1 docx eliana
7 pág.

1 docx eliana


Disciplina<strong>ciências Biológicas</strong>29 materiais83 seguidores
Pré-visualização2 páginas
1.
	A parede celular representa entre 50% e 60% da biomassa dos vegetais e é rica em carboidratos complexos (os polissacarídeos celulose, hemiceluloses e pectinas), além de proteínas estruturais e lignina, polímero que lhe confere rigidez. As distintas combinações e quantidades dessas grandes moléculas de carboidratos geram estruturas com arquiteturas particulares e, portanto, diferentes propriedades químicas e mecânicas. Em um trabalho publicado na revista Plant Science, os pesquisadores propuseram que existe um código glicêmico nas paredes das células vegetais, que resultam em uma associação altamente complexa de polímeros. No caso da bioenergia, entender melhor como a parede celular de plantas como a cana-de-açúcar se forma pode ser útil para aprendermos a desconstruir essa estrutura e produzir etanol de segunda geração. De acordo com as características das paredes celulares dos vegetais, analise as sentenças a seguir:
I- A parede celular proporciona às células robustez mecânica, além de manter a sua morfologia e ser responsável por proteger a célula contra a maioria dos organismos patogênicos e predadores.
II- A parede primária é depositada durante o crescimento celular e deve ser, ao mesmo tempo, mecanicamente estável e suficientemente flexível para permitir a expansão das células, evitando sua ruptura. As paredes celulares primárias consistem principalmente de polissacarídeos como celulose, hemiceluloses e pectinas.
III- A parede celular secundária é depositada após cessar o crescimento celular e confere estabilidade mecânica à planta. A parede secundária apresenta compostos de celulose e hemicelulose, que são muitas vezes impregnados de lignina.
IV- As células se mantém unidas devido à presença da Lamela média ou também conhecida como Lamela mediana. É uma camada fina exterior às paredes, composta principalmente de substâncias pécticas.
Assinale a alternativa CORRETA:
FONTE: TAVARES, E.Q.P. e BUCKERIDGE, M.S. Do plant cell walls have a code? Plant Science. 1º nov. 2015.
	 a)
	Somente a sentença II está correta.
	 b)
	As sentenças I, II, III e IV estão corretas.
	 c)
	Somente a sentença I está correta.
	 d)
	Somente a sentença III está correta.
	2.
	A raiz é um órgão subterrâneo e aclorofilado, ou seja, não apresenta clorofila. Sua principal função está relacionada com a fixação ao substrato e com a absorção de água e sais minerais, podendo ainda funcionar como órgão de reserva, como no caso da cenoura. De um modo geral, sua estrutura anatômica primária apresenta três regiões. Com base na estrutura primária da raiz, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
(    ) A região compreendida entre a epiderme e o cilindro central é denominada córtex. É constituído por células parenquimáticas, sendo sua camada mais interna conhecida como endoderme.
(    ) As estrias de Caspary são reforços de lignina ou suberina na parede celular das células da epiderme, sendo responsáveis por facilitar a absorção de água pelas raízes.
(    ) O periciclo é a camada mais externa do cilindro central e está localizado após a endoderme. Sua principal função é originar as raízes laterais e parte do câmbio vascular e felogênio.
(    ) A epiderme, em algumas espécies, pode ser multisseriada, sendo denominada de velame. Sua principal função é de proteção mecânica e térmica ao córtex, além de reduzir a perda de água.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
	 a)
	V - V - F - V.
	 b)
	V - F - F - V.
	 c)
	V - F - V - V.
	 d)
	F - V - V - F.
	3.
	O parênquima é um tecido que apresenta a função de preenchimento. São constituídos por células vivas, com formas variadas e que podem ou não deixar espaços intercelulares. Localizam-se principalmente em raízes, caules e folhas, ocupando os espaços internos desses órgãos, sendo o tecido mais frequente encontrado nos vegetais. O tecido parenquimático, além da função de preenchimento, possui outras funções importantes no vegetal. Assinale a alternativa CORRETA que apresenta outra função desempenhada por este tecido:
	 a)
	Armazenamento de substâncias de reserva.
	 b)
	Transporte de nutrientes no corpo do vegetal.
	 c)
	Proteção do corpo do vegetal contra agentes do meio.
	 d)
	Sustentação da estrutura do corpo das plantas.
	4.
	Os estômatos são estruturas presentes na epiderme, tanto das folhas como nas flores e caules jovens. Sua principal função está relacionada com a troca gasosa entre a parte interna da planta com o ambiente externo. Com relação a esta estrutura e o tecido ao qual ela está associada, analise as sentenças a seguir:
I- Além da troca gasosa entre a parte interna da planta e o ambiente externo, os estômatos também estão relacionados à função de absorção de água e nutrientes.
II- Além dos estômatos, outras células especializadas também são encontradas na epiderme, como os tricomas e os pelos radiculares.
III- Os estômatos estão presentes tanto em folhas de monocotiledôneas, como em dicotiledôneas. Uma diferença entre esses dois grupos é o formato das células-guarda.
IV- Os estômatos podem estar alinhados, formando fileiras, como no caso das monocotiledôneas, entretanto, estão presentes exclusivamente na face abaxial.
Assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	As sentenças I, III e IV estão corretas.
	 b)
	As sentenças II, III e IV estão corretas.
	 c)
	As sentenças II e III estão corretas.
	 d)
	As sentenças I, II e IV estão corretas.
	5.
	O desenvolvimento secundário (ou seja, em espessura) do caule das gimnospermas e da maioria das dicotiledôneas, se dá através de dois tecidos meristemáticos: o câmbio vascular e o felogênio. O surgimento e a transformação que ocorre nos tecidos desses vegetais pode ser visualizado na imagem anexa. Com base nesses tecidos, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
(    ) Os tecidos meristemáticos secundários têm origem a partir da desdiferenciação dos tecidos adultos, os quais readquirem suas características embrionárias e passam a originar novas estruturas.
(    ) O felogênio, também chamado de câmbio da casca, é originado na camada logo abaixo da epiderme e forma para fora a feloderme, tecido morto, e para dentro, o súber.
(    ) O câmbio vascular produz para dentro o xilema secundário e, para fora, o floema secundário. Já os tecidos floema e xilema primários são cada vez mais empurrados para o centro do caule.
(    ) Durante o espessamento do caule devido, princialmente, à formação do xilema primário, ocorre o rompimento da epiderme, que é substituída pela endoderme.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
FONTE DA IMAGEM: https://pt.slideshare.net/edu.biologia/biosfera-em-foco. Acesso em: 12 ago. 2017.
	
	 a)
	F - V - V - F.
	 b)
	V - F - V - F.
	 c)
	F - F - F - V.
	 d)
	V - V - F - V.
	6.
	A micropropagação, também chamada de multiplicação in vitro ou multiplicação em meio-de-cultura, é um método de propagação vegetativa amplamente utilizado nos dias atuais na produção de mudas. A técnica consiste na separação de algumas células de tecido vegetal, fazendo com que ela se reproduza, formando uma nova planta. Essa técnica de laboratório se baseia no princípio da chamada &quot;totipotência&quot; celular, que é a capacidade de uma única célula vegetal se multiplicar e gerar uma nova planta, o que não é possível nos humanos, exceto com células-tronco. Por meio dessa técnica, é possível a produção de mudas em larga escala, gerando plantas completamente livres de qualquer doença. Além disso, o processo gera mudas que, em geral, florescem mais rapidamente que as mudas geradas por sementes. Entretanto, há um alto custo de implantação do sistema, além da necessidade de mão de obra especializada. Com relação aos tecidos vegetais utilizados na técnica de micropropagação, avalie as asserções a seguir e a relação proposta entre elas. 
I- No procedimento de micropropagação, ou clonagem em plantas, é indicado usar as células do tecido meristemático. Elas podem ser encontradas nas extremidades de raízes, de caules e nos ramos das