A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Neurotransmissão RESUMO

Pré-visualização | Página 1 de 1

Paola Luiz Casteler 
 
NEUROTRANSMISSÃO 
Partes do neurônio: 
 Corpo celular: canais de sódio (Na) dependentes de ligantes 
 Cone Axional e Axônio: canais de Na dependentes de voltagem 
 Terminação nervosa ou Terminal axional: vesículas cheias de neurotransmissores e 
canais de Na dependentes de voltagem 
Cada neurônio possui um tipo de neurotransmissor 
Como ocorre: 
 Neurônio vizinho libera neurotransmissores na fenda sináptica, espaço onde ocorre a 
comunicação (sinapse) dos neurônios 
 Esses neurotransmissores vão se ligar aos canais de Na do próximo neurônio (canais 
dependentes de ligantes que tem no corpo celular), os canais de Na vão abrir e o sódio 
vai entrar. Nesse momento pode acontecer: 
o Se a quantidade de neurotransmissores foi pouca, eles vão abrir os canais de 
sódio, mas logo vão fechar, pois os neurotransmissores são degradados por 
enzimas na fenda sináptica e a bomba de Na e K vai tirar todo o Na da célula. 
o Se a quantidade de neurotransmissores foi suficiente, o Na entra e alcança o 
limiar de abertura do canal de Na dependente de voltabem e abre o canal. 
Entra mais Na. O sódio vai caminhando pelo axônio formando uma onda. 
o Na terminação nervosa entre um canal de Ca dependente de voltagem, esse 
canal vai abrir quando o limiar de abertura (+10mV) foi atingido e vai entrar 
cálcio, deixando a célula mais positiva. O Ca estimula a fusão da vesícula do 
neurotransmissor com a membrana e o neurotransmissor passa para outro 
neurônio. 
 É possível inibir a transmissão neural: ou abrindo um canal iônico de íons negativos 
que entram para diminuir a carga dentro e não alcançar o limiar, ou abrindo um canal 
de K para sair os íons e também não alcançar o limiar, interrompendo a transmissão. 
 
ANESTESIA: 
1. O gânglio trigêmeo inerva os dentes. A anestesia bloqueia a transmissão neural. 
Qualquer canal que bloquear o neurônio, vai bloquear a transmissão. 
2. O começo do neurônio está no gânglio e fica no crânio e a terminação está dentro da 
polpa do dente. É inviável anestesiar os dois locais. 
3. É necessário bloquear o meio do caminho, nos canais de Na dependentes de voltagem. 
4. Lidocaína é o mais comum 
5. Pessoas com depressão tem mais enzimas na fenda sináptica que degradam certos 
neurotransmissores de sensação de alegria, fazendo a sensação ser mais rápida. 
Medicamentos degradam essas enzimas, ajudando os neurotransmissores a 
desencadearam a transmissão neuronal.