TEORIA DAS ONDAS DE ELLIOTT
100 pág.

TEORIA DAS ONDAS DE ELLIOTT


Disciplina<strong>outros</strong>210 materiais19 seguidores
Pré-visualização20 páginas
0 
 
UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA - UFPB 
CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS 
DEPARTAMENTO DE ECONOMIA 
CURSO DE MESTRADO EM ECONOMIA 
 
 
 
 
 
DANIELE FERREIRA DE SOUSA BELMONT 
 
 
 
 
 
 
TEORIA DAS ONDAS DE ELLIOTT: UMA APLICAÇÃO AO 
MERCADO DE AÇÕES DA BM&FBOVESPA 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
JOÃO PESSOA - PB 
2010 
 
 
 
 
 
Livros Grátis 
 
http://www.livrosgratis.com.br 
 
Milhares de livros grátis para download. 
 
1 
 
DANIELE FERREIRA DE SOUSA BELMONT 
 
 
 
 
 
 
 
 TEORIA DAS ONDAS DE ELLIOTT: UMA APLICAÇÃO AO 
MERCADO DE AÇÕES DA BM&FBOVESPA 
 
 
 
 
 
Dissertação apresentada ao Programa de Pós-
Graduação em Economia da Universidade Federal 
da Paraíba (UFPB), em cumprimento às exigências 
para obtenção do grau de Mestre em Economia. 
 
 
 
 
Orientador: Prof. Dr. Sinézio Fernandes Maia 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
JOÃO PESSOA - PB 
2010 
2 
 
DANIELE FERREIRA DE SOUSA BELMONT 
 
 
 
 TEORIA DAS ONDAS DE ELLIOTT: UMA APLICAÇÃO AO 
MERCADO DE AÇÕES DA BM&FBOVESPA 
 
 
 
Dissertação apresentada ao Programa de Pós-
Graduação em Economia da Universidade Federal 
da Paraíba (UFPB), em cumprimento às exigências 
para obtenção do grau de Mestre em Economia. 
 
 
 
Resultado: ___________________________ 
 
 
João Pessoa, __ de __________ de 2010. 
 
BANCA EXAMINADORA 
 
 
__________________________________________ 
Prof. Dr. Sinézio Fernandes Maia 
Orientador 
Universidade Federal da Paraíba 
 
 
________________________________ 
 Prof. Dr. Rodrigo José Guerra Leone 
 Examinador externo 
Universidade Potiguar - UnP 
 
 
________________________________ 
 
Prof. Dr. Roberto Quirino do Nascimento 
 Examinador interno 
Universidade Federal da Paraíba - UFPB 
3 
 
 
AGRADECIMENTOS 
 
 
 
Agradeço, primeiramente, a Deus por ter me guiado durante esse tempo que passei distante da 
minha família, aos meus queridos pais Vera e Edmilson que me educaram, deram e me dão 
todo o suporte emocional para que eu alcance meus objetivos. 
 
E, em especial, ao meu esposo Romero Belmont, que sempre esteve ao meu lado me 
motivando nos momentos difíceis dessa jornada. 
 
Ao meu filho, Vinícius Belmont, que mesmo sem ainda ter nascido para o mundo, nasceu 
para mim como um grande estímulo de melhorar como pessoa e profissional. 
 
À Liliane Belmont que serviu de inspiração através da força e garra com que encara a vida e à 
toda essa nova família que me acolheu aqui na Paraíba. 
 
Ao professor Sinézio, pelo seu precioso tempo dispensado para realização desse trabalho, aos 
demais professores que sem dúvida participaram deste processo de aprendizagem que se 
iniciou em 2008, ampliando ainda mais meus horizontes de conhecimento e às secretárias da 
coordenação do mestrado, Terezinha e Risomar, por todo carinho que tiveram comigo. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
4 
 
RESUMO 
 
 
 
Os preços dos ativos negociados em bolsas de valores, assim como qualquer outro tipo de 
commodity do mercado financeiro, oscilam naturalmente com a procura por esses produtos. 
Essas oscilações, juntamente com a assimetria das informações acerca dos preços desses 
produtos geram processos de volatilidade. Charles Dow, no início do século XX criou índices 
setoriais, nos quais reunia papéis da mesma área de atividade, segundo ele, se vários índices 
apontassem para a mesma direção seria um sinal de que realmente essa seria uma tendência de 
movimentação do mercado, caracterizando assim a Teoria de Dow. Ralph Nelson Elliott 
(1871-1948) estudou as cotações médias dos índices Dow Jones Industrial e percebeu 
repetições nas alterações do mercado, suas observações foram resumidas no que ficou 
conhecido como \u201cO Princípio da Onda\u201d. Elliott desenvolveu a sua teoria com base na 
denominada Sequência de Fibonacci, descoberta por Leonardo de Pizza (Fibonacci) por volta 
de 1200. Além da Teoria de Dow e da Teoria das Ondas, nesse trabalho, fez-se uso da Teoria 
da Racionalidade dos agentes como uma forma complementar para se explicar o processo de 
decisão dos investidores, dado que acontecem em situações de incerteza. Uma decisão 
racional implica em selecionar a escolha que apresente o maior retorno esperado para um 
dado nível de risco. 
 
 
Palavras-chave: Teoria de Dow, Análise Técnica, Teoria das Ondas de Elliott, Teoria da 
Racionalidade dos Agentes, Risco, Sequência de Fibonacci. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
5 
 
ABSTRACT 
 
 
 
The prices of securities traded on stock exchanges, as well as any other commodity in the 
financial market fluctuate naturally with the demand for these products. These oscillations, 
along with the asymmetry of information about the prices of these products generate volatility 
processes. Charles Dow in the early twentieth century created sector indexes, in which papers 
met the same area of activity, according to him, several indicators point to the same direction 
would be a sign that this really would be a tendency to drive the market, thus characterizing 
the Dow Theory. Ralph Nelson Elliott (1871-1948) studied the average prices of the Dow 
Jones Industrial and realized repetitions in the market changes, their observations were 
summarized in what became known as &quot;The Wave Principle.&quot; Elliott developed his theory 
based on so-called Fibonacci sequence, discovered by Leonardo Pizza (Fibonacci) around 
1200. In addition to the Dow Theory and the Theory of waves in this work was done using the 
Theory of Rationality of the agents as a complementary way to explain the decision process of 
investors, as happens in situations of uncertainty. A rational decision involves selecting the 
choice which has the largest expected return for a given level of risk. 
 
 
Key-words: Dow Theory, Technical Analysis, Elliott Wave Theory, Theory of Rational 
Agents, Risk, the Fibonacci sequence. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
6 
 
LISTA DE FIGURAS E TABELAS 
 
 
Figura 01: Funções utilidade esperada.............................................................................. 18 
Figura 02: Retas de suporte e resistência.......................................................................... 27 
Figura 03: A razão áurea nos humanos............................................................................. 30 
Figura 04: Retângulo áureo e a espiral áurea.................................................................... 31 
Figura 05: Ciclo completo das ondas de Elliott................................................................ 34 
Figura 06: Extensões das ondas de impulso...................................................................... 36 
Figura 07: Triângulos diagonais....................................................................................... 37 
Figura 08: Ziguezague....................................................................................................... 39 
Figura 09: Correção plana no mercado de alta.................................................................. 39 
Figura 10: Triângulos horizontais nas ondas corretivas.................................................... 41 
Figura 11: Análise das ondas 1 e 2 (PETR4)..................................................................... 47 
Figura 12: Análise das ondas 3 e 4 (PETR4).....................................................................