A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
26 pág.
Biomas Brasileiros

Pré-visualização | Página 2 de 2

porte, plantas de 20 metros de altura, vegetação
densa, típicas da Amazônia e árvore com galhos tortos e médio porte, típico do Cerrado.
Os locais inundados é repleto de vegetação aquática como erva-de-santa-luzia, utriculária, cabomba, aguapé,
dentre outros. 
Já os locais mais secos, há a presença de ipês, buritis, jatobá, marmelada, figueira, bocaiúva, canjiqueira, entre
outros.
4.0 Bioma Pantanal
É o bioma de menor extensão territorial se entendendo pelos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. 
É considerado o maior abrigo de espécies animais do Brasil. 
O clima é definido com tropical com verão chuvoso e inverno seco.
Jenipapo
Jatobá
Aguapé
Figueira
Marmelada
 
Tuiuiú
4.3 Solo e hidrografia do Pantanal
Quase todo o solo desse bioma é inundando e por isso pouco fértil. Com a inundação a decomposição da matéria
orgânica é retardada favorecendo o uso de produtos químicos na agricultura.
Em relação a hidrografia, o bioma é composto por uma diversidade de rios. Além disso, há uma grande presença
de pântanos, lagoas, baías e brejos.
São alguns rios: rio Cuiabá, rio Taquari, rio Itiquira, rio Aquidauana, rio Paraguai, rio Apa, rio Miranda, entre
outros.
4.2 Fauna do bioma Pantanal
Influenciado pelo biomas Amazônia Cerrado e Mata Atlântica, o Pantanal abriga uma rica espécie de animais
que existem em todo o Brasil.
São algumas: anta, capivara, veado, onça-pintada, morcego, espécies de jacarés, tucano, arara, tuiuiú, carão, rã
verde, pacu, pintado, bagre, traíra, dourado, piau, jaú, entre outros.
Morcego
 
Pacu
 
Rio Paraguai
Rio Itiquira
 
Bioma
 Mata
Atlântica
 
5.0 Bioma Mata Atlântica
Com uma cobertura vegetal sobre 15% do território brasileiro, o bioma Mata Atlântica hoje só
ocupa 7% da sua cobertura origina, devido a ação antrópica no bioma.
Com grande biodiversidade o bioma a Mata Atlântica representa a segunda maior floresta do país.
Abrange os estados de: Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Alagoas, Espírito Santo, Rio
Grande do Sul, Minas Gerais, Rio Grande do Norte Piauí, Sergipe, Pernambuco, Ceará, Paraíba,
Paraná, Mato Grosso do Sul, Bahia e Goiás.
Esse bioma sofre influência de massas de ar provindas do Oceano Atlântico, por isso apresenta
clima tropical úmido. Além disso, é possível a existência de outros subiclimas.
 
 
 
5.1 Flora do bioma Mata Atlântica
O bioma é composto por uma grande biodiversidade. Apresenta várias espécies endêmicas. Além disso, a Mata
Atlântica é composta por várias formações vegetais que juntas forma o bioma. 
São elas: 
·
 
 
Floresta Ombrofólia Decidual
Floresta Ombrofólia Mista
 
Floresta Ombrofólia Densa
 
FlorestaOmbrofólia
semidecidual
 
Floresta Ombrofólia Aberta
 
 
Há também, alguns ecossistemas no bioma:
 
·
 
 
Campos de altitude
Restinga
Mangue
 
As espécies comuns de encontrarem na floresta são: bromélias, begônias, orquídeas, ipê, palmeiras, quaresmeira,
pau-brasil, cipós, briófitas, jacarandá, peroba, jambo, jequitibá-rosa, imbaúba, cedro, tapiriria, andira, ananás e
figueiras, entre outros.
Peroba
Jequitibá Rosa
CedroJacarandá
 
5.2 Fauna do Bioma Mata Atlântica
Assim como a flora, a diversidade da fauna é muito grande do bioma Mata Atlântica.
De acordo com o Ministério do Meio Ambiente existem: 859 espécies de aves, 370 espécies de anfíbios, 200
espécies de répteis, 350 espécies de peixes, 270 espécies de mamíferos.
São alguns animais, mico-leão-dourado, macuco, harpia, tucano, onça-pintada, sapo-pingo-de-ouro, macaco-
guigó, pintor veadeiro, papagaio-de-cara-roxa, muriqui,, sabiá-laranjeira, entre outros.
 
5.3 Solo e hidrografia do Bioma Mata Atlântica
O solo do bioma apresenta-se pobre em matéria-orgànica e por isso, pouco fértil. No entanto, a
maior presença de decomposição no interior da floresta Mata Atlântica, faz com que nesse local o
solo seja mais rico em nutrientes.
Vale lembrar que o solo do bioma também apresenta subdivisões, variando de um lugar para o
outro.
Em relação à hidrografia cerca de 100 milhões de brasileiros utilizam a água provinda do bioma. A
floresta Mata Atlântica abriga um grande número de bacia hidrográficas de rios como: o Paraná, o
Tietê, o São Francisco, o Doce, o Paraíba do Sul, o Paranapanema e o Ribeira de Iguapé.
Essa fonte de água tem grande importância, pois, são utilizadas no desenvolvimento e atividades
agrícolas, pecuárias, industriais, além de abastecer cidades como Rio de Janeiro, São Paulo, Belo
Horizonte, entre outras capitais.
Muriqui
Harpia
Sabiá-laranjeira
Sapo-pingo-de-ouro
Macuco
Rio Paranapanema
Rio Ribeira de Iguapé
Rio Doce
Bioma
 Pampa
 
6.0 Bioma Pampa
Restrito apenas a um estado brasileiro, o bioma Pampa ou comumente Pampas ocupa O rio Grande do Sul e
outros países como Uruguai e Argentina.
O bioma apresenta o clima subtropical, com estações definidas. Sua vegetação apresenta divisões. Veja abaixo.
6.1 Vegetação do bioma Pampa
A vegetação do bioma é dividida em 6 categorias:
Vegetação constituída basicamente
por gramíneas. Típica de regiões
com clima temperado ou
subtropical.
Vegetação composta por gramíneas
e árvores. Semelhante ao Cerrado.
Estepe
Formação pioneiraSavana estépica
Floresta Estacional
Semidecidual
Vegetação que permite a
adaptação do ambiente para o
abrigo de novas espécies. .
Floresta Estacional
Decidual 
Vegetação muito seca e retorcida,
apresenta uma composição
florística completamente distinta.
Vegetação seca, por isso
também é conhecida como
mata seca.
Floresta que possui estação
com intensas chuvas.
Floresta estacional
A vegetação é composta principalmente por: gramíneas, arbustos, plantas rasteiras e árvores de pequeno
porte.
São algumas: louro-pardo, cedro, cabreúva, canjerana, guajuvira, guatambu, grápia, campim-forquilha,
grama-tapete, flechilhas, canafístula, brabas-de-bode, pau-de-leite, unha-de-gato, bracatinga, cabelos de-
porco, angico-vermelho, caroba, babosa-do-campo, amendoim-nativo, trevo-nativo, cactáceas, timbaúva,
araucárias, algarrobo, nhandavaí, palmeira anã.
6.3 Fauna do Bioma Pampa
Em relação a fauna do Pampa, há uma grande diversidade de espécies, com uma variedade de artrópodes,
aves, mamíferos, anfíbios e répteis.
São alguns animais: perdigão, perdiz, quero-quero, tiê-sangue, araponga, sanhaço, caminheiro-de-espora,
joão-de-barro, sabiá-do-campo, pica-pau do campo, beija-flor-de-barba-azul, jaguatirica, mono-carvoeiro,
macaco-prego, guariba, mico-leão-dourado, sagui, preguiça-de-coleira, caxinguelê, tamanduá, jacu, macuco,
jacutinga, ema, entre outros.
Unha de gato
Bracatinga
Babosa do campo
Angico vermelho
Preguiça de coleira
Caxinguelê
Jacu
https://www.todamateria.com.br/jaguatirica/
https://www.todamateria.com.br/mico-leao-dourado/
6.4 Solo e hidrografia
Em relação ao solo do bioma, grande parte se tornou degradado devido ao alto nível de erosão e a prática
agrícola. Outro ponto, é que o solo apresenta grande quantidade de areia, facilitando o processo de erosão. São
poucas as áreas férteis.
 
Com grande potencial para a geração de eletricidade e navegação, o bioma é composto por duas bacias
hidrográficas: Costeira do Sul e a bacia hidrográfica do Rio da Prata.
Seus principais rios são: Rio Jacuí, Rio Uruguai, Rio Santa Maria, Rio Vacacaí, Rio Ibicuí.
 
Observação!
O agronegócio, o
desmatamento e a
monocultura tem
tornado maior os
níveis de arenização
do solo do pampa.
Rio Jacuí
Bons 
Estudos!