A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
Tema organização de bibliotecas

Pré-visualização | Página 2 de 2

seguem os mesmos critérios adotados para estantes.
Um bom layout facilita e aperfeiçoa os fluxos existentes nesses espaços, racionalizando o aproveitamento dos recursos materiais disponíveis.
Segundo Cury (2007, p. 396)
Layout corresponde ao arranjo dos diversos postos de trabalho nos espaços existentes na organização, envolvendo além da preocupação de melhor adaptar as pessoas ao ambiente de trabalho, segundo a natureza da atividade desempenhada, a arrumação dos móveis, máquinas, equipamentos e matérias primas.
3. METODOLOGIA: 
Para elaboração deste trabalho que foi construído a partir de pesquisa bibliográfica qualitativa, com embasamentos teóricos. Foram coletadas várias informações de literaturas referentes ao assunto estudado, publicações na internet de artigos relacionados, livros de autores renomados, revistas, monografias e teses, entre outras publicações.
Segundo Marconi e Lakatos (2003, p. 158) “[...] um apanhado geral sobre os principais trabalhos já realizados, revestidos de importância por serem capazes de fornecer dados atuais e relevantes relacionados com o tema.”
4. RESULTADOS E DISCUSSÕES:
Para Pereira (2009) o espaço da leitura deve ser um espaço privilegiado, sendo por isso, fundamental prevê-lo no momento da construção ou de reformas das escolas. Uma biblioteca apropriada e construída para leitores, livros e outros materiais de leitura, representa o primeiro estímulo à leitura.
Projetar uma biblioteca consiste em concentrar esforços para criar ou aprimorar atividades que estejam de acordo com a função e objetivos. As etapas do planejamento estrutural, funcional e organizacional fazem parte desse processo. Detalhamentos da estrutura física e organização do acervo.
Assim foram considerados os itens de infraestrutura, armazenamento, e outros serviços, oferecidos, dando condições para introdução de planejamento operacionais visando a satisfação e necessidades de adaptação de uma biblioteca ou projeto da mesma.
5. CONCLUSÃO:
O objetivo desse artigo foi de apresentar as formas mais comuns de como planejar a organização de uma biblioteca, formas essas, que quando bem aplicadas, maximizam os processos, otimizando e melhorando o aproveitamento dos espaços físicos com maior qualidade, satisfação e dinamismo, tornando a biblioteca mais segura e eficiente.
Esse processo é de suma importância, pois melhora o desenvolvimento do serviço prestado em uma biblioteca, tornando-o mais funcional e evitando desperdiço de materiais inadequados, readequando e mudando layouts e/ou outros arranjos físicos em todas as suas instalações, proporcionando um fluxo eficiente nas atividades da biblioteca.
Fica claro que o arranjo físico, harmoniza a movimentação do ambiente, passando desde matéria-prima no processo de construção ou reforma, até o acabamento do setor.
REFERÊNCIA:
ALMEIDA, M.C.B. de. Planejamento de bibliotecas e serviços de informação. 2. ed. rev. e ampl. Brasília: Briquet de Lemos, 2005.
COSTA, K. de S. B. D. da. Organização de Bibliotecas: espaço físico. São Paulo: Senac, 2007.
CURY, Antonio. Organização e métodos uma visão holística, perspectiva comportamental e abordagem contingencial. São Paulo: Atlas, 2007.
LAKATOS, E. M.; Marconi, M.A. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas 2003.
LINHARES, Emma. Como organizar um centro de documentação de formação profissional. Tradução: João Gomes dos Santos. Rio de Janeiro: SENAI/DN/DPEA, 1984. 110 p.
FILHO, Osvaldo de Lima; MALAGUTTI, Thiago Francisco. A importância do layout para o aumento da produtividade. Techoje uma revista de opinião. Disponível em: http://techoje.com.br/site/techoje/categoria/detalhe_artigo/1661.html/ Acesso em: 3 jun. 2020.
GOULART, Ilsa do Carmo Vieira; DIAS, Magna Alves; LELIS, Danielle Oliveira. O espaço físico das bibliotecas públicas escolares: entre o legal e o real. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, v.15, n.2, maio/ago., 2019. Disponível em: https://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/630/1125.html/ Acesso em: 3 jun. 2020.
MATTOS, Miriam de Cassia do Carmo Mascarenhas. Organização de unidade de informação. 1. ed. Indaial: Uniasselvi, 2019.
PEREIRA, Andréa Kluge. Biblioteca na escola. Brasília: Ministério da Educação, Secretária de Educação Básica, 2009. 57 p.
SLACK, N. et al. Administração da produção. 3. Ed. São Paulo: atlas, 2009.
� Silvia Silva de Souza
� José Pedro Gomes Klein
Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI – Biblioteconomia (FLX1725) – Pratica do Módulo V –15/06/2020

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.