Buscar

RESUMO RESPIRATÓRIO! anatomia topográfica veterinária

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 19 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 19 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 19 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

MONITORIA DE 
ANATOMIA 
TOPOGRÁFICA 
VETERINÁRIA 
 
MONITORIA DE 
ANATOMIA 
TOPOGRÁFICA 
VETERINÁRIA 
 
 
 
 
SISTEMA RESPIRATÓRIO 
 
Katiane Carvalho Colombo
 
░ É responsável pelo fornecimento de O2, remoção de 
CO2, auxiliar no equilíbrio da acidez dos líquidos 
extracelulares do corpo. 
░ Composto pelos pulmões e outros órgãos que promovem 
a troca rápida entre ar e sangue em diferentes 
espécies. 
░ Os pulmões são órgãos essenciais para que ocorra a 
respiração e são responsáveis pelas trocas gasosas 
entre o ar e a corrente sanguínea. 
░ Funções do sistema respiratório: 
 Intercâmbio 
 Eliminação de vapores de água 
 Auxiliar no controle da temperatura corporal 
 Fonação (vocalização) 
 Olfação (parte da mucosa nasal contém células 
olfatórias, na região olfatória) 
░ Divido em: 
Parte Condutora ⇒ faz a condução do meio externo até 
a parte respiratória e desta novamente ao exterior. 
Constituída por: 
 Nariz (nariz externo e cavidade nasal) 
 
 Laringe 
 Traqueia 
 Brônquios principais ou fontes ⇒ bronquíolos 
Parte Respiratória ⇒ Responsável pela hematose. 
Constituída por: 
 Bronquíolos respiratórios 
 Ductos alveolares 
 Sacos Alveolares 
 Alvéolos Pulmonares 
Cavidade Pleural ⇒ Responsável pela pressão negativa 
no interior do tórax em relação ao meio externo. 
 Sacos Pleurais 
 Pleura Parietal ⇒ Costal, Mediastínica, 
Diafragmática e Pericárdica. 
 Pleura Visceral ou Diafragmática. 
 Esqueleto do tórax / Músculo do Tórax / Músculos do 
Abdome ⇒ Músculo Diafragma. 
 
Parte Condutora 
░ Incorporado aos ossos da face. 
░ O nariz dos animais domésticos se projeta para fora 
da face, diferente do nariz dos seres humanos. 
Nariz externo ⇒ Dos olhos à extremidade rostral da 
face. Cartilagem flexível. 
 Regiões 
 Dorso do nariz ⇒ parte dorsal, ossos Frontal 
e Nasal. 
 Laterais do nariz ⇒ partes laterais direita 
e esquerda, ossos Incisivos, Maxilar, 
lacrimal e Zigomático. 
 Ápice do nariz ⇒ (narinas) ⇒ parte rostral. 
░ A parte rostral é cartilaginosa, com terminação no 
Septo Nasal Cartilaginoso, dividindo a parte interna 
em duas cavidades: 
 Mais profunda ⇒ Cavidade Nasal 
 Mais superficial ⇒ Vestíbulo Nasal (limitado pelas 
narinas). 
░ O nariz externo é sustentado por Cartilagens Nasais 
Externas responsáveis pela forma das narinas: 
 Cartilagem Nasal Lateral Dorsal 
 Cartilagem Nasal Lateral Ventral 
 Cartilagem Alar 
 Cartilagem Nasal Acessória Lateral 
 Cartilagem Nasal Acessória Medial 
░ Nos equinos a Cartilagem Alar é dividida em: 
 Parte dorsal ⇒ Falsa Narina que vai terminar no 
Divertículo Nasal. 
 Parte ventral ⇒ Narina Verdadeira que vai terminar 
na Cavidade Nasal. 
░ Parte interna do nariz é dividida em duas cavidades: 
 Vestíbulo nasal 
 Narinas 
░ A pele ao redor das narinas: 
 Não sofre modificação no equino. 
 A pele é glabra (desprovida de pelos) e chamada 
de PLANO NASAL nos carnívoros, ovinos e caprinos. 
 A pele é glabra e denominada PLANO NASOLABIAL nos 
Bovinos. 
 A pele é glabra e chamada de PLANO ROSTRAL nos 
Suínos. 
░ Forma das Narinas: 
 Forma de vírgula ⇒ equino, bovino, canino e 
felino. 
 Forma de fenda ⇒ ovino e caprino. 
 Forma arredondada ⇒ suíno. 
 
Cavidade Nasal ⇒ Espaço no interior do nariz dividido 
em duas metades, direita e esquerda. 
░ É dividido pelo Septo Mediano Cartilaginoso, que se 
origina do Septo Nasal e é formado pelo Osso Vômer, 
preso na lâmina perpendicular do osso Etmoide e se 
estende até o ápice do nariz. 
 ░ A cavidade Nasal possui dois limites: 
 Rostral ⇒ narinas 
 Caudal ⇒ coanas 
░ Em cada metade da Cavidade Nasal existem ossos 
espiralados, finos e revestidos por membrana mucosa, 
denominados CONCHAS. 
 Sistema Rostral ⇒ Conchas Nasais 
 Sistema Caudal ⇒ Conchas Etmoidais 
 Conchas Etmoidais ficam próximas ao osso 
Etmoide. São pequenas, numerosas e separadas 
por fendas etmoidais em 3 pares: 
 Dorsal direita e esquerda 
 Ventral direita e esquerda 
 Media direita e esquerda 
░ Entre as conchas existem espaços chamados de MEATOS 
para a passagem do Ar. São eles: 
 Meato Nasal Dorsal ⇒ conduz o ar à mucosa 
olfatória. 
 Meato Nasal Médio ⇒ conduz o ar aos seios 
paranasais. 
 Meato Nasal Ventral ⇒ conduz o ar à faringe → 
laringe → traqueia → pulmões. 
░ Em alguns locais das membranas das conchas nasais 
há tecido semi–erétil, tecido cavernoso → espaços 
revestidos por endotélio. 
░ Funções da Cavidade Nasal: 
 Olfação ⇒ área da mucosa nasal com coloração 
cinza ou marrom. 
 Modificar o Ar inspirado 
 Aquecimento do ar ao passar pela mucosa das 
conchas ricamente vascularizadas (o ar é 
aquecido pelo sangue). 
 Umidificação do ar pela lágrima (ducto 
Nasolacrimal) e secreção serosa das 
glândulas Nasais presentes na Mucosa da 
Concha (muco). 
 Limpeza do Ar pela captura de gotículas e 
partículas de muco secretado pelas glândulas 
Nasais. Os cílios na mucosa deslocam as 
partículas para a faringe onde são 
deglutidas. 
 
Seios paranasais ⇒ São expansões da cavidade nasal no 
interior de alguns ossos do crânio e face, que se 
comunicam com a cavidade nasal. 
░ São eles: 
 Seio Frontal 
 Seio Maxilar 
 Seio Esfenoidal 
 Seio Palatino (ruminantes) 
 Seio Lacrimal (suíno e ruminantes) 
░ Equinos possuem a abertura Fronto maxilar. 
░ Funções dos Seios Paranasais: 
 Proteção mecânica e térmica das Cavidade 
Orbitária, Cavidade Nasal e Cavidade Craniana. 
 Aumento da área para inserção. 
 Diminuição do peso da cabeça. 
 Ressonância da vocalização. 
 
░ Estrutura de cartilagem entre a faringe rostralmente 
e a traqueia caudalmente. 
░ É suspensa pelo Osso Hioide. 
░ Formada por Cartilagens (Epiglote, Tireoide, 
Cricoide e Aritenoide), músculos e ligamentos. 
 Cartilagem Epiglote 
 Epi = sobre, acima de / glote = espaço 
no interior da laringe delimitado pelas 
cartilagens Aritenoides. 
 Mais rostral, em forma de folha. 
 Articula-se com a Cartilagem Tireoide, 
com a raiz da língua e com o osso Hioide 
(Basióide). 
 Na deglutição a cartilagem Epiglote é 
deslocada caudalmente cobrindo a Glote e 
dirigindo o alimento ao esôfago. 
 Na inspiração e expiração ela é deslocada 
cranialmente abrindo a glote e permitindo 
a respiração. 
 Cartilagem Tireoide 
 Possui a forma de escudo. 
 É a maior e mais ventral das cartilagens. 
 Possui duas lâminas que unem ventralmente 
corpo. 
 Na parte mediana há uma elevação chamada 
de PROEMINÊNCIA LARÍNGEA. 
 Cartilagem Cricoide 
 Forma de anel. 
 É a mais caudal e comunica-se com a 
traqueia. 
 Rostral e dorsalmente articula-se com a 
cartilagem Aritenoide. 
 Rostral e ventralmente articula-se com a 
cartilagem Tireoide. 
 Cartilagens Aritenoides 
 Forma de concha. 
 É a mais dorsal. 
 Apresenta quatro processos: 
 Muscular 
 Corniculado 
 Vocal 
 Cuneiforme 
Cavidades da Laringe 
░ O espaço interno da Laringe encontra-se dividido em 
regiões: 
 Adito da Laringe ⇒ desde a parte caudal da faringe 
até a cartilagem Epiglote. 
 Vestíbulo da Laringe ⇒ da cartilagem epiglote até 
as cordas vocais. 
 Glote ⇒ espaço delimitado pelas cartilagens 
Aritenoides onde se encontram as cordas ou pregas 
vocais. 
 Pregas ou Cordas Vocais 
 Bordos Ventrais dos Ventrículos da 
Laringe → depressão no interior da 
glote. 
 Estão presas nos bordos dorsais dos 
Ventrículos da Laringe as Pregas 
Vestibulares ou Falsas Pregas Vocais. 
 Irrigação da Laringe ⇒ Artéria Laríngea 
(ramo da Artéria Carótida Comum). 
 Drenagem Venosa ⇒ Veia Laríngea 
(termina na Veia Jugular externa). 
 Espaço infra glótico ⇒ da glote até o início da 
traqueia. 
░ Articulações da Laringe: 
 Osso Tireoide e Cartilagem Tireoide 
 Cartilagens Tireoide e Cricoide 
 Cartilagens Aritenoide e Cricoide 
 Possibilitam movimentos reduzidos de rotação e 
regulam o tamanho da abertura da glote. 
░ Músculos da Laringe: 
 M. Cricotireoide ⇒ aproxima as cartilagens. 
 M. Cricoaritenoide dorsal⇒ abre a glote. 
 M. Cricoaritenoide lateral ⇒ diminui a glote. 
 M. Tireoaritenoide ⇒ tensão sobre as cordas 
vocais. 
░ O ar vibra ao passar pelas cordas vocais no interior 
da glote, então sai o som. 
░ O tom da vocalização depende da espessura, 
comprimento e tensão das cordas vocais. 
░ A rápida abertura e estreitamento (contração) dos 
Mm. Laríngeos e M. Diafragma na Glote causa a vibração 
do ar na respiração, ocasionando o ronronar dos 
felinos. 
 
░ Tubo flexível, cartilaginoso e musculomembranoso da 
laringe até a base cardíaca. 
░ Termina bifurcando-se nos brônquios principais 
direito e esquerdo (4º e 5º espaços intercostais) = 
Carina. 
░ Divide-se em: 
 Parte Cervical ⇒ Laringe → parte cranial do tórax. 
Posição mediana, ventral ao esôfago e 
ventrolateral à bainha carotídea. 
 Parte Torácica ⇒ Parte Cranial do tórax → base 
cardíaca, emissão dos brônquios principais. 
 Ventralmente ⇒ Veia Cava Cranial, Arco 
Aórtico e ramos. 
 Dorsalmente ⇒ esôfago. 
░ Constituição da traqueia: 
 Anéis cartilaginosos (cartilagens traqueais) ⇒ São 
incompletos dorsalmente. 
 Músculo liso ⇒ Músculo traqueal que fecha o anel 
dorsalmente. 
 B-O-C-E-S ⇒ Músculo situado internamente e 
nos carnívoros é um músculo situado 
externamente. 
 Ligamentos ⇒ (Anulares) de tecido conjuntivo. 
 Permitem a união dos anéis traqueais. 
 Membrana mucosa ⇒ Pode apresentar pregueamento 
quando a luz diminui. 
 Apresenta glândulas mucosas, cobertura 
protetora de muco que retém partículas no ar 
inspirado. 
 Possui cílios que ajudam a empurrar 
substâncias da laringe para a faringe para 
então serem deglutidas. 
 Quando há excesso de muco há tosse. 
 Adventícia ⇒ Camada fina de tecido conjuntivo que 
envolve externamente as estruturas no pescoço e 
no tórax. 
 A arquitetura da traqueia evita o colapso e 
permite o ajuste necessário no comprimento 
quando o pescoço está estendido. 
 Por ser flexível possibilita movimentos de 
lateralidade e de flexão. 
 Variações no diâmetro da traqueia são dadas 
em função do músculo Traqueal. 
░ Estruturas da traqueia: 
 Carina Traqueal ⇒ Crista da traqueia na origem 
dos brônquios principais. 
 Brônquio Traqueal ⇒ Em ruminantes e suínos há um 
brônquio originado da traqueia antes da 
bifurcação nos brônquios principais. 
 Vai para a parte cranial do pulmão direito. 
░ Irrigação da traqueia: 
 Parte cervical ⇒ ramos das artérias Carótidas 
Comuns. 
 Parte torácica ⇒ Artéria Brônquica 
░ Retorno Venoso: 
 Parte cervical ⇒ Veia Jugular Interna 
 Parte torácica ⇒ Veia Bronco esofágica e Veia 
Ázigos. 
░ Inervação: 
 Nn. Simpáticos (broncodilatação) 
 Nn. Parassimpáticos (broncoconstrição). 
 
░ Lâminas delgadas que revestem todas as estruturas 
no interior do tórax. 
░ As pleuras são lâminas cerosas e se dividem em: 
 Pleura Parietal 
 Se divide em: 
 Pleura Parietal Costal: Reveste os 
músculos Intercostais Internos e as 
costelas e uma fáscia chamada de Fáscia 
Endotorácica → (paredes do tórax). 
 Pleura Parietal Mediastínica: Reveste 
os mediastinos cranial, médio e caudal→ 
(reveste o mediastino). 
 Pleura Diafragmática: Reveste a face 
convexa, voltada para o tórax do M. 
Diafragma → (reveste o M. Diafragma) 
 Pleura Parietal Pericárdica: Reveste o 
pericárdio → (reveste o Pericárdio). 
 Pleura Visceral ou Pulmonar (reveste a maior parte 
dos pulmões). 
 
░ Órgãos da respiração. 
░ Dividido em direito e esquerdo. 
░ Ocupam a maior parte da cavidade torácica. 
░ Os pulmões tem a forma de segmento de cone com: 
 Ápice 
 Base 
 Duas faces 
 Três bordos 
 Face Medial 
 Apresenta uma depressão rasa para a 
passagem de estruturas (brônquios 
principais, artérias, veias e nervos) 
denominada HILO PULMONAR. 
 Raiz pulmonar (Pedículo Pulmonar) ⇒ todas as 
estruturas que entram ou saem do pulmão. 
░ Os pulmões estão divididos externamente por fissuras 
(relativamente grandes) chamadas de LOBOS PULMONARES 
(diferentes nos dois pulmões). 
░ Lobo Pulmonar é parte do pulmão arejado, contém um 
brônquio originado do brônquio principal. 
░ No interior dos pulmões nós encontramos os brônquios 
principais que se ramificam em: 
 Brônquios lombares (5 a 18 divisões) 
 Bronquíolos (hematose) 
 Bronquíolos terminais 
 Bronquíolos respiratórios (hematose) 
 Ductos alveolares 
 Sacos alveolares 
 Alvéolos pulmonares 
░ Pulmão direito: 
 Sempre maior que o esquerdo. 
 Possui de três a quatro lobos, dependendo da 
espécie. 
 Possui a impressão da Veia Cava Caudal. 
░ Pulmão esquerdo: 
 É menor e possui dois lobos. 
 Possui as impressões Cardíaca e Aórtica. 
░ Lobação Pulmonar nas espécies domésticas: 
 Suínos 
Pulmão esquerdo 
 Lobo Cranial 
 Parte Cranial 
 Parte Caudal 
 Lobo Caudal 
Trocas 
gasosas 
Pulmão direito 
 Lobo Cranial 
 Lobo Médio 
 Lobo Caudal 
 Lobo Acessório 
 Canino 
Pulmão esquerdo 
 Lobo Cranial 
 Parte Cranial 
 Parte Caudal 
 Lobo Caudal 
 
 Equino 
Pulmão esquerdo 
 Lobo Cranial 
 Lobo Caudal 
 
 Bovino/Ovino/Caprino 
Pulmão esquerdo 
 Lobo Cranial 
 Parte Cranial 
 Parte Caudal 
 Lobo Caudal 
 
 
░ Irrigação dos pulmões: 
 A. Brônquica (ramo da A. Bronco esofágica) 
Pulmão direito 
 Lobo Cranial 
 Lobo Médio 
 Lobo Caudal 
 Lobo Acessório 
Pulmão direito 
 Lobo Cranial 
 Lobo Caudal 
 Lobo Acessório 
Pulmão direito 
 Lobo Cranial 
 Parte Cranial 
 Parte Caudal 
 Lobo Médio 
 Lobo Caudal 
 Lobo Acessório 
░ Retorno Venoso: 
 V. Bronco esofágica (-> V. Ázigos) 
░ Inervação: 
 Nervos simpáticos e parassimpáticos (plexo 
pulmonar). 
	Monitoria de Anatomia Topográfica
	Veterinária
	Sistema Respiratório
	Monitoria de Anatomia Topográfica Veterinária

Outros materiais