Avaliação   Módulo 4
7 pág.

Avaliação Módulo 4


DisciplinaRealidade Brasileira, Cidadania e Direitos Humanos7 materiais40 seguidores
Pré-visualização2 páginas
21/01/2019 Avaliação - Módulo 4
https://mooc.escolavirtual.gov.br/mod/quiz/review.php?attempt=2825594 1/7
Painel / Meus cursos / Cidadania e Direitos Humanos / Módulo 4 - Participação
/ Avaliação - Módulo 4
Iniciado em segunda, 21 jan 2019, 12:59
Estado Finalizada
Concluída em segunda, 21 jan 2019, 13:10
Tempo empregado 10 minutos 58 segundos
Notas 5,00/5,00
Avaliar 10,00 de um máximo de 10,00(100%)
21/01/2019 Avaliação - Módulo 4
https://mooc.escolavirtual.gov.br/mod/quiz/review.php?attempt=2825594 2/7
Questão 1
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel
dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado
Democrático de Direito e tem como fundamentos: 
I - a soberania; 
 II - a cidadania; 
 III - a dignidade da pessoa humana; 
 IV - os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa; 
 V - o pluralismo político. 
 
Parágrafo único. Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio
de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta
Constituição.
(Constituição da República Federativa do Brasil. 55ª ed. São Paulo:
Saraiva, 2018) 
 
De acordo com o Art. 1, § 1 da Constituição Federal de1988, quais são
as formas de exercício do poder popular?
 
 
a. O povo exerce seu poder tanto por formas diretas quanto por
formas indiretas.  \ufffd
b. O povo exerce o poder diretamente em todos os casos, já que,
de acordo com a constituição brasileira, todo o poder emana do
povo.
c. Formas diretas, com ênfase na eleição de presidentes,
governadores, senadores, deputados e vereadores.
d. O povo não exerce diretamente o poder. Isso é uma atribuição
de nossos políticos.
e. Formas indiretas, tais como plebiscito e referendos.
Sua resposta está correta.
21/01/2019 Avaliação - Módulo 4
https://mooc.escolavirtual.gov.br/mod/quiz/review.php?attempt=2825594 3/7
Questão 2
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
O que se viu nos dias seguintes foi o espraiamento das manifestações
pelo país e a transformação de um movimento com uma demanda
especí\ufb01ca para manifestações de rua que reuniam demandas difusas
sobre temas gerais. Os assuntos que estavam relativamente em voga
no período imediatamente anterior às manifestações vieram à tona. A
denúncia à aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) no
37, que diminuía o poder investigativo do Ministério Público, organizou
a pauta difusa anticorrupção. A crítica à atuação do deputado Pastor
Marco Feliciano frente à Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos
Deputados e, logo após, ao projeto da chamada \u201ccura gay\u201d foi o tema
dos grupos ligados aos direitos humanos e ao movimento Lésbicas,
Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBTT). Provavelmente, o
único tema uni\ufb01cador das demandas foi a repulsa à Copa do Mundo (e
das Confederações) e à presença da Federação Internacional de Futebol
Associado (Fifa) no país. Também nesse caso havia uma pauta concreta,
construída com mais intensidade nos últimos meses, sobretudo
vinculada a ações de reforma urbana, contrária à política de remoção
de grupos vulneráveis justi\ufb01cada pelas obras referentes ao urbanismo
projetado para a Copa. As manifestações programadas para as cidades-
sede da Copa das Confederações formaram a base organizada dos
protestos, fundamentalmente opostos aos gastos excessivos na
(re)construção dos estádios \u2013 agora chamados \u201carenas\u201d \u2013 e reuniram
muito mais gente do que os mobilizados contra a remoção dos grupos
vulneráveis.
(Romão, Wagner. As manifestações de junho e os desa\ufb01os à
participação institucional. Boletim de Análise Político Institucional  n 4.
Rio de Janeiro: IPEA, 2013, p. 11-17.
O texto acima trata das principais demandas e motivações em torno
das grandes manifestações de rua que tiveram lugar no Brasil no mês
de Junho de 2013. Sobre os protestos e manifestações de rua é
correto dizer que:
 
 
a. As manifestações e protestos são formas indiretas de
participação, assim como as eleições.
b. As manifestações de junho de 2013 trataram, exclusivamente,
dos gastos em torno da copa do mundo de 2014.
c. As manifestações devem ser sempre controladas, para evitar a
participação de pessoas \ufb01liadas a partidos políticos.
d. As manifestações e protestos são sempre promovidos por
pessoas sem educação e sem respeito à ordem.
e. As manifestações podem re\ufb02etir insatisfações coletivas e
difusas em torno de determinadas pautas políticas e ações dos
governos. \ufffd
Sua resposta está correta.
Se interessou pelo texto? Pode ler a versão integral aqui.
 
21/01/2019 Avaliação - Módulo 4
https://mooc.escolavirtual.gov.br/mod/quiz/review.php?attempt=2825594 4/7
21/01/2019 Avaliação - Módulo 4
https://mooc.escolavirtual.gov.br/mod/quiz/review.php?attempt=2825594 5/7
Questão 3
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
 
Passados mais de 20 anos da consagração da participação cidadã na
formulação, na gestão e no controle de políticas públicas como
princípio constitucional no Brasil, as instituições participativas (IPs) \u2013
incluindo-se, aqui, experiências de orçamento participativo (OP),
conselhos gestores de políticas públicas, conferências e outras formas
institucionais de participação \u2013 se tornaram realidade inevitável para os
governantes de municípios brasileiros e parte fundamental do processo
de concepção, execução e controle de políticas públicas. (...) O número
de IPs no Brasil aumentou consideravelmente nas últimas décadas. Em
2001, mais de 90% dos municípios do país já possuíam conselhos nas
áreas de saúde e assistência social, além de expressiva cobertura em
áreas como a da criança e do adolescente e a da educação. Em anos
mais recentes, se identi\ufb01ca também a expansão expressiva de
conselhos em outras áreas de políticas públicas que não
necessariamente envolvem repasses de recursos aos municípios, como
política urbana, habitação, meio ambiente e cultura. Outra observação
importante, a partir dos dados para 2009, é o surgimento de conselhos
municipais em novas áreas de política pública, especialmente aquelas
associadas aos temas dos direitos humanos, como direitos da mulher,
do idoso, das pessoas com de\ufb01ciência e da juventude.
(Pires, Roberto, et al. Em busca de uma síntese: ambições comuns e
Abordagens diversi\ufb01cadas na avaliação da Efetividade das instituições
participativas. In: Efetividade das instituições participativas no Brasil:
estratégias de avaliação/organizador: Roberto Rocha C. Pires. Brasília:
Ipea, 2011.)
Sobre as Instituições participativas, é incorreto afirmar que:
 
 
a. As Instituições Participativas podem substituir formas de
participação social mais simples, como referendos e plebiscitos. \ufffd
As Instituições participativas devem atuar de forma
complementais às outras formas de participação.
b. As Instituições Participativas podem reduzir con\ufb02itos e
aumentar a con\ufb01ança entre membros dos governos e da população
em geral.
c. As Instituições Participativas podem incluir indivíduos e grupos
historicamente marginalizados na de\ufb01nição de políticas e ações dos
governos.
d. As Instituições Participativas se tornaram parte fundamental do
processo de concepção, execução e controle de políticas públicas
no Brasil.
e. As Instituições Participativas podem ampliar a capacidade de
ação do Estado, sobretudo em áreas onde a ação governamental é
falha ou inexistente.
Sua resposta está correta.
Se interessou pelo texto? Pode ler a versão integral aqui.
 
21/01/2019 Avaliação - Módulo 4
https://mooc.escolavirtual.gov.br/mod/quiz/review.php?attempt=2825594 6/7
Questão 4
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
As organizações civis desempenham funções e têm competências que a
burocracia não poderá substituir no curto e médio prazos, tais como
expertise, capilaridade, \ufb02exibilidade e engajamento nas políticas
mencionadas. Mas a burocracia pública é considerada indispensável à
implementação bem-sucedida