A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
223 pág.
apostila_CQPA_Djalva

Pré-visualização | Página 20 de 50

volumétrico de 100 ml; 
 
2 - Adicionar 5 ml de solução de acetato de chumbo (clarificador) e agitar o balão por rotação; 
. 
Obs.: o caldo de cana precisa ter seus compostos albuminóides, pectinas, gomas, pigmentos, 
etc., precipitados para que possa ser polarizado. 
 
3 - Acrescentar 2 ml da mistura (1+1) da solução de oxalato de potássio e fosfato monobásico 
de potássio. Esta adição deve ser feita sem escorrer pelas paredes e tem por finalidade 
precipitar o excesso de chumbo; 
 
4 - Completar o volume com água destilada e agitar por inversão; 
CONTROLE DE QUALIDADE DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS 62 
 
5 - Deixar em repouso por 5 minutos e filtrar em papel Whatmann nº 1, recebendo o filtrado em 
frasco Erlenmeyer de 250 ml; 
 
6 - Lavar o tubo polarimétrico com uma pequena porção do filtrado e enche-lo, tomando 
cuidado para que ao fecha-lo não deixe bolhas de ar;. 
 
7 - Proceder a leitura no polarímetro. 
 
Cálculos 
 
  x 100 
 POL = 
 []D20 x L 
 
onde : 
[]D20 = rotação ótica da sacarose ( + 66,5) 
 = ângulo de desvio obtido no polarímetro 
L = comprimento do tubo polarimétrico em dm 
 
A POL é expressa em gramas de sacarose aparente por 100 ml de caldo de cana 
 
2.3. Determinação de açúcares redutores (ar) 
O teor de açúcares redutores (glicose e frutose) pode ser determinado através da reação 
dos açúcares com uma solução de Cu+2 em meio alcalino. Esta reação é conhecida como 
FEHLING. 
 
Relação de reagentes e vidrarias 
Reagentes Vidrarias 
Azul de metileno p.a. Balão volumétrico 100 ml - 2 unid. 
Glicose p.a. Balão volumétrico 500 ml - 2 unid. 
Hidróxido de sódio p.a. Bastão de vidro 
Sulfato de cobre pentahidratado p.a. Béquer 50 e 100 ml - 2 unid. 
Tartarato duplo de sódio e potássio pa. Béquer 250 ml 
 Bolinhas de vidro 
 Bureta 50 ml 
 Erlenmeyer 250 ml 
 Pipeta volumétrica 5 ml - 2 unid. 
 Proveta 50 e 250 ml 
 
Preparo dos reagentes 
A solução de FEHLING é composta de 2 soluções denominadas A e B. Elas são 
preparadas separamente e, posteriormente, misturadas para se proceder a reação com os 
açúcares. 
 
1 - Solução de FEHLING A - pesar 34,639 gramas de sulfato de cobre pentahidratado 
(CuSO4.5H2O) em béquer de 100 ml. Transferir, com auxílio de água destilada, para balão 
volumétrico de 500 ml. Completar o volume e agitar. Guardar em frasco de vidro. 
 
2 - Solução de FEHLING B - pesar 173 gramas de tartarato duplo de sódio e potássio 
(NaKC4H4O6.4H2O) ou sal de Rochele em béquer de 250 ml. Transferir, com auxílio de 200 ml 
de água destilada, para balão volumétrico de 500 ml. Antes de completar o volume, adicionar 
50 gramas de hidróxido de sódio (NaOH) previamente pesado em béquer de 100 ml e 
transferido, com auxílio de 200 ml de água destilada, para o mesmo balão volumétrico de 500 
ml. Após completar o volume, agitar e guardar em frasco de polietileno. 
 
CONTROLE DE QUALIDADE DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS 63 
3 - Solução de glicose a 1% - pesar 1,00 grama de glicose em béquer de 50 ml. Transferir, 
com auxílio de água destilada, para balão volumétrico de 100 ml. Completar o volume e agitar. 
Guardar em frasco de vidro na geladeira. Esta solução é utilizada para a padronização da 
solução de FEHLING. 
 
4 - Solução indicadora de azul de metileno a 1% - pesar 1,00 grama de azul de metileno em 
béquer de 50 ml. Transferir, com auxílio de água destilada, para balão volumétrico de 100 ml. 
Completar o volume e agitar. Guardar em frasco conta-gotas. 
 
Procedimento para análise de açúcares redutores 
1 - Transferir para Erlenmeyer de 250 ml, com auxílio de pipeta volumétrica, 5 ml da solução A 
e 5 ml da solução B, tomando o cuidado para não misturar as pipetas; 
 
2 - Adicionar 40 ml de água destilada, com auxílio de proveta, e algumas bolinhas de vidro; 
 
3 - Aquecer a solução até a ebulição em bico de bunsen; 
 
4 - Encher a bureta com o filtrado obtido na POL e titular a solução de FEHLING até que a 
solução fique levemente azulada; 
 
Obs.: A titulação deve ser realizada no máximo em 1 minuto. 
 
5 - Adicionar 2-3 gotas de indicador e continuar a titulação até o desaparecimento da coloração 
azul e aparecimento de um precipitado vermelho-tijolo. 
 
6 - Cálculo do fator da solução de FEHLING: f = V x T x 100 
 
onde: 
V = volume em ml da solução de glicose gasto para titular a solução de FEHLING 
T = concentração da solução de glicose em g/100 ml. 
 
7 - Cálculo da concentração de açúcares redutores no caldo de cana 
 
 T x 10.000 
 % Açúcares redutores = 
 Vg x Va 
onde: 
T = fator da solução de FEHLING em gramas 
Vg = volume em ml da amostra gasto na titulação da solução de FEHLING 
Va = volume em ml da amostra 
 
2.4. Determinação da Pureza 
 
 POL 
 Pureza = x 100 
 BRIX 
 
2.5. Resultados e discussão 
A partir dos resultados encontrados para º Brix, Pol, % Açúcares Redutores e Pureza 
verificar se a cana de açúcar está pronta para o corte. 
CONTROLE DE QUALIDADE DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS 64 
2. ANÁLISE DE AÇÚCAR (CRISTAL, MASCAVO, REFINADO ETC) 
 
2.1. Preparo da amostra 
1 – Pesar 10g de açúcar cristal, mascavo, demerara ou refinado em béquer de 50 ml e 
transferir, após dissolução em água destilada, para balão volumétrico de 100 ml. 
 
Obs.: no caso do açúcar refinado não há necessidade de adição de clarificante. O volume 
deve ser completado com água destilada. 
 
2 - Adicionar 5 ml de solução de acetato de chumbo (clarificador) e agitar o balão por rotação; 
 
3 - Acrescentar 2 ml da mistura (1+1) da solução de oxalato de potássio e fosfato monobásico 
de potássio. 
 
4 - Completar o volume e agitar por inversão; 
 
5 - Deixar em repouso por 5 minutos e filtrar em papel Whatmann nº 1, recebendo o filtrado em 
frasco Erlenmeyer de 250 ml; 
 
2.2. Determinação do teor de sólidos solúveis totais (SST) do açúcar 
 
Utilizar um dos seguintes equipamentos: 
 
Refratômetro de campo com escala de 0 - 30º Brix 
1 - Adicionar 3 gotas do caldo filtrado entre os prismas do refratômetro; 
 
2 - Fazer a leitura em oBrix. 
 
3 - A partir do ºBrix estimar a pureza do açúcar dividindo-se o valor encontrado pelo peso da 
amostra e multiplicando o valor por 100. 
 
Refratômetro de ABBÉ 
1 - Adicionar 3 gotas do caldo filtrado entre os prismas do refratômetro; 
 
2 - Fazer a leitura em oBrix. 
 
3 - A partir do ºBrix estimar a pureza do açúcar dividindo-se o valor encontrado pelo peso da 
amostra e multiplicando o valor por 100. 
 
2.3. Determinação da POL ou sacarose aparente 
1 - Lavar o tubo polarimétrico com uma pequena porção do filtrado e enche-lo, tomando 
cuidado para que ao fecha-lo não deixe bolhas de ar;. 
 
7 - Proceder a leitura no polarímetro. 
 
Cálculos: 
  x 10.000 
 POL = 
 []D20 x L x P 
onde : 
[]D20 = rotação ótica da sacarose ( + 66,5) 
 = ângulo de desvio obtido no polarímetro 
L = comprimento do tubo polarimétrico em dm 
P = massa da amostra em gramas
CONTROLE DE QUALIDADE DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS 65 
2.4. Determinação de açúcares redutores 
1 - Transferir para Erlenmeyer de 250 ml, com auxílio de pipeta volumétrica, 5 ml da solução A 
e 5 ml da solução B, tomando o cuidado para não misturar as pipetas; 
 
2 - Adicionar 40 ml de água destilada, com auxílio de proveta, e algumas bolinhas de vidro; 
 
3 - Aquecer a solução até a ebulição em bico de bunsen; 
 
4 - Encher a bureta com o filtrado e titular a solução de FEHLING até que a solução fique 
levemente azulada; 
 
Obs.: A titulação deve ser realizada no máximo em 1 minuto. 
 
5 - Adicionar 2-3 gotas de indicador e continuar a titulação até o desaparecimento