PlanoDeAula_4
3 pág.

PlanoDeAula_4

Disciplina:Direito Penal I5.718 materiais353.806 seguidores
Pré-visualização1 página


	
			
			 Plano de Aula: 3 - Teoria da Norma Penal

			 DIREITO PENAL I

			

		

		
			Título

			3 - Teoria da Norma Penal

			
			Número de Aulas por Semana

			
				
			

			Número de Semana de Aula

			
				3
			

 Tema

		 Teoria da Norma Penal

		
		 Objetivos

		

O aluno deverá ser capaz de:

   ? Conhecer o plano de aula.

   ? Compreender a relevância da subsunção das normas penais aos preceitos   constitucionais.

   ? Reconhecer e diferenciar a norma jurídico-penal, suas características, espécies e interpretação consoante os preceitos constitucionais.

   ? Diferenciar os institutos de interpretação e integração da norma penal e, consequente, distinção entre Interpretação Analógica e Analogia consoante os princípios norteadores de Direito Penal.

 ? Identificar a necessidade de criação de normas penais do mandato em branco para a tutela de determinados bens jurídicos.

 ? Solucionar as situações nas quais haja conflito aparente de normas, em conformidade com os princípios da especialidade, subsidiariedade e consunção aplicáveis para fins de responsabilização penal.

 ? Aplicar os institutos previstos na parte geral do Código Penal aos crimes em espécie de modo a interpretar a lei penal para fins de adequação típica da conduta perpetrada pelo agente.
? Compreender a relevância do estudo prévio dos temas da aula por meio da resolução dos casos concretos propostos.

		
		 Estrutura do Conteúdo

	

1. Teoria da Norma.

     1.1. A Norma Jurídico– Penal.

     1.2. Características da norma penal.

2. Classificação:

      2.1 Incriminadoras

      2.2 Não Incriminadoras: permissivas e explicativas. 

3. Interpretação da Lei Penal:

       3.1. Finalidade

       3.2. Espécies: quanto ao sujeito que a elabora; quanto ao resultado; quanto aos meios empregados. 

  4. Interpretação e Integração:

       4.1. Interpretação Analógica

       4.2. Analogia em Direito Penal. Natureza Jurídica e incidência.

       4.3. Distinção entre Analogia, Interpretação Analógica e Interpretação extensiva em Direito Penal.

5. Norma Penal do Mandato em Branco – confronto com o Princípio da Legalidade.

6. Conflito aparente de normas

       6.1. Conceito

       6.2. Princípios que solucionam: Especialidade, Subsidiariedade e Consunção.

       6.2. Antefato e pós-fato impuníveis.

? Indicação Bibliográfica

- Leia o Capítulo XI. Conflito Aparente de Normas , do livro: BITENCOURT, Cezar Roberto.Tratado De Direito Penal, conforme plano de ensino.

- Leia o Capítulo 3 - Interpretação da Lei Penal, do livro CAPEZ, Fernando. Curso de Direito Penal. 14 ed. São Paulo: Saraiva.v.1, conforme plano de ensino.

 - Leia o Capítulo 4 - Analogia, do livro CAPEZ, Fernando. Curso de Direito Penal. 14 ed. São Paulo: Saraiva.v.1, conforme plano de ensino.
- Leia o artigo 1°, do Código Penal.

	
	 Aplicação Prática Teórica

1)      Leia o texto abaixo e responda às questões formuladas com base nas leituras indicadas no plano de aula e pelo seu professor.

    Instaurado inquérito policial para fins de averiguação de autoria e materialidade e, conseqüente responsabilização penal pela prática de tráfico ilícito de drogas, previsto no art.33, da Lei n.11343/2006, por ter, em março de 2010 sido flagrado em uma boate portando quantidade elevada dos hormônios testosterona em comprimidos e estrogênio equino, Alex Sandro Lima, impetrou Habeas Corpus com vistas ao trancamento do referido inquérito policial, sob o argumento de atipicidade da conduta por ausência de expressa previsão legal acerca das substâncias apreendidas, haja vista o fato das mesmas configurarem drogas de uso médico e veterinário, não sendo compreendidas, portanto, pelo respectivo dispositivo legal.

    Ante o exposto, com base nos estudos realizados sobre teoria da norma, sua interpretação e norma penal do mandato em branco, responda: deve a ordem ser concedida? Responda de forma objetiva e fundamentada

      

2) Fábio, funcionário de uma empresa pública, recebe de seu superior, Alexandre, a atribuição de realizar o pagamento dos empregados da referida empresa. Ao perceber a vultosa quantia à sua disposição, Fábio, auxiliado pelo bancário Luiz, decide desviar parte do valor, depositando-o em sua conta corrente. Sendo certo que o dolo de apoderar-se da referida quantia surgiu no momento em que Hélio a teve à sua disposição e, portanto, posteriormente à concessão da referida atribuição. Ante o exposto, surge o denominado conflito aparente de normas entre os delitos de apropriação indébita, previsto nos art. 168, caput e §1°, III e peculato, art. 312, caput, ambos do Código Penal. Com base nos estudos realizados sobre o tema, solucione o caso concreto de modo a tipificar corretamente a conduta de Fábio indicando o princípio a ser adotado. Fundamente a resposta.

a) consunção..

b) especialidade.

c) subsidiariedade
d) proporcionalidade.