A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
Lista ANTIGUIDADE ORIENTAL

Pré-visualização | Página 1 de 1

VICTOR RYSOVAS 1 
 
LISTA DE EXERCÍCIOS ROMA 
 
1. (Unesp 2005) Observe e compare as imagens seguintes. 
 
a) Cite uma diferença na forma de representação do corpo humano numa e noutra escultura. 
b) Explique a importância da escrita para o Estado egípcio na época dos faraós e a dos jogos olímpicos 
para as cidades gregas do século VIII a.C. ao V a.C. 
 
2. (Ufscar 2004) Observe as imagens de atividades e de objetos produzidos pelos antigos egípcios, entre 
2000 e 1000 a.C. 
 
 
 
VICTOR RYSOVAS 2 
 
a) Que atividades de trabalho desses povos podem ser identificadas nas imagens e objetos retratados? 
b) Identifique e analise duas mudanças e duas permanências entre as atividades e técnicas do antigo 
Egito e as praticadas no Brasil contemporâneo. 
 
3. (Fatec 2003) O Iraque, recentemente em guerra com os EUA e 
Inglaterra, já foi palco de uma grande civilização na Antiguidade, a Mesopotâmia. 
Desta civilização, inserida na área do Crescente Fértil, é correto afirmar: 
a) teve em Senaqueribe seu mais importante rei, que além de transformar a Babilônia num dos principais 
centros urbanos, elaborou o 1o código de leis completo, assentado nas antigas tradições sumerianas. 
b) durante o governo de Nabucodonosor foram realizadas grandes construções públicas, merecendo 
destaque os "Jardins Suspensos da Babilônia", considerados uma das maravilhas do Mundo Antigo. 
c) Nabopalassar, que substituiu Nabucodonosor, não conseguiu manter o império, que foi conquistado por 
Ciro, o Grande, da Pérsia. 
d) Assurbanípal, rei dos Assírios, depois de dominar a Caldéia, mudou a capital do império para a cidade 
de Ur. 
e) com Hamurábi, os sumerianos, vindos do planalto do Irã, fixaram-se na Caldéia e fundaram diversas 
cidades autônomas, como Ur, Nínive e Babilônia. 
 
4. (Unesp 2003) O palácio real constitui naturalmente, na vida da cidade mesopotâmica, um mundo à 
parte. Todo um grupo social o habita e dele depende, ligado ao soberano por laços que não são somente 
os de parente a chefe de família, ou de servidor a senhor. (...) Este grupo social é numeroso, de 
composição muito variada, abrangendo trabalhadores de todas as profissões, domésticos, escribas, 
artesãos, homens de negócios, agricultores, pastores, guardiões dos armazéns, etc., colocados sob a 
direção de um intendente. É que a existência de um domínio real, dotado de bens múltiplos e dispersos, 
faz do palácio uma espécie de vasta empresa econômica, cujos benefícios contribuem para 
fundamentar solidamente a força material do soberano. 
(Aymard/Auboyer, "O Oriente e a Grécia - As civilizações imperiais".) 
 
a) Como se organizava a vida social e política na Mesopotâmia? 
 
b) Um dos grandes legados da Mesopotâmia foi a criação do Código de Hamurabi. Quais os principais 
aspectos desse Código? 
 
5. (Unesp 2003) Na região onde atualmente se encontra o Líbano, instalou-se, no III milênio a.C., um povo 
semita, que passou a ocupar a estreita faixa de terra, com cerca de 200 quilômetros de comprimento, 
apertada entre o mar e as montanhas. Várias razões os levaram ao comércio marítimo, merecendo 
 
 
VICTOR RYSOVAS 3 
 
destaque sua proximidade geográfica com o Egito; a costa, que oferecia lugares para bons portos; e os 
cedros, principal riqueza, usados na construção de navios. 
O contido nesse parágrafo refere-se ao povo 
a) fenício. 
b) hebreu. 
c) sumério. 
d) hitita. 
e) assírio. 
 
6. (Fuvest 2001) No antigo Egito e na Mesopotâmia, assim como nos demais lugares onde foi inventada, a 
escrita esteve vinculada ao poder estatal. Este, por sua vez, dependeu de um certo tipo de economia 
para surgir e se desenvolver. 
 
Considerando as afirmações acima, explique as relações entre: 
 
a) escrita e Estado; 
 
b) Estado e economia. 
 
7. (Fgv 2001) Das alternativas abaixo, a que melhor caracteriza a sociedade fenícia é: 
a) a existência de um Estado centralizado e o monoteísmo; 
b) o monoteísmo e a agricultura; 
c) o comércio e o politeísmo; 
d) as Cidades-estados e o monoteísmo 
e) a agricultura e a forma de Estado centralizado. 
 
8. (Ufscar 2000) Entre as transformações havidas na passagem da pré-história para o período 
propriamente histórico, destaca-se a formação de cidades em regiões de 
a) solo fértil, atingido periodicamente pelas cheias dos rios, permitindo grande produção de alimentos e 
crescimento populacional. 
b) difícil acesso, cuja disposição do relevo levantava barreiras naturais às invasões de povos que viviam do 
saque de riquezas. 
 
 
VICTOR RYSOVAS 4 
 
c) entroncamento de rotas comerciais oriundas de países e continentes distintos, local de confluência de 
produtos exóticos. 
d) riquezas minerais e de abundância de madeira, condições necessárias para a edificação dos primeiros 
núcleos urbanos. 
e) terra firme, distanciada de rios e de cursos d'água, com grau de salubridade compatível com a 
concentração populacional. 
 
9. (Fei 1999) Podem ser consideradas características das civilizações da Antiguidade Oriental: 
a) o monoteísmo e uma rígida divisão social 
b) o politeísmo e uma sociedade organizada de maneira igualitária 
c) o politeísmo e uma rígida divisão social 
d) o monoteísmo e uma sociedade organizada de maneira igualitária 
e) o politeísmo e uma sociedade de classes 
 
 
 
VICTOR RYSOVAS 5 
 
Gabarito: 
 
Resposta da questão 1: 
 a) Quanto a anatomina humana, o "Escriba Sentado" revela uma representação estilizada e simplista, 
enquanto o "Discóbolo" evidencia maior maior fidelidade. O segundo revela ainda a sensação de 
movimento e o primeiro um caráter estático. 
 
b) A escrita era fundamental para as questões administrativas e fiscais para o Estado Egípcio, sobretudo na 
elaboração dos relatórios relativos à coleta e armazenamento dos cereais nos depósitos do Estado e sua 
posterior distribuição entre a população. Os Jogos Olímpicos constituiam, além de significativo evento 
religioso, um fator de confraternização entre as cidades gregas. 
 
Resposta da questão 2: 
 a) Agricultura, artesanato e comércio. 
 
b) Comparando as atividades e técnicas no Antigo Egito e no Brasil atual, podemos destacar como: 
Mudanças: 
- O uso da terra na agricultura egípcia baseado na servidão coletiva e no Brasil em moldes capitalistas. 
- O comércio baseado nas trocas no Antigo Egito e comércio de base monetária no Brasil. 
Permanências: 
- O uso do arado com tração animal ainda persiste em muitas regiôes do Brasil, apesar da modernização 
nas técnicas agrícolas. 
- O comércio por meio fluvial através do rio Nilo no Antigo Egito é muito comum na Amazônia brasileira. 
 
Resposta da questão 3: 
 [B] 
 
Resposta da questão 4: 
 a) As civilizações que ocuparam a antiga Mesopotâmia eram organizadas em termos sociais em 
sociedades estamentais e politicamente, em monarquias teocráticas. 
 
b) Trata-se do primeiro código de leis escritas da História, atribuído ao rei babilônico Hamurábi. 
Baseava-se no princípio do "olho por olho, dente por dente", a chamada "Lei do Talião". 
 
 
 
VICTOR RYSOVAS 6 
 
Resposta da questão 5: 
 [A] 
 
Resposta da questão 6: 
 a) Na Antiguidade, a escrita foi um dos fatores que permitiu organizar a estrutura burocrática do Estado. 
Por meio dela, foi possível ter controle sobre as propriedades e os benefícios gerados pelos trabalhadores 
de uma sociedade rigorosamente hierarquizada. 
 
b) O Estado se constituiu numa forma complexa de organização social, que empreendeu junto a rios 
grandes obras de irrigação, aumentando as áreas agricultáveis. Favoreceu ainda o comércio, 
regulamentando-o e, por ação militar, garantindo a sua segurança. 
 
Resposta da questão 7: 
 [C] 
 
Resposta da questão 8: 
 [A] 
 
Resposta da questão 9: 
 [C] 
 
 
 
 
VICTOR RYSOVAS 7 
 
 
	Lista de exercícios ROMA