A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
17 pág.
Numeral_ discurso direto e indireto_ pronomes e suas classificações_ gêneros conto de fadas

Pré-visualização | Página 1 de 1

Numeral
2
Numerais
Quando apenas nomeia o número de seres, o numeral é chamado de 
cardinal:
um dois três
cinquenta cem cem mil
Quando indica a ordem que o ser ocupa numa série, o numeral é 
denominado ordinal:
primeiro segundo terceiro
quinquagésimo centésimo milésimo
Os numerais multiplicativos exprimem aumentos proporcionais de 
quantidade, indicando números que são múltiplos de outros:
dobro triplo quádruplo
Os numerais fracionários indicam a diminuição proporcional da 
quantidade, o seu fracionamento:
metade um terço um décimo
Os numerais coletivos designam conjuntos de seres e indicam o 
número exato de indivíduos que compõem o conjunto:
dezena quinzena dúzia
cento milhar milheiro
Fonte: https://brasilescola.uol.com.br/gramatica/numerais.htm
Discurso direto e 
indireto
4
Discurso direto
É considerado como o tipo de discurso mais comum e natural, 
caracterizado pela fala dos personagens, fazendo com que eles 
assumam vida própria no decorrer da narração.
Características do discurso direto 
• Consiste numa transcrição exata da fala das personagens na 
narração, onde não aparece a participação do narrador. 
• Esse tipo de discurso é antecedido pelo travessão (sinal de 
pontuação) que aponta quando se inicia a fala de uma personagem, 
quando ocorre mudança de personagens e quando existe mudança 
para o narrador por meio de um verbo. 
• O discurso direto é introduzido por verbos, tais como: falar, dizer, 
comentar, perguntar, responder, observar, exclamar, etc. Os verbos 
são seguidos por dois pontos (sinal de pontuação). 
Exemplo 1 
A desconhecida perguntou: 
— Quando ele saiu? 
Foi então que Antônio respondeu: 
— Não vi exatamente o horário que ele foi embora. 
5
Discurso indireto
Para diferenciar discurso direto e indireto, basta compreender que 
o indireto não permite a fala do personagem, já que todas elas são 
apresentadas pelo narrador. Isso significa que o personagem não 
adquire fala própria.
Características do discurso indireto
• A narração é construída em 3ª pessoa (ele, ela).
• Esse tipo de discurso é introduzido por verbos, como, por 
exemplo: dizer, perguntar, falar, comentar, responder, observar, 
gritar etc. Tais verbos são seguidos pelas palavras
(“que” ou “se”), exercendo a função de separar a fala do narrador da 
fala da personagem;
• Durante o discurso, o narrador atua como um intermediário, 
usando suas próprias palavras para reproduzir as falas das 
personagens.
Exemplos
● A desconhecida perguntou timidamente que horas eram. 
● Foi então que Carlos observou como ela era linda. 
● Todas as noites meu pai pedia que eu fizesse minhas orações 
antes de dormir. 
● O aluno afirmou que precisaria estudar vários dias para o teste. 
Pronomes e suas 
classificações
7
Pronome 
Possessivo
Poema do meu Pronome Possessivo
Meu sonho, o teu desejo, uma paixão!
Há de se empenhar no meu caminho
Você e eu, o meu desejo,
E o seu coração...
Mas é assim: é o seu brilho;
Dilacera o meu pêito e me condena ao vento,
Desesperadamente ofereço ao mundo,
O meu sorriso amarelo,
Com a destreza de um czar,
Me ergo só para os teus olhos me veem,
É no firmamento aonde vejo você estrelar,
Porque nada é como o meu bem;
E o nosso amor vai calando,
Cada vez que você sobe e se eleva ao céu:
Eu; tolo, simplório, ofuscado e ciumento,
Enquanto a sua alma é coletiva e reluzente,
O seu desejo é conjugal com o mundo,
O teu sonho é uma epopéia cadente,
Apequeno-me na minha luz opaca, soberba e vazia;
Chorando a minha biografia triste e vaga,
Você é meu desejo mesmo num clarão à luz de vela.
Maxximus Soares
Fonte: 
https://www.istockphoto.com/br/vetor/crian%C3%A7as-fofas-brincando-
com-seus-brinquedos-favoritos-definem-ilustra%C3%A7%C3%A3o-vetoria
l-gm1262621255-369455920
8
Pronome 
Possessivo
Pronomes pessoais retos Pronomes possessivos
Eu meu, minha, meus, minhas
Tu teu, tua, teus, tuas
Ele/Ela seu, sua, seus, suas
Nós nosso, nossa, nossos, nossas
Vós vosso, vossa, vossos, vossas
Eles/Elas seu, sua, seus, suas
9
Pronomes 
Demonstrativos
10
Pronomes 
Demonstrativos
Pronomes 
Demonstrativos
Singular Plural
Feminino esta, essa, aquela estas, essas, aquelas
Masculino este, esse, aquele estes, esses, aqueles
11
Pronome de 
Tratamento
http://professordiorges.blogspot.com/2021/04/pronomes-de-tratamento-6-e-7-ano.htm
l
12
Pronomes de Tratamento Abreviações Emprego
Você V./VV Único pronome de tratamento utilizado 
em situações informais.
Senhor (es) e Senhora (s) Sr, Sr.ª (singular) e Srs., Srª.s. (plural) Tratamento formal e respeitoso usado 
para pessoas mais velhas.
Vossa Excelência V. Ex.ª/V. Ex.ªs Usados para pessoas com alta autoridade, 
como por exemplo: Presidente da 
República, Senadores, Deputados, 
Embaixadores.
Vossa Magnificência V. Mag.ª/V. Mag.ªs Usados para os reitores das 
Universidades.
Vossa Senhoria V. S.ª/V. S.ªs Empregado nas correspondências e 
textos escritos.
Vossa Majestade VM/VVMM Utilizado para Reis e Rainhas
Vossa Alteza V.A.(singular) e V.V.A. A. (plural) Utilizado para príncipes, princesas, 
duques.
Vossa Santidade V.S. Utilizado para o Papa
Vossa Eminência V. Ex.ª/V. Em.ªs Usado para Cardeais.
Vossa Reverendíssima V. Rev.m.ª/V. Rev.m.ªs Utilizado para sacerdotes e religiosos em 
geral.
Gênero conto de 
fadas
Elementos dos contos de fadas
14https://www.coladaweb.com/literatura/contos-e-mini-contos
● O agressor: aquele que executa uma maldade; é o vilão da história.
● O doador: aquele que doa sua magia para que o herói consiga vencer 
seus obstáculos. Em geral, é a fada madrinha.
● O auxiliar: personagem secundário que ajuda o herói a vencer seus 
desafios.
● A princesa e sua família: personagens muito importantes em torno 
dos quais a história gira.
● O mandatário: personagem que pratica um crime a mando de outro.
● O herói: personagem que vai restabelecer a situação inicial de paz.
● O falso herói: tenta se passar por herói, mas, na verdade, só pretende 
causar mais conflitos. Atenção: não há uma regra rigorosa para as 
personagens; no conto “Chapeuzinho Vermelho”, por exemplo, a 
heroína é uma menina do campo, e o vilão é representado por um lobo.
● Presença de elementos mágicos e fantasiosos
Estrutura dos contos de fadas
15https://www.coladaweb.com/literatura/contos-e-mini-contos
– Situação inicial:
As personagens são felizes e têm uma vida muito calma.
– Complicação ou conflito:
Algo acontece e desequilibra a situação inicial.
– Desenvolvimento:
 Há um confronto, pois as personagens devem encontrar uma forma de 
solucionar os problemas que aparecem.
– Desfecho ou final:
O final é feliz, e as personagens ficam em paz.
– Tempo
– Narrador
– Temática
– Lugar
Conto de fadas
16https://www.coladaweb.com/literatura/contos-e-mini-contos
http://www.youtube.com/watch?v=DmPnynEkQ5o
Your free presentations templates
in PowerPoint , Google Slides or Keynote
www.slidesforeducation.com

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.