A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
prova direito penal Uniasselvi

Você está vendo uma pré-visualização

Pre-visualização do material prova direito penal Uniasselvi - página 1
Pre-visualização do material prova direito penal Uniasselvi - página 2
Pre-visualização do material prova direito penal Uniasselvi - página 3

prova direito penal Uniasselvi

o Código Civil, entende-se por ilícito: o ato de alguém que, por ação ou omissão voluntária, negligência ou imprudência, viola direito e causa dano a outrem, ainda que exclusivamente moral (art. 186).
II- O exercício abusivo de um direito por seu titular, quando exceder manifestamente os limites impostos pelo seu fim econômico ou social, pela boa-fé ou pelos bons costumes (art. 187).
III- Há clara diferença entre ilícito civil e ilícito penal. No entanto, sempre que um ato ou conduta for considerado ilícito pela norma civil, haverá uma tipificação equivalente no direito penal. 
Assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	As afirmativas II e III estão corretas.
	 b)
	Somente a afirmativa I está correta.
	 c)
	Somente a afirmativa II está correta.
	 d)
	As afirmativas I e II estão corretas.
	 *
	Observação: A questão número 6 foi Cancelada.
	7.
	O Direito Penal ou Direito Criminal define as infrações penais (crimes, delitos e contravenções), cominando pena na hipótese de descumprimento dos preceitos estabelecidos. Como Direito Público, sua atuação independe da vontade do ofendido, constituindo dever e função do Estado intervir e impor sanção, cabendo somente ao Estado a penalização. Sobre esse tema, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
(    ) Sendo ramo do Direito Público, o Direito Penal tutela valores que interessam à coletividade e são indisponíveis. Nesse sentido, não pode o sujeito particular ofendido dispor da ação penal, desistindo ou mesmo perdoando o autor de um delito.
(    ) Possui caráter secundário ou acessório, meramente sancionatório.
(    ) É valorativo e imperativo, ou seja, valora condutas e impõe ao agente a obrigação de fazer ou deixar de fazer algo.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
	 a)
	V - F - V.
	 b)
	V - V - F.
	 c)
	F - V - V.
	 d)
	F - V - F.
	8.
	O Direito Penal é um sistema normativo que valora bens e condutas humanas relevantes para a vida social e, portanto, interagindo de maneira dinâmica com os valores éticos e sociais, positivando-os e dando sentido jurídico, com a finalidade de protegê-los. Sobre a relação entre a Criminologia e o Direito Penal, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
(    ) A função da Criminologia é fornecer elementos para ações públicas de prevenção geral (ações de bem-estar social e individual, reorientação do sistema de educação, planejamento urbano e habitacional etc.) e sociais, tomando por objeto o sistema punitivo.
(    ) O Direito Penal contemporâneo é resultado das concepções iluministas europeias do século XVIII, que passaram a tratar a questão do crime essencialmente como ente jurídico, buscando integrar o agir delitivo com a previsão legal processual, situando a Criminologia distante do Direito Penal, privilegiando o último.
(    ) Criminologia pode ser definida como saber acerca da questão do crime, suas causas, características, natureza, bem como fatores relacionados com o criminoso e a criminalização.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
	 a)
	F - V - V.
	 b)
	F - F - F.
	 c)
	V - V - V.
	 d)
	V - V - F.
	9.
	As normas penais, além de criarem o direito de punir do Estado, conferem direitos para o próprio cidadão, uma vez que também possuem a função de limitar o próprio jus puniendi, garantindo ao cidadão, dentre outros direitos, o de não ser punido por fatos não definidos em lei, evitando a arbitrariedade do Estado. Com base no exposto, assinale a alternativa CORRETA: 
FONTE: SALIM, Alexandre; AZEVEDO, Marcelo André de. DIREITO PENAL: Parte Geral. 9. ed. São Paulo: Jus Podium, 2019.
	 a)
	O Direito Penal objetivo pode ser definido como surge com a criação da norma penal e é a prerrogativa do Estado de poder exigir de todos os destinatários que se abstenham de praticar a ação ou omissão definida no preceito legal.
	 b)
	O Direito Penal objetivo pode ser definido como o Direito Penal é autoexecutivo, ou seja, é um direito de coação indireta cuja concretização não depende do devido processo legal.
	 c)
	O Direito Penal objetivo pode ser definido como o conjunto de normas jurídicas (regras e princípios) que descrevem os crimes (infrações penais) e impõem como consequência sanções (penas ou medidas de segurança).
	 d)
	O Direito Penal objetivo pode ser definido como é o direito de punir - jus puniendi - exercido exclusivamente pelo Estado, coibindo-se, assim, a vingança privada. Trata-se do ius imperium, poder de império do Estado.
	10.
	Sem dúvida, a relação do Direito Penal com o Direito Constitucional é inegável e basilar. Considerando a Constituição Federal como o fundamento do ordenamento jurídico em um Estado Democrático de Direito e ápice do sistema jurídico, todas as normas obrigatoriamente estão vinculadas e subordinadas aos ditames constitucionais. Sobre essa relação, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
(    ) Na perspectiva contemporânea de Direito, o Direito Constitucional condiciona e norteia todos os ramos do Direito e, em particular, o Direito Penal, pois os bens jurídicos tutelados encontram-se insculpidos na Magna Carta como Direitos Fundamentais, cabendo ao Estado a tarefa de protegê-los.
(    ) Na perspectiva contemporânea de Direito, o Direito Constitucional condiciona e norteia todos os ramos do Direito e, em particular, o Direito Penal pois esse, enquanto instrumento de controle social, facultando ao Estado a imposição de restrições a direitos fundamentais (vida, liberdade, patrimônio etc.), e esta ingerência deve ser em conformidade e sob o controle dos princípios constitucionais penais, que são indisponíveis e inegociáveis mesmo para o ente estatal.
(    ) São muitos os pontos de contato entre o Direito Penal e o Constitucional. Por exemplo, a tutela penal da Administração Pública (Título XI da Parte Especial do CP), os efeitos extrapenais da condenação, dentre os quais há a perda do cargo, função ou mandato eletivo (art. 92, I, do CP) e ainda, a pena restritiva de direitos, como a proibição de atividade, cargo ou função pública, bem como mandato eletivo (art. 47, II, do CP).
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
	 a)
	F - F - V.
	 b)
	V - V - V.
	 c)
	V - V - F.
	 d)
	F - V - V.