A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Rede de computadores - com margem para anotação

Pré-visualização | Página 2 de 2

A) NETWORK INTERFACE CARD (NIC ou PLACA DE REDE): é o recurso de hardware mínimo que deverá estar instalado no computador para permitir uma comunicação bidirecional (transmissão e recebimento de dados) com os demais elementos da rede. 
B) HUB (CONCENTRADOR): dispositivo para interligação de computadores que tem o objetivo de aumentar o alcance de uma rede local por meio da regeneração de sinais, porém recebe em uma única porta e retransmite para todas as outras. 
	Lembrar: ao receber os dados, ele os distribui para todas as outras máquinas, ele não é capaz de transmitir dados somente para uma máquina específica, implicando que apenas uma máquina transmita de cada vez para evitar colisões.
C) BRIDGE (PONTE): permite conectar segmentos de redes diferentes que podem ou não utilizar tecnologias/protocolos de enlace distintos. Exemplo: ethernet, token ring, etc. Segmento de rede é simplesmente uma subdivisão de rede. 
D) SWITCH (COMUTADOR): permitem fechar canais exclusivos de comunicação entre a máquina que está enviando e a que está recebendo – em Unicast ou Multicast. Ou seja, ele é capaz de receber uma informação de fora e enviá-la apenas ao destinatário. 
E) ROUTER (ROTEADOR): permitem interligar várias redes e escolher a melhor rota para que a informação chegue ao destino. Encaminha ou direciona pacotes de dados entre redes de computadores, geralmente funcionando como uma ponte entre redes diferentes.
F) ACESS POINT (PONTO DE ACESSO): ele é um dispositivo de rede utilizado para estender a cobertura de redes de internet sem fio. Eles estão estendendo, aumentando, distribuindo, repetindo o sinal wi-fi por todas as localidades. Basicamente, é um extensor de sinal wi-fi. 
G) MODEM: dispositivo de entrada e saída de dados que modula um sinal digital em um sinal analógico a ser transmitida por meio de uma linha telefônica e que demodula o sinal analógico e o converte para o sinal digital original.
- Padrões de rede:
· PADRÃO ETHERNET (IEEE 802.3): ethernet é um conjunto de tecnologias e padrões que permite que 2 ou mais computadores se comuniquem utilizando meios cabeados em uma rede de área local (LAN). 
· PADRÃO TOKEN RING (IEEE 802.5): até o início dos anos 90 era o principal concorrente do PADRÃO ETHERNET, quando possuía taxa de transmissão de dados de 4mbps, comunicação unidirecional (chamada simplex), arquitetura ponto-a-ponto e topologia lógica em anel. 
· PADRÃO WIRELESS (IEEE 802.11): diferentemente dos padrões anteriores, não é cabeado, logo, um usuário pode ficar conectado mesmo deslocando-se num perímetro geográfico mais ou menos vasto – redes sem fio fornecem mobilidade aos usuários. Utiliza ondas de rádio e define uma série de padrões de transmissão e codificação para comunicações sem fio. 
· PADRÃO BLUETOOTH (IEEE 802.15): objetivo de integrar equipamentos periféricos. Padronizam uma rede de baixo custo, curto alcance, baixas taxas de transmissão e sem fio. Capazes de se comunicar com até 7 dispositivos simultaneamente. 
· PADRÃO WiMAX (IEEE 802.16): especifica um padrão sem fio de alta velocidade para redes metropolitanas (WMAN), criado por um consórcio de empresas para promover interoperabilidade entre equipamentos. Seu raio de comunicação com ponto de acesso pode alcançar até cerca de 40km.