Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
Fígado

Pré-visualização | Página 1 de 3

SOI IV CÓDIGO INDICAÇÃO PASSEI DIRETO: iana524 IANA BARBOSA MARTINS 
Sistemas Orgânicos Integrados IV, MED 31 - Uninovafapi. CÓDIGO INDICAÇÃO PASSEI DIRETO: iana524
 
1 
Introdução 
❖ Maior glândula do corpo humano. 
❖ Segundo maior órgão do corpo humano, perdendo 
para a pele. 
❖ Glândula parenquimatosa/sólida. 
❖ Divididas em lobos e segmentada por ligamentos 
que fazem sua sustentação no abdômen. 
❖ Pesa aproximadamente 1,4kg em um adulto médio. 
❖ Movimenta órgãos: pulmão direito mais alto que 
esquerdo, rim direito mais baixo que esquerdo. 
❖ Empurra as vísceras no lado direito. 
❖ Transição do cólon ascendente p/ transverso se dá 
na margem inferior direita do fígado. 
❖ Palpável no rebordo costal, fígado esquerdo mais 
difícil de palpar. 
❖ Hepatomegalia: palpação e percussão bem 
evidentes no rebordo costal. 
❖ Ocupa maior parte do hipocôndrio direito e parte 
das regiões epigástricas da cavidade 
abdominopélvica. 
❖ Quase totalmente recoberto pelo peritônio visceral, 
exceto a chamada parte nua, localizada na face 
posterior direita ao lado da veia porta. 
❖ Completamente coberto por camada de tecido 
conjuntivo denso irregular que se encontra 
profundamente ao peritônio. 
 
Anatomia do Fígado 
 
Correlações anatômicas e faces do fígado 
❖ Face superior ou diafragmática 
❖ Face inferior ou visceral 
❖ Suas correlações anatômicas se dão com o 
diafragma, estômago, duodeno, vesícula biliar e 
intestino (porção ascendente). 
• Inferiormente ao diafragma 
• Ocupa 
 
 
Impressões do fígado 
❖ Na parte inferior/visceral direita: 
• Fossa da vesícula dividindo o lobo direito do lobo 
quadrado do fígado 
• Impressão cólica (intestino grosso faz curva) 
• Impressão renal e suprarrenal 
❖ Parte inferior esquerda: 
• Impressão gástrica e esofágica 
❖ Na parte superior direita e lateral direta: 
• Impressão diafragmática 
❖ Na parte superior esquerda: 
• Impressão cardíaca 
❖ Face 
 
Divisões e ligamentos 
❖ Duas divisões anatômicas principais: 
Na parte superior. 
• Lobo hepático direito e lobo hepático esquerdo. 
• Dividas pelo ligamento falciforme: 
Se estende da face inferior do diafragma entre os 
dois lobos até a face superior do fígado ajudando a 
suspendê-lo na cavidade abdominal, ligando-o ao 
diafragma. 
• Ligamento redondo: 
Na margem livre do ligamento falciforme. 
 SOI IV CÓDIGO INDICAÇÃO PASSEI DIRETO: iana524 IANA BARBOSA MARTINS 
Sistemas Orgânicos Integrados IV, MED 31 - Uninovafapi. CÓDIGO INDICAÇÃO PASSEI DIRETO: iana524
 
2 
remanescente da veia umbilical do feto 
Este cordão fibroso se estende do fígado ao 
umbigo. 
Liga o fígado ao umbigo pela linha alba. 
• Ligamentos coronários: 
Direito e esquerdo são extensões estreitas do 
peritônio parietal que suspendem o fígado do 
diafragma 
• 
❖ Outras divisões anatômicas: 
Na parte inferior. 
• Lobo quadrado, lobo caudado posterior. 
• Divididas 
Vascularização 
❖ O fígado recebe sangue proveniente de duas fontes. 
❖ Pela artéria hepática obtém sangue oxigenado, e 
pela veia porta do fígado recebe sangue venoso 
contendo nutrientes recém absorvidos, fármacos e, 
possivelmente, microrganismos e toxinas do canal 
alimentar. 
❖ Ramos tanto da artéria hepática quanto da veia 
porta do fígado levam o sangue para os vasos 
sinusoides hepáticos, onde o oxigênio, a maior parte 
dos nutrientes e determinadas substâncias tóxicas 
são absorvidas pelos hepatócitos. Os produtos dos 
hepatócitos e os nutrientes necessários por outras 
células são secretados de volta para o sangue, que 
então drena para a veia central e, por fim, para uma 
veia hepática. Como o sangue do canal alimentar 
passa pelo fígado como parte da circulação porta 
hepática, o fígado é frequentemente o local para 
metástases de câncer que se originam no canal 
alimentar. 
 
 
 
 
 
Histologia 
Vários componentes. 
Histologicamente, o fígado é composto por hepatócitos, 
canalículos de bile e sinusoides hepáticos. 
 
Hepatócitos: 
❖ Principais células funcionais do fígado. 
❖ Função metabólica, secretora e endócrina. 
❖ Células epiteliais especializadas com 5 a 12 lados que 
compõe + - 80% do volume do fígado. 
❖ Sulcos nas membranas celulares entre hepatócitos 
vizinhos fornecem espaços para os canalículos onde 
os hepatócitos secretam bile. 
❖ Bile, um líquido amarelo, marrom ou verdeoliva 
secretado pelos hepatócitos, atua tanto como um 
produto de excreção quanto como uma secreção 
digestória. 
❖ Lâminas hepáticas: 
• Arranjos tridimensionais complexos formados pelos 
hepatócitos. 
• Placas de hepatócitos de uma célula de espessura 
limitada em ambos os lados por espaços vasculares 
revestidos por células endoteliais chamados 
sinusoides hepáticos. 
• Estruturas irregulares altamente ramificadas. 
 
 SOI IV CÓDIGO INDICAÇÃO PASSEI DIRETO: iana524 IANA BARBOSA MARTINS 
Sistemas Orgânicos Integrados IV, MED 31 - Uninovafapi. CÓDIGO INDICAÇÃO PASSEI DIRETO: iana524
 
3 
 
 
 
Canalículos da bile: 
❖ Pequenos ductos entre os hepatócitos. 
❖ Coletam bile produzida pelos hepatócitos. 
❖ Dos canalículos a bile para os ductos biliares e em 
seguida para os ductos biliares. 
❖ Ductos hepáticos esquerdo e direito: união dos 
ductos biliares. 
Maiores que o hepático comum. 
❖ Ducto hepático comum: união dos ductos hepáticos 
esquerdo e direito. 
❖ Ducto cístico: 
Da vesícula biliar. 
Se une ao ducto hepático forma o ducto colédoco. 
❖ Ducto colédoco: transporta a bile para o duodeno e 
intestino delgado para participar da digestão. 
 
Sinusoides hepáticos: 
❖ Capilares sanguíneos altamente permeáveis entre 
fileiras de hepatócitos que recebem sangue 
oxigenado de ramos da artéria hepática e sangue 
venoso rico em nutrientes de ramos da veia porta do 
fígado. 
❖ Presença de fagócitos fixos chamados células 
estreladas do fígado, que destroem eritrócitos e 
leucócitos envelhecidos, bactérias e outros materiais 
estranhos do sangue venoso que drena do canal 
alimentar. 
❖ Veia porta do fígado traz o sangue venoso dos 
órgãos gastrintestinais e baço para o fígado. 
❖ Sinusoides hepáticos convergem e entregam o 
sangue a uma veia central. 
❖ Veias centrais: a partir delas, o sangue flui para as 
veias hepáticas, que drenam para a veia cava 
inferior. 
❖ Em contraste com o sangue, que flui em direção à 
veia central, a bile flui na direção oposta. 
❖ Juntos, o ducto biliar, um ramo da artéria hepática e 
um ramo da veia hepática são chamados tríade 
portal. 
 
 
 SOI IV CÓDIGO INDICAÇÃO PASSEI DIRETO: iana524 IANA BARBOSA MARTINS 
Sistemas Orgânicos Integrados IV, MED 31 - Uninovafapi. CÓDIGO INDICAÇÃO PASSEI DIRETO: iana524
 
4 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Organização anatomofuncional 
❖ Os hepatócitos, o sistema de ductos biliares e os 
sinusoides hepáticos podem ser organizados em 
unidades anatômicas e funcionais de três maneiras 
diferentes. 
 
Lóbulo hepático 
❖ De acordo com este modelo, cada lóbulo hepático 
tem o formato de um hexágono (estrutura de seis 
lados) (Figura 24.16D, à esquerda). No seu centro 
está a veia central, e irradiando para fora dele estão 
fileiras de hepatócitos e sinusoides hepáticos. 
Localizada nos três cantos do hexágono está uma 
tríade portal. Este modelo baseiase em uma 
descrição do fígado de porcos adultos. No fígado 
humano é difícil encontrar estes lóbulos hepáticos 
bem definidos circundados por camadas espessas de 
tecido conjuntivo. 
 
Lobo portal 
❖ Este modelo enfatiza a função exócrina do fígado, 
isto é, a secreção biliar. 
❖ Ducto biliar de uma tríade portal é considerado o 
centro do lóbulo portal.
Página123