DANOS PSICOLÓGICOS
7 pág.

DANOS PSICOLÓGICOS


DisciplinaRedação Técnica - Va5 materiais31 seguidores
Pré-visualização1 página
DANOS PSICOLÓGICOS 
Humanos do Rio Doce
\u201cEu achei que a gente fosse apenas recolher alguns animais em Bento Rodrigues, que o próprio canil da cidade ia comportar, mas essa não é a realidade.\u201d
\u201cO que essa lama trouxe foi tristeza para nós porque a barragem acabou com a nossa água. E a água para nós é sagrada. Ela é a nossa mãe e o nosso pai. É a nossa vida, a nossa cultura. Por isso eu chorei. Até hoje não posso nem lembrar que dói.\u201d
Dejanira Krenak, professora da tribo Krenak
\u201cEstou aqui desde as 9h da manhã na fila esperando água. Ai chegou um caminhão, foi embora e a gente está esperando outro doador. Não se sabe quando, só que vai chegar.\u201d
\u201cTem minha tia, que está tendo reação alérgica à água. Aí a prefeita e as autoridades dizem que a água está boa para beber. Eu não acho que a gente vai morrer amanhã bebendo essa água, só que o que vai acontecer daqui a três, cinco anos? Quem vai se responsabilizar por nós?\u201d
\u201cLá arrancou tudo, né? Acabou tudo. Não sobrou nada. Agora é esperar para ver o que vai acontecer. O Iago, meu filho, está tranquilo. É criança, né? Eles esquecem. Agora, a gente não esquece mais não. Isso fica na lembrança para o resto da vida...\u201d
\u2018\u2019O rio sempre esteve presente na vida dos Krenaks, com a pesca, os costumes e a nossa cultura. Por ser fonte de vida, nos dar peixe, caça, fazer parte da nossa História, da nossa música e nos dar força nos rituais, na parte religiosa. O povo Krenak está aqui desde antes da chegada dos invasores, em 1500. Sempre esteve nessa margem do rio.\u2019\u2019
Itamar Krenak, índio da tribo Krenak