A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
AVALIAÇÃO I - HISTÓRIA DO BRASIL IMPERIAL

Pré-visualização | Página 1 de 3

Disciplina: História do Brasil Imperial (HID03) 
Avaliação: Avaliação I - Individual FLEX ( Cod.:649288) ( peso.:1,50) 
Prova: 25902555 
Nota da Prova: 9,00 
 
Legenda: Resposta Certa Sua Resposta Errada 
1. No final do século XVIII, o chamado Antigo Sistema Colonial, após séculos de 
domínio no continente americano, era colocado em xeque pelas transformações no 
Mundo Atlântico (Europa, América e África). Mudanças significativas no continente 
europeu, nas colônias americanas e mesmo em certas regiões africanas provocam 
abalos naquele que parecia ser um sistema colonial concebido para resistir às 
vicissitudes sociais e políticas. De maneira precisa, o historiador britânico Eric 
Hobsbawm chamou essa época de "Era das Revoluções", que se inicia no final do 
século XVIII e se estende até a metade do século XIX. Sobre a crise do Antigo 
Sistema Colonial e a Independência do Brasil, analise as sentenças a seguir: 
 
I- O movimento intelectual chamado de Iluminismo teve grande influência no 
declínio do Antigo Sistema Colonial, pois, além de criticar as bases do Antigo 
Regime, como o absolutismo monárquico e os privilégios da nobreza, condenava 
também o sistema colonial e o monopólio comercial. 
II- Os conflitos na Europa decorrentes da expansão do império napoleônico 
estiveram na base desse processo, na medida em que Napoleão, tentando bloquear o 
acesso da Inglaterra ao mercado colonial ibérico, invadiu Espanha e Portugal, 
precipitando, assim, o processo de independência da América. 
III- A vinda da corte portuguesa para o Brasil é considerada como um fator que 
retardou o processo de independência brasileiro, pois a presença do monarca lusitano 
na América estreitou ainda mais os laços entre Brasil e Portugal, tornando o primeiro 
ainda mais dependente do segundo. 
IV- A Independência do Brasil foi marcada por um conflito violento entre o novo 
país e a sua antiga metrópole europeia, devido à rejeição das elites político-
econômicas da colônia portuguesa ao modelo agroexportador implantado pela coroa 
lusitana, baseado na grande propriedade da terra e na mão de obra escrava. 
 
Assinale a alternativa CORRETA: 
 a) As sentenças II e IV estão corretas. 
 b) As sentenças I, II e III estão corretas. 
 c) As sentenças I e III estão corretas. 
 d) As sentenças I e II estão corretas. 
 
2. O movimento político organizado na Bahia, em 1789, incluía, entre os rebeldes, 
mulatos, negros livres, artesãos, soldados e até contou com a participação de alguns 
escravos. Os conspiradores defendiam a proclamação da República, o fim da 
escravidão, o livre comércio, especialmente com a França, o aumento do salário dos 
militares e a punição de padres contrários à liberdade. O movimento não chegou a se 
concretizar, pois após uma tentativa de se obter o apoio do governador, começaram 
as prisões e delações. Quatro dos principais acusados foram enforcados e 
esquartejados. Outros receberam penas de prisão ou banimento. Sobre esse 
https://portaldoalunoead.uniasselvi.com.br/ava/notas/request_gabarito_n2.php?action1=RkxYMjAyNQ==&action2=SElEMDM=&action3=NjQ5Mjg4&action4=MjAyMC8y&prova=MjU5MDI1NTU=#questao_1%20aria-label=
https://portaldoalunoead.uniasselvi.com.br/ava/notas/request_gabarito_n2.php?action1=RkxYMjAyNQ==&action2=SElEMDM=&action3=NjQ5Mjg4&action4=MjAyMC8y&prova=MjU5MDI1NTU=#questao_2%20aria-label=
movimento separatista, assinale a alternativa CORRETA: 
 a) Sabinada. 
 b) Conjuração dos Alfaiates. 
 c) Revolução Praieira. 
 d) Balaiada. 
 
3. Depois da dissolução da Assembleia Constituinte, o imperador criou um conselho de 
Estado, reduzido, com a missão de auxiliá-lo na redação da primeira constituição do 
império, que seria outorgada em 25 de março de 1824. Sobre a Constituição do 
Império, assinale a alternativa CORRETA: 
 a) Instituiu a divisão de poderes, criou o quarto poder representado pelo militares e 
limitou o poder do Imperador. 
 b) A Constituição previa a criação de um Conselho de Estado, a divisão 
administrativa do país em estados e a administração destes por presidentes eleitos 
pelo voto universal. 
 c) Aboliu a escravidão, aboliu o catolicismo como religião oficial e instituiu o voto 
universal para todos os cidadãos. 
 d) Instituiu uma monarquia hereditária, fez do catolicismo a religião oficial do 
Império e estabeleceu o voto censitário. 
 
4. "Sistema colonial é o conjunto das relações entre as metrópoles e suas respectivas 
colônias, num dado período da história da colonização. Especificamente, o período 
do Antigo Sistema Colonial vai do século XVI ao final do século XVIII. Ele se inicia 
com a colonização das Américas e entra em crise sob o impacto simultâneo das 
rebeliões nas colônias que, diferentemente das rebeliões anteriores, as conduzem às 
respectivas independências. É também impactado pelas revoluções políticas na 
Europa, que tendem a sepultar o Antigo Regime no Velho Mundo e, também, pela 
Revolução Industrial na Inglaterra, que contribui para a transição da hegemonia do 
capital mercantil para o capital industrial nas Ilhas Britânicas." 
 
Durante a chamada "crise do sistema colonial" muitas conspirações e rebeliões 
aconteceram, evidenciando o descontentamento dos colonos com o domínio das 
metrópoles. Sobre a crise do sistema colonial, classifique V para as sentenças 
verdadeiras e F para as falsas: 
 
( ) A Revolta dos Mascates, entre 1710-1711, foi um conflito colonial ocorrido em 
Pernambuco. 
( ) A Conjuração Baiana, em 1798, contou com a liderança marcante dos grandes 
proprietários de terra da Bahia. 
( ) A Revolução de 1817 contou com a participação destacada do clero 
pernambucano e com a defesa de princípios dos liberais. 
( ) A Inconfidência Mineira, também referida como Conjuração Mineira, foi uma 
conspiração de natureza separatista, que ocorreu na então capitania de Minas Gerais 
como resultado do declínio da produção de minérios, em 1789. 
 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA: 
 
FONTE: NOGUERÓL, Luiz Paulo. Antigo Sistema Colonial. In: BiblioAtlas - 
https://portaldoalunoead.uniasselvi.com.br/ava/notas/request_gabarito_n2.php?action1=RkxYMjAyNQ==&action2=SElEMDM=&action3=NjQ5Mjg4&action4=MjAyMC8y&prova=MjU5MDI1NTU=#questao_3%20aria-label=
https://portaldoalunoead.uniasselvi.com.br/ava/notas/request_gabarito_n2.php?action1=RkxYMjAyNQ==&action2=SElEMDM=&action3=NjQ5Mjg4&action4=MjAyMC8y&prova=MjU5MDI1NTU=#questao_4%20aria-label=
Biblioteca de Referências do Atlas Digital da América Lusa. Disponível em: 
http://lhs.unb.br/atlas/Antigo_Sistema_Colonial. Acesso em: 30 jan. 2020. 
 a) V - F - V - V. 
 b) V - V - V - V. 
 c) F - F - F - F. 
 d) V - F - V - F. 
 
5. "Lesa-majestade quer dizer traição cometida contra a pessoa do Rei, ou seu Real 
Estado, que é tão grave e abominável crime, e que os antigos Sabedores tanto 
estranharam, que o comparavam à lepra; porque assim como esta enfermidade enche 
todo o corpo, sem nunca mais se poder curar, e empece ainda aos descendentes de 
quem a tem, e aos que ele conversam, pelo que é apartado da comunicação da gente: 
assim o erro de traição condena o que a comete, e empece e infama os que de sua 
linha descendem, posto que não tenham culpa". 
 
Os réus, na Inconfidência Mineira, foram acusados do crime de "lesa-majestade" 
como previsto pelas Ordenações Filipinas, Livro V, título 6, como consta em 
"inconfidência" (falta de fidelidade ao rei). Levando-se em consideração que a 
conspiração nas Minas Gerais foi planejada, quase exclusivamente, por membros da 
elite local, assinale a alternativa CORRETA: 
 
FONTE: LARA, Silvia H. Ordenações Filipinas: livro V. São Paulo: Companhia das 
Letras, 1999. 
 a) A conspiração teve contornos republicanos, federalistas e separatistas. Lideradas 
por ricos fazendeiros, toma Vila Rica e proclama a República das Minas Gerais 
com o lema "Liberdade ainda que tardia". 
 b) Um dos motivos da conspiração foi a crise econômica

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.