sociolinguistica
58 pág.

sociolinguistica


DisciplinaIntrodução à Linguística166 materiais4.922 seguidores
Pré-visualização20 páginas
1 
Curso de Licenciatura em Letras-Libras 
2007 - UFSC 
Professor Leland McCleary (USP) 
Sociolingüística 
 
Unidade 1. Línguas e povos.............................................................................. 3 
1.1 O que a sociolingüística estuda ............................................................... 3 
1.2 As línguas do mundo ............................................................................... 5 
1.3 A classificação das línguas...................................................................... 7 
1.4 A distribuição das línguas ........................................................................ 8 
1.5 A morte das línguas ................................................................................. 9 
Unidade 2. Línguas e dialetos ......................................................................... 11 
2.1 Regionalismos ....................................................................................... 11 
2.2 Dialetos.................................................................................................. 11 
2.3 Dialeto, ou língua?................................................................................. 13 
2.4 Línguas padrão...................................................................................... 15 
2.5 Padronização......................................................................................... 16 
Unidade 3. Línguas em contato....................................................................... 18 
3.1 Línguas emergenciais............................................................................ 18 
3.2 Registros simplificados .......................................................................... 19 
3.3 Pidgins ................................................................................................... 20 
3.4 Línguas francas ..................................................................................... 21 
3.5 Línguas crioulas..................................................................................... 22 
3.6 A crioulização de línguas de sinais ........................................................ 24 
3.7 Crianças sem língua .............................................................................. 25 
Unidade 4. Bilingüismo.................................................................................... 27 
4.1 O bilingüismo social e o bilingüismo individual ...................................... 27 
4.2 O bilingüismo e a bilingualidade ............................................................ 28 
 
2 
4.3 Interferência........................................................................................... 29 
4.4 Alternância de códigos........................................................................... 30 
Unidade 5. A mudança lingüística ................................................................... 31 
5.1 A mudança lexical e o crescimento das línguas .................................... 31 
5.2 Neologismos .......................................................................................... 32 
5.3 Empréstimos.......................................................................................... 34 
5.4 Estrangeirismos ..................................................................................... 35 
5.5 O "Purismo" ........................................................................................... 38 
Unidade 6: Os caminhos da mudança ............................................................ 41 
6.1 Mudança de baixo para cima................................................................. 41 
6.2 Mudança de cima para baixo................................................................. 42 
Unidade 7. Variação lingüística ....................................................................... 44 
7.1 Variações próprias à pessoa ................................................................. 44 
7.2 Variações próprias à situação................................................................ 45 
7.3 Jargões .................................................................................................. 45 
7.4 Gêneros textuais.................................................................................... 46 
7.5 Gêneros de fala ..................................................................................... 47 
7.6 Registro ................................................................................................. 48 
7.7 Diglossia ................................................................................................ 49 
7.8 Repertório verbal ................................................................................... 50 
Unidade 8. Os valores da variação ................................................................. 53 
8.1 A variação e as crenças populares........................................................ 53 
8.2 A variação e os estereótipos.................................................................. 54 
8.3 A variação vista sob o microscópio........................................................ 55 
8.4 A mudança lingüística na contra-mão.................................................... 56 
8.5 A variação, a solidariedade e a identidade ............................................ 57 
 
3 
Unidade 1. Línguas e povos 
1.1 O que a sociolingüística estuda 
No curso Introdução aos Estudos Lingüísticos, vocês aprenderam que a 
lingüística faz interfaces com várias outras ciências. Este curso vai tratar da 
língua em suas relações com a sociedade. A disciplina se chama 
sociolingüística porque estuda a língua como um fenômeno social. 
Quando vocês estudaram Saussure, vocês aprenderam que Saussure 
acreditava que a língua não pertencia aos indivíduos, mas que era um 
fenômeno social, de todo o grupo. Leiam o que Saussure disse sobre a língua: 
"Ela é a parte social da linguagem, exterior ao indivíduo [...]; ela não existe 
senão em virtude duma espécie de contrato estabelecido entre os membros da 
comunidade". Vocês podem achar, então, que a sociolingüística teria sido 
fundada por Saussure. Mas isso não aconteceu. Saussure não estava 
interessado nas relações entre a língua e a sociedade. Ele estava interessado 
nas relações internas da língua entre os signos lingüísticos. Para Saussure, a 
língua é uma complexa estrutura de distinções entre elementos lingüísticos: 
fonemas, morfemas, e palavras. 
Para poder estudar essa estrutura, Saussure precisava imaginar que a língua 
de uma comunidade fosse uma coisa mais estável do que a fala de qualquer 
membro da comunidade. A fala dos indivíduos pode variar, pode até ter 
"erros", e pode falhar, mas a língua é um sistema abstrato de relações, 
completo e unificado, e não pode ter erros, e nem falhas. 
Para manter essa idéia de que a língua era um sistema só, sem variações, ele 
insistia que a lingüística tinha que estudar a língua parada no tempo. Quer 
dizer, para ver a ordem dentro da língua, você tinha que tirar uma fotografia 
dela num instante de tempo. Porque Saussure insistia nesta sincronia? 
Porque os filólogos, os professores que estudavam as línguas até então, já 
sabiam que as línguas mudam com o tempo, e que elas sofrem influências 
umas das outras. Saussure também sabia desses fatos, mas imaginava que 
essa variação era só uma questão de tempo. Ele acreditava que em qualquer 
instante, você poderia estudar a língua como ela é naquele instante, sem se 
preocupar com a variação que aparece na fala das pessoas, e sem se 
preocupar com a variação que aparece se comparar a mesma língua em 
épocas diferentes. 
Chomsky adotou uma atitude muito parecida. Ele estava interessado em 
descobrir a estrutura da gramática universal, que ele acreditava ser inata. Ele 
acreditava que só tinha uma maneira de descobrir a estrutura básica de todas 
as línguas (a gramática universal): estudar o conhecimento