Lista_Lacunas
2 pág.

Lista_Lacunas


Disciplina<strong>ciência e Engenharia de Materiais</strong>10 materiais15 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Lista de Exercícios Lacunas em Metais e Cerâmicas
Defeitos Pontuais (lacunas) em Metais
1. Calcule a fração dos sítios atômicos que estão vagos para o chumbo na temp eratura
de fusão de 327 ºC. Assuma uma energia para a formação de 0,55 eV/átomo.
2) Calcule o número de lacunas/m3 no ferro a 850 ºC. A energia de f ormação de
lacunas é d e 1,08 eV/átomo. Além disso, a d ensidade e o peso atôm ico para o Fe são
de 7,65 g/cm3 (a 850 ºC) e 55,85 g/mol, respectivamente.
3) Calcule a ene rgia de ativação para a formação de lacunas n o alumínio, dado que o
número de lacunas em equilíbrio a 500 ºC é de 7,57×10 m -3. O peso atômico e a
densidade (a 500 ºC) para o alumínio são, respectivamente, 26,98 g/mol e 2,62 g/cm 3.
4) A fração de equilíbrio de pontos de rede ocupada por lacunas no alumínio sólido a
660 ºC é de 10-3. Qual é a energia requerida para criar lacunas no alumínio? (R.)
5) A massa específica de uma amostra de paládio CFC é d e 11,98 g/cm3 e seu ponto
de rede é de 3,8902 A. Calcule: (a) f ração dos pontos de rede que co ntêm lacunas, (b)
o número total de lacunas em um centímetro bico de Pd. (R. (a) 0,00204, (b) 1 ,39×1020
lacunas/cm 3)
6) A ma ssa e specífica de uma amostra de berílio HC é de 1,8 44 g/cm 3 e seus pontos
de rede são a 0 = 0,22858 nm e c 0 = 0,35842 nm. Calcule: (a) a f ração dos pontos de
rede que contêm lacunas, (b) o número total de lacunas em um centímetro cúbico.
7) O lítio CCC tem ponto de rede de 3,5089×10 -8 cm e contém uma lacuna a cada 200
células unitárias. Calcule: (a) o número total de lacunas em um centímetro cúbico, (b) a
massa específica do Li. (R. (a) 1,157×1020
lacunas/cm 3, (b) 0532 g/cm 3)
8) O Chumbo CFC possui parâmetro de rede d e 0,4949 nm e contém uma lacuna a
cada 500 átomos de Pb. Calcule: (a) a massa e specífica, (b) o número de lacunas por
grama de Pb
Defeitos Pontuais em Cerâmicas
1)     concentrações relativamente elevadas de defeitos de
Frenkel cerâmicas iônicas? Por que sim, ou por que não?
2) Calcule a fração dos sítios da rede cristalina que são     
     temperatura de fusão (801 oC). Considere uma energia para
formação do defeito de 2,3 eV.
3) Calcule o numero de defeitos de Frenkel por metro cubico no oxido de zinco a 1000
ºC. A energia para a form ação          espe cifica
 oC.
4) Usando os dados a s       de defeitos de Schottky
em alguns óxidos cerâmicos (com formula química MO), determine o seguinte:

equilíbrio, por metro cubico, em 1000 oC
(c) A identidade do 
5) Se o óxido cúprico (CuO) f or exposto a atmosferas redutoras em temperaturas
elevadas, alguns dos íons Cu2+ irão se tornar Cu+.
(a) Sob essas circunstâncias, cite um defeito cristalino cuja fo rmação se ria esperada
para a manutenção da neutralidade das cargas.
(b) Quantos ions Cu+ são necessários para a criação de cada defeito ?