Relacionamento Fisioterapeuta _ Paciente na UTI

Relacionamento Fisioterapeuta _ Paciente na UTI


DisciplinaFisioterapia10.242 materiais33.768 seguidores
Pré-visualização1 página
*
Relacionamento Fisioterapeuta \u2013 Paciente na UTI
*
UTI
As unidades de terapia intensiva \u2013 UTI:
Surgiram a partir da necessidade de aperfeiçoamento e concentração de recursos materiais e humanos para o atendimento a pacientes graves.
Além da necessidade de observação constante e continua.
 Entretanto, o paciente internado na UTI necessita e cuidados de excelência, dirigidos não apenas aos problemas fisiopatológicos, mas também para as questões psicossociais, que se tornam intimamente interligadas á doença física.
*
Demanda legal:
De acordo com a portaria n. 3432, de 12 de Agosto de 1998 do Ministério da Saúde.
a UTI deve contar com equipe básica composta por diversos profissionais entre eles um Fisioterapeuta, para até 10 pacientes ou fração.
*
Comunicação
No relacionamento profissional \u2013 paciente são relevantes os seguintes aspectos:
O sucesso de qualquer comunicação depende de como o individuo toma contato com ela. Em primeiro lugar, a comunicação deve atuar sobre os mecanismos da sensação.
O paciente recebe informações mas estas não despertam a sensação necessária, de repente, o conteúdo pode ser excelente, mas a forma escolhida para a comunicação mostra-se inadequada.
Na clinica ou hospital os estímulos sensoriais diferem daqueles que eram familiares ao paciente, fazendo com que o processo de formação de imagens mentais sofra modificações importantes. Substitui o familiar pelo desconhecido.
*
O individuo dorme em um ambiente estranho, vivencia uma nova e desconhecida rotina: aflora o medo, a ansiedade e a depressão, agravadas quando existem lesões graves.
 Existem mecanismos que afetam a percepção causados por situações diversas. Estes classificam e julgam estas diferentes situações (ex.: de forma hostil, perigosa, confortável, boa, ruim e etc.) e com isso, determinam em grande parte o comportamento. 
Se o paciente percebe o procedimento do profissional como algo potencialmente perigoso ou invasivo, apresentará reações fisiológicas compatíveis com essa percepção, ex.: aumento da transpiração, dos batimentos cardíacos, da contração muscular e etc.
*
Habilidades necessárias	
Durante a graduação o aluno deve desenvolver habilidades profissionais no relacionamento com pacientes, familiares e profissionais.
No ambiente hospitalar se faz necessário o relacionamento com cuidadores e acompanhantes.
Em situações hospitalares, o fisioterapeuta pode se envolver em situações de relacionamento interpessoal direto com familiares. Como membro da equipe de saúde, provavelmente será questionado a respeito de condições de recuperação do paciente, do estado atual e evolução do tratamento, colocando-se em situações desafiadoras do ponto de vista emocional. 
*
Criar uma imagem de conforto e acolhimento contribui para despertar no paciente percepções favoráveis a ação do profissional, aumentando a eficiência do tratamento, o que hoje é constantemente aplicado como Humanização na saúde.
 O que é necessário neste atendimento:
Dignidade;
Comunicação;
Autonomia;
Confiabilidade;
Aspectos interpessoais;
Empatia;
Receptividade;
Eficácia.