A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
28 pág.
150 questões comentadas do SUS

Pré-visualização | Página 6 de 20

(SUS), é correto 
afirmar que: 
A) O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) 
tem caráter deliberativo sobre as decisões a respeito do 
SUS no âmbito federal. 
B) O Conselho Nacional de Secretários Municipais de 
Saúde (Conasems) tem caráter deliberativo sobre as 
decisões a respeito do SUS no âmbito federal. 
C) Os Conselhos de Saúde, incluindo os municipais, 
estaduais e nacional, têm caráter permanente e 
deliberativo e se compõem de representantes do governo, 
prestadores de serviço, profissionais de saúde e usuários, 
para atuar na formulação de estratégias e no controle da 
execução da política de saúde na instância correspondente. 
D) As Comissões Intergestores Bipartite têm caráter 
deliberativo sobre as decisões a respeito do SUS no âmbito 
estadual. 
E) A Comissão Intergestores Tripartite tem caráter 
deliberativo sobre as decisões a respeito do SUS no âmbito 
federal. 
70. (SEGPLAN-2016) A Lei nº 8.080/1990, que 
regulamenta o Sistema Único de Saúde, também: 
a)dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do 
Sistema Único de Saúde (SUS). 
b)regulamenta o Sistema de Planejamento do SUS. 
c)é conhecida como Lei Orgânica da Saúde e dispõe sobre 
as condições para a promoção, proteção e recuperação da 
saúde, a organização e o funcionamento dos serviços 
correspondentes e dá outras providências. 
d)redefine o modelo de gestão do SUS, constituindo, por 
conseguinte, instrumento imprescindível à viabilização da 
atenção integral à saúde da população. 
e)dispõe sobre a atualização dos critérios de habilitação de 
estados e municípios. 
71.(INSTITUTO AOCP-2015) No âmbito da União, o 
Sistema Único de Saúde (SUS) é dirigido 
a)pelo Ministério da Saúde. 
b)pela Secretaria Federal de Saúde. 
c)pela Secretaria Municipal de Saúde. 
d)pela Secretaria Estadual de Saúde ou órgão equivalente. 
e)pelos Hospitais Particulares com convênio com o SUS. 
72. (IMPARH-2016) Considerando o Decreto 
7.508/2011, que regulamenta a Lei nº. 8.080, de 19 
de setembro de 1990, para dispor sobre a 
organização do Sistema Único de Saúde - SUS, o 
planejamento da saúde, a assistência à saúde e a 
articulação interfederativa, são portas de entrada 
para as ações e os serviços de saúde nas redes de 
atenção à saúde os serviços que constam na 
alternativa: 
a)de atenção primária de atenção psicossocial e de 
vigilância sanitária. 
b)de atenção de urgência e emergência, de vigilância 
epidemiológica e saúde do trabalhador; 
APERFEIÇOAR SAÚDE – PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS 
 
10 
MATERIAL ELABORADO PELA PROFESSORA ÉRICA OLIVEIRA 
Este curso é protegido por direitos autorais, nos termos da Lei n.º 9.610/1998. 
c)de atenção primária, de atenção de urgência e 
emergência, de atenção psicossocial e especiais de acesso 
aberto; 
d)de vigilância sanitária, de saúde do trabalhador e de 
urgência e emergência. 
73.(CETRO – 2015) O capítulo II do Decreto nº 
7.508/2011, que regulamenta a Lei nº 8.080/1990, 
dispõe sobre a organização do Sistema Único de 
Saúde (SUS). O artigo 5º propõe que, para uma 
Região de Saúde ser instituída, ela deve conter, no 
mínimo, ações de serviços de 
a)urgência e emergência, atenção psicossocial, atenção 
ambulatorial especializada e hospitalar e atendimento 
laboratorial. 
b)atenção primária, urgência e emergência, orientação dos 
fluxos das ações e dos serviços de saúde e atenção 
ambulatorial. 
c)atenção psicossocial, ofertar regionalmente as ações e os 
serviços de saúde, atenção ambulatorial e hospitalar. 
d)atenção primária, urgência e emergência, atenção 
psicossocial, atenção ambulatorial especializada e 
hospitalar e vigilância em saúde. 
e)urgência e emergência, ofertar regionalmente as ações e 
os serviços de saúde/ atenção psicossocial/ atenção 
ambulatorial e hospitalar. 
74. (IMPARH-2015) Os Conselhos de Saúde são 
instâncias colegiadas de participação da sociedade no 
SUS. Sobre estes é correto afirmar. 
a) Os Conselhos de Saúde fazem parte da estrutura de 
governo, estando, portanto, atrelados à gestão do SUS nas 
esferas municipal, estadual e nacional. 
b) Os Conselhos de Saúde são órgãos colegiados cuja 
composição é feita por representantes do governo e 
usuários e que atuam em todas as esferas de governo na 
formulação de estratégias e no controle da execução da 
política de saúde. 
c) Atuam em caráter permanente e deliberativo com a 
participação de representantes do governo, prestadores de 
serviço, trabalhadores de saúde e usuários manifestando 
os interesses dos diferentes segmentos sociais, 
possibilitando a negociação de propostas e o 
direcionamento de recursos para diferentes prioridades. 
d) A representação dos usuários nos conselhos deverá ser 
paritária (50%) em relação aos gestores. 
75. (IMPARH-2015) No que diz respeito às 
Conferências de Saúde pode-se afirmar. 
a)Que se realizam em um processo descendente iniciando 
com a Conferência Nacional até as Municipais. 
b) São convocadas pelo Poder Legislativo ou, 
extraordinariamente, pelo Conselho de Saúde. 
c) Desde a VIII Conferência, tem mantido as mesmas 
características em termos de composição, temário e 
deliberações. 
d) Que se realizam a cada quatro anos com a 
representação dos vários segmentos sociais, para avaliar a 
situação de saúde e propor diretrizes para a formulação de 
políticas de saúde nos níveis correspondentes. 
76. (IMPARH-2015) As Conferências de Saúde são 
Dzinstâncias colegiadasdz para a participação da 
comunidade na gestão do SUS em cada esfera de 
governo, conforme a Lei 8.142, de 28 de dezembro de 
1990. Identifique a opção que define as Conferências 
de Saúde. 
a) Órgão colegiado composto por representantes do 
governo, prestadores de serviço, profissionais de saúde e 
usuários, atua na formulação de estratégias e no controle 
da execução da política de saúde na instância 
correspondente, inclusive nos aspectos econômicos e 
financeiros, cujas decisões serão homologadas pelo chefe 
do poder legalmente constituído em cada esfera do 
governo. 
b) Reunir-se-á a cada quatro anos com a representação dos 
vários segmentos sociais, para avaliar a situação de saúde 
e propor as diretrizes para a formulação da política de 
saúde nos níveis correspondentes, convocada pelo Poder 
Executivo ou, extraordinariamente, por esta ou pelo 
Conselho de Saúde. 
c) Instância permanente e deliberativa, atua na formulação 
de estratégias e no controle da execução da Política 
Mundial de Saúde, com composição e atribuições previstas 
em lei municipal de Saúde, com composição e atribuições 
previstas em lei municipal de Saúde, com composições 
previstas em lei municipal, observado o disposto na Lei 
8.142, de 1990. 
d) integrada paritariamente por representantes do 
Ministério da Saúde e dos órgãos de representação do 
conjunto dos Secretários Municipais de Saúde/CONASEMS, 
tem por finalidade assistir o Ministério da Saúde 
/CONASEMS, tem por finalidade assistir o Ministério da 
Saúde na elaborarão de propostas para a implantação e 
operacionalização do SUS submetendo-se ao poder 
deliberativo e fiscalizar do Conselho Nacional de Saúde. 
77.(HU-UNB/EBSERH/IBFC/2013) Sobre a Resolução 
453/2012 do Conselho Nacional da Saúde, que define 
funcionamento dos conselhos de saúde, assinale a 
alternativa incorreta: 
a) A cada eleição, os segmentos de representações de 
usuários, trabalhadores e prestadores de serviços, ao seu 
critério, promovem a renovação de, no mínimo, 50% de 
suas entidades representativas. 
b) Compete aos conselheiros examinar propostas e 
denúncias de indícios de irregularidades, nas ações e aos 
serviços de saúde. 
c) O tempo de mandato dos conselheiros será definido 
pelas respectivas representações. 
d) O conselho de saúde terá poder de decisão sobre o seu 
orçamento e não será mais apenas o gerenciador de suas 
verbas. 
78.(HU-UNB/EBSERH/IBFC/2013) Sobre a Resolução 
453/2012