A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
168 pág.
DIREITO CIVIL SUCESSOES - SIMULADOS

Pré-visualização | Página 50 de 50

se dará: 
 
 
Em, no máximo, 30 dias após o falecimento do autor da herança. 
 Em, no máximo, 2 meses após o falecimento do autor da herança. 
 
No momento em que primeiro juiz tomar conhecimento do pedido de abertura da sucessão, tornando-se este o juízo 
prevento para processar aquela herança. 
 
Se a sucessão for totalmente testamentária, no momento da leitura do testamento para identificar quem serão os 
herdeiros. 
 
No exato momento da morte do autor da herança. 
Respondido em 23/05/2020 22:06:56 
 
 
Explicação: 
Visa apurar se o aluno está atento à mudança de prazo implementada pelo novo CPC para a abertura do processo de 
inventário, contrariando o antigo prazo do Código Civil. 
Art. 611 CPC O processo de inventário e de partilha deve ser instaurado dentro de 2 (dois) meses, a contar da abertura da 
sucessão, ultimando-se nos 12 (doze) meses subsequentes, podendo o juiz prorrogar esses prazos, de ofício ou a requerimento 
de parte. 
 
 
 
 
 4a Questão 
 
 
(Exame - OAB) Sobre petição de herança, assinale a alternativa INCORRETA: 
 
 A ação de petição de herança, exercida por um só dos herdeiros, compreenderá apenas o quinhão que lhe couber. 
 
A ação de petição de herança, ainda que exercida por um só dos herdeiros, poderá compreender todos os bens hereditários. 
 
A partir da citação, a responsabilidade do possuidor se há de aferir pelas regras concernentes à posse de má-fé e à mora. 
 
O possuidor da herança está obrigado à restituição dos bens do acervo, fixando-se lhe a responsabilidade segundo a sua 
posse. 
 
O herdeiro pode, em ação de petição de herança, demandar o reconhecimento de seu direito sucessório, para obter a 
restituição da herança, ou de parte dela, contra quem, na qualidade de herdeiro, ou mesmo sem título, a possua. 
Respondido em 23/05/2020 22:07:20 
 
 
Explicação: 
 
A ação de petição de herança, exercida por um só dos herdeiros, compreenderá apenas o quinhão que lhe 
couber. 
 
 
 
 
 5a Questão 
 
 
Leonardo envolveu-se afetivamente com a esposa de seu avô, Manoel, que, por sua vez, mantinha relação clandestina com a 
mulher de outro neto, Cristiano. Considerando as situações, marque a alternativa correta sobre a possibilidade de deserdação 
de Leonardo e Manoel por manterem relações ilícitas: 
 
 
Somente Leonardo pode ser deserdado. 
 Somente Manoel pode ser deserdado. 
 
Ambos podem ser deserdados. 
 
Nenhum dos dois pode ser deserdado. 
Respondido em 23/05/2020 22:07:28 
 
 
 
 
 6a Questão 
 
 
Indique a opção correta, considerando a cláusula testamentária que disponha: ¿Deixo minha casa de praia para Tony e minha 
casa de campo para Adriana. 
 
 
Trata-se de conjunção verbal, pelo que haverá direito de acrescer entre os sucessores instituídos. 
 A conjunção verbal é, pelo que não haverá direito de acrescer entre os sucessores instituídos. 
 
A conjunção é mista, o que significa tanto a possibilidade de ocorrer como de não ocorrer o direito de acrescer. 
 
A conjunção é real e, portanto, não haverá direito de acrescer entro os legatários. 
Respondido em 23/05/2020 22:07:14 
 
 
 
 
 7a Questão 
 
 
Em 2004, Joaquim, que não tinha herdeiros necessários, lavrou um testamento contemplando como sua herdeira universal 
Ana. Em 2006, arrependido, Joaquim revogou o testamento de 2004, nomeando como seu herdeiro universal Sérgio. Em 2008, 
foi feito um último testamento segundo o qual todos os anteriores estariam revogados. Isto posto, assinale a alternativa 
correta. 
 
 Na hipótese de nulidade do último e indignidade de Sérgio, a herança será dos herdeiros legítimos. 
 
Será cumprido o primeiro testamento se o último for nulo e Sérgio for indigno. 
 
Se for nulo o último testamento, nenhum testamento poderá ser cumprido. 
 
Havendo herdeiros legítimos, a disponível é reduzida à metade 
Respondido em 23/05/2020 22:07:37 
 
 
 
 
 8a Questão 
 
 
4 (1,0) No tocante ao lugar da abertura da Sucessão, assinale a alternativa CORRETA: I A sucessão abre-se no lugar do 
domicílio ou do óbito do falecido, a critério de escolha do inventariante. II Sendo o local de domicílio do falecido desconhecido 
faculta-se a abertura do inventário no foro de situação dos bens deixados. III Havendo bens em diferentes locais, o foro será o 
do local do óbito. IV Havendo pluralidade de domicílios o foro será de qualquer um deles. V Bens situados no Brasil podem ser 
partilhados em território brasileiro, ainda que o autor da herança seja estrangeiro ou estivesse domiciliado em território 
estrangeiro. 
 
 
d) As assertivas II e III estão corretas. 
 
a) Somente a assertiva I está correta. 
 e) As assertivas II, IV e V estão corretas. 
 
b) Somente a assertiva II está correta. 
 
c) Somente a assertiva V está correta. 
Respondido em 23/05/2020 22:07:26 
 
 
Explicação: 
Questão de aplicação das regras do art. 1785 do CC; art. 10 da LINDB; e art. 48 do CPC. 
 
 
1a Questão 
 
(2006 - MPE-SP) "É o ato pelo qual o testador, conscientemente, torna ineficaz testamento anterior, 
manifestando vontade contrária à que nele se acha expressa". "É a inutilização de testamento por perda de 
validade em razão da ocorrência de fato superveniente previsto em lei". Com relação a testamento, são atos, 
respectivamente, de: 
 
 
Caducidade e rompimento 
 
Revogação e anulação 
 Revogação e rompimento 
 
Revogação e caducidade 
 
Rompimento e revogação 
Respondido em 23/05/2020 22:08:29 
 
 
Explicação: 
Revogação e rompimento 
 
 
 
 
 2a Questão 
 
 
(EMERJ - 2009) A respeito do direito das sucessões, é correto afirmar que: 
 
 Na substituição fideicomissária, a propriedade resolúvel do fiduciário pode ser instituída por tempo indeterminado; 
 
A herança vacante, em sucintas palavras, é aquela que deriva dos bens do autor da herança que não deixa sucessores 
capazes de sucedê-lo, adquirindo ela o status de herança jacente depois de decorridos cinco anos da abertura da 
sucessão, momento este em que os bens arrecadados passarão ao domínio de um Estado da federação. 
 
A distinção entre a indignidade e a deserdação está no fato de que a primeira ocorre quando o sucessor incorre em uma 
das hipóteses legais de ofensa ao autor da herança, independente de qualquer ato volitivo deste, ao passo que a 
deserdação decorre de ato de vontade do autor da herança, independente da ocorrência de qualquer hipótese legal 
praticada pelo eventual sucessor; 
 
O testamento pode ser mudado pelo testador a qualquer tempo em sua vida nos termos do art. 1.858 do CC, ao passo 
que os codicilos, uma vez instituídos, não podem ser alterados; 
 
O direito de representação sucessório é aquele que decorre de poderes especiais do sucessor outorgados a determinada 
pessoa, que pode, assim, praticar todos os atos civis como se sucessor fosse; 
Respondido em 23/05/2020 22:08:34 
 
 
Explicação: 
Art. 1.951. Pode o testador instituir herdeiros ou legatários, estabelecendo que, por ocasião de sua morte, a herança ou o 
legado se transmita ao fiduciário, resolvendo-se o direito deste, por sua morte, a certo tempo ou sob certa condição, em favor 
de outrem, que se qualifica de fideicomissário. 
 
 
 
 
 3a Questão 
 
 
Renato tem duas filhas, Ana Carla e Ana Karina e, antes de falecer, realizou testamento deixando a totalidade de seus bens da 
parte disponível para Manuela, uma sobrinha muito querida que lhe ajudou a constituir o fato patrimônio hoje existente. A 
partir do estudo do direito sucessório, é correto afirmar que: 
 
 
O testamento é nulo. 
 Ana Karina e Ana Carla são herdeiras legítimas e necessárias, definidas em lei entre as quais se partilha, no mínimo, 
metade da herança. 
 
Ana Carla e Ana Karina são legatárias, ao passo que Manuela é considerada como herdeira facultativa como colateral 
de quarto grau do de cujos. 
 
Apesar de Ana Carla e Ana Karina serem herdeiras legítimas, são classificadas pelo Código Civil como herdeiras 
facultativas. 
 
Como

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.