Buscar

MANUAL BÁSICO DE POLICIAMENTO OSTENSIVO PMESP

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 235 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 235 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 235 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

1 
M-14-PM 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Polícia Militar do Estado de São Paulo 
 
 
 
MANUAL BÁSICO DE POLICIAMENTO OSTENSIVO 
 
DA 
 
POLÍCIA MILITAR 
 
 
 
3ª Edição 
 
Tiragem: exemplares 
 
1997 
 
 
Setor Gráfico do CSM/MInt 
 
 2 
 POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO 
 COMANDO GERAL 
 São Paulo, 15 de janeiro de 1997. 
 DESPACHO Nº DSist-000/322/97 
 
 
 O Comandante Geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo, nos 
termos dos Artigos 16 e 43 das I-1-PM, aprova, manda pôr em execução e 
autoriza a impressão do Manual Policiail Militar (M-14-PM) MANUAL 
BASICO DE POLICIAMENTO OSTENSIVO DA POLÍCIA MILITAR, deve 
entrar em vigor a contar de sua publicação em Bol G. Fica revogado o M-14-
PM Manual Basico de Policiamento Ostensivo, aprovado pelo Despacho nº 
Dsist-001/22/93 e publicado no Bol G. Nº 213/93, de 16Nov93. 
 
 
 
CLAUDIONOR LISBOA 
Cel PM - Cmt Geral 
 3 
QUADRO DISTRIBUIÇÃO-CARGA 
 
 1.Órgãos de Direção 
 a. Geral 
 Cmt G ........................................................................................ 01 
 S Cmt PM ................................................................................... 02 
 Gab Cmt G ................................................................................. 02 
 EM/PM (cada) ............................................................................ 02 
 Corregedoria PM ........................................................................ 10 
 b. Setorial 
 Diretorias (cada) ......................................................................... 03 
 
 2. Órgãos de Apoio 
 OPM de Apoio ao Ensino (cada) ................................................ 10 
 
 3. Órgãos Especiais de Apoio 
 a. AG ........................................................................................ 02 
 b. C Com Soc. ............................................................................ 02 
 c. Centros ................................................................................. 02 
 
 4. Órgãos de Execução 
 a. Grandes Comandos (cada(a)................................................. 02 
 b. CPA/M e CPA/I (cada(a) ........................................................ 03 
 c. Btl/M e I .................................................................................. 05 
 
 5. APM (cada) ............................................................................. 03 
 
 6. Consultoria Jurídica................................................................. 01 
 
 7. Reserva 
 a. Na Dsist ................................................................................. 05 
 
 8. Para Venda 
 a. No CSM/MInt .......................................................................... demais 
 b. Tiragem: ................................................................................ 10.000 
 
(*) observação: Os exemplares da distribuição carga deverão ser incluídos 
em carga nos termos do Artigo 57 da I-1-PM (Instruções para as Publica-
ções da Polícia Militar). 
 4 
ÍNDICE DOS ASSUNTOS 
 
 
 Capítulo l - Introdução .............................................................. 017 
 Artigo l - Finalidade ................................................................... 017 
 1-2. Objetivos .............................................................................. 017 
 Artigo II - Conceitos Básicos.................................................... 017 
 1-3. Constituição.......................................................................... 017 
 1-4. Polícia Militar ........................................................................ 018 
 1-5. Poder de polícia ................................................................... 018 
 1-6. Segurança pública................................................................ 018 
 1-7. Ordem pública...................................................................... 019 
 1-8. Preservação da ordem pública ............................................ 019 
 1-9. Policiamento ostensivo......................................................... 019 
 1-10. Polícia ostensiva ................................................................ 019 
 1-11. Defesa pública.................................................................... 020 
 1-12. Tática policial-militar........................................................... 020 
 1-13. Técnica policial-militar ........................................................ 020 
 1-14. Região ................................................................................ 020 
 1-15. Área.................................................................................... 020 
 1-16. Subárea.............................................................................. 020 
 1-17. Setor................................................................................... 020 
 1-18. Subsetor ............................................................................. 021 
 1-19. posto................................................................................... 021 
 1-20. Itinerário de patrulhamento ................................................ 021 
 1-21. Patrulhar............................................................................. 022 
 1-22. Local de risco ..................................................................... 022 
 1-23. Ocorrência policial-militar ................................................... 023 
 1-24. Ação policial-militar ............................................................ 023 
 1-25. Operação policial-militar..................................................... 023 
 1-26. Fração elementar ............................................................... 023 
 1-27. Fração constituída.............................................................. 023 
 1-28. Sistemas de policiamento .................................................. 023 
 Artigo III - Características e Princípios das Atividades Policiais 
 Militares ...................................................................................... 023 
 1-29. Características ................................................................... 023 
 1-30. Princípios............................................................................ 023 
 Artigo IV - Características do Policiamento Ostensivo ......... 024 
 1-31. Ação pública....................................................................... 024 
 1-32. Totalidade........................................................................... 024 
 1-33. Dinâmica ............................................................................ 024 
 1-34. Legalidade.......................................................................... 025 
 1-35. Ação de presença .............................................................. 025 
 Artigo V - Princípios de Policiamento Ostensivo ................... 025 
 5 
 1-36. Universalidade.................................................................... 025 
 1-37. Responsabilidade territorial................................................ 026 
 1-38. Continuidade ...................................................................... 026 
 1-39. Efetividade.......................................................................... 026 
 1-40. Aplicação............................................................................ 026 
 1-41. Isenção............................................................................... 027 
 1-42. Emprego lógico .................................................................. 027 
 1-43. Antecipação........................................................................ 027 
 1-44. Profundidade...................................................................... 028 
 1-45. Unidade de comando ......................................................... 028 
 1-46. Objetivo .............................................................................. 028 
 Artigo VI - Variáveis do Policiamento Ostensivo ...................028 
 1-47. Conceituação ..................................................................... 028 
 1-48. Tipos................................................................................... 028 
 1-49. Processos .......................................................................... 029 
 1-50. Modalidades ....................................................................... 029 
 1-51. Circunstâncias.................................................................... 029 
 1-52. Lugar .................................................................................. 030 
 1-53. Número .............................................................................. 030 
 1-54. Forma................................................................................. 030 
 1-55. Tempo ................................................................................ 030 
 Artigo VH - Procedimentos Básicos ........................................ 031 
 1-56. Conceituação ..................................................................... 031 
 1-57. Requisitos básicos ............................................................. 031 
 1-58. Formas de empenho em ocorrências ................................ 032 
 1-59. Prevalência do aspecto preventivo sobre o repressivo na atuação 
 da Polícia Militar .......................................................................... 036 
 
 CAPÍTULO 2 - Conhecimentos Básicos .................................. 037 
 Artigo I - Aspectos Legais ........................................................ 037 
 2-1. Crime.................................................................................... 037 
 2-2. Contravenção....................................................................... 037 
 2-3. Traço distintivo entre crime e contravenção ........................ 037 
 2-4. Crimes de ação pública e de ação privada .......................... 037 
 2-5. Exclusão da criminalidade ................................................... 038 
 Estado de necessidade ............................................................... 038 
 Legítima defesa........................................................................... 038 
 Estrito cumprimento do dever legal............................................. 039 
 Exercício regular de direito.......................................................... 039 
 2-6. Imunidades........................................................................... 039 
 Imunidades diplomáticas............................................................. 039 
 Imunidades parlamentares.......................................................... 040 
 Atitudes do PM em relação às imunidades ................................. 040 
 2-7. Prisão ................................................................................... 040 
 6 
 Prisão em flagrante delito............................................................ 040 
 Prisão emanada de ordem escrita de autoridade competente ... 040 
 Prisão de funcionário público ...................................................... 040 
 2-8.Fiança.................................................................................... 041 
 2-9.Violação de domicílio ............................................................ 041 
 2-10.Busca e apreensão ............................................................. 043 
 Busca domiciliar .......................................................................... 044 
 Busca pessoal ............................................................................. 045 
 Apreensão em território sujeito à jurisdição alheia...................... 045 
 2-11. Abuso de autoridade .......................................................... 045 
 Atentado à liberdade de locomoção............................................ 045 
 Atentado à inviolabilidade do domicílio ....................................... 045 
 Atentado ao sigilo da correspondência ....................................... 046 
 Atentado à liberdade de consciência e de crença e ao livre 
 exercício de culto religioso .......................................................... 046 
 Atentado à liberdade de associação e ao direito de reunião 
 Atentado contra a incolumidade pública...................................... 046 
 Conceito de autoridade ............................................................... 046 
 Sanções....................................................................................... 046 
 2-12. Violência arbitrária.............................................................. 047 
 2-13. Propina ............................................................................... 047 
 2-14. Corrupção........................................................................... 048 
 2-15. Concussão ......................................................................... 048 
 2-16. Resistência......................................................................... 048 
 2-17. Resistência à prisão........................................................... 048 
 2-18. Agressão ............................................................................ 048 
 2-19. Desobediência.................................................................... 049 
 2-20. Desacato ............................................................................ 049 
 2-21. Tentativa de fuga................................................................ 049 
 2-22. Porte de arma .................................................................... 049 
 Arma ........................................................................................ 049 
 Armas proibidas .......................................................................... 050 
 Armas regulamentares ................................................................ 050 
 Armas de defesa pessoal............................................................ 050 
 Armas de caça ou de tiro ao alvo................................................ 050 
 Restrições.................................................................................... 050 
 Cassação da licença ................................................................... 051 
 Isenção de licença....................................................................... 051 
 2-23. Uso de algema ................................................................... 051 
 Artigo 11 - Entorpecentes......................................................... 052 
 2-24. Conceito ............................................................................. 052 
 2-25. O uso de entorpecentes..................................................... 052 
 2-26. O comércio de entorpecentes............................................ 052 
 2-27. Caracterização, no aspecto penal, do crime de tráfico e uso de 
 7 
 entorpecentes.............................................................................. 052 
 2-28. Ação do PM em ocorrência de tráfico e uso de entorpecentes 053 
 2-29. Entorpecentes injetáveis .................................................... 054 
 2-30. Efeito das drogas ............................................................... 054 
 2-31. Drogas usadas com maior freqüência ............................... 054 
 Artigo III - Local de Crime ......................................................... 055 
 2-32. Conceito ............................................................................. 055 
 2-33. Preservação do local.......................................................... 055 
 2-34. Ação policial no local de crime........................................... 056 
 2-35. Testemunhas ..................................................................... 058 
 Artigo IV - Socorros de Urgência ............................................. 058 
 2.36. Conceito ............................................................................. 058 
 2-37. Aspecto essencial .............................................................. 058 
 2-38. Objetivo ..............................................................................059 
 2-39. Vítima consciente............................................................... 059 
 2-40. Utilização de meios disponíveis ......................................... 059 
 2-41. Procedimentos em casos de emergência.......................... 059 
 Feridas ........................................................................................ 059 
 Feridas no tórax........................................................................... 060 
 Feridas no abdômen ................................................................... 060 
 Feridas nos olhos ........................................................................ 060 
 Hemorragias externas nos braços ou pernas ............................. 061 
 Hemorragias difíceis de estancar - Torniquetes ......................... 062 
 Hemorragias no tronco ou na cabeça ......................................... 063 
 Hemorragia nasal ........................................................................ 064 
 Hemorragias internas .................................................................. 064 
 Estado de choque........................................................................ 064 
 Ameaça de desmaio.................................................................... 065 
 Desmaio ...................................................................................... 066 
 Convulsões.................................................................................. 066 
 Parada respiratória - respiração artificial..................................... 066 
 Parada cardíaca e respiratória .................................................... 068 
 Queimaduras............................................................................... 069 
 Insolações ................................................................................... 072 
 Choques elétricos........................................................................ 073 
 Fraturas ....................................................................................... 074 
 Luxações ou fraturas em articulações ........................................ 074 
 Envenenamentos......................................................................... 075 
 Picadas de animais peçonhentos: cobras, aranhas, escorpiões e 
mordidas de animais raivosos ........................................................... 076 
 Partos de urgência ...................................................................... 077 
 Afogamento ................................................................................. 080 
 2-42.Vítima inconsciente ............................................................. 081 
 2-43. Transporte de feridos ......................................................... 081 
 8 
 Transporte de traumatizados da coluna...................................... 082 
 Os vários meios de transporte .................................................... 082 
 Princípios gerais de transporte.................................................... 082 
 Transporte manual ...................................................................... 082 
 Retirada de pessoas e animais ................................................... 112 
 Capturas ...................................................................................... 112 
 Extermínio de insetos.................................................................. 113 
 2-56. Salvamento em altura ........................................................ 114 
 Conceito ...................................................................................... 114 
 Pessoas presas em elevador ...................................................... 114 
 Pessoas presas em locais elevados ........................................... 115 
 Retirada de objetos oferecendo perigo ....................................... 115 
 Tentativa de suicídio e captura de débil mental .......................... 115 
 2-57. Salvamento aquático.......................................................... 116 
 Inundação.................................................................................... 116 
 2-58. Salvamento em incêndio.................................................... 116 
 2-59. Acidentes de trânsito.......................................................... 117 
 Em caso de incêndio - procedimentos ........................................ 117 
 Em caso de salvamento - procedimentos ................................... 117 
 Artigo VII - Armamento.............................................................. 118 
 2-60. Revólver ............................................................................. 118 
 2-61. Conservação do armamento em uso................................. 119 
 2-62. Limpeza após o tiro ............................................................ 119 
 2-63. Regras de segurança......................................................... 120 
 2-64. Medidas de segurança no estande .................................... 120 
 Artigo VIII - Comunicações....................................................... 121 
 2-65. Definições........................................................................... 121 
 2-66. Normas para uso do microfone.......................................... 122 
 2-67. Código "Q".......................................................................... 122 
 2-68. Siglas mais usadas - código "Q" ........................................ 122 
 2-69. Alfabeto da ONU ................................................................ 123 
 2-70. Algarismos ......................................................................... 123 
 Artigo IX - Manutenção de Viaturas ......................................... 124 
 2-71. Generalidades.................................................................... 124 
 2-72. Reabastecimento ............................................................... 124 
 2-73. Verificação e recompletamento do óleo do cárter ............. 124 
 2-74. Recompletamento de água do sistema de arrefecimento . 124 
 2-75. Cuidados com os pneumáticos.......................................... 124 
 2-76. Cuidados com as baterias.................................................. 125 
 2-77. Reparos de emergência..................................................... 125 
 2-78. Conclusão .......................................................................... 125 
 
 CAPÍTULO 3 - Policiamento Ostensivo Geral......................... 127 
 Artigo I - Introdução .................................................................. 127 
 9 
 3-1. Conceito ............................................................................... 127 
 3-2. Missão .................................................................................. 127 
 3-3. Apresentação ....................................................................... 127 
 Análise dos fatores determinantes, componentes e condicionantes 128 
 3-4. Procedimentos gerais .......................................................... 129 
 Policiamento a pé ........................................................................ 129 
 Policiamento montado................................................................. 130 
 Policiamento motorizado ............................................................. 130 
 Policiamento com bicicletas ........................................................ 132 
 Policiamento em embarcação..................................................... 132 
 3-5 Posto ..................................................................................... 134 
 Ponto-base .................................................................................. 134 
 Cartão-programa ......................................................................... 134 
 Boletim de ocorrência.................................................................. 134 
 Procedimento no posto ............................................................... 134 
 Extensão do posto.......................................................................136 
 Condições individuais para o serviço .......................................... 136 
 3-6 Generalidades....................................................................... 137 
 Presença do PM.......................................................................... 137 
 "Onde e como atuar'.................................................................... 139 
 Relações com a comunidade...................................................... 139 
 Durante o patrulhamento............................................................. 139 
 Transporte de pessoas na viatura............................................... 140 
 Procedimento em caso de tiroteio............................................... 140 
 Artigo II - Técnicas Usuais........................................................ 142 
 3-7. Busca pessoal...................................................................... 142 
 Busca preliminar.......................................................................... 142 
 Busca minuciosa ......................................................................... 142 
 Procedimento do PM na busca preliminar .................................. 142 
 Procedimento em busca minuciosa ............................................ 143 
 Recomendações para quem faz busca pessoal ......................... 145 
 Busca pessoal em mulheres ....................................................... 145 
 3-8. Abordagem e vistoria ........................................................... 146 
 Veículos....................................................................................... 146 
 Edificações .................................................................................. 150 
 Pessoas a pé............................................................................... 154 
 Pessoas na multidão ................................................................... 155 
 Pessoas alienadas mentais......................................................... 155 
 Pessoas alcoolizadas .................................................................. 155 
 Pessoas drogadas....................................................................... 155 
 3-9. Cerco.................................................................................... 156 
 Cerco programado ...................................................................... 156 
 Cerco ocasional........................................................................... 156 
 Normas de procedimento durante o cerco.................................. 156 
 10 
 3-10. Bloqueio relâmpago ........................................................... 159 
 Disposição das viaturas............................................................... 160 
 Emprego dos PM no bloqueio ..................................................... 161 
 Da seleção................................................................................... 161 
 Da vistoria.................................................................................... 161 
 Do anotador................................................................................. 161 
 Da segurança .............................................................................. 161 
 3-11. Condução de preso............................................................ 161 
 Como algemar............................................................................. 161 
 Condução de menores ................................................................ 162 
 Condução de doentes ................................................................. 163 
 Condução de doentes mentais.................................................... 163' 
 Condução de ébrios .................................................................... 163 
 Entrega de presos ....................................................................... 163 
 3-12. Perseguição ....................................................................... 163 
 A pé ........................................................................................ 163 
 Atuação em tiroteio...................................................................... 163 
 Motorizada................................................................................... 164 
 3-13. Normas gerais para efetuar prisão..................................... 166 
 Considerações............................................................................. 166 
 Conduta do PM............................................................................ 167 
 Identidade.................................................................................... 168 
 3-14. Descrição ........................................................................... 168 
 3-15. Ocorrências envolvendo integrantes das Forças Armadas, 
Polícia Militar e Polícia Civil ............................................... 169 
 3-16. Ocorrências policiais em veículos de transporte coletivo 
(ônibus, trem e metrô)........................................................ 170 
 3-17. Ocorrências de queda de aeronave................................... 170 
 3-18. Providências policiais em crimes contra a pessoa e o 
patrimônio .......................................................................... 171 
 Homicídio..................................................................................... 171 
 Tentativa de homicídio ................................................................ 171 
 Suicídio e tentativa de suicídio .................................................... 172 
 Morte súbita................................................................................. 172 
 Agressão ..................................................................................... 172 
 Ameaça (crime de ação privada) ................................................ 172 
 Desinteligência ............................................................................ 172 
 Roubo e furto............................................................................... 172 
 Artigo 111 - Atividades Sociais e Políticas ............................. 173 
 3-19. Conceitos ........................................................................... 173 
 Guerrilha urbana.......................................................................... 173 
 Aglomeração ............................................................................... 173 
 Multidão ....................................................................................... 173 
 Turba ........................................................................................ 173 
 11 
 Manifestação ............................................................................... 173 
 Tumulto ....................................................................................... 173 
 Distúrbio interno ou civil .............................................................. 174 
 Calamidade pública ..................................................................... 174 
 Perturbação da ordem pública .................................................... 174 
 Terrorismo ................................................................................... 174 
 Sabotagem .................................................................................. 174 
 3-20. Ação do PM :...................................................................... 174 
 Coesão e espírito de equipe........................................................ 174 
 Local com explosivos .................................................................. 174 
 Vigilância de pontos vitais ........................................................... 175 
 3-2 1. Informação ........................................................................ 175 
 Artigo IV - Recintos Fechados de Freqüência Pública .......... 175 
 3-22. Prescrições gerais.............................................................. 175 
 Estabelecimentos de ensino ....................................................... 175Posto de saúde, pronto-socorro, hospital e similares ................. 177 
 Estações de embarque e desembarque de passageiros............ 177 
 Locais interditados....................................................................... 178 
 Casas de apostas na Loteria Esportiva e Loto............................ 179 
 Postos de gasolina ...................................................................... 179 
 Firmas comerciais ou industriais na denominada "Operação 
 pagamento" ................................................................................. 180 
 Estabelecimento de freqüência suspeita..................................... 180 
 Bancos e estabelecimentos financeiros ...................................... 182 
 Artigo V - Diversões Públicas .................................................. 182 
 3-23. Prescrições gerais.............................................................. 182 
 3-24. Policiamento em salões de baile........................................ 183 
 Artigo VI - Policiamento de Praças Desportivas .................... 184 
 3-25. Conceito de segurança de praça desportiva...................... 184 
 3-26. Efetivo a ser empregado .................................................... 185 
 3-27. Planejamento ..................................................................... 186 
 Dos contatos externos................................................................. 186 
 Relacionamento........................................................................... 186 
 Características próprias das praças desportivas ........................ 187 
 3-28. Da conduta do público........................................................ 187 
 Dos fatores psicológicos ............................................................. 187 
 Reações do público ..................................................................... 187 
 Dos fogos .................................................................................... 187 
 Armas de fogo e bebidas alcoólicas............................................ 188 
 Conseqüência da euforia............................................................. 188 
 3-29. Conduta do policiamento.................................................... 188 
 Locais a serem policiados ........................................................... 188 
 Prioridades a serem consideradas.............................................. 189 
 Controle do trânsito ..................................................................... 189 
 12 
 Nas bilheterias............................................................................. 190 
 Nos portões de acesso................................................................ 190 
 Diante da euforia da assistência ................................................. 190 
 Brigas e desordens...................................................................... 190 
 Diante de crimes e contravenções .............................................. 190 
 Nos bares .................................................................................... 190 
 No interior da área de jogo .......................................................... 190 
 Diante das invasões da área de jogo .......................................... 191 
 No controle de tumultos e distúrbios ........................................... 191 
 Em situações de pânico .............................................................. 191 
 Em apoio aos organizadores do espetáculo ............................... 192 
 Frente à ação delituosa dos guardadores de veículos................ 192 
 Escolta de árbitros, auxiliares, representantes e delegações. .... 192 
 3-30. Limitações à ação do policiamento .................................... 192 
 Tarefas administrativas próprias da organização do espetáculo 192 
 No uso de agentes químicos....................................................... 193 
 No uso de bombas de efeito moral ............................................. 193 
 3-31. Disposições gerais ............................................................. 193 
 Armas ........................................................................................ 193 
 Garrafas e objetos cortantes ....................................................... 193 
 Objetos e documentos encontrados............................................ 193 
 Menores de idade........................................................................ 193 
 Ocorrências especiais ................................................................. 193 
 Do armamento da tropa .............................................................. 193 
 Das comunicações ...................................................................... 193 
 Artigo VII - Defesa Civil ............................................................. 194 
 3-32. Considerações ................................................................... 194 
 3-33. Ação do PM........................................................................ 194 
 
 CAPÍTULO 4 - Policiamento de Guarda................................... 197 
 Artigo I - Introdução .................................................................. 197 
 4-1. Conceito ............................................................................... 197 
 4-2. Apresentação ....................................................................... 197 
 Artigo II - Guarda de Estabelecimentos Penais...................... 198 
 4-3. Condições gerais.................................................................. 198 
 Ocorrências típicas do serviço de guarda externa dos estabele- 
 cimentos penais .......................................................................... 200 
 Elementos fundamentais na segurança de estabelecimentos 
 penais ........................................................................................ 200 
 4-4. Deveres do PM..................................................................... 200 
 4-5. Responsabilidade penal ....................................................... 201 
 Artigo III - Escolta de Presos.................................................... 201 
 4-6. Normas gerais de escolta .................................................... 201 
 4-7. Recebimento do preso ......................................................... 202 
 13 
 4-8. Condução do preso.............................................................. 203 
 4-9. Apresentação e entrega do preso........................................ 204 
 4-10. Locomoção - meios e procedimentos ................................ 205 
 Por via férrea............................................................................... 205 
 Por viaturas ................................................................................. 205 
 Por ônibus ................................................................................... 205 
 Por avião ..................................................................................... 205 
 Por automóvel ............................................................................. 206 
 4-11. Utilização de sanitários ...................................................... 206 
 4-12. Escolta em velórios ............................................................ 206 
 4-13. Escolta em hospitais .......................................................... 207 
 4-14. Deveres dos componentes da escolta ............................... 208 
 Artigo IV - Guarda de Repartições Públicas ........................... 208 
 4-15. Condições gerais................................................................ 208 
 4-16. Métodos e dispositivos de segurança ................................ 209 
 4-17. Relacionamento com o público .......................................... 209 
 
 CAPÍTULO 5 - Policiamento de Trânsito ................................. 211 
 Artigo I - Introdução .................................................................. 211 
 5-1. Conceito ...............................................................................211 
 5-2. Apresentação ....................................................................... 211 
 5-3. Missão .................................................................................. 211 
 5.4. Abrangências........................................................................ 212 
 Artigo 11 - Regras Gerais de Execução .................................. 212 
 5-5. Policiamento preventivo ....................................................... 212 
 5-6. Princípio de legalidade ......................................................... 213 
 Legalidade das providências ....................................................... 213 
 Aplicação das penalidades.......................................................... 213 
 Dúvidas quanto à caracterização ................................................ 213 
 Infrações simultâneas ................................................................. 213 
 Infração e ilícito penal.................................................................. 213 
 5-7. Sinalização ........................................................................... 213 
 Artigo III - Procedimentos Gerais............................................. 214 
 5-8. Deveres do policial-militar .................................................... 214 
 Cumprimento das ordens ............................................................ 214 
 Conhecimento do posto de serviço ............................................. 214 
 Relacionamento com o público ................................................... 214 
 5-9. Policiamento a pé................................................................. 215 
 Posto de Controle de Trânsito (PCTran)..................................... 215 
 Posto de Fiscalização de Trânsito (PFTran) ............................... 217 
 5-10. Policiamento motorizado.................................................... 217 
 Em viaturas.................................................................................. 217 
 Em motocicletas .......................................................................... 218 
 Artigo IV - Procedimentos Particulares................................... 218 
 14 
 5-11. Em terminais de transporte ................................................ 218 
 5-12. Em eventos especiais ........................................................ 219 
 "Blitz" ........................................................................................ 219 
 Guinchamento ............................................................................. 219 
 Escoltas ....................................................................................... 219 
 Escolta de dignitários .................................................................. 219 
 Escoltas de competições desportivas ......................................... 220 
 Escoltas de cargas excepcionais ................................................ 221 
 Considerações gerais.................................................................. 222 
 Artigo V - Dos Fatores Adversos à Segurança e à Circulação222 
 5-13. Conceito e generalidades................................................... 222 
 S-14. Fatores adversos mais freqüentes .................................... 223 
 Sinalização incorreta, insuficiente ou defeituosa......................... 223 
 Obras ........................................................................................ 223 
 Cargas na pista ........................................................................... 223 
 Saliências na pista....................................................................... 224 
 Veículos quebrados..................................................................... 224 
 Veículos abandonados ................................................................ 224 
 Queda de fios .............................................................................. 224 
 Queda de árvores........................................................................ 225 
 Animais na pista .......................................................................... 225 
 Incêndios ..................................................................................... 225 
 Desabamentos ............................................................................ 225 
 Inundações .................................................................................. 225 
 Lama ........................................................................................ 225 
 Artigo VI - Técnicas Específicas .............................................. 225 
 5-15. Interceptação e abordagem de condutores ....................... 225 
 5-16. Fiscalização de veículos .................................................... 226 
 Critérios ....................................................................................... 226 
 Aspectos gerais da fiscalização .................................................. 227 
 Particularidades........................................................................... 227 
 5-17. Verificação de documentos................................................ 228 
 Critérios ....................................................................................... 228 
 Documentos obrigatórios ............................................................ 229 
 Verificação................................................................................... 230 
 Fotocópias ................................................................................... 231 
 5-18. Fiscalização da velocidade ................................................ 231 
 Cronometragem .......................................................................... 231 
 Controle de velocidade à distância.............................................. 232 
 Controle através de comboio de viatura...................................... 232 
 Radar ........................................................................................ 233 
 5-19. Fiscalização de condutores embriagados.......................... 233 
 Conceito ...................................................................................... 233 
 Métodos de controle de alcoolemia............................................. 233 
 15 
 Amparo legal ............................................................................... 233 
 Providências ................................................................................ 234 
 Recomendações básicas ............................................................ 234 
 Artigo VII - Da Aplicação de Penalidades................................ 235 
 5-20. Infração .............................................................................. 235 
 5-21. Penalidades........................................................................ 235 
 5-22. Da apreensão de documentos ........................................... 235 
 5-23. Da remoção do veículo ...................................................... 236 
 5-24. Da retenção do veículo ...................................................... 236 
 5-25. Da apreensão do veículo ................................................... 236 
 5-26. Impedimento ...................................................................... 236 
 5-27. Recibo e precauções ......................................................... 237 
 Artigo VIII - Atendimento dos Acidentes de Trânsito ............ 237 
 5-28. Procedimentos gerais . ...................................................... 237 
 5-29. Acidentes sem vítimas ....................................................... 238 
 5-30. Acidentes com vítimas ....................................................... 238 
 5-31. Acidentes com veículos oficiais ......................................... 240 
 5-32. Acidentes envolvendo composição ferroviária e metroviária. .240 
 5-33. Acidentes em recintos fechados de freqüência pública..... 240 
 Artigo IX - Aprestos ................................................................... 240 
 5-34. Utilização............................................................................240 
 Radiotransceptor ......................................................................... 240 
 Farolete ....................................................................................... 240 
 Sirene 241 
 Luz intermitente da viatura .......................................................... 241 
 Bafômetro.................................................................................... 241 
 Artigo X - Orientação de Trânsito ............................................ 241 
 5-35. Introdução .......................................................................... 241 
 5-36. Recomendações básicas ................................................... 242 
 
 CAPÍTULO 6 - Policiamento Florestal e de Mananciais......... 245 
 Artigo I - Introdução .................................................................. 245 
 6- 1. Conceito .............................................................................. 245 
 6-2. Apresentação ....................................................................... 245 
 6-3. Missões ................................................................................ 246 
 Artigo II - Peculiaridades do Emprego .................................... 246 
 6-4. Procedimentos gerais .......................................................... 246 
 6-5. Procedimentos particulares.................................................. 247 
 Patrulhamento a pé ..................................................................... 247 
 Patrulhamento montado .............................................................. 248 
 Patrulhamento motorizado .......................................................... 249 
 Patrulhamento aquático............................................................... 249 
 Patrulhamento aéreo................................................................... 250 
 Artigo III - Técnicas Particulares.............................................. 250 
 16 
6-6. Vistorias para queimadas........................................................... 250 
6-7. Abordagem em locais de desmate............................................. 250 
6-8. Abordagem em locais de queimadas......................................... 251 
6-9. Acampamentos de caçadores e pescadores............................. 252 
6-10. Indústria, comércio, consumo e transporte de produtos e/ou 
subprodutos florestais ............................................................. 253 
6-11. Campanhas educativas............................................................ 253 
 17 
CAPÍTULO - I 
INTRODUÇÃO 
 
1.0.- FINALIDADE 
 
1.1 - Este manual consolida, em documento básico, conceitos e normas es-
senciais à uniformidade de procedimentos na execução do policiamento os-
tensivo fardado. 
 
1.2 - Objetivos 
 a) Constituir fonte de consulta fundamental para o desenvolvimento do ensino, 
da instrução e o desempenho da atividade-fim da Corporação. 
 b) Estabelecer normas gerais, que não devem ser contrariadas, em desdobra-
mentos, nos manuais específicos de cada tipo de policiamento ostensivo fardado. 
 c) Estabelecer a integração de todas as estruturas dedicadas ao Policiamento 
Ostensivo, de forma a obter o funcionamento harmônico, pela fixação de uma dou-
trina de atuação na PMESP, facilitando, assim, a elaboração do planejamento, em 
seus escalões, visando atingir a eficiência, na execução da atividade-fim. 
 d) Padronizar procedimentos operacionais comuns aos diversos tipos de polici-
amento ostensivo fardado. 
 e) Harmonizar o entendimento de termos e expressões, normalmente usadas 
no trato dos assuntos relativos às missões policiais-militares. 
 f) Ressaltar o aspecto preventivo na execução das atividades policiais militares. 
 
 
2.0 - CONCEITOS BÁSICOS 
 
2.1 - Constituição: É o conjunto de normas, fixando a estrutura fundamental do 
Estado, determinando as funções e competência de seus órgãos principais, estabe-
lecendo os processos de designação dos governantes e declarando os direitos 
essenciais das pessoas e suas respectivas garantias. É a lei reguladora ou supre-
ma de um país. 
 
2.2 - Polícia Militar: É a Instituição Pública, organizada com base na hierarquia e 
disciplina, incumbida da preservação da ordem pública e da polícia ostensiva, nos 
respectivos Estados, Territórios e no Distrito Federal. 
 
2.3 - Poder de polícia: 
 a) O poder de polícia, um dos poderes administrativos, é a faculdade de que 
dispõe a administração pública para o controle dos direitos e liberdades das pesso-
as, naturais ou jurídicas, inspirado nos ideais do bem COMUM; 
 b) São atributos do poder de polícia: 
 1) Discricionariedade: compete ao policial aferir e valorar a atividade policiada, 
segundo critérios de conveniência, oportunidade e justiça, inclusive quanto à san-
ção de polícia a ser imposta, tudo nos limites da lei. 
 2) Auto-executoriedade: o ato de polícia independe de prévia aprovação ou 
autorização do Poder Judiciário para ser concretizado. 
 18 
 3) Coercibilidade: o ato de polícia é imperativo, admitindo-se o emprego de 
força para concretizá-lo. Entretanto, não pode descambar para o arbítrio, caracteri-
zado pela violência, pelo excesso. 
 c) São modos de atuar do poder de polícia: 
 1) Ordem de polícia: preceito pelo qual o Estado impõe limitação às pessoas, 
naturais ou jurídicas, para que não se faça aquilo que pode prejudicar o bem co-
mum ou não se deixe de fazer aquilo que poderia evitar prejuízo público. 
 2) Consentimento de polícia: controle prévio feito pelo Estado, compatibilizan-
do o interesse particular com o interesse público. Manifesta-se pela licença, vincu-
lada a um direito, ou pela autorização, discricionária e revogável a qualquer tempo. 
 3) Fiscalização de polícia: é a verificação, de ofício ou provocada, do cumpri-
mento das ordens e consentimentos de polícia. Tem dupla utilidade, a prevenção e 
a repressão das infrações. Quando a fiscalização de polícia é exercida em matéria 
de ordem pública, recebe a denominação de policiamento. 
 4) Sanção de Polícia: é a intervenção punitiva do Estado para reprimir a infra-
ção. Tratando-se de ofensa à ordem pública, é o constrangimento pessoal, direto e 
imediato, na justa medida para restabelecê-la. 
 
2.4 - Segurança pública 
 a) Estado antidelitual, de valor comunitário, que resulta da observância dos 
preceitos contidos na legislação penal, podendo resultar das ações policiais preven-
tivas ou repressivas ou ainda da simples ausência, mesmo que temporária, dos 
delitos. A segurança pública é aspecto da ordem pública e tem nesta seu objeto. 
 b) A comunidade tem direito e responsabilidade pela segurança pública, dela 
participando, quando adota meios de defesa, que visem a sua segurança física e, 
também, de seu patrimônio. 
 
2.5 - Ordem pública 
 a) Situação de tranqüilidade e normalidade que o Estado deve assegurar às 
instituições e a todos os membros da sociedade, consoante as normas jurídicas 
legalmente estabelecidas. A ordem pública existe quando estão garantidos os direi-
tos individuais, a estabilidade das instituições, o regular funcionamento dos serviços 
públicos e a moralidade pública, afastando-se os prejuízos à vida em sociedade, 
isto é, atos de violência, de que espécie for, contra as pessoas, bens ou o próprio 
Estado. 
 b) A ordem pública é, sempre, uma noção de valor nacional, composta pelos 
seguintes aspectos: 
 1) Tranqüilidade pública: clima de convivência pacífica e bem-estar social, 
onde reina a normalidade das coisas, isenta de sobressaltos ou aborrecimentos. É 
a paz pública na ruas. 
 2) Salubridade pública: situação em que se mostram favoráveis às condições 
de vida. 
 3) Segurança pública- vide conceito no item anterior. 
 
2.6 - Preservação da ordem pública: A preservação da ordem pública comporta 
duas fases: a primeira, em situação de normalidade, quando é assegurada median-
te ações preventivas com atitudes dissuasivas e a segunda, em situação de anor-
malidade, estando ofendida a ordem pública, quando deverá ser restabelecida 
medianteações repressivas imediatas, com atitudes de contenção. 
 19 
 
2.7 - Policiamento ostensivo: São ações de fiscalização de policia, sobre matéria 
de ordem pública, em cujo emprego o homem ou a fração de tropa sejam identifica-
dos de relance, quer pela farda, quer pelo equipamento, armamento ou viatura. 
 
2.8 - Polícia ostensiva 
 a) Denominação brasileira que evoluiu da expressão "policiamento ostensivo", 
ganhando dignidade constitucional com a Carta de 1988 e destinada a preservar a 
ordem pública, 
 b) A polícia ostensiva apresenta o seguinte perfil: 
 1) atua preventivamente para assegurar a ordem pública; 
 2) atua repressivamente para restabelecer a ordem pública. No tocante às 
infrações penais comuns, limita-se à repressão imediata, caracterizada no atendi-
mento da ocorrência, incluído o estado de flagrância; 
 3) compreende os quatro modos de atuar do poder de polícia; 
 4) possui investidura militar; 
 5) exerce as funções de força policial nos termos da lei; 
 6) exerce as funções de polícia judiciária militar estadual sobre seus compo-
nentes; 
 7) integra-se ao sistema de defesa territorial da Nação como força auxiliar e 
reserva do Exército. 
 
2.9 - Defesa pública: É o conjunto de atitudes, medidas e ações adotadas para 
garantir o cumprimento das leis de modo a evitar, impedir ou eliminar a prática de 
atos que perturbem a ordem pública. 
 
2.10 - Tática policial militar: É a arte de empregar a tropa em operações policiais-
militares que visam a assegurar ou restabelecer a ordem pública. 
 
2.11 - Técnica policial militar: É o conjunto de métodos e procedimentos usados 
para a execução eficiente das atividades policiais-militares nas ações e operações 
que visem à preservação da Ordem Pública. 
 
2.12 - Região: É o espaço físico atribuído à responsabilidade de um Comando 
Regional de Polícia Militar (CR/PM), atualmente denominado CPA. 
 
2.13 - Área: É o espaço físico atribuído à responsabilidade de uma OPM, de esca-
lão Batalhão de Polícia Militar (BPM) ou Regimento de Polícia Montada (RPMont). 
 
2.14 - Subárea: É o espaço físico, fração de área, atribuído à responsabilidade de 
uma OPM, de escalão Companhia PM (Cia PM), ou Esquadrão de Polícia Montada 
(Esqd P Mont). 
 
2.15 - Setor: É o espaço físico, fração de subárea, atribuído à responsabilidade de 
um Pelotão PM (Pel PM). 
 
2.16 - Subsetor: É o espaço físico, fração de setor, atribuído à responsabilidade de 
um Grupo PM (Gp PM). 
 
 20 
2.17 - Posto 
 a) Módulo 
 1) É o espaço físico onde se presume que uma patrulha ou o PM isolado pos-
sa cumprir suas atribuições regulamentares e legais. 
 2) Para cada processo, modalidade e condição de carga de trabalho o posto é 
elaborado a um modulo, e havendo necessidade poderão vir tantos quantos forem 
necessários. 
 b) Ponto de estacionamento 
 1) É o local onde a patrulha deve permanecer estacionada desde que não 
esteja atendendo ocorrência policial ou em patrulhamento; 
 2) São eles: 
 - PEP: Ponto de Estacionamento Principal e, 
 - PES: Ponto de Estacionamento Secundário. 
 c) Ponto base 
 É o espaço físico que, por ser local de risco, exige a presença da patrulha, 
contínua ou temporariamente. 
 
2.18 - Itinerário de patrulhamento: É a sucessão de pontos, de passagem obriga-
tória, sujeitos à vigilância por um homem, uma dupla ou mesmo, maior número de 
PM. 
 a) Forças e Serviços de Apoio 
 1) São constituídas por órgãos e frações de alto grau de especialização, desti-
nando-se ao apoio, quando necessário, às demais forças; 
 2) São elas: 
 - Apoio aéreo; 
 - Serviços de informações; 
 - Serviços de subsistência; 
 - Serviços de transportes; 
 - Serviços de guarda interna; 
 - Serviços de assuntos internos; 
 - Serviços de escolta de presos; 
 - Serviços de bombeiros. 
 b) Forças Táticas 
 1) São destinadas, principalmente, a emprego, sem que haja vínculação à área 
a ser coberta por elas, em missões táticas e eventuais, existam ou não de forma 
permanente na Corporação; 
 2) Constituem reservas dos Comandos incumbindo-lhes a execução das se-
guintes missões: 
 - Policiamento de choque; 
 - Policiamento ostensivo geral; 
 - Patrulhamento tático; 
 - Policiamento de eventos. 
 c) Forças Táticas Especiais 
 1) Fração de ações táticas especiais: destina-se ao apoio às Forças de Patru-
lha em casos graves, sendo de estrutura permanente na Capital, podendo ser em-
pregada em todo o Estado; 
 2) Fração de operações especiais: destina-se à execução de missões especi-
ais em zonas rurais, particularmente montanhas e áreas florestais, visando buscas 
 21 
e capturas, sendo de estrutura permanente na Capital, podendo ser empregada em 
todo o Estado. 
 3) Fração de operações com cães: destina-se à execução de policiamento com 
auxílio de cães. 
 d) Forças de Patrulhas Territoriais 
 1) incumbe-lhes desenvolver o patrulhamento voltado para o policiamento 
ostensivo em seus processos e modalidades, sob comando único na área de res-
ponsabilidade; 
 2) são ligadas por organização e doutrina à responsabilidade territorial. 
 e) Forças de Patrulhas Especiais 
 1) são as que possuem competência especial em razão da matéria sobre a 
qual, atuam, desenvolvendo missões especializadas, juntamente com as Forças de 
Patrulhas Territoriais, no mesmo espaço físico, porém sob o comando de policia-
mento especializado. 
 2) São elas: 
 - Policiamento de trânsito urbano; 
 - Policiamento florestal e de mananciais; 
 - Policiamento de trânsito rodoviário; 
 - Policiamento de guarda. 
 f) Cartão Itinerário de Patrulhamento (CIP) 
 É a representação gráfica dos itinerários a serem percorridos durante o patru-
lhamento. 
 
2.19 - Patrulhar: É exercer atividade móvel de observação, de fiscalização, de 
proteção, de reconhecimento, ou, mesmo, de emprego de força. 
 
2.20 -Local de risco: É todo local que por suas características apresenta elevada 
probabilidade de risco para a ordem pública, especialmente, à íncolumidade das 
pessoas e do patrimônio. 
 
2.21 - Ocorrência policial-militar: É todo fato que exige intervenção policial-militar, 
por intermédio de ações ou operações. 
 
2.22 - Ação policial-militar: É o desempenho isolado de fração elementar ou cons-
tituída, com autonomia para cumprir missões rotineiras de Policiamento Ostensivo. 
 
2.23 - Operação policial-militar: É a conjugação de ações, executada por fração 
de tropa constituída, que exige planejamento específico. 
 
2.24 - Fração elementar: É o efetivo de até três PM para emprego coordenado. 
 
2.25 - Fração constituída: É o efetivo de tropa com, no mínimo, 1 Gp PM. 
 
2.26 - Sistemas de policiamento: 
 a) São constituídos pelas subestruturas de patrulhamento da PMESP, especifi-
cadas na forma adiante, que agem sobre área geográfica comum: 
 1) Forças de Patrulhas Territoriais (BPM e CPA da Capital e Interior); 
 2) Forças de Patrulhas Especiais; 
 3) Forças Táticas; 
 22 
 4) Forças e Serviços de Apoio. 
 
 
3.0 - CARACTERÍSTICAS E PRINCÍPIOS DAS ATIVIDADES POLICIAIS-
MILITARES 
 
3.1 - Características: São aspectos gerais de que se reveste a atividade policial-
militar, definindo-lhe o campo de atuação e as razões de seu desencadeamento. 
 
3.2 - Princípios: São os fundamentos que devem ser considerados no planejamen-
to e na execução das atividades policiais-militares, visando a eficácia operacional. 
 
 
4.0 - CARACTERÍSTICAS DO POLICIAMENTO OSTENSIVO 
 
4.1 - Ação pública: O policiamento ostensivo é exercido, visando a preservar o 
interesse geral de segurança pública nas comunidades, resguardando o bem co-
mum em sua maior amplitude. Não se confunde com zeladoria - atividade de vigi-
lância particular de bens ou áreas -, nem com a segurança pessoal de indivíduos 
sob ameaça. A eventual atuação, nessas duas situações, poderá ocorrer por conta 
das excepcionalídades e não como regra de observância imperativa. 
 
4.2 - Totalidade: O Policiamento Ostensivo é uma atividade essencialmente dinâ-
mica, que tem origem na necessidade comum de segurança da comunidade,permi-
tindo-lhe viver em tranqüilidade pública. É desenvolvido sob os aspectos preventivo 
e repressivo, consoante seus elementos motivadores, assim considerados os atos 
que possam se contrapor ou se contraponham à Ordem Pública. Consolida-se por 
uma sucessão de iniciativas de planejamento e execução ou em razão de clamor 
público. Deve fazer frente a toda e qualquer ocorrência, quer por iniciativa própria, 
quer por solicitação, quer em razão de determinação. Em havendo envolvidos (pes-
soas, objetos), quando couber, serão encaminhados aos órgãos competentes, ou 
estes cientificados para providências, se não implicar em prejuízo para o início do 
atendimento. 
 
4.3 - Dinâmica 
 a) O desempenho do sistema de policiamento ostensivo será feito, com priori-
dade, no cumprimento e no aperfeiçoamento dos planos de rotina, com o fim de 
manter continuado o íntimo engajamento da tropa com sua circunscrição, para 
obter o conhecimento pormenorizado do terreno e dos hábitos da população, a fim 
de melhor servi-Ia. O esforço é feito para manutenção dos efetivos e dos meios na 
execução daqueles planos - que conterão o rol de prioridades - pela presença con-
tinuada, objetivando criar e manter na população a sensação de segurança que 
resulta na tranqüilidade pública, objetivo final da manutenção da ordem pública. As 
operações policiais-militares, destinadas a suprir exigências não atendidas pelo 
policiamento existente em determinados locais, poderão ser executadas esporadi-
camente, em caráter supletivo, por meio de saturação - concentração maciça de 
pessoal e material para fazer frente à inquietante situação temporária, sem prejuízo 
para o plano de policiamento. 
 23 
 b) Toda análise e trabalho de planejamento administrativo ou operacional de-
vem levar em conta objetivos globais, de forma que conheçamos o todo, para ter-
mos eficiência operacional e o máximo de aproveitamento. 
 c) O policiamento ostensivo não deve ser organizado de maneira rígida e imu-
tável. Terá de ser flexível para adaptar-se às situações anormais atendendo o cla-
mor da comunidade objetivando o pronto e pleno restabelecimento da ordem públi-
ca. 
 
4.5 - Legalidade 
 As atividades de policiamento ostensivo desenvolvem-se dentro dos limites que 
a lei estabelece. O exercício do poder de polícia é discricionário, mas não arbitrário. 
Seus parâmetros são a própria Lei, em especial os direitos e garantias fundamen-
tais previstos na Constituição Federal. 
 Há situações em que o policial-militar atua discricionariamente em defesa da 
moralidade pública e do bem comum, nesses casos seus limites continuam sendo 
as garantias constitucionais. 
 
4.6 - Ação de presença 
 a) É a manifestação que dá à comunidade a sensação de segurança, pela 
certeza de cobertura policial-militar. Ação de presença real consiste na presença 
física do policial-militar, agindo por dissuasão nos locais onde a probabilidade de 
ocorrência seja grande. 
 Ação de presença potencial é a capacidade de o policiamento ostensivo, num 
espaço de tempo mínimo (tempo de resposta), acorrer a local onde uma ocorrência 
policial-militar é iminente ou já se tenha verificado. 
 b) Entre outras são ações de policiamento ostensivo: 
 1) verificações localizadas de pessoas e/ou instalações; 
 2) patrulhamento a pé e motorizado; 
 3) investigações de campo; 
 4) pronto-socorrismo; 
 5) fiscalização das normas de trânsito; 
 6) colaboração no fluxo de trânsito local; 
 7) atendimento de acidente de trânsito; 
 8) segurança escolar; 
 9) prevenção de tumultos. 
 
5.0 - PRINCÍPIOS DE POLICIAMENTO OSTENSIVO 
 
5.1 - Universalidade 
 As atividades policiais-militares se desenvolvem para a preservação da ordem 
pública, tomada no seu sentido amplo. A natural, e às vezes imposta, tendência à 
especialização, não constitui óbice à preparação do policial-militar capaz de dar 
tratamento adequado aos diversos tipos de ocorrências. Ao PM, especialmente 
preparado para determinado tipo de policiamento, caberá a adoção de medidas, 
ainda que preliminares, em qualquer ocorrência policial-militar. O cometimento de 
tarefas policiais-militares específicas não desobriga o PM do atendimento de outras 
ocorrências, que presencie ou para o qual seja convocado. 
 Os atos de polícia ostensiva, exteriorização do poder de polícia, ocorrem sem-
pre nas formas preventiva ou repressiva, de polícia administrativa ou de polícia 
 24 
judiciária, independentemente da legislação específica que o policial-militar estiver 
aplicando. 
 
5.2 - Responsabilidade territorial: Os elementos em comando, com tropa desdo-
brada no terreno são responsáveis, perante o escalão imediatamente superior, pela 
preservação da ordem pública na circunscrição territorial que lhes estiver afeta, 
para execução do policiamento ostensivo. Como dever, compete-lhes a iniciativa de 
todas as providências legais e regulamentares, visando a ajustar os meios que a 
Corporação aloca ao cumprimento da missão naquele espaço territorial considera-
do. 
 
5.3 - Continuidade: O policiamento ostensivo é atividade essencial, de caráter 
absolutamente operacional, e será exercido diuturnamente. A satisfação das ne-
cessidades de segurança da comunidade compreende um nível tal de exigências, 
que deve encontrar resposta na estrutura organizacional, nas rotinas de serviço e 
na mentalidade do PM. 
 
5.4 - Efetividade: O aproveitamento dos recursos destinados à PMESP deverá se 
realizar de forma a otimizá-los. A busca da eficácia operacional realizar-se-á tendo 
em vista a eficiência e o constante aprimoramento da produtividade da Corporação. 
 
5.5 - Aplicação 
 (a) O policiamento ostensivo fardado, por ser uma atividade facilmente identifi-
cada pelo uniforme, exige atenção e atuação ativas de seus executantes, de forma 
a proporcionar o desestímulo ao cometimento de atos antisociais, pela atuação 
preventiva. A omissão, o desinteresse e a apatia são fatores geradores de descrédi-
to e desconfiança, por parte da comunidade, e revelam falta de preparo individual e 
de espírito de corpo. 
 (b) O policial-militar deve estar o mais próximo possível da comunidade onde 
serve, sabendo das opiniões, dos problemas, procurando conhecer a população 
com a qual está em contato. 
 
5.6 - Isenção: No exercício profissional, o policial-militar, através de condiciona-
mento psicológico, atuará sem demonstrar emoções ou concepções pessoais. Não 
deverá haver preconceitos quanto à profissão, nível social, religião, raça, condição 
econômica ou posição política das partes envolvidas. Ao PM cabe observar a igual-
dade do cidadão quanto ao gozo de seus direitos e cumprimento de seus deveres 
perante à lei, agindo sempre com imparcialidade e impessoalidade. 
 
5.7 - Emprego lógico 
 a) A disposição de meios, para execução do policiamento ostensivo, deve ser o 
resultado de julgamento criterioso das necessidades, escalonadas em prioridades 
de atendimento, de dosagem do efetivo e do material, compreendendo o uso racio-
nal do que está disponível, bem como de um conceito de operação bem claro e 
definido, consolidado em esquemas exeqüíveis. 
 b) Deverá a Polícia Militar distribuir seus recursos, de acordo com as necessi-
dades, fazendo com que a comunidade tenha um bom nível de serviços prestados, 
evitando-se o atendimento preferencial. 
 25 
 c) O policiamento ostensivo sendo empregado de forma integrada e coordena-
da sob um único Comando proporcionará o emprego racional de recursos humanos 
e materiais. 
 
5.8 - Antecipação 
 a) A fim de ser estabelecido e alcançado o espírito predominantemente preven-
tivo do policiamento ostensivo, devem ser adotadas providências táticas e técnicas, 
destinadas a minimizar a surpresa, fazendo face ao fenômeno da evolução da cri-
minalidade, caracterizando, em conseqüência, um clima de segurança na coletivi-
dade. 
 b) Para que haja sucesso na antecipação faz-se necessária a utilização de 
informações de natureza administrativa e criminal, pois com base nessas informa-
ções ocorrerá o planejamento adequado.5.9 - Profundidade: A cobertura de locais de risco não ocupados e (ou) o reforço a 
pessoal empenhado devem ser efetivados ordenadamente, seja pelo judicioso 
emprego da reserva, seja pelo remanejamento dos recursos imediatos, ou mesmo, 
se necessário, pelo progressivo e crescente apoio, que assegura o pleno exercício 
da atividade. A supervisão e a coordenação, realizadas por oficiais e graduados, 
também integram este princípio, à medida que corrigem distorções e elevam o 
moral do executante. 
 
5.10 - Unidade de comando: Em eventos específicos, que exijam emprego de 
diferentes unidades, a missão é melhor cumprida quando se designa um só co-
mandante para a operação, o que possibilita a unidade de esforço pela aplicação 
coordenada de todos os meios. 
 
5.11 - Objetivo: O objetivo do policiamento ostensivo é assegurar ou restabelecer a 
ordem pública. É alcançado por intermédio do desencadeamento de ações e ope-
rações, integradas ou isoladas, com aspectos particulares definidos. 
 
 
6.0 - VARIÁVEIS DO POLICIAMENTO OSTENSIVO 
 
6.1 - Conceituação: São os critérios (tipo, processo, modalidade, circunstância, 
lugar, tempo, número, forma), que identificam os aspectos principais da execução 
do policiamento ostensivo fardado. (Fig. I-I) 
 
6.2 - Tipos: São qualificadores das ações e operações de policiamento ostensivo: 
6.2.1 - Policiamento ostensivo geral: Tipo de policiamento ostensivo que visa a 
satisfazer as necessidades básicas de segurança, inerentes a qualquer comunida-
de ou a qualquer cidadão. 
6.2.2 - Policiamento de trânsito urbano ou rodoviário: Tipo específico de policiamen-
to ostensivo, executado em vias terrestres abertas à livre circulação, visando a 
disciplinar o público no cumprimento e respeito às regras e normas de trânsito, 
estabelecidas por órgão competente, de acordo com o Código Nacional de Trânsito 
e legislação pertinente. 
6.2.3 - Policiamento florestal e de mananciais: Tipo específico de policiamento os-
tensivo que visa a preservar a fauna, os recursos florestais, as extensões d'água e 
 26 
mananciais, contra a caça e a pesca ilegais, a derrubada indevida ou a poluição. 
Deve ser realizado em cooperação com órgãos competentes, federais ou estaduais. 
6.2.4 - Policiamento de guarda: Tipo específico de policiamento ostensivo que visa 
à guarda de aquartelamentos, à segurança externa de estabelecimentos penais e à 
segurança física das sedes dos poderes estaduais e outras repartições públicas de 
importância, assim como à escolta de presos fora dos estabelecimentos penais. 
 
6 3 - Processos: São caracterizados pelos meios de locomoção utilizados, que 
podem ser: 
 1) a pé; 
 2) motorizado,- 
 3) montado; 
 4) aéreo; 
 5) em embarcação: 
 6) em bicicleta. 
 
6.4 - Modalidades: São modos peculiares de execução do policiamento ostensivo: 
6.4.1 - Patrulhamento: É a atividade móvel de observação, fiscalização, reconheci-
mento, proteção ou, mesmo, de emprego de força. 
 a) Tendo em vista sua ampla utilidade a patrulha tem de ser o centro de aten-
ção, no desenvolvimento tecnológico da Polícia Militar, visando a que o usuário seja 
atendido no local onde se encontra. 
6.4.2 - Permanência: É a atividade predominantemente estática, executada pelo 
policial militar, isolado ou não, em local de risco ou posto fixo, dentro do módulo, 
preferencialmente contando com possibilidade de comunicação. 
6.4.3 - Diligência: É a atividade de busca e apreensão de objetos e (ou) busca e 
captura de pessoas em flagrante delito ou mediante mandado judicial. 
6.4.4 - Escolta: É a atividade de policiamento ostensivo destinada à custódia de 
pessoas ou bens, em deslocamento. 
 
6.5 - Circunstâncias: São condições que dizem respeito à freqüência com que se 
torna exigido o policiamento ostensivo. 
6.5.1 - Ordinário: É o emprego rotineiro de meios operacionais em obediência a um 
plano sistemático, que contém a escala de prioridades. 
6.5.2 - Extraordinário: É o emprego eventual e temporário de meios operacionais, 
face a acontecimento imprevisto, que exige manobra de recursos. 
6.5.3 - Especial: É o emprego temporário de meios operacionais, em eventos previ-
síveis que exijam esforço específico. 
 
6.6 - Lugar: É o espaço físico em que se emprega o Policiamento Ostensivo. 
6.6.1 - Urbano: É o policiamento executado nas áreas edificadas e de maior con-
centração populacional dos municípios. 
6.6.2 - Rural: É o policiamento executado em áreas que se caracterizam pela ocu-
pação extensiva, fora dos limites da área urbana municipal. 
 
6.7 - Número: É o efetivo empenhado em uma ação ou operação. 
 a) Fração elementar: 
 1 PM 
 2 PM 
 27 
 3 PM 
 b) Fração constituída: 
 Gp PM 
 Pel PM 
 Cia PM - Esqd 
 BPM - RPMont 
 
6.8 - Forma: É a disposição da tropa no terreno para execução do Policiamento 
Ostensivo. 
6.8.1 - Desdobramento: Constitui a distribuição das UOp no terreno, devidamente 
articuladas até o nível Gp PM, com limites de responsabilidades perfeitamente 
definidos. 
6.8.2 - Escalonamento: É o grau de responsabilidade dos sucessivos e distintos 
níveis da cadeia de comando, no seu espaço físico. 
 
6.9 - Tempo: É a duração de empenho diário do policial-militar no Policiamento 
Ostensivo. 
6.9.1 - Jornada: É o período de tempo, equivalente às 24 horas do dia, em que se 
desenvolvem as atividades de Policiamento Ostensivo. 
6.9.2 - Turno: É a fração da jornada com um período de tempo previamente deter-
minado. 
 
Erro! Vínculo não válido. 
Fig. 1.1 - variáveis do policiamento ostensivo 
 
7.0 - PROCEDIMENTOS BÁSICOS 
 
7.1 - Conceituação: São Comportamentos padronizados, que proporcionam as 
condições básicas para o pleno exercício das funções policiais-militares, e, por isso, 
refletem o nível de qualificação profissional do homem e da corporação. Compre-
endem os requisitos básicos, as formas de empenho em ocorrências, os fundamen-
tos legais e as técnicas mais usuais. 
 
7.2 - Requisitos Básicos 
7.2.1 - Conhecimento da missão: O desempenho das funções de policiamento 
ostensivo impõe como condição essencial para eficiência operacional, o completo 
conhecimento da missão, que tem origem no prévio preparo técnico-profissional, 
decorre da qualificação geral e específica e se completa com o interesse do PM. 
7.2.2 - Conhecimento do local de atuação: Compreende o conhecimento de to-
dos os aspectos físicos do terreno, de interesse policial-militar, assegurando a fami-
liarização indispensável ao melhor desempenho operacional. 
7.2.3 - Acessibilidade: Deve ser facilitada à comunidade, o acesso aos serviços da 
Polícia Militar seja pelo telefone ou pelo local de estacionamento da patrulha. Tam-
bém devem ser amplamente divulgados os endereços das unidades policiais-
militares. 
7.2.4 - Relacionamento: Compreende o estabelecimento de contatos com os inte-
grantes da comunidade, proporcionando a familiarização com seus hábitos, costu-
mes e rotinas, de forma a assegurar o desejável nível de controle policial-militar, 
 28 
para detectar e eliminar as situações de risco, que alterem ou possam alterar o 
ambiente de tranqüilidade pública. 
7.2.5 - Postura e compostura: A atitude, compondo a apresentação pessoal e a 
correção de maneiras no encaminhamento de qualquer ocorrência, influi decisiva-
mente na confiabilidade do público em relação à Corporação e mantém elevado o 
posicionamento do PM, facilitando-lhe, em conseqüência, o desempenho operacio-
nal. 
7.2.6 - Comportamento na ocorrência: O caráter impessoal e imparcial da ação 
policial-militar revela a natureza eminentemente profissional da atuação, em qual-
quer ocorrência, e requer seja revestida de urbanidade, energia serena, brevidade 
compatível e, sobretudo, isenção. 
 
7.3 - Formas de empenho em ocorrências 
7.3.1 - Averiguação 
 a) Conceituação 
 É o empenho do PM, visando à constatação do grau de tranqüilidade desejável 
e (ou) à tomada de dados e exame de indícios, que poderão conduzir a providên-
cias subseqüentes. 
 b) Destaques 
 A averiguação normalmente se processa para esclarecimento de comporta-

Outros materiais