A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
54 pág.
Tecnologia para a criacao de jacare do pantanal

Pré-visualização | Página 1 de 2

Biologia, Conservação e Manejo de 
Crocodilianos Brasileiros
Tecnologias de manejo de jacarés 
no Brasil
Marcos Coutinho
Centro de Conservação e Manejo de Répteis e Anfíbios
IBAMA / RAN
marcos.coutinho@ibama.gov.br
Organização do Seminário
• Histórico no mundo e no Brasil
• Produção e comércio na América do Sul e 
Caribe
• Categorias de manejo no Brasil
• Biologia aplicada ao manejo
• Programa “Biologia, Conservação e Manejo
de Crocodilianos Brasileiros”
Histórico do manejo de crocodilianos 
no mundo
• Explotação de peles teve início nos meados do século
18 (técnicas de curtimento na França e Itália) 
• Maior número de peles já comercializados ocorreu
durante as décadas de 50 e 60 
– (5-10 milhões de peles de caimans / 0.5 m 
crocodilos)
• Final da década de 60, maioria das espécies
utilizadas estavam ameaçadas de extinção 
• Início das década de 70, 18 sps receberam proteção
total da (Cites) - comércio internacional proibido
• Objetivos do manejo foram redirecionados para
recuperar as populações naturais
Histórico: o manejo de crocodilianos
• Início/meados da década de 80, recomposição dos 
estoques naturais
• Objetivos do manejo redirecionados para utilização
• Final da década de 80 / meados de 90, flutuações nos
preços das peles ameaçaram a indústria e os
propósitos conservacionistas
• Atualmente, o uso comercial de crocs é considerado
exemplo de sucesso de política conservacionista
(espécies + habitats)
Manejo de jacaré-do-Pantanal
• Até 1967, caça em escala industrial, com produção
anual na ordem de 1.0 milhão de peles
• Lei de proteção à fauna (# 5.197 de 1967) proibe a 
caça comercial
• Meados da década de 70 até final de 80, alta
demanda por peles no mercado internacional
promoveu a caça, o mercado ilegal e a repressão
policial
Manejo de jacaré-do-Pantanal
• IBDF, Portaria # 130-P de Abril de 1978 
normatiza a instalação de criadouros tipo
“Farming”
• MídiaÎ Euforia ÎMais de 100 registros de 
criadores de jacaré do Pantanal, por todo
Brasil
• IBDF, Portaria # 324-P de Julho de 1987 define 
cada espécie na sua respectiva bacia
Manejo de jacaré-do-Pantanal
• MídiaÎ EuforiaÎDecepção
– Muito trabalho, altos investimentos, pouco lucro
Î criadouros desativados
• Experiência de “Ranching” em outros países - USA, 
Africa, Austrália
• No Brasil, trabalhos de Elias Monteiro & Elieser
Marques na Fazenda Olhos d’água, Pantanal Sul, 
dão suporte técnico ao manejo tipo “Ranching”
Manejo de jacaré-do-Pantanal
• IBAMA, Portaria # 126 de Fevereiro de 1990, 
normatiza a extração de ovos de populações naturais
e recria de jovens para fins comerciais 
• IBAMA, Portaria # 199-N de Novembro de 1992, 
normatiza a comercialização de peles
• Em três anos (1993), >200.000 jacarés em cativeiro
– Mato Grosso consolida-se como principal polo de 
produção
Manejo de jacaré-do-Pantanal
• Incoerência nas regulamentações internacionais:
– US Endangered Species Act de 1970: proíbe a 
importação e re-exportação de Caiman yacare nos
Estados Unidos
– C. yacare listada como Appendix II da CITES em
1975: permite o comércio internacional
• Desinformação do setor produtivo no Brasil
• Meados da década de 90, (praticamente) falência do 
programa de manejo
Manejo de jacaré-do-Pantanal
• Revisão na regulamentação dos Estados Unidos em
Junho 2000
– US Fish and Wildlife Service reclassifica C. yacare
de “em perigo” (Endangered) para “ameaçada” 
(Threatened) 
• PERMITE a importação e re-exportação da
espécie nos Estados Unidos
• Informação do setor produtivo no Brasil
• Início da década de 2000 
Ressurreição do programa de manejo
Variação na produção de Caiman yacare
na Cooperativa Coocrijapan, Cáceres, MT
Fonte: Sharp, 2002
Coleta de ninhos de jacaré do Pantanal
AUMENTO DE 334% NO PERÍODO 
2001 - 2005
Indicadores
• 2001 - 2005
– 168.951 jacarés 
• Stock vivo 2005
– 115.500 jacarés
• Comercialização 2001 - 2005
– 26.355 peles / (carne???)
• Faturamento estimado
– US$ 700.000
BONS Indicadores???
• PODEMOS 
FESTEJAR?????
Total de exportações de peles
27 anos 449.240 / ano
Participação por país (%)
Cuniã, RO
Categorias de manejo (uso)
Manejo extensivo
Confinamento
Categorias
• Farming (confinamento)
• Ranching (coleta de ovos na natureza/confinamento)
•Headstarting (coleta ovos/recria/natureza) 
•Harvesting (manejo extensivo)
MESMOS CONHECIMENTOS BIOLÓGICOS
DIFERENTES FERRAMENTAS
A
i
r
 
t
e
m
p
e
r
a
t
u
r
e
 
 
(
C
)
10
15
20
25
30
35
40
 J F M A M J J A S O N D
R
a
i
n
f
a
l
l
 
(
c
m
)
0
100
200
300
400
 J F M A M J J A S O N D
Max
Min
Variação do nível d´água em rio intermitente
e lagoa marginal (5 anos de dados)
JAN FEV MAR APR MAY JUN JUL AUG SEP OCT NOV DEC
W
a
t
e
r
 
L
e
v
e
l
 
(
c
m
)
0
20
40
60
80
100
120
140
160
LAKE
RIVER
Composição da dieta
Atividade testicular
ULTRASONOGRAPHY
Ovários de fêmeas adultas (estação de côpula)
Estrutura de tamanho 
das fêmeas adultas
Estrutura de tamanho 
das fêmeas nos ninhos
Nível máximo anual do Rio Paraguai
desde 1900 (Régua de Ladário)
Previsões
• Prever o número de ninhos baseado no nível
d’ água e na temperatura do ar (6 meses
antes da estação de nidificação)
• Prever a proporção de fêmeas reprodutivas
baseado na massa corporal
• Regular taxas de desfrute em escala regional 
baseado no nível d’ água
Parâmetros demográficos
Demographic Parameter Age Class Estimates 
(±se)
Probability
density function 
Annual Survival hatchlings 0.220±0.025 normal
Rate (±sd) years 2 to 4 0.811±0.005 normal
�5 years 0.886±0.008 normal
 Males Potential �5 years 0.0
Breeding years 6 to 8 0.3
year 9 0.43
�10 years 1.0
Females Potential
Breeding 
<8 years 0.0
year 8 0.85
>8 years 1.0
Mean Clutch Size (±sd) 27.0±5.0 normal
Egg hatch rate (±sd) 0.7±0.10 normal
Egg Loss (±sd) 0.25±0.05 normal
Sex Ratio (M/F) 0.68/0.32
“Biologia, Conservação e Manejo de 
Crocodilianos Brasileiros”
• Criação oficial do RAN – 24 Abril de 2001
• Período de “anoxia” – cerca de 20 meses 
• Maio de 2003 – Primeiro Fórum de Goiânia
– Estratégias de para Conservação e Manejo de 
Anfíbios e Répteis Brasileiros DIRETRIZES 
– Grupos Quelônios, Crocodilianos, Squamata, Anfíbios
• 01 Out 2003 – Ordem Serviço IBAMA/RAN N022 
– Criação oficial do programa “Biologia, Conservação 
e Manejo de Crocodilianos Brasileiros”
Biologia, Conservação e Manejo 
de Crocodilianos Brasileiros
• Enfoque ecossistêmico - unidades de manejo de 
larga escala espaço-temporal, que beneficie as 
comunidades locais
• Coleta sistemática de dados 
• Metodologia padronizada
Bases biológicas
MANEJO
Consolidação 
grupos técnicos locais
Organização e 
Desenvolvimento
Cadeias produtivas
Enfoque ecossistêmico
• AMAZÔNIA
PANTANAL / CERRADO
MATA ATLÂNTICA
Coleta sistemática de dados 
Metodologias padronizadas
• Caracterização e monitoramento dos 
ambientes 
• Avaliação do estoque e da estrutura 
populacional 
• Avaliação do potencial reprodutivo
• Técnicas de incubação dos ovos 
• Técnicas de recria dos jovens 
• Cotas anuais de produção
• Processamento
• Comercialização
Implantação do programa
REVISÃO DO SISTEMA NORMATIVO
IN – ANEXO JACARÉS
• Atribuição dos manejadores (interessados em geral) 
– Implantação das metodologias
– Ditado em Instrução

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.