A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Afinidade eletrônica

Pré-visualização | Página 1 de 1

É a quantidade de energia liberada por um átomo no estado gasoso (em seu estado
fundamental) quando este recebe um elétron, dando origem à um íon negativo (ânion)
Exemplo: Cl (g) + e- → Cl-(g) - 349 kJ
 
O cloro tem grande afinidade eletrônica, devido a ter um raio pequeno, o que propicia
maior atração dos elétrons. Ou seja, a eletroafinidade é inversa ao raio atômico. Ela é
maior à medida que o raio atômico é menor.
Afinidade eletrônica
1 - Definição
Por: Ivo Henrique
2- Variações
Em relação à família: 
A afinidade eletrônica aumenta de baixo para cima e da esquerda para a direita, e, como já foi dito, é
inversamente proporcional ao raio atômico.
Os halogênios (elementos da família 7A) são os que possuem maiores valores absolutos de afinidade
eletrônica, sendo os mais próximos de completar a configuração de um gás nobre.
https://www.todamateria.com.br/eletron/
https://www.todamateria.com.br/raio-atomico/
https://www.infoescola.com/quimica/halogenios/
3- Observações
Em relação ao período: 
Aumenta da esquerda para a direita
- Todos os elementos liberam energia ao receber um elétron. Assim, o valor real da afinidade eletrônica
é sempre um número negativo 
- Quanto menor esse valor, maior a energia liberada
- Com relação aos gases nobres, sua afinidade eletrônica é irrelevante devido a já serem estáveis. Eles
não conseguem receber elétrons e com isso não ocorre a liberação de energia.
- A afinidade eletrônica tem relação direta com outra propriedade periódica: A eletronegatividade, que
corresponde à tendência de um elemento de atrair elétrons. Assim, quanto maior a eletronegatividade
de um átomo, maior a sua afinidade eletrônica (maior quantidade de energia liberada para obtê-los)