A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
N2 demonstracoes contábeis

Pré-visualização | Página 1 de 2

· Pergunta 1
1 em 1 pontos
	
	
	
	Alavancagem Financeira é o efeito causado por se tomar recursos de terceiros emprestados a determinado custo, aplicando-os em ativos a outra taxa de retorno: a dferença vai para s proprietários e altera, para mais ou para menos,  seu retorno sobre o patrimônio líquido.
ASSAF, A; GUASTI, F. Curso de Administração Financeira. São Paulo. Atlas, 2014 
Sobre a Alavancagem financeira é correto afirmar:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	e. 
Está relacionada à utilização de recursos de terceiros na estrutura de capital da empresa.
	Resposta Correta:
	e. 
Está relacionada à utilização de recursos de terceiros na estrutura de capital da empresa.
	Feedback da resposta:
	Está relacionada à utilização de recursos de terceiros na estrutura de capital da empresa.
	
	
	
· Pergunta 2
1 em 1 pontos
	
	
	
	A empresa “New Age S/A” vende seu produto por R$ 25,00 a unidade. Os custos variáveis unitários totalizam R$ 10,00 e os custos e despesas fixas totalizam R$ 12.000,00. Atualmente a empresa tem um volume de vendas anual de 2.000 unidades e está projetando um crescimento de 25% para o próximo ano.
Com relação ao Grau de Alavancagem Operacional,  é correto afirmar:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	a. 
O Grau de Alavancagem Operacional é a Variação do Lucro Líquido sobre a Variação do Volume de Venda (atividade), portanto, o GAO da empresa New Age é 1,66
	Resposta Correta:
	a. 
O Grau de Alavancagem Operacional é a Variação do Lucro Líquido sobre a Variação do Volume de Venda (atividade), portanto, o GAO da empresa New Age é 1,66
	Feedback da resposta:
	O Grau de Alavancagem Operacional é a Variação do Lucro Líquido sobre a Variação do Volume de Venda (atividade), portanto, o GAO da empresa New Age é 1,66
	
	
	
· Pergunta 3
1 em 1 pontos
	
	
	
	Considere os dados do Balanço Patrimonial da empresa TRIV S.A. e identifique a alternativa que interpreta corretamente a estrutura de endividamento da empresa:
	Ativo
	Circulante
	3400
	Não Circulante
	5600
	Total do Ativo
	9000
	Passivo e Patrimônio Líquido
	Circulante
	4500
	Não Circulante
	3100
	Patrimônio Líquido
	1400
	Total do Passivo e PL
	9000
 
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	d. 
O indicador de endividamento geral é de 84,4%.
	Resposta Correta:
	d. 
O indicador de endividamento geral é de 84,4%.
	Feedback da resposta:
	O indicador de endividamento geral é de 84,4%.
EG = (PC + PNC) / AT = (4500+3100)/9000=84,4%
	
	
	
· Pergunta 4
1 em 1 pontos
	
	
	
	A empresa de serviços ELY S.A. divulgou seu lucro líquido no exercício no valor de R$ 200.000,00 e o seguinte Balanço Patrimonial (em milhares de reais):
	Ativo
	Circulante
	2400
	Não circulante
	700
	Total do Ativo
	3100
	Passivo e Patrimônio líquido
	Circulante
	2000
	Não circulante
	300
	Patrimônio Líquido
	800
	Total do Passivo e PL
	3100
 
Com base nessas informações, se você fosse investidor em ações da empresa ELY:
I - Ficaria preocupado com seus investimentos na empresa ELY pois as obrigações de curto prazo da empresa excedem os bens e direitos de curto prazo.
II - Ficaria preocupado com seus investimentos em ações da empresa ELY pois a rentabilidade do ativo total está abaixo da rentabilidade do patrimônio líquido.
III - Ficaria satisfeito com seus investimentos pois a estrutura do balanço patrimonial da empresa demonstra ser sustentável no longo prazo.
IV - Ficaria satisfeito com seus investimentos pois a rentabilidade sobre o patrimônio líquido foi de 50%.
 
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	b. 
Somente III está correta.
	Resposta Correta:
	b. 
Somente III está correta.
	Feedback da resposta:
	Somente III está correta.
Rentabilidade do ativo total = Lucro Líquido do exercício / Ativo Total = 6,5%
Rentabilidade do Patrimônio Líquido = Lucro Líquido / Patrimônio Líquido = 25%
	
	
	
· Pergunta 5
1 em 1 pontos
	
	
	
	A empresa Maria Bonita ME atua no setor de confecções femininas há 5 anos. No último ano a empresa decidiu que seria o momento de expandir sua marca e conseguiu um contrato para exportar parte de sua produção, especificamente, a confecção de vestidos para a Europa. Para fechamento do contrato, cada vestido será vendido pelo valor de R$ 90,00. Cada peça utiliza matéria-prima a um custo unitário de R$ 60,00.  Os custos fixos mensais da empresa totalizam R$ 68.000,00, incluindo os gastos com mão de obra, que chegam a 50% do custo fixo. Como a empresa encontra-se no mês do dissídio salarial, se faz necessária a decisão sobre a demanda do aumento salarial e, ao mesmo tempo, definir o novo ponto de equilíbrio operacional que será ocasionado pelo aumento nos custos fixos.
Com relação ao Ponto de Equilíbrio Operacional, assinale a alternativa correta:  
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	c. 
O novo ponto de equilíbrio operacional será de 2.380 vestidos por mês para um reajuste salarial de 10%.
 
	Resposta Correta:
	c. 
O novo ponto de equilíbrio operacional será de 2.380 vestidos por mês para um reajuste salarial de 10%.
 
	Feedback da resposta:
	O novo ponto de equilíbrio operacional será de 2.380 vestidos por mês para um reajuste salarial de 10%.
Preço        = R$ 90,00 
Custo Unitário = R$ 60,00 
Custo Fixo = R$ 68.000,00 
Mão de Obra = 50%  sobre o Custo Fixo  = R$ 34.000,00
Dissídio        = 10%  sobre o Custo Fixo  = R$ 3.400,00
	
	
	
· Pergunta 6
1 em 1 pontos
	
	
	
	A empresa Sempre Faz mais ME apresenta o seguinte cenário:
 
Custo Fixo de R$ 175.000,00
 
 
Com relação ao cenário exposto, é possível afirmar:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	a. 
A margem de contribuição é a diferença entre as receitas operacionais de venda e o custo (e despesas) variáveis incorridas no período, portanto, o Ponto de Equilíbrio para a empresa Sempre Faz Mais é de 5.000 unidades.
	Resposta Correta:
	a. 
A margem de contribuição é a diferença entre as receitas operacionais de venda e o custo (e despesas) variáveis incorridas no período, portanto, o Ponto de Equilíbrio para a empresa Sempre Faz Mais é de 5.000 unidades.
	Feedback da resposta:
	A margem de contribuição é a diferença entre as receitas operacionais de venda e o custo (e despesas) variáveis incorridas no período, portanto, o Ponto de Equilíbrio para a empresa Sempre Faz Mais é de 5.000 unidades.
	
	
	
· Pergunta 7
1 em 1 pontos
	
	
	
	Com base na Demonstração de Resultado de Exercício da empresa de seguros BELK S.A. (em milhares de reais) é possível afirmar que:
	RECEITA BRUTA
	800
	Impostos sobre Vendas
	-50
	RECEITA LÍQUIDA
	750
	Custo dos Serviços Prestados
	-200
	LUCRO BRUTO
	550
	DESPESAS OPERACIONAIS
	-320
	LUCRO OPERACIONAL ANTES DO RESULTADO FINANCEIRO
	230
	Despesas Financeiras
	-150
	LUCRO ANTES DO IMPOSTO DE RENDA E DA CONTRIBUIÇÃO SOCIAL
	80
	Imposto de Renda e Contribuição Social
	-100
	Lucro Líquido do Exercício
	-20
I - A margem bruta da empresa é maior do que 1.
II - O Imposto de Renda e Contribuição Social foi o maior responsável pelo prejuízo líquido da empresa.
III - A rentabilidade do patrimônio líquido foi negativa. 
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	c. 
Somente III está correta.
	Resposta Correta:
	c. 
Somente III está correta.
	Feedback da resposta:
	Somente III está correta.
Margem bruta: MB = Lucro Operacional Bruto / Receita Operacional Líquida = 73%
	
	
	
· Pergunta 8
1 em 1 pontos
	
	
	
	A análise custo–volume –lucro, também chamada de análise do ponto de equilíbrio, é utilizada visando conhecer o volume de atividade necessária para cobrir todos os custos e despesas opercionais e analisar o lucro associado ao nível de vendas. 
ASSAF, A; GUASTI, F. Curso de Administração Financeira. São Paulo. Atlas, 2014.
Uma empresa vende seu produto A pelo valor de R$ 40,00 a unidade. Seus custos fixos totalizam R$ 25.000,00 por mês, incluídos R$ 1.000,00 referentes aos valores de financiamentos adquiridos para os próximos 3 anos. O custo para produção de cada produto é de R$ 20,00.
Neste cenário, o ponto de equilíbrio quantitativo é de: 
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	a.