A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
Seminário Interdisciplinar VII

Pré-visualização | Página 1 de 2

CENTRO UNIVERSITÁRIO INTA - UNINTA 
CURSO SUPERIOR DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA 
SEMINÁRIO INTERDISCIPLINAR VII 
SOCIOLOGIA E ANTROPOLOGIA 
 
 
 
ESSIONE NUNES BEZERRA - 2090000025 
FRANCISCO DANIEL CÂNDIDO DA SILVA - 2090000033 
LEILA CRISTINA SOUSA COSTA - 209000034 
MIKELLE DE SOUSA SILVA RODRIGUES - 2090000026 
TAMYRIS DE MOURA VIEIRA COSTA - 2090000037 
 
 
 
 
 
 
 
A SUBTITUIÇÃO DA MÃO DE OBRA PELA MAQUINA 
 
 
 
 
 
 
 
PÓLO VARZEA ALEGRE-CE 
2020 
ESSIONE NUNES BEZERRA - 2090000025 
FRANCISCO DANIEL CÂNDIDO DA SILVA - 2090000033 
LEILA CRISTINA SOUSA COSTA - 209000034 
MIKELLE DE SOUSA SILVA RODRIGUES - 2090000026 
TAMYRIS DE MOURA VIEIRA COSTA - 2090000037 
 
 
 
 
 
A SUBTITUIÇÃO DA MÃO DE OBRA PELA MAQUINA 
 
 
 
 
 
 
Trabalho apresentado à disciplina Seminário 
Interdisciplinar VII: Sociologia e Antropologia 
do Centro Universitário INTA – UNINTA, 
Polo Várzea Alegre- CE, como requisito 
parcial de avaliação do 2º Período. 
 
 
 
 
 
 
 
PÓLO VARZEA ALEGRE-CE 
2020 
1. INTRODUÇÃO 
 
Atualmente, o noticiário, principalmente o telejornal, está sempre veiculando 
informações sobre a situação geral do desemprego, não só no Brasil, mas também 
no mundo todo, em alguns países sua disseminação é maior do que em outros. A 
notícia nos fez questionar o que motivou esse fenômeno, várias suposições podem 
ser feitas, porém, defenderemos esse desemprego substituindo os trabalhadores por 
máquinas, ou seja, por meio de tecnologia avançada. Essa transformação mudou o 
novo estilo de trabalho e sua organização política. Encontrar argumentos na 
investigação que comprovem que os trabalhadores estão a perder espaço para as 
novas tecnologias e que justifiquem a mudança dos métodos de trabalho, 
precisamente pelo avanço e criação de mecanismos tecnológicos, e ao mesmo 
tempo em que promove o bom andamento do trabalho. Trabalhadores privados de 
oportunidades de emprego, compreender o quadro dessa mudança é uma nova 
condição de inserção no mundo do trabalho atual e os trabalhadores precisam se 
adaptar a essas mudanças. 
 
2. A SUBTITUIÇÃO DA MÃO DE OBRA PELA MÁQUINA 
 
Diante da constante evolução tecnológica, a mão de obra humana vem sendo 
substituída por máquinas e com isso vem trazendo grandes vantagens e 
desvantagens tanto para a população como para as próprias empresas vejamos 
abaixo algumas delas: 
2.1 DESVANTAGENS DA SUBSTITUIÇÃO DA MÃO DE OBRA HUMANA PELO 
TRABALHO DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS. 
 Fechamento de várias frentes de trabalho, uma única máquina, utilizada para 
quebrar concreto e derrubar paredes, faz o trabalho que provavelmente exigiria em 
torno de vinte operários para ser realizado com a mesma eficiência e no mesmo 
espaço de tempo. Levando-se em conta que um único homem opera esta máquina e 
consegue dar conta do serviço, supõe-se que outros dezenove operários estão 
dispensados. Isto é: menos dezenove empregos diretos deixaram de ser produzidos. 
 Aumento da população ociosa, da ansiedade e do estresse, trazendo mal-
estar social e diminuindo a qualidade de vida das pessoas, como indivíduos e/ou 
grupos; 
 Aumento do número de trabalhadores informais e não remunerados, sem 
contribuição de impostos e sem garantias trabalhistas; 
 Aumento da criminalidade e do consumo de substâncias entorpecentes; 
Baixa da autoestima, da motivação pessoal, da expectativa de vida e da felicidade; 
 O aumento da taxa de desempregados pois com o uso das máquinas o 
trabalho braçal diminuiu resultando em um desemprego em massa; 
 O risco de produção em série, pois se existir um erro, toda produção será 
afetada; 
 O custo das máquinas e a manutenção das mesmas chegam a ser elevado; 
 A cada máquina introduzida em uma empresa é demitido um determinado 
numero de funcionários, que serão substituídos pela máquina; 
 As máquinas modernas já criadas na era digital exige uma mão de obra mais 
especializada e qualificada, motivo esse que afasta do mercado de trabalho, 
pessoas acima de 40 anos; 
 Máquinas grandes e modernas também causam danos ao meio ambiente, 
como grande consumo de energia, produção de gás carbônico pela fumaça, 
poluição de rios e a produção de produtos não degradáveis pela natureza como 
plástico, isopor, esponjas, pneus e vidros. 
 
2.3 VANTAGENS DA SUBSTITUIÇÃO DA MÃO DE OBRA HUMANA PELO 
TRABALHO DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS. 
 
 O operário que perdeu o seu posto de trabalho para um máquina, pode 
investir em outras áreas de conhecimento e capacidades técnicas; 
 Especializar em áreas onde as máquinas não podem atuar e que estarão 
sempre dependentes do capital humano e intelectual, que uma máquina por mais 
avançada que seja não possui. 
 O empresário tem menos gastos pagando funcionários e benefícios; 
 As máquinas não precisam descansar e muito menos receber salários, produz 
mais e em menos tempo; 
 A produção mais rápida e em maior quantidade resultando em um produto de 
menor custo e de melhor qualidade; 
 Uma máquina não protesta com nada nem ninguém apenas faz aquilo que a 
mandam e que as suas capacidades lhe permite; 
Uma das vantagens da substituição do homem pela máquina está em obter uma 
grande produção em larga escala; 
 A máquina desenvolve o trabalho de vários homens, levando em conta 
também a qualidade a agilidade e a eficácia na produção; 
 A máquina pode trabalhar sem gerar encargos para a empresa e aguenta 
ficarem 24 horas funcionando. 
 
3. CONSIDERAÇÕES FINAIS 
Todavia, existe um lado positivo na substituição do homem pelas máquinas. A 
partir do momento em que uma máquina substitui trabalhadores que executavam 
certa tarefa, para onde esses trabalhadores vão? Embora isto requeira a atitude 
pessoal de cada um, o fechamento de uma frente de trabalho abre inúmeras 
oportunidades para diversas outras frentes. Aquele operário que perdeu o seu posto 
de trabalho porque uma máquina está agora fazendo o seu serviço, pode investir em 
outras áreas de conhecimento e capacidades técnicas. Ele pode se especializar em 
áreas onde as máquinas não podem atuar e que estarão sempre dependentes do 
capital humano, do capital intelectual que uma máquina, por mais avançada que 
possa ser, não possui. As opções são inúmeras e requerem do trabalhador atitude e 
capacidade de mudança e o desejo de crescer profissionalmente, galgando lugares 
mais altos na sociedade. 
As máquinas, na verdade, jamais substituem o trabalhador: elas substituem 
funções numa empresa, normalmente voltadas para a parte técnica de produção ou 
de informação. Numa organização, o ser humano é insubstituível enquanto pessoa, 
enquanto peça fundamental no sucesso organizacional. O que se pode fazer é 
deixar que as máquinas executassem o trabalho pesado e treinar o trabalhador para 
operar em outras frentes que exijam talentos e cognições que somente as pessoas 
possuem. 
 
4. REFERENCIAS: 
 
Substituição homem por maquina. Disponível em: 
https://www.trabalhosgratuitos.com/Humanas/Administra%C3%A7%C3%A3o/Substit
ui%C3%A7%C3%A3o-homem-por-maquina-872790.html. Acesso em: 29/10/2020. 
 
A SUBSTITUIÇÃO DO HOMEM PELA MÁQUINA: DESVANTAGENS E 
VANTAGENS. Disponível em: 
http://gestaocompessoaserh.blogspot.com/2012/05/substituicao-do-homem-pela-
maquina.html. Acesso em: 29/10/2020. 
 
O HOMEM ESTA SENDO SUBSTITUÍDO PELAS MAQUINAS, DESEMPREGO EM 
MASSA. Disponível em: https://www.seropedicaonline.com/utilidades/artigos/o-
homem-esta-sendo-substituido-pelas-maquinas-desemprego-em-massa/. Acesso 
em: 29/10/2020. 
 
https://www.trabalhosgratuitos.com/Humanas/Administra%C3%A7%C3%A3o/Substitui%C3%A7%C3%A3o-homem-por-maquina-872790.html

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.