A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
85 pág.
treinamento-basico-de-abap-para-funcionais

Pré-visualização | Página 1 de 3

Instrutor: Felipe Fernandes Pacheco Jr.
felipe.junior@resource.com.br
Consultor MM
Treinamento Básico de 
ABAP para Funcionais
Abril/2013
OBJETIVO
Capacitar os consultores funcionais nas principais características dos
elementos que compõe a linguagem de programação ABAP: as transações que
geralmente são executadas para facilitar o trabalho de pesquisa de estruturas,
as ampliações (exits, enhancements, melhorias)- disponíveis no ambiente ERP
SAP e ainda a utilização de Debug para depuração de programas.
Será apresentado um (overview-Resumo) de tabelas, campos, domínios,
elemento de dados e suas importâncias dentro da hierarquia ABAP.
OBJETIVO
Formas de alterar o comportamento Standard – Fluxo da Decisão.
Conteúdo
» Objetivo
» Linguagem ABAP
» Dicionário de Dados
» Tracing
» Programas
» Comandos ABAP
» Transportes
» Funções
» Ampliações
» Carga de Dados
» Dicas Especificações Funcionais
» Debug
Linguagem ABAP
Advanced Business Application Programming(ABAP) é uma linguagem de 
programação alto nível desenvolvida pela empresa SAP. É a linguagem 
utilizada no ERP SAP, onde todo desenvolvimento é armazenado na base de 
dados. 
C
COBOL
Dicionário de Dados
É onde definimos tabelas, domínios, elementos de dados, índices, etc.
SE11
Tabelas Transparentes
Tabelas de Customizing
Tabelas para armazenamento de dados 
transacionais e de configuração
Views São visualizações totais ou parciais de uma ou 
uma junção de tabelas
Domínio Define propriedades técnicas de campos, como 
tipo de dado, tamanho, etc.
Elemento de Dados Armazena as propriedades semântica s dos 
campos, por exemplo, rótulos de campos(field
labels)
Tabela de Verificação Relacionamento(Foreign Key) en tre as tabelas
Estruturas São registros(linhas de tabelas, barras d e 
campos), utilizados para definição de variáveis 
em programas
Dicionário de Dados
Tabelas estão divididas em: 
Tabelas Transparentes
Tabelas de Customizing 
SE11
Oracle
DB2
SQL Server
* Chave Primária, Chave Estrangeira ou 
Secundária e Índice.
Dicionário de Dados
Domínios
Elemento de dados
Principais tipos de dados:
CHAR – Cadeia de Caracteres
CURR – Moeda
DATS – Data
DEC – Decimal (+/-)
INT – Inteiro
NUMC – Numérico(Algarismos) 
QUAN – Quantidade formato UNIT
STRING - Strings
SE11
Dicionário de Dados
Estruturas
Exemplo: Estruturas de Tela, MEPO1211 é uma estrutura utilizada na ME2*N.
SE11
Dicionário de Dados
Views
EX: MDRV
SE11
Tracing
Em algumas situações não conseguimos encontrar qual a tabela é utilizada para exibir 
informações na tela de uma transação, por tratar-se de uma estrutura, ou então 
precisamos saber como uma determinada transação compôs o valor que esta sendo 
apresentado, ou até mesmo a performance de leitura de uma tabela, para isso podemos 
fazer um tracing do banco de dados e mapear quais os acessos da transação ao banco 
de dados durante uma determinada operação.
ST05
Tracing
Para executar uma Trace, primeiramente, deve-se clicar no botão “Activate 
Trace”, e então, executar a transação ou trecho no qual deseja buscar a 
informação de tabela ou dados. 
A Trace estará ativada, então qualquer ação realizada no SAP, seja execução 
de transações ou em transações, estará gravando quais SQL são lidas.
Tracing
Execute a transação ou processo do qual deseja encontrar a tabela, neste 
exemplo usaremos as XD03. 
Tracing
Logo após executar o trecho desejado, clique em “Desactivate” para parar o 
registro e em “Display Trace”. Surgirá uma janela com as restrições de período 
e tabelas, então em Ok. 
Tracing
Uma lista com todas tabelas executadas na Trace serão listadas, selecionando 
uma linha e indo em GoTo->Display ABAP Source é possível ir para o código 
onde trecho é utilizado.
Programas
Um programa ABAP por ser criado, editado ou exibido através das transações
SE38 ou SE80.
Quase todos os componentes SAP podem ser customizados, isto é,
desenvolvidos para adequarem-se aos processos de determinada empresa.
O nome de todos os objetos desenvolvidos são iniciados com as letras Z ou Y,
e os objetos standard, normalmente, com os demais caracteres
Programas
Estão dentre o principais tipos de programa ABAP:
� Programa Executável - Report
� Programa Include – Include
� Grupo de Funções – Conjunto de funções
� Módulo Pool – Programa Pool
SE38
Programas
Um programa ABAP por estar atribuído a uma transação para execução pelo 
usuário e pode ser visualizada pela SE93 ou acessado através da própria 
transação no Menu Sistema->Status. Neste também pode ser visualizada a 
Tela inicialização atribuída. 
SE93
Programas
Através da SE38 e em exibir lista de objetos é possível visualizar toda a 
composição de um programa ABAP.
SE38 / SE38 / 
SE80
Programas
Sub-rotinas - São módulos dentro de um programa usados para estruturar e
organizar o código, e portanto, facilitar a interpretação. A chamada é realizada
através do comando PERFORM, este comando permite a passagem de
parâmetros, isto é, valores externos que serão utilizados internamente quando
esta é chamada.
Os tipos de passagens de parâmetro são USING(normalmente utilizada para
variáveis), TABLES(utilizada para tabelas internas) e
CHANGING(normalmente variável que será alterada).
Um Perform pode ser chamada de outro programa usando a chamada IN
PROGRAM mais o nome do programa.
SE38
Programas
Eventos - Programa de diálogo
SE38
Programas
Eventos - Report
SE38
Programas
Report - Geralmente a Saída do relatório acontece por meio de comandos
ABAP como “Write”, usualmente o Report possui o layout abaixo.
SE38
Programas
ALV
Existem várias maneiras de um ALV ser gerado, o mais comum é através do
comando: CALL FUNCTION ‘REUSE_ALV_GRID_DISPLAY’ ou através de
Programas Orientados a Objetos.
SE38
Mensagens
Mensagens - Na Classe de mensagem ZSD numero 000 temos a seguinte 
mensagem: Apontamento de produção na ordem & maior ou igual a 
quantidade.
No programa vemos uma sintaxe semelhante à abaixo: 
MESSAGE E000 with ‘10’.
Onde o “E” significa: E = Erro
000 = número da mensagem
‘10’ = esse valor é substitui o “&” da mensagem contida na classe.
SE91
Comandos ABAP
Toda ação que será executada por programa são realizados através de 
comandos. No entanto, há a necessidade de declarações de valores em 
objetos para manipulação da informação, isto é, variáveis, tabelas, internas,...
• Principais Comandos: 
� Data
� Tables
� Constant
� Range
� Select
� Read Table
� Loop
� Insert/Modify
� Delete
� Append
� Write
� Submit:
� Perform
� Call Screen
� Call Function
� Call Transaction
� Commit and Wait
Comandos ABAP
• Valor de Retorno:
SYST – SY: Estrutura com valores de retorno do Sistema. Os comandos SY mais usuais 
são:
SY-SUBRC: Retorna o valor execução de comandos ABAP. Sendo 0 quando o retorno é 
verdadeiro, isto é, correto. Diferente de 0 valor falso, isto é, incorreto
SY-UCOMM: Retorna o comando de interação do usuário.
Transportes
Repositório de Objetos
Transportes
Ambientes
Transportes
Change Request
SE09
Transportes
Log de Transporte
SE09
Transportes
Versões de um objeto ABAP
SE80
Transportes
Versões de um objeto ABAP
SE80
Transportes
Comparando versões entre ambientes – DEV X QAS
SE80
Transportes
Comparando versões entre ambientes – DEV X PRD
SE80
Funções
Funções são pequenos programas utilizados por vários programas para executar 
determinadas tarefas, tais como, validar uma informação, executar determinado calculo e 
retornar o valor, ect.
Tipos de Funções:
Módulo de Função Normal
Módulo de Acesso Remoto (RFC).
BAPI
SE37
Funções
Quando chamamos um modulo de função temos os parâmetros de importação(onde 
preenchemos a entrada da função) os parâmetros de exportação( informação que 
recebemos da função) e tabelas(hora recebemos e hora inserimos informação 
dependendo da função)
SE37
Funções
BAPI (Business Aplication Programing Interface)
As BAPIs são funções mantidas pela SAP, que contemplam todas as regras de negócio 
do processo em questão. Estas funções também pode ser visualizadas

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.