A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
UNIASSELVI - Centro Universitário Leonardo Da Vinci - Portal do Aluno - Portal do Aluno - Grupo UNIASSELVI (1)

Pré-visualização | Página 1 de 32

Ir para o menu
 Ir para o conteúdo
 Ir para o cabeçalho
AMBIENTE DE PRODUÇÃO - Servidor conectado: 10.190.0.22
		Acadêmico:
		Patricia Tais da Silva Rosa (1414546)		
		Disciplina:
		Direito Empresarial e do Consumidor (CMA01)
		Avaliação:
		Avaliação II - Individual FLEX ( Cod.:513407) ( peso.:1,50)
		Prova:
		16682478
		Nota da Prova:
		10,00
Legenda: 
Resposta Certa  
Sua Resposta Errada  
		1.		Como outros segmentos, o Direito do Consumidor também passou por uma evolução histórica. Durante este lapso temporal, muitas situações emergiram e fizeram referência à proteção do consumidor. Com base na história do Direito do Consumidor, assinale a alternativa CORRETA:
		
a)		Os primeiros registros de ações que buscavam a proteção do consumidor ocorreram na Europa e posteriormente nos Estados Unidos.
		
b)		As ações de proteção e defesa do consumidor têm seus primeiros registros na Constituição da República Federativa do Brasil de 1988.
		
c)		O Código de Hamurabi trazia em seu contexto registro de situações que indicavam ações de proteção ao consumidor.
		
d)		A instalação do primeiro Procon no território brasileiro deu-se como processo sequencial à promulgação da Constituição Federal de 1988.
		2.		Antes da Constituição Federal de 1988 existiam apenas algumas leis isoladas, que tratavam da matéria consumerista, como, por exemplo, a lei que vedava a cobrança de juros sobre juros. Sobre essas leis, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
(    ) Foi criado o Conselho Nacional de Defesa do Consumidor - CNDF, através de Decreto Federal.
(    ) O CNDF foi criado para auxiliar o Presidente da República na preparação da política nacional de defesa do consumidor.
(    ) A lei da ação civil pública foi tida como ineficiente na proteção ao consumidor.
(    ) O CNDF foi substituído pelo Departamento Nacional de Proteção e Defesa do Consumidor.
Agora, assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
		
a)		F - F - V - F.
		
b)		F - V - F - V.
		
c)		V - F - V - F.
		
d)		V - V - F - V.
		3.		Paulo, pessoa física, possui uma pequena marcenaria que funciona nos fundos de sua residência. Nela são fabricadas e vendidas tábuas de passar roupas. Necessitando de tal produto, João procurou Paulo e efetuou a compra. No dia seguinte, ao utilizar a tábua, essa quebrou-se e ocasionou lesões leves em João. Sobre a responsabilidade sobre o produto vendido, analise as sentenças a seguir:
I- Paulo poderá ser responsabilizado, pois o CDC prevê que fornecedor é toda pessoa física ou jurídica.
II- Paulo somente responderá pelos danos se sua empresa possuir CNPJ.
III- Paulo será responsabilizado por comercializar o produto, pois quem produz não é considerado fornecedor.
IV- João deveria ter tomado cuidado com o manuseio do produto, pois saiu da marcenaria intacto, portanto, Paulo não poderá ser responsabilizado.
Assinale a alternativa CORRETA:
		
a)		Somente a sentença I está correta.
		
b)		Somente a sentença III está correta.
		
c)		Somente a sentença II está correta.
		
d)		Somente a sentença IV está correta.
		4.		Carlos, aposentado, sempre manteve suas contas em dia. Por tal motivo surpreendeu-se ao saber que o fornecimento de água de sua residência havia sido cortado erroneamente, pois a fatura estava paga. Carlos poderá ser ressarcido pelos danos sofridos? Sobre essa situação, analise as seguintes sentenças:
I- Sim, pois os órgãos públicos e suas empresas permissionárias e concessionárias são responsáveis pelos serviços prestados.
II- Não, pois o serviço prestado é público, e o Código de Defesa do Consumidor ampara somente os serviços privados.
III- Carlos só seria indenizado se o produto da empresa fosse fungível, ou seja, pudesse ser substituído por outro da mesma espécie, qualidade e quantidade.
IV- A empresa será responsável pelos danos sofridos a Carlos, pois, além de ter cometido um erro, o serviço prestado é considerado essencial.
Agora, assinale a alternativa CORRETA:
		
a)		As sentenças II e III estão corretas.
		
b)		As sentenças I e IV estão corretas.
		
c)		Somente a sentença IV está correta.
		
d)		Somente a sentença II está correta.
		5.		O conceito de fornecedor apresentado pelo Código de Defesa do Consumidor é bem completo, pois abarcou praticamente todas as formas de atuação no mercado de consumo. Partindo desse pressuposto, analise as seguintes sentenças:
I- Pode ser considerado fornecedor somente quem produz ou fabrica algum produto.
II- Pode-se citar como exemplo de prestador de serviço as empresas de telefonia e os correios.
III- Além de produzir e fabricar, quem comercializa o produto também é considerado fornecedor.
IV- Somente as pessoas jurídicas são reconhecidas como fornecedores pelo Código de Defesa do Consumidor.
Agora, assinale a alternativa CORRETA:
		
a)		As sentenças I e IV estão corretas.
		
b)		As sentenças I, III e IV estão corretas.
		
c)		As sentenças II e III estão corretas.
		
d)		Somente a sentença IV está correta.
		6.		Quando o legislador elaborou o código de Defesa do Consumidor, ele preocupou-se, inclusive, com a linguagem utilizada, pois o objetivo das normas ali contidas é que todas as pessoas tenham acesso e consigam compreender sua escrita. Sobre o conceito de consumidor, analise as sentenças a seguir:
I- É toda pessoa, seja física ou jurídica, que adquire ou utiliza produtos ou serviços como destinatário final.
II- A coletividade não é amparada pelas regras consumeristas, pois não pode ser equiparada a consumidor.
III- Somente pessoa física pode ser tida como consumidor.
IV- A pessoa jurídica só é amparada pelas regras do CDC se o juiz deferir/aceitar.
Assinale a alternativa CORRETA:
		
a)		Somente a sentença IV está correta.
		
b)		Somente a sentença I está correta.
		
c)		Somente a sentença II está correta.
		
d)		Somente a sentença III está correta.
		7.		A Resolução da ONU n. 39/248/85 reconheceu a nível mundial os direitos básicos do consumidor e estabeleceu objetivos para que os países membros desenvolvessem políticas de proteção ao consumidor. Sobre esses objetivos, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
(    ) Gerar uma cooperação internacional, no que tange ao direito do consumidor.
(    ) Fazer com que o mercado ofereça maiores opções de escolha com preços mais baixos.
(    ) Auxiliar os países no sentido de sustentar uma proteção apropriada para os consumidores.
(    ) Minimizar as demandas judiciais, delegando a autonomia do judiciário para os Procons.
Agora, assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
		
a)		V - F - V - F.
		
b)		V - V - V - F.
		
c)		F - V - F - V.
		
d)		F - F - F - V.
		8.		A Constituição Federal de 1988 foi um marco importante na defesa do consumidor, onde dispôs, no art. 48 dos Atos das Disposições Constitucionais Transitórias, sobre a criação do Código de Defesa do Consumidor ? CDC. Dentre as finalidade do CDC, assinale a alternativa CORRETA:
		
a)		Minimizar o ingresso das demandas judiciais.
		
b)		Evitar os prejuízos causados aos consumidores.
		
c)		Responsabilizar também o consumidor pelo mau uso do produto.
		
d)		Inaplicabilidade da inversão do ônus da prova.
		9.		Analisando a evolução histórica do direito do consumidor, percebemos que, desde o Código de Hamurabi, já haviam regras que objetivavam proteger o consumidor. Sobre a importância do papel das Nações Unidas nesse contexto, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
(    ) A ONU editou resolução na qual estabeleceu princípios, objetivos e normas para que os governos desenvolvessem políticas de proteção ao consumidor.
(    ) Com a resolução editada pela ONU, os direitos básicos do consumidor foram reconhecidos a nível mundial.
(    ) A ONU, com a resolução 39/248/85, influenciou os países, incluindo o Brasil, que fez expressa previsão legal na Constituição Federal sobre

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.