A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Avaliação Final - Noções de Direitos

Você está vendo uma pré-visualização

Pre-visualização do material Avaliação Final - Noções de Direitos - página 1
Pre-visualização do material Avaliação Final - Noções de Direitos - página 2
Pre-visualização do material Avaliação Final - Noções de Direitos - página 3

Avaliação Final - Noções de Direitos

Legenda:  Resposta Certa   Sua Resposta Errada  
Parte superior do formulário
	1.
	A atual Constituição brasileira, denominada Constituição cidadã, foi promulgada em 1988 e estabelece os princípios e fundamentos do Estado Democrático de Direito no Brasil. Em seu preâmbulo, que é a parte preliminar do texto constitucional, a Constituição cidadã apresenta os valores e objetivos sobre os quais está pautada. Sobre a nossa Carta Magna, avalie as asserções a seguir: 
I- O preâmbulo da Constituição deve ser usado para interpretá-la, mas não poderá prevalecer sobre ela. 
PORQUE
II- O preâmbulo da Constituição, embora apresente as intenções e princípios que regem o diploma, conferindo-lhe legitimidade, não é norma constitucional.
Assinale a alternativa CORRETA:
FONTE: BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988.
	 a)
	As asserções I e II são verdadeiras, mas a II não é uma justificativa correta da I.
	 b)
	As asserções I e II são verdadeiras, e a II é uma justificativa correta da I.
	 c)
	Somente a asserção I é verdadeira.
	 d)
	Somente a asserção II é verdadeira.
	2.
	Crime e contravenção são dois conceitos distintos estabelecidos pelo Direito Penal de acordo com a gravidade do ato praticado. Os crimes e contravenções penais, assim como as penas correspondentes, são definidos pelo conjunto de normas que constitui o Direito Penal enquanto ramo autônomo do Direito. Sobre os crimes e contravenções, assinale a alternativa CORRETA:
	  a)
	O estupro, o homicídio e o furto são exemplos de contravenções previstas no código penal.
	 b)
	A configuração de crime depende apenas da ação ou omissão humana, cuja definição como crime e a respectiva punição serão estabelecida pelo tribunal no caso concreto específico.
	 c)
	O jogo do bicho e o uso indevido de uniforme são exemplos de crimes.
	 d)
	O crime é uma conduta mais grave do que a contravenção penal e que causa maior prejuízo, cabendo portanto penas mais rígidas.
	3.
	Quanto ao seu espaço de atuação, as pessoas jurídicas podem ser classificadas como de direito público ou de direito privado, sendo as públicas os entes da federação e privadas as sociedades, associações e fundações. Sobre as sociedades, associações e fundações, enquanto pessoas jurídicas de direito privado, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
(    ) As Sociedades têm por objetivo a exploração de atividade econômica, dividindo-se em simples e empresárias de acordo com a forma de organização desta atividade.
(    ) A Associação é a pessoa jurídica de natureza não econômica formada com a vinculação de um patrimônio para atingir certa finalidade.
(    ) A Fundação é a pessoa jurídica de natureza não econômica formada pela reunião de pessoas com objetivos comuns.  
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
	 a)
	F - V - F.
	 b)
	F - F - F.
	 c)
	V - F - F.
	 d)
	F - V - V.
	4.
	O fato é qualquer acontecimento, porém nem todos os acontecimentos são relevantes para o direito, pois não criam, extinguem ou modificam situações jurídicas, apenas aqueles fatos que produzem efeitos na seara do direito são chamados fatos jurídicos. Contudo, nem todo fato jurídico faz nascer ou perecer um direito, posto que, às vezes, atua sobre uma relação jurídica já existente. Os fatos jurídicos seriam os acontecimentos, previstos em norma de direito, em razão dos quais nascem, modificam-se, subsistem e se extinguem as relações jurídicas. Desta forma, o fato jurídico, de forma simplificada, é o elemento que dá origem aos direitos subjetivos que impulsionam a criação da relação jurídica. Exemplos: nascimento, morte, mudança do curso de um rio, ou deslocamento de terras que pode refletir no direito de propriedade, incêndio etc. Segundo a classificação posta aos fatos jurídicos, assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	Fato jurídico ocorre independentemente da ação ou da vontade das pessoas, podem ser naturais, que independem da vontade humana.
	 b)
	Fatos jurídicos não podem ser decorrentes da natureza, somente decorrem de lei.
	 c)
	Fatos humanos independem da vontade do homem e, portanto, não originam o ato jurídico.
	 d)
	Fatos jurídicos são os decorrentes das normas jurídicas.
	5.
	A obrigação é uma relação jurídica de direito pessoal, de natureza patrimonial, onde o credor possui o direito de cobrar o devedor seu cumprimento. Quanto ao descumprimento da obrigação, ou seja, quando o devedor é inadimplente, referendando as consequências deste ato, analise as afirmativas a seguir:
I- A primeira consequência são os juros moratórios.
II- As perdas e os danos se referem àquilo que o devedor perdeu (lucros cessantes) e o que deixou de ganhar (danos emergentes).
III- A cláusula penal será aplicada quando houver descumprimento da obrigação.
IV- A mora é o atraso ou retardamento do pagamento.
Assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	As afirmativas II, III e IV estão corretas.
	 b)
	As afirmativas I e II estão corretas.
	 c)
	As afirmativas III e IV estão corretas.
	 d)
	As afirmativas I, III e IV estão corretas.
	6.
	Existe diferença entre possuidor e proprietário. O possuidor usufrui de fato de alguns poderes inerentes à propriedade. Já o proprietário é o real dono do bem, podendo usar, gozar e dispor. Para ser proprietário, é necessário o registro da escritura pública no registro de imóveis competente. Sobre as situações que caracterizam a perda da propriedade, classifique V para as opções verdadeiras e F para as falsas:
(    ) Alienação.
(    ) Perecimento do bem.
(    ) Usucapião.
(    ) Desapropriação.
Agora, assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
	 a)
	F - V - F - F.
	  b)
	V - F - F - V.
	 c)
	V - V - F - V.
	 d)
	F - V - V - V.
	7.
	Dentre as fontes do Direito, encontra-se a Lei que ocupa lugar de destaque enquanto originadora nas normas jurídicas. Sobre as leis, assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	As leis são o conjunto de normas jurídicas não escritas emanadas pelo Estado.
	 b)
	As leis complementares são elaboradas privativamente pelo presidente da república.
	 c)
	As leis podem ser de várias espécies, tais como, complementares, ordinárias e delegadas.
	 d)
	O Código Civil e o Código de Processo Civil são exemplos de leis complementares.
	8.
	O princípio da legalidade consagrado no inciso II do artigo 5º da Constituição Federal, que dispõe que ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei, de modo a impedir que toda e qualquer divergência, conflitos se resolvam pela força, como também visa à ampla aplicação de regulamentação, por ato normativo, oriundo do Estado, tais como as leis, medidas provisórias e decretos etc. Contudo, embora essas normas sejam oriundas do Estado, ficando este a elas também submetido, é CORRETO afirmar:
	 a)
	O princípio da legalidade tem por objetivo evitar o poder arbitrário do Estado.
	 b)
	Este princípio valoriza a vontade das partes.
	 c)
	Tal princípio visa a fazer com que os indivíduos conheçam as leis.
	 d)
	O princípio visa a valorizar o poder legislativo.
	9.
	O que conhecemos por Direito é formado pelo conjunto dos direitos objetivos e subjetivos. Os conceitos são distintos e complementares, e embora seja impossível conceber-se, o direito subjetivo antes do direito objetivo, aquele não se reduz a este. Sobre o exposto, analise as afirmativas a seguir:
I- O direito subjetivo é uma faculdade que os indivíduos têm para tutelar (proteger) as permissões e faculdades que lhe são asseguradas pelo direito objetivo (lei).
II- Direito subjetivo é o conjunto de normas jurídicas que regulam as relações sociais e que são punidas caso violadas.
III- As possibilidades de exigir junto ao poder público o cumprimento das normas jurídicas compõem o chamado