Aula 4_ Sistema Integrado de Administração Financeira (SIAFI)
13 pág.

Aula 4_ Sistema Integrado de Administração Financeira (SIAFI)


DisciplinaContabilidade Pública7.571 materiais58.389 seguidores
Pré-visualização3 páginas
Disciplina: Contabilidade Pública
Aula 4: Sistema Integrado de Administração Financeira (SIAFI)
Apresentação
O Sistema Integrado de Administração Financeira (SIAFI) é o principal instrumento utilizado pelas entidades do governo federal brasileiro para registro, acompanhamento e controle da execução orçamentária, financeira e patrimonial.
Trata-se de uma solução automatizada que promove a integração de informações, em tempo real, de todas as etapas que compõem a execução orçamentária e financeira, desde a aprovação do orçamento até a efetivação do pagamento.
Para que serve o SIAFI?
O Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (SIAFI) é um sistema informatizado, gerenciado pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN), que processa e controla, por meio de terminais instalados em todo o território nacional, a execução orçamentária, financeira, patrimonial e contábil dos órgãos da Administração Pública Federal, incluindo as autarquias, fundações, empresas públicas e sociedades de economia mista, que estiverem contemplados no Orçamento Fiscal e/ou no Orçamento da Seguridade Social da União.
O SIAFI, concebido pela STN e desenvolvido pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), é um dos principais sistemas estruturadores do governo federal.
Segundo o Serpro, o SIAFI registra cerca de 28 milhões de documentos por exercício e tem aproximadamente 55 mil usuários ativos.
A STN avalia que, desde sua criação, o SIAFI tem alcançado satisfatoriamente seus principais objetivos. Veja quais são:
\u2714 Prover mecanismos adequados ao controle diário da execução orçamentária, financeira e patrimonial aos órgãos da Administração Pública;
\u2714 Fornecer meios para agilizar a programação financeira, otimizando a utilização dos recursos do Tesouro Nacional, através da unificação dos recursos de caixa do Governo Federal;
\u2714 Permitir que a contabilidade pública seja fonte segura e tempestiva de informações gerenciais destinadas a todos os níveis da Administração Pública Federal;
\u2714 Padronizar métodos e rotinas de trabalho relativas à gestão dos recursos públicos, sem implicar rigidez ou restrição a essa atividade, uma vez que ele permanece sob total controle do ordenador de despesa de cada unidade gestora;
\u2714 Permitir o registro contábil dos balancetes dos estados e municípios e de suas supervisionadas;
\u2714 Permitir o controle da dívida interna e externa, bem como o das transferências negociadas;
\u2714 Integrar e compatibilizar as informações no âmbito do Governo Federal;
\u2714 Permitir o acompanhamento e a avaliação do uso dos recursos públicos;
\u2714 Proporcionar a transparência dos gastos do Governo Federal.
O SIAFI também pode ser utilizado por entidades privadas, mediante autorização da STN e celebração de convênio ou acordo.
Saiba mais
Os estados e municípios dispõem de um sistema semelhante ao SIAFI. Trata-se do Sistema Integrado de Administração Financeira para Estados e Municípios (SIAFEM).
O SIAFEM tem como missão uniformizar, simplificar e organizar a execução orçamentária, financeira e contábil dos estados e municípios, de forma integrada.
Histórico do SIAFI
Navegue nas datas abaixo.
Ano 1986
Até esta data, o Governo Federal convivia com uma série de problemas que dificultavam a adequada gestão dos recursos públicos:
· Emprego de métodos rudimentares e inadequados de trabalho;
· Falta de informações gerenciais em todos os níveis da administração pública;
· Utilização da contabilidade como mero instrumento de registros formais;
· Defasagem na escrituração contábil de, pelo menos, 45 dias entre o encerramento do mês e o levantamento das demonstrações;
· Inconsistência dos dados utilizados em razão da diversidade de fontes de informações e das várias interpretações sobre cada conceito;
· Despreparo técnico de parte do funcionalismo público;
· Inexistência de mecanismos eficientes que pudessem evitar o desvio de recursos públicos e permitissem a atribuição de responsabilidades aos maus gestores;
· Estoque ocioso de moeda dificultando a administração de caixa, decorrente da existência de inúmeras contas bancárias, no âmbito do governo federal.
A solução desses problemas representava um verdadeiro desafio, à época, para o Governo Federal, e o primeiro passo dado para solucioná-los foi a criação da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), em 10 de março de 1986, com o objetivo de auxiliar o Ministério da Fazenda na gestão das finanças públicas.
A STN, assim, definiu e desenvolveu o SIAFI em conjunto com o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).
Vantagens do SIAFI
(Vídeo)
O SIAFI representou um avanço tão expressivo para a contabilidade pública que atualmente é reconhecido no mundo inteiro e recomendado pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) como modelo.
A implantação do SIAFI trouxe para a Administração Pública Federal as seguintes melhorias:
Contabilidade - Rapidez, qualidade e precisão na informação.
Finanças - Agilização da programação financeira, otimizando a utilização dos recursos do Tesouro Nacional, por meio da unificação dos recursos de caixa do Governo Federal na Conta Única no Banco Central.
Orçamento - A execução orçamentária passou a ser realizada dentro do prazo e com transparência, completamente integrada à execução patrimonial e financeira.
Visão clara de quantos e quais são os gestores que executam o orçamento - São mais de 4.000 gestores cadastrados, que executam seus gastos através do sistema de forma on-line.
Desconto na fonte de impostos - No momento do pagamento, já é recolhido o imposto devido.
Auditoria - Facilidade na apuração de irregularidades com o dinheiro público.
Transparência - Detalhamento total do emprego dos gastos públicos disponível em relatórios publicados no site.
Fim da multiplicidade de contas bancárias - Antes da implantação do SIAFI, o descontrole era tão grande que se estimava que existissem cerca de 3.700 contas bancárias. Com a organização necessária para a implantação do Sistema, constatou-se que existiam em torno de 12.000 contas bancárias. Atualmente quase 100% dos pagamentos são identificados de modo instantâneo na Conta Única.
Além de tudo isso, o SIAFI apresenta outras vantagens:
\u2714 Sistema disponível 100% do tempo e on-line;
\u2714 Sistema centralizado, o que permite a padronização de métodos e rotinas de trabalho;
\u2714 Interligação em todo o território nacional;
\u2714 Utilização por todos os órgãos da Administração Direta (poderes Executivo, Legislativo e Judiciário);
\u2714 Utilização por grande parte da Administração Indireta.
Características do SIAFI
(Vídeo)
O SIAFI é um sistema de informações centralizado em Brasília, que interliga os órgãos do Governo Federal, localizados no País e no exterior, através da rede de telecomunicações do Serpro e também pela conexão a outras inúmeras redes externas.
O SIAFI é estruturado por exercícios: cada ano equivale a um sistema diferente, ou seja, a regra de formação do nome do sistema é a sigla SIAFI acrescida de quatro dígitos referentes ao ano do sistema que se deseja acessar.
Exemplo - SIAFI2017; SIAFI2018; SIAFI2019 etc.
Os sistemas são organizados em subsistemas e estes por módulos. Dentro de cada módulo estão agregadas inúmeras transações, que guardam entre si características em comum.
Cada subsistema tem uma função própria e bem delimitada no SIAFI.
Podemos organizá-los informalmente em cinco grupos principais:
· Controle de Haveres e Obrigações;
· Administração do Sistema;
· Execução Orçamentária e Financeira;
· Organização de Tabelas;
· Recursos Complementares com Aplicação Específica.
Acesso e conexão
Existem três ambientes disponíveis no SIAFI:
Ambiente de treinamento
O acesso ao ambiente de treinamento é liberado a todos os usuários habilitados e está disponível no seguinte endereço: http://www.tesouro.fazenda.gov.br/centro-de-treinamento-virtual.
Ambiente de homologação
O acesso ao ambiente de homologação é de uso restrito, sendo permitido apenas a órgãos que estão fazendo integração, sob condições especiais, e a servidores da Secretaria do Tesouro Nacional.
Ambiente de produção
O acesso ao SIAFI,