de ordem de pagamento, temos a letra de câmbio, e como promessa 
de pagamento a nota promissória. 
d) quanto às hipóteses de emissão, os títulos de créditos podem ser classificados em 
causais e não causais. 
e) todos os títulos de crédito existentes no Brasil podem ser considerados não causais, 
visto que não dependem de causa específica para serem emitidos.