A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
conclusão projeto seringueira

Pré-visualização|Página 1 de 1

A vali ação do plano
Sã o Jo do R io Preto é o ma i or produtor de coág ulo do esta do de São Paulo, onde
fi ca m ta mbém a m ai or i a das indústri a s que fazem o benefi ci am ento do coág ulo
pr oduzi do na s f azendas, o esta do de São Paul o é ta mbém o m ai or produtor c om 50 %
do mer c a do na ci ona l . O segm ento cr esce a c ada a no no pa í s e no futuro, com intençã o
de supri r toda a dema nda i nter na a tual mente o B ra sil produz apena s um terç o do que
nec essi ta na ci onal m ente. O r i entar o pr odutor , juntamente c om uma anál ise da ár ea a
ser pla ntada, ex pl or ando ár ea s nova s com objetivo de expa nsão fa zem par te do pla no
de M ar keting , estuda ndo toda a estr utur a da vi abil idade da produçã o do produtor
or i enta ndo o seu desenvolvim ento da ca deia como um todo, a funçã o pr i ncipal do
M ar keti ng é pr om over a venda do pr oduto tor nando conhecido no mer c ado,
di r eci ona ndo a meta de m a xim izar a r ecei ta. O Ag r oneg óc io no Br a sil está
ac ompanha ndo o desenvolvi mento do pa í s e, par a não per der nenhum g r ã o de
mer c ado, a s em pr esas do setor começa m a m udar sua s estr a tégi a s de Ma r keti ng . Vi sto
como c om modi ty, os pr odutos ag r opecuár i os começa m a se dif er enc ia r pela ma r ca. Em
di ver sos segm entos, o uso do ma r keti ng é uma rea l idade c onsoli da da. No ca so do
ag r oneg ócio, a lg umas va ntag ens possívei s de ser em al ca nçadas com a a doçã o do
ma r keti ng no a g r onegóci o o a i ntera çã o com o públi co-a lvo, mel hor r el ac iona mento
com o cl i ente, a umento das vendas, posi c iona mento de ma r ca .
A estr utur a do pla no oper ac iona l é o pla nejam ento do pr ojeto, o prepar o do solo,
semeadur a , controle e m anejo, sangr i a e comer ci al i za çã o. O pla no f inanceiro
inic ia l mente especi fi ca os investi mentos e o custo unitár i o de produção, com uma
pl a ni l ha i nc luindo insumos, fer r a menta s, mão de obr a e seus c ustos; do prepar o do solo
a c ol hei ta. O pla no fi nancei r o or i enta e or g a ni za o planeja mento do empreendedor ,
per m itindo uma a nál ise de c ustos e sua via bi l idade.