Método da definição da cava final
14 pág.

Método da definição da cava final


DisciplinaProjeto de Mineração19 materiais270 seguidores
Pré-visualização1 página
Método da definição da cava final
maio
Métodos computacionais para a definição dos limites da cava
 Subdivide-se em dois grupos: técnicas de simulação e programação dinâmica
Simulação: Axelson, Pana (cones móveis), e Koenigsberg e Fairfield e Leigh
Programação dinâmica: Lerchs e Grossman, Johnson e sharp, Wilke e Wright, Shenggui e Starfield.
Métodos computacionais para a definição dos limites da cava
Entre os métodos citados destacam \u2013se:
A técnica dos cones móveis ou cone flutuantes
O algoritmo de Lerchs e Grossman (L&G).
Objetivos: otimização da cava final.
Maximizar a função beneficio/ definição da melhor cava.
Função benefício 
Para determinação do valor econômicos dos blocos, geralmente, define-se uma função benefício baseando-se em constantes e equações matemáticas. Essa função consiste em encontrar a melhor cava (otimizar/maximizar).
Deve ser considerar todas as restrições existentes. (ex: análise de estabilidade, método de lavra, áreas de proteção ambiental, etc)
Parâmetros da função benefício
VALOR ECONÔMICO DO BLOCO
Toda otimização de uma cava pretende maximizar o valor total da cava pelo maior período possível, sendo este o maior desafio do planejamento:
 Encontrar uma coleção de blocos que forneçam o valor máximo possível, observando-se as restrições impostas pelo projeto.
 Desta maneira o valor econômico de cada bloco é de fundamental importância no planejamento de lavra
Sequenciamento da lavra
(GLLP)
Selecionar uma geometria de lavra que maximize o valor econômico de um dado projeto de lavra de mina , com base em uma determinada reserva geológica e levando em consideração as condições de contorno geológico-geotécnicas, tecnológicas, econômicas, mercadológicas, ambientais e operacionais, além de outras que poderão existir em cada caso específico.
Planejamento de curto/médio/longo prazo
Entende-se por Planejamento da Lavra o projeto de evolução da mina compreendendo a previsão de meios e determinação dos custos inerentes a esta evolução. 
O planejamento de curto prazo engloba os planos de preparação da mina que visa programar os trabalhos a serem realizados antes de se iniciar a produção, além do plano de primeiro ano de produção que visa provar a viabilidade do programa de produção proposto e prever as necessidades para a construção deste, lembrando-se do plano referente ao segundo ano que pode ser um detalhamento necessário. 
O planejamento de médio prazo usualmente engloba os planos correspondentes ao 5º e 10º ano de produção, como medidas necessárias à visualização da evolução da lavra. 
O planejamento de longo prazo se faz com o objetivo de cubar a reserva tecnicamente lavrável, determinar a relação estéril/minério e definir os limites da cava final e pilhas de estéril.