A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
25 pág.
OSTEOLOGIA

Pré-visualização | Página 1 de 1

14/03/2017
1
Sistema 
Esquelético
Professoras:
Andreza Oliveira-Cortez
Ana Cristina Mendes
1
Osteologia
� Etimologia - Sentido restrito da palavra:
estudo dos ossos
� Ossos: peças rijas de formas variáveis
� Sentido amplo: estudo do esqueleto
(ossos e formações ligadas ou relacionadas aos
ossos)
� Esqueleto (arcabouço): conjunto de
ossos e cartilagens interligados que dá
forma ao corpo dos animais
2
14/03/2017
2
Funções 
� Sustentação e conformação
� Proteção
� Sistema de alavancas
� Deslocamento do corpo
� Armazenamento de íons (Ca e 
P)
� Hematopoese: Produção de 
células sanguíneas 3
Divisão do Esqueleto
� Esqueleto Axial
� Mediano
� Compõe o eixo do corpo
� Formado por cabeça, pescoço e tronco (tórax 
e abdome)
� Esqueleto Apendicular
� MMSS (membros superiores)
� MMII (membros inferiores)
� Cinturas ou cíngulos (escapular e pélvica): responsáveis 
pela união do esqueleto axial ao apendicular 4
14/03/2017
3
Número de ossos
No adulto é de 206, mas pode variar por:
� Fatores etários:
� Diminuição com a idade
� Ex: ossos do crânio “separados” (“moleira”),
soldadura (sinostose) em idosos
� Fatores individuais: persistência da divisão de
alguns ossos e ossos extranuméricos
� Critérios de contagem: contagem ou não dos
sesamóides
5
Classificação morfológica dos ossos
6
14/03/2017
4
Ossos Longos
� Comprimento maior que largura e espessura
7
Ossos Longos = ossos tubulares
� Canal medular
� Diáfise (corpo)
� Epífises
� Proximal
� Distal
8
14/03/2017
5
Ossos Curtos
� Equivalência das três dimensões
� Ex.: Ossos do carpo e do tarso. 
9
Ossos laminares
� Comprimento e largura equivalentes, 
predominando sobre a espessura
Escápula
Osso do 
quadrilOssos do crânio 10
14/03/2017
6
Ossos irregulares
Osso temporal
� Morfologia complexa
� Sem correspondência
com formas geométricas
conhecidas
Vértebra 11
Ossos pneumáticos
� Apresentam uma ou mais cavidades chamadas sinus ou 
seios
� Cavidades são de volume variável, revestidas de 
mucosa e contendo ar
� Estão situados no crânio: frontal, maxilar, temporal, etmóide 
e esfenóide 
Osso temporal
Maxilar
12
14/03/2017
7
Ossos Sesamóides
Desenvolvem-se na substância de certos
tendões ou da cápsula fibrosa que envolve
certas articulações
Ex.: patela, osso sesamóide do carpo e do
tarso
13
Substâncias Ósseas
Substância óssea 
compacta
Disco 
epifisiário
Substância óssea 
esponjosa
Lamínulas
ósseas
14
14/03/2017
8
Substância 
compacta
Substância 
esponjosa
Canal 
medular
Corte transversal ao nível da diáfise de um osso longo:
Substâncias Ósseas
15
Medula amarela X Medula vermelha 
16
14/03/2017
9
Periósteo
Membrana conjuntiva que reveste todos os ossos, com 
exceção das superfícies articulares.
17
Periósteo
� Camada Profunda ou Osteogênica: possui
células capazes de se transformarem em
osteoblastos, caso o osso seja sujeitos a
solicitações para formação de osso
� Camada superficial: proteção e abrigo de vasos
sanguíneos que nutrem o osso e de nervos.
SEM O PERIÓSTEO O OSSO “MORRE”
18
14/03/2017
10
Acidentes ósseos: 
Configuração externa dos ossos
� Saliências
� Permitem 
articular ossos 
entre si 
� Permitem 
fixação de 
músculos, 
ligamentos, 
cartilagens
19
� Depressões
� Aberturas (cavidades 
ou forames)
� Geralmente 
destinadas à 
passagem de 
nervos ou vasos
Acidentes ósseos: 
Configuração externa dos ossos
20
14/03/2017
11
Divisão do Esqueleto
� Esqueleto Axial
� Compõe o eixo do corpo
� Formado por cabeça, pescoço 
e tronco (tórax e abdome)
� Esqueleto Apendicular
� MMSS (membros superiores)
� MMII (membros inferiores)
� Cinturas ou cíngulos (escapular e pélvica): responsáveis 
pela união do esqueleto axial ao apendicular 21
Crânio
� 01: Frontal, Esfenóide, 
Etmóide, Vômer, Occipital, 
Mandíbula
� 02: Nasais, Maxilares, 
Zigomáticos,Temporais,Parietais, Lacrimais, 
Palatinos
22
14/03/2017
12
Crânio
23
Coluna Vertebral
� Constituída pela superposição de uma série de
ossos isolados denominados vértebras
� Superiormente, se articula com o osso occipital
(crânio)
� Inferiormente, articula-se com o osso do quadril
(Ilíaco).
24
14/03/2017
13
Coluna vertebral: divisão
� 33 vértebras:
� Coluna Cervical 
� Atlas (C1)
� Axis (C2)
� Vertebrais (C3 a C7)
� Coluna Torácica (T1 a T12)
� Lombar (L1 a L5)
� Sacro (S1 a S5 – são fundidas)
� Cócix (3 ou 4 - fundidas)
� embrionário
25
26
14/03/2017
14
Coluna vertebral: curvaturas
Curvaturas fisiológicas
� Primárias:
� Cifose torácica
� Cifose Sacro-coccígea
� Secundárias:
� Lordose cervical
� Lordose lombar
27
Coluna vertebral: curvaturas
Curvaturas patológicas:
1. Hipercifose
2. Hiperlordose
3. Escoliose 28
14/03/2017
15
Vértebras 
(coluna vertebral)
� Vértebras:
� Corpo
� Arco
� Pedículo
� Lâmina
� Forame vertebral
Forame 
Vertebral
� Processos
� Espinhoso
� Transverso
� Articular superior
� Articular inferior
� Incisura intervertebral
29
Vértebras (coluna vertebral)
30
14/03/2017
16
� Promovem união, alinhamento e certa mobilidade 
entre as vértebras
� Absorvem impactos de tração muscular, gravidade e 
carga
Discos intervertebrais 
(fibrocartilagens intervertebrais): 
Forame intervertebral
Abertura formada pela articulação
de duas vértebras
31
Sacro 
Cóccix
32
14/03/2017
17
Gradil costal
� 12 vértebras 
torácicas
� 12 pares de 
costelas
� Osso Externo
33
Gradil costal:
costelas
� 12 pares de 
costelas
� Verdadeiras: 
as 7 primeiras
� Falsas: oitava 
à décima
� Flutuantes: as 
duas últimas
34
14/03/2017
18
Gradil Cotal: Costelas
� Cabeça, colo, corpo
35
Gradil costal: Osso esterno
� Osso esterno
� manúbio 
� Corpo
� Processo xifóide 
36
14/03/2017
19
Gradil costal: Osso esterno
37
Divisão do Esqueleto
� Esqueleto Axial
� Mediano
� Compõe o eixo do corpo
� Formado por cabeça, pescoço 
e tronco (tórax e abdome)
� Esqueleto Apendicular
� MMSS (membros superiores)
� MMII (membros inferiores)
� Cinturas ou cíngulos (escapular e 
pélvica): responsáveis pela união do 
esqueleto axial ao apendicular
38
14/03/2017
20
Cíngulo Escapular
� Clavícula
� Escápula
39
Cíngulo 
Escapular
Extremidade 
esternal
Extremidade 
acromial
Face Dorsal Face Anterior
Fossa subscapular
40
14/03/2017
21
Ossos do membro superior
� Úmero
� Rádio 
� Ulna
41
Mão 
carpo, metacarpo, dedos (quirodáctilos e polegar)
Falanges
Carpo
Metacarpo
42
14/03/2017
22
Ossos do carpo
� Trapézio (Tm)
� Trapezóide (Td)
� Escafóide (S)
� Captato (C)
� Hamato (H)
� Semilunar (L)
� Piramidal (T)
� Pisiforme (P)
Trapezista é trapezóide. Escorregou, captou, fez hematoma.
Sem comentários, pirou e foi para o psiquiatra
Mão direita, visão da palma da mão
43
Cíngulo pélvico
� Formado pelos ossos do quadril
(direito e esquerdo)
� Em conjunto recebem o
nome de osso ilíaco (direito e
esquerdo), que é composto
pela fusão de 3 ossos:
� ílio
� ísquio
� pube
� Quando, além dos ossos do
quadril, consideramos também
o sacro-cóccix, temos um anél
ósseo volumoso e resistente
denominado pelve óssea.
44
14/03/2017
23
Diferenças na pelve masculina e feminina
Entrada 
pélvica circular
Entrada pélvica 
em forma de 
coração
Arco Púbico Arco Púbico
45
Ossos do membro inferior
� Fêmur
� Patela
� Tíbia
� Fíbula
46
14/03/2017
24
Pé
� Calcâneo (Ca)
� Tálus (T)
� Navicular (N)
� Cubóide (C)
� Cuneiformes: lateral (Cl)
intermédio (Ci)
medial (Cm)
� Metatarsais : I (hálux)
II
III
IV
V
47
Ossos do tarso
48
14/03/2017
25
Orientações para aula prática:
� Jaleco
� Calça
� Sapato fechado
� Luvas
� Máscara
� Roteiro de prática
� Material disponibilizado após as aulas
� LIVRO
49
Orientações para aula prática:
� Divisão em grupos
� Metodologia ativa
� Foco no objetivo da prática
� Seguir ordem do roteiro
� Cuidado com as peças
� Falar baixo e evitar conversas entre grupos
50