A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Metabolismos energéticos

Pré-visualização | Página 1 de 1

Metabolismo energético é o processo de 
obtenção de energia pela célula a partir de 
uma molécula orgânica. Na célula animal 
reconhecemos a respiração celular aeróbia, 
a fermentação alcóolica, a fermentação 
láctica, a fermentação acética e a 
respiração celular anaeróbia. 
A respiração celular aeróbia possui três etapas: a 
glicólise, o ciclo de Krebs e a cadeia respiratória. 
A glicólise ocorre no citoplasma da célula e 
consiste na quebra de uma molécula de glicose em 
duas moléculas de ácido pirúvico ou piruvato, de 
modo a serem produzidas duas moléculas de ATP 
(adenosina trifosfato, fonte de energia) e duas 
moléculas de NADH (aceptor). As moléculas de 
piruvato vão até a matriz mitocondrial, e as 
moléculas de NADH vão para as cristas 
mitocondriais. 
 
Saldo da glicólise: 
O ciclo de Krebs ocorre na matriz mitocondrial. 
Nesse ciclo ocorre a oxidação/descarboxilação das 
moléculas de piruvato, produzindo duas 
moléculas de acetil e liberando duas moléculas de 
CO2 e duas moléculas de NADH. O acetil é ativado 
pela coenzima A e passa a ser chamado de acetil-
coA, que reage então com moléculas de ácido 
oxalacético formando moléculas de ácido cítrico. 
Esse último processo libera mais quatro 
moléculas de CO2, 6 moléculas de NADH, duas 
moléculas de FADH2 e duas moléculas de GTP 
(semelhante ao ATP). O CO2 é eliminado pelo 
corpo, e as moléculas de NADH e FADH2 dirigem-
se às cristas. 
 
Saldo do ciclo de Krebs: 
A cadeia respiratória ocorre nas cristas 
mitocondriais, onde estão as dez moléculas de 
NADH e as duas moléculas de FADH2. Esses 
aceptores fornecem, cada um, dois elétrons 
energizados que dirigem-se para os citocromos, 
um conjunto de proteínas férricas, onde vão 
fornecendo sua energia até chegarem a 
moléculas de gás oxigênio que servirão como 
receptores finais. As moléculas de hidrogênio, ao 
seguirem para o espaço intermembrana, tendem 
a voltar à matriz mitocondrial. Para tal, os 
hidrogênios têm de passar por uma proteína 
chamada ATP sintetase, produzindo energia e 
alcançando, também, os aceptores finais de 
oxigênio. 
 
 
Saldo da cadeia respiratória: 
Os processos de fermentação utilizam outras 
moléculas, diferentes do oxigênio, como aceptores 
finais de elétrons. Tratam-se, então, de processos 
anaeróbios. 
A fermentação alcóolica utiliza uma molécula de 
glicose, liberando duas moléculas de etanol, duas 
coléculas de CO2 e dois ATPs. O aceptor final de 
elétrons nesse processo é o etanal. 
 
 
 
A fermentação acética é apenas uma 
fermentação alcóolica contaminada por oxigênio, 
gerando ácido acético (vinagre) ao invés de 
etanol. Seu aceptor final é a molécula NAD. 
 
 
 
A fermentação láctica utiliza uma molécula de 
glicose, liberando duas moléculas de ácido láctico 
e dois ATPs. Seu aceptor final é o ácido pirúvico. 
 
 
A respiração celular anaeróbia possui todas as 
etapas da respiração aeróbia, porém utiliza 
outros compostos orgânicos como aceptores finais.