A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
110 pág.
8. Vidros.ppt [Modo de Compatibilidade]

Pré-visualização | Página 1 de 3

CONSTRUÇÃO CIVIL II - AIM0217 
Vidros
2019
Prof° Newton Chwartzmann 
newtonc@ufrgs.br 1
INTRODUÇÃO
O vidro pode ser definido como uma 
substância amorfa e fisicamente 
homogênea resultante da fusão e 
posterior solidificação (aumento contínuo 
de viscosidade) de uma mistura de 
materiais inorgânicos. 
As matérias-primas mais comuns utilizadas 
na sua fabricação são: sílica, barrilha, 
calcário e alumina.
2
INTRODUÇÃO
Não pode ser considerado um sólido nem 
um líquido e sim uma soma dos dois: um 
líquido super-resfriado.
Sua estrutura atômica é mais parecida com 
um arranjo aleatório de um líquido, o 
que ele realmente é.
Assim, em função da temperatura, o vidro 
pode passar a tomar aspectos: liquido, 
viscoso e frágil.
3
HISTÓRICO
Ele foi descoberto por Fenícios que ao fazerem 
uma fogueira (na beira da praia) utilizaram 
blocos de nitrato de sódio para segurar suas 
panelas.
O fogo, aliado à areia e a o nitrato de sódio, 
originou, pela primeira vez (5.000 A.C.) 
acredita-se, um líquido transparente, o vidro. 
4
HISTÓRICO
Por volta de 300 A.C. uma grande 
descoberta revolucionou o uso do vidro: o 
sopro.
Consiste em pegar uma pequena quantidade 
de vidro fundido com um tubo e soprar de 
forma a produzir uma bolha no interior da 
massa.
Mais de 2000 anos depois ainda se utiliza 
o princípio do sopro para moldar este 
material. 5
HISTÓRICO
6
HISTÓRICO
Por volta do ano 100 A.C. os Romanos 
iniciaram a produção de vidro por sopro 
dentro de moldes, aumentando em muito 
a possibilidade de fabricação em série das
manufaturas.
A partir de gotas retiradas da ponta dos 
tubos e soprada, passou-se a produzir 
outro tipo de vidro: os vidros planos.
7
HISTÓRICO
Os Romanos desenvolveram o uso do vidro
combinado com metais, como: ferro e o 
chumbo. Esse conhecimento foi fundamental 
para a arte dos vitrais.
8
HISTÓRICO
A partir dos séculos 19 e 20 a manufatura
vidreira dá lugar à grande indústria do 
vidro e a fabricação do vidro plano afirma-
se como segmento específico e importante. 
Inicialmente destacam-se a Inglaterra, a 
Alemanha e a Bélgica e depois os Estados 
Unidos, que já em 1900 assumem a 
condição de maior produtor mundial de vidro 
plano. 
9
VIDRO NO BRASIL
A fabricação do vidro no Brasil iniciou com 
as invasões holandesas (1624/35), em 
Olinda e Recife (PE), onde a primeira 
oficina de vidro foi montada por quatro 
artesões que acompanharam o príncipe 
Maurício de Nassau. 
A oficina fabricava vidros para janelas, 
copos e frascos e foi fechada com a saída 
dos holandeses.
10
VIDRO NO BRASIL
Em 1810, Francisco Ignácio da Siqueira Nobre 
inaugurou em Salvador a primeira 
produtora vidreira no Brasil, a Real Fábrica 
de Vidros da Bahia.
Em 1882, foi criada a segunda indústria 
brasileira de vidros, a Fábrica Esbérald –
Companhia Fábrica de Vidros e Crystaes, 
produtora de embalagens, no Rio de Janeiro. 
Em 1885 foi inaugurada em São Paulo a 
Companhia Vidraria Santa Marina. 11
VIDRO NO BRASIL
12
Fábrica Esbérard foi a primeira grande indústria de vidro 
nacional e sua especialidade era a produção de garrafas, 
frascos, copos e outros cristais.
VIDRO NO BRASIL
Em 1916 no Rio de Janeiro, foi fundada a 
empresa vidreira Cisper. 
Usando pioneiramente no Brasil as máquinas 
automáticas criadas nos Estados Unidos 
(aposentaram a velha técnica de sopro) 
Ela se tornou uma das maiores fabricantes 
de garrafas e copos de vidro do país, 
fornecendo principalmente para a indústria 
de cervejas e refrigerantes concentrada 
em São Paulo.
13
VIDRO NO BRASIL
Em 1933, Nadir e Morvan Dias de 
Figueiredodo, em São Paulo, inauguraram 
uma moderna indústria de copos e 
artigos de vidro. 
Com uma tecnologia bastante avançada 
para a época, a Nadir Figueiredo iniciou as 
operações produzindo um volume de 72 
mil copos por dia.
14
VIDRO NO BRASIL
Foi a partir do início do século XX que a 
indústria do vidro se desenvolveu com a 
introdução de fornos contínuos.
Também surgem processos de 
recuperação de calor e equipados com 
máquinas totalmente automáticas para 
produções em escala.
15
MERCADO DE VIDROS NO BRASIL 
O mercado se divide em 6 empresas:
Cebrace (Saint-Gobain + 
NSG/Pilkington) – líder em vidros planos 
e espelhos da América do Sul;
Guardian (americana) – especializada 
em vidros planos;
AGC (japonesa) – vidros para aplicação 
solar, automotivos, com proteção UV, 
etc;
16
Fonte: Etene 2016 
MERCADO DE VIDROS NO BRASIL 
VIVIX (brasileira - antiga CBVP) – vidros 
planos incolores, coloridos, laminados e 
espelhos;
SAINT-GOBAIN (francesa) – vidros 
laminados, refletivos, duplos, serigrafados, 
temperados, automotivos, etc;
UBV (brasileira) – vidros para construção e 
decoração como: esquadrias, box de 
banheiro, divisórias, móveis, etc.
17
Fonte: Etene 2016 
VIDROS PLANOS NO BRASIL 
Capacidade de Produção:
9 linhas de produção de vidro float;
2 fabricantes de vidro impresso;
Capacidade nominal de 6.950 ton 
vidro/dia;
Quase 500 indústrias de processamento 
de vidros.
18
Fonte: Abravidro 2016 
CONSTITUIÇÃO QUÍMICA DO VIDRO
Si O2 areia ...............72% - vitrificante
(característica do vidro);
Na2O........................15% - fundente;
CaO carbonato ...........9% - estabilizante
(dureza, insolubilidade à água);
Outros .....................4% - corretivos, 
cor;
19
ALTERANDO AS PROPRIEDADES
Como alterar as propriedades dos 
vidros?
a) Aumentando-se o óxido de sódio (Na2O) 
do vidro aumenta-se a sua fluidez, 
expansão e solubilidade mas por outro 
lado diminui a sua durabilidade;
b) A alumina ou óxido de alumínio (Al2O3), 
ao contrário do Na2O, aumenta a 
durabilidade e faz aumentar a 
viscosidade. 20
ALTERANDO AS PROPRIEDADES
c) O óxido de bário (BaO) e o óxido de 
chumbo (PbO) aumentam a densidade 
e reduzem a viscosidade, além de 
aumentarem a expansão térmica.
d) O óxido de cálcio (CaO) pode causar a 
devitrificação (cristalização 
descontrolada tornando o vidro opaco).
21
CARACTERÍSTICAS DO VIDRO
 100% Reciclável: O vidro é infinitamente 
reciclável.
 Retornável: As embalagens podem ser 
reaproveitadas diversas vezes, sem que haja 
problemas de deformação ou absorção de 
sabores.
 Reutilizável: Podem ser utilizados para 
armazenar alimentos ou até como objetos de 
decoração.
 Mau condutor de calor (em temperatura 
ambiente) e eletricidade. 22
CARACTERÍSTICAS DO VIDRO
 Transparência e elegância: Os produtos 
ganham uma imagem nobre, sofisticada e 
confiável.
 Higiene: O vidro é fabricado com elementos 
naturais.
 Inerte: O vidro não reage quimicamente.
 Impermeabilidade: por não ser poroso, 
funciona como uma barreira contra qualquer 
agente exterior.
23
24
Fonte: CNI 2010 
USOS
25Painéis solares
USOS
26
Bloco oftálmico
USOS
27
Lâmpadas LED
USOS
28
Fibra óptica
USOS
29
USOS
30
Telha de vidro
COMPOSIÇÃO DO VIDRO
31
(Sulfato 
sódio)
FABRICAÇÃO
O vidro é produzido pelo aquecimento das 
matérias primas à uma temperatura 
elevada, quando ocorre a fusão e seu 
posterior resfriamento de forma controlada.
Métodos de conformação dos vidros:
 Prensagem;
 Insuflação (sopro);
 Estiramento ou flutuação; 
 Conformação de Fibras.
32
PRENSAGEM
Utilizada na fabricação de peças 
relativamente espessas tais como: pratos 
e louças.
A peça de vidro é conformada pela 
aplicação de pressão em um molde de 
ferro fundido revestido com grafita com a 
forma desejada.
O molde é normalmente aquecido para a 
formação de uma superfície