Buscar

AO2 Algoritmos e lógica de programação

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 10 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 10 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 10 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

Caso você esteja realizando a atividade através do aplicativo "Canvas Student", é necessário que você clique em "FAZER O QUESTIONÁRIO", no final da página.
	Este teste foi travado 26 set em 23:59.
Histórico de tentativas
	Tentativa
	Tempo
	Pontuação
	MAIS RECENTE
	Tentativa 1
	138 minutos
	4,8 de 6
Pontuação deste teste: 4,8 de 6
Enviado 25 set em 1:21
Esta tentativa levou 138 minutos. 
Pergunta 1
0,6 / 0,6 pts
Leia o texto a seguir:
Uma variável é uma posição nomeada de memória usada para guardar um valor que pode ser modificado pelo programa. Na linguagem C, todas as variáveis devem ser declaradas antes de serem usadas.
As variáveis declaradas dentro de uma função (dentro do bloco de código) são chamadas de variáveis locais. Um bloco de código inicia-se com o caractere abre-chaves ({) e termina em fecha-chaves (}).
Ao contrário das locais, as variáveis globais são reconhecidas pelo programa inteiro e podem ser usadas em qualquer ponto, ou seja, por todas as funções. Essas variáveis podem preservar seus valores durante todo o processamento do programa, valores que também podem ser alterados por qualquer comando específico de atribuição de valores localizados em qualquer parte do programa.
(Fonte: SCHILDT, H. C Completo e Total. São Paulo: Makron Books, 2006).
Com base nos dados acima, avalie as seguintes asserções e a relação proposta entre elas.
I. Em um código C, podemos ter variáveis declaradas dentro de diferentes funções com o mesmo nome, e seus valores em memória são preservados, podendo ser alterados somente pela função que a criou.
PORQUE
II. Em linguagem C, as variáveis declaradas fora de todos os blocos (no início do programa) somente podem ser acessadas pela função main(), porque esta é a função principal do programa.
A respeito das asserções, assinale a opção correta:
A asserção I é uma proposição falsa, e a asserção II é uma proposição verdadeira. 
As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a asserção II não é uma justificativa da I.As asserções I e II são ambas proposições falsas.
As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a asserção II é uma justificativa da I.eto!
A asserção I é uma proposição verdadeira, e a asserção II é uma proposição falsa. Correto!
Alternativa A Alternativa está correta. A asserção I é uma proposição verdadeira, visto que variáveis locais só podem ser referenciadas por comando que estão dentro do bloco no qual as variáveis foram declaradas. Pelo princípio da variável local, ela somente pode ser visível pela função que a criou, ou seja, embora as variáveis distintas sejam homônimas, elas não são visíveis no programa inteiro. A asserção II é uma proposição falsa, pois as variáveis criadas fora de todas as funções que fazem parte do programa são variáveis globais; e como tal são reconhecidas pelo programa inteiro, podendo ser usadas em qualquer ponto do programa, e não somente pela função main().
 
Pergunta 2
0,6 / 0,6 pts
Leia o texto a seguir: 
Toda linguagem de programação possui comandos que permitem a execução repetida de um determinado trecho de código de programa. Com esse recurso, o programador não precisa duplicar as linhas de código em virtude da necessidade de executá-las várias vezes. Os diversos comandos disponíveis são denominados estruturas de repetição, comumente conhecidas como laços ou loop.
(Fonte: ALVES, W. P. Linguagem e Lógica de Programação.
São Paulo: Érica, 2015 - Adaptado).
Posto isso, avalie as afirmações a seguir:
I. A utilização das estruturas de repetição “enquanto...faça...” e “para...de...ate...faça” podem ser utilizadas nos mesmos casos que necessitem de solução com laço de repetição com a quantidade de iterações definidas.
II. A utilização do laço de repetição “para...de...ate...faça” é recomendada para o laço de repetição cujas quantidades de iterações não são previsíveis.
III. A utilização de laço de repetição “enquanto...faça...” atende somente a soluções que necessitem de um laço de repetição com a quantidade de iterações indefinidas.
É correto o que se afirma em:
II e III, apenas.Correto!
I, apenas. Correto!
Alternativa A
Alternativa está correta. A afirmativa I é verdadeira porque a estrutura de repetição “enquanto...faça...” pode ser utilizada em soluções que necessitem de um laço de repetição com a quantidade de interações definidas, pois pode-se controlar a quantidade de iterações na variável sentinela. A afirmativa II é falsa, pois a estrutura de repetição “para...de...ate...faça” é apropriada para soluções que necessitem de um laço de repetição com a quantidade de iterações definidas, porque o controle de iterações já faz parte da estrutura do comando. Assim, as duas estruturas de repetição podem ser utilizadas nos mesmos casos que necessitem de uma solução com um laço de repetição com a quantidade de iterações definidas. A afirmativa III é falsa porque a estrutura de repetição “enquanto...faça...” atende tanto às soluções que necessitem de um laço de repetição com a quantidade de iterações indefinidas, quanto às quantidades de iterações indefinidas. Por isso, a alternativa correta é I, apenas.
I, II e III.  
I e II, apenas. 
III, apenas.  
 
Pergunta 3
0,6 / 0,6 pts
Leia o texto a seguir:
Na grande maioria das vezes, não nos damos conta disso, mas ao fazer uma análise do nosso cotidiano, podemos compreender como todas as nossas ações são consequência de uma cadeia de outras ações menores que nos levaram até uma atitude final.
Vamos tomar como exemplo o café que tomamos de manhã.
Quando perguntam como tomamos nosso café, a maioria de nós responde que, ao acordarmos, preparamos o café com auxílio de uma cafeteira elétrica, colocamos ele em uma caneca e o tomamos.
Mas, ao destrinchar este processo, somos capazes de estipular uma sequência de passos que nos levaram ao ato final de beber este café. Esta sequência pode ser:
1. Ao acordar, levanto da cama;
2. Após levantar da cama, desço as escadas;
3. Após descer as escadas, entro na cozinha;
4. Após entrar na cozinha, pego o pó de café no armário;
5. Após pegar o pó de café, o coloco dentro da cafeteira;
6. Após colocar o pó na cafeteira, jogo água no compartimento específico;
7. Após inserir todos os ingredientes na máquina, aperto o botão de ligar;
8. Quando o café está pronto, pego a garrafa;
9. Após pegar a garrafa, despejo o café dentro de uma caneca;
10. Após colocar o café na caneca, bebo o café. 
Se detalharmos ainda mais este processo, é possível incluir mais passos dentro desta sequência.
(...)
Lógica de programação é a organização coesa de uma sequência de instruções voltadas à resolução de um problema, ou à criação de um software ou aplicação.
A lógica de programação é o conhecimento anterior a qualquer outro quando falamos em desenvolvimento web porque é a partir dele que os aprendizados posteriores, como por exemplo o das linguagens de programação, fará sentido.
Cada linguagem tem suas próprias particularidades, como sua sintaxe, seus tipos de dados e sua orientação, mas a lógica por trás de todas é a mesma.
(...) 
Fonte: ROVEDO, U. Lógica de Programação: O que é e por que é importante?. Kenzie Academy. Disponível em: https://kenzie.com.br/blog/logica-de-programacao/ (Links para um site externo.). Acesso em:05 de abril de 2021.
Levando-se em consideração a lógica, de maneira geral, e que se aplica sempre quando estamos trabalhando com programação, analise a sequência de números a seguir:
Os primeiros cinco números de uma sequência são 0.5, 2, 8, 32, 128.
Assinale a alternativa correta sobre essa sequência considerando-se a lógica:
Todos os números da sequência são pares. 
O sétimo número da sequência é menor que 1000.
Essa sequência não segue nenhuma lógica. 
O próximo número da sequência é ímpar.Correto!
O sexto número da sequência é 512. Correto! 
Alternativa correta.
Essa sequência numérica é feita com base na multiplicação dos números por 4.
0.5 * 4 = 2
2 * 4 = 8
8 * 4 = 32
32 * 4 = 128
Logo, o próximo número será 128 * 4 = 512.
 
Pergunta 4
0,6 / 0,6 pts
Leia o trecho abaixo:
Em um programa de computador, as instruções são executasem uma sequência, partindo-se da primeira instrução do algoritmo e, pelo fato de não haver desvios (condições e laços de repetição), segue gravitacionalmente até alcançar a última instrução da sequência. Para que o fluxo seja interrompido, utilizam-se recursos imperativos, como o comando goto, também conhecido por comando de interrupção abrupta, ou comando de chamada de função, além de alguma estrutura de repetição ou por estrutura de decisão.
Os comandos de controle automático de fluxo (while, for, do-while) são comandos que proporcionam ao programador uma forma segura de condução do fluxo natural do programa, enquanto o comando goto atribui ao programador este controle.
A partir dessas informações, avalie as afirmações a seguir:
I. Uma boa prática de programação é a utilização de quantos comandos goto forem necessários para controlar o fluxo do programa. Isso evidencia também que o programador é muito habilidoso na manipulação dos comandos que controlam o fluxo de execução dos programas.
II. O comando return é utilizado quando a função necessita retornar ao ponto de onde ela foi chamada. Esse comando retorna um valor ou pode não retornar valor, ou seja, quando a função não tiver um valor associado a ela (void).
III. O comando break é utilizado quando o programador necessita encerrar a execução do programa imediatamente.
É correto o que se afirma em:
I e II, apenas.
Correto!
II, apenas. Correto!
 
Alternativa está correta. A afirmativa I é falsa porque o comando goto é um recurso que deve ser evitado na lógica de programação, posto que ele possibilita que o fluxo normal da lógica seja interrompido, e isso propicia muitas oportunidades de erros de lógica. Não se coloca em dúvida a habilidade de quem o usa, porém, partindo-se do princípio de que programas são passíveis de manutenção, o comando goto dificulta o entendimento da lógica e potencializa os riscos de surgimento de bugs. A afirmativa II é verdadeira porque o comando return é utilizado para retornar à função chamada para o ponto que a chamou. Trata-se de um desvio porque faz com que a execução retorne ao ponto onde a chamada da função foi feita. Sua sintaxe é return expressão. A “expressão” é opcional, caso a função chamada não tiver um valor associado a ela (void). A afirmativa III é falsa porque a função break não encerra o programa, mas:  i) Terminar um case (Comando switch); ii) Forçar o fim de um laço de repetição (for, while ou do-while). O comando que encerra um programa é o exit(). Logo, a alternativa correta é II, apenas.
I, apenas. 
III, apenas.
I, II e III.
 
 
Pergunta 5
0,6 / 0,6 pts
Leia o trecho abaixo:
 
O fluxo normal de um programa de computador executa instruções em uma sequência: parte-se da primeira instrução do algoritmo até alcançar a última instrução da sequência. Um dos recursos utilizados em linguagens de programação, como forma de desvio do fluxo, é a utilização de funções. As funções são trechos de códigos executados que podem ser chamadas em qualquer ponto do programa, por outras funções.
Toda função, exceto as funções declaradas como void, deve devolver valor para o ponto de chamada. Esse valor é devolvido pelo comando return.
Para ilustrar a situação, imagine que um programa necessita fazer uma parte do cálculo de pagamento de um funcionário. Esse cálculo é feito a partir dos proventos e dos descontos. Então, o programa deve ser seccionado em várias funções para calcular cada um dos elementos. Cada função deve fazer o cálculo que é de sua responsabilidade e devolver o resultado para o ponto que a chamou (Função principal). Esta, por sua vez, utiliza os valores devolvidos para fazer a soma de proventos e a dedução dos descontos, gerando o valor líquido.
Considerando esse contexto, avalie as seguintes asserções e a relação proposta entre elas.
I. Dentro de uma mesma função, pode haver mais de um comando return, porém, todos devem devolver valores do mesmo tipo.
PORQUE
II. O comando return deve devolver valores que sejam do mesmo tipo que constam na declaração da função. Por exemplo a função “double calcSalario()”, que deve devolver um valor calculado do tipo double no(s) comando(s) return.
A respeito das asserções, assinale a opção correta:
A asserção I é uma proposição verdadeira, e a asserção II é uma proposição falsa. 
A asserção I é uma proposição falsa, e a asserção II é uma proposição verdadeira.Correto!
As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a asserção II é uma justificativa correta da I.  Correto!
Alternativa A
Alternativa está correta. A asserção I é uma proposição verdadeira porque o comando return possui duas importantes utilizações dentro de uma função: provocar a saída imediata da função e devolver um valor para o ponto de chamada da função. A linguagem C permite que, dentro de uma mesma função, seja codificado mais de um comando return. Isso porque o término de uma função pode ser executado em qualquer ponto dela. É importante, porém, que o valor devolvido em todos os pontos seja do mesmo tipo do dado que consta no comando de declaração da função. A asserção II é uma proposição verdadeira porque a linguagem C impõe que todo comando return (quando devolve valores), ao ser codificado, deverá devolver valores do mesmo tipo de dado que consta na declaração da função. A asserção II justifica a corretamente a asserção I, já que ela afirma que os comandos devem devolver valores do mesmo tipo.
As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a asserção II não é uma justificativa da I. 
As asserções I e II são proposições ambas falsas.
 
 
Pergunta 6
0,6 / 0,6 pts
Leia o trecho abaixo: 
A linguagem C oferece estruturas para o controle do fluxo de execução de um programa. Assim, pode-se alterar a simples execução sequencial dos comandos. Dentre as estruturas de controle de fluxo, temos os comandos condicionais. Além dos comandos condicionais, a linguagem C também oferece estruturas que permitem repetir um bloco de comandos. Essas estruturas são conhecidas como comandos de repetição. A parte do programa que é executada várias vezes em um comando de repetição é chamada de laço de repetição.
Considerando esse contexto, avalie as seguintes asserções e a relação proposta entre elas.
I. O comando while é frequentemente utilizado quando não se conhece, a priori, quanta vezes o laço de repetição será executado, mas se sabe que o laço será executado pelo menos uma vez. O comando while deve ser utilizado quando a execução do laço de repetição não for opcional.
PORQUE
II. O do-while é um comando de repetição que, primeiramente, testa o seu critério de continuação e somente depois, dependendo do resultado, prossegue na execução do laço de repetição.
A respeito dessas asserções, assinale a opção correta:
As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a asserção II não é uma justificativa correta da I.
A asserção I é uma proposição verdadeira, e a asserção II é uma proposição falsa.
A asserção I é uma proposição falsa, e a asserção II é uma proposição verdadeira.Correto!
As asserções I e II são ambas proposições falsas.
 
A alternativa está correta. A asserção I é uma proposição falsa porque o while é um comando de repetição que, primeiramente, testa o seu critério de continuação e somente depois, dependendo do resultado, prossegue na execução do laço de repetição; ele deve ser usado somente quando o laço de repetição for opcional. A asserção II é uma proposição falsa porque o do-while é um comando de repetição que, primeiramente, executa o laço de repetição e, em seguida, testa o seu critério de continuação para determinar se executa novamente o laço de repetição.
As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a asserção II é uma justificativa correta da I.
 
Pergunta 7
0 / 0,6 pts
Observe o código a seguir:
 
#include <stdio.h>
#include <locale.h>
int main()
{
  setlocale(LC_ALL, "Portuguese");
  int temp, cont;
  int vetor_prova[10] = {9,8,7,6,5,4,3,2,1,0};
  while (cont < 10)
  {
            temp = vetor_prova[cont];
            vetor_prova[cont] = vetor_prova[9-cont];vetor_prova[9-cont] = temp;
            cont = cont + 1;
  }
  for (cont = 0; cont <=9; cont++)
  {
            printf ("posição %d é igual a %d \n", cont, vetor_prova[cont]);
  }
  return 0;
}
 
Considerando o código apresentado acima, assinale a alternativa correta sobre qual será o conteúdo do vetor chamado vet_prova ao fim da execução do programa.
Resposta correta
 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9. 
 1, 3, 5, 7, 9. 
 0, 2, 4, 6, 8. 
 0, 2, 4, 6, 8, 1, 3, 5, 7, 9.Você respondeu
9, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2, 1, 0.
 
Alternativa incorreta. Correto!
Um vetor foi criado no programa e já recebeu os valores 9,8,7,6,5,4,3,2,1,0 como seu conteúdo.
Então, um while é executado 10 vezes, e em cada uma dessas execuções, o conteúdo existente no vetor foi invertido de posição, até que no fim do processo, ele tem todos os valores invertidos, ficando 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9.
Pergunta 8
0 / 0,6 pts
Leia os textos a seguir:
O que é estrutura de repetição?
Dentro da lógica de programação é uma estrutura que permite executar mais de uma vez o mesmo comando ou conjunto de comandos, de acordo com uma condição ou com um contador.
São utilizadas, por exemplo, para repetir ações semelhantes que são executadas para todos os elementos de uma lista de dados, ou simplesmente para repetir um mesmo processamento até que a condição seja satisfeita.
(...)
While
· É dentre as 3 a mais simples.
· Repete um bloco de código enquanto uma condição permanecer verdadeira
· Caso a condição seja falsa, os comandos dentro do while não serão executados e a execução continuará com os comandos após o while
· A repetição do while é controlada por uma condição que verifica alguma variável. Porém para que o while funcione corretamente é importante que essa variável sofra alteração dentro do while. Ex: um contador.
· Após entrar dentro da repetição, o bloco de comandos sempre será executado, mesmo que dentro do bloco a variável que está controlando a execução seja alterada.
(...) 
Fonte: ZANELATO, J. Lógica de Programação - estruturas de repetição. Disponível em: https://podprogramar.com.br/logica-de-programacao-estruturas-de-repeticao/ (Links para um site externo.) . Acesso em: 05 de abril de 2021.
Analise o código a seguir em linguagem C:
#include <stdio.h>
int main()
{
            int a, b;
            a = 1;
            while (a < 10)
            {
                        b = a + 2;
                        while (b < 10)
                        {
                                    printf("%d ",a);
                                    printf("%d ",b);
                                    b = b + 1;
                        }
                        a = a + 1;
            }           
    return 0;
} 
Assinale a alternativa correta que descreve quantas vezes o comando printf será executado?
53 vezes. 
10 vezes.Você respondeu
28 vezes.
 
Alternativa incorreta.
O programa será executado entrando no primeiro while, e atribuindo um valor a B através de um cálculo. A partir disso, ele vai entrar no segundo while, onde temos dois printf, que serão executados algumas vezes, enquanto a condição do segundo while for verdadeira.
Quando o segundo while não for mais verdadeiro, o programa vai sair desse while e voltar para o primeiro, vai fazer o incremento da variável a e executar o primeiro while novamente.
Isso vai se repetir até que a condição do primeiro while seja falsa. Tudo isso fará com que o printf execute 56 vezes.
A saída do programa será: 1 3 1 4 1 5 1 6 1 7 1 8 1 9 2 4 2 5 2 6 2 7 2 8 2 9 3 5 3 6 3 7 3 8 3 9 4 6 4 7 4 8 4 9 5 7 5 8 5 9 6 8 6 9 7 9.
55 vezes. 
Resposta correta
 56 vezes. Correto!
Pergunta 9
0,6 / 0,6 pts
Leia o texto abaixo:
As matrizes bidimensionais costumam ser utilizadas para representar tabelas de valores, consistindo em informações organizadas em linhas e colunas. Para identificar um elemento particular da tabela, devemos especificar os subscritos. As matrizes bidimensionais são compostas por m linhas e n colunas, e são chamadas de matrizes m por n, e estes elementos m e n determinam o tamanho da matriz. Cada elemento da matriz bidimensional é identificado (acessado) por um nome de elemento seguido dos subscritores que identificam sua localização na matriz.
(Fonte: DEITEL, H. M.; DEITEL, P. J. C++: Como Programar. 5. ed.
São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2006. p. 279).
Considerando as informações apresentadas, avalie as afirmações a seguir:
I. Suponha uma declaração de uma matriz bidimensional (linguagem C): “int qtd[4][3];”. Com isso, o comando “printf("\n qtd %d = ", qtd[1 [5]);” possui um erro conceitual referente à manipulação de matrizes.
II. Para acessar os dados de uma matriz bidimensional, utilizamos os índices i e j, que correspondem respectivamente à referência de colunas e linhas da matriz.
III. Para percorrer todas as linhas e colunas de uma matriz, é recomendado o laço de repetição for.
Está correto o que se afirma em:
III, apenas. 
I, apenas. 
I, II e III.
I e II, apenas.Correto!
I e III, apenas. Correto!
 
Alternativa A
Alternativa está correta. A afirmativa I é verdadeira porque conceitualmente o acesso a uma tabela bidimensional tem a seguinte regra: Os valores dos indexadores estão limitados ao tamanho da matriz, ou seja, o tamanho de uma matriz bidimensional é dado pelos valores declarados para a linha e a coluna (i e j respectivamente). No caso do comando print..., ele manipulando a coluna [5], porém na declaração o valor máximo é [3]. A afirmativa II é falsa porque, para acessar os dados de uma matriz bidimensional, utilizamos índices i e j que correspondem respectivamente à referência de linhas e colunas da matriz. A afirmativa III é verdadeira porque, por definição, o laço de repetição for é recomendado quando o  número de repetições é controlado por uma variável de valor conhecido. Uma matriz é definida como sendo uma área de tamanho definido em linhas e colunas. O laço de repetição for é então o paradigma de laço de repetição ideal para percorrer uma matriz bidimensional. Logo, a alternativa correta é I e III, apenas.
Pergunta 10
0,6 / 0,6 pts
Leia o texto a seguir:
O que é uma variável?
Variável é um local reservado na memória para armazenar um tipo de dado.
Toda variável deve ter um identificador, ou seja, um nome. Além de ter um nome, a variável também precisa ter um tipo. O tipo de dado de uma variável determina o que ela é capaz de armazenar.
Tipos de dados
Existem diversos tipos de dados que podem ser usados nas variáveis.
Cada tipo de dado é específico para armazenar um determinado formato de dado.
Podemos dizer que os principais tipos de dados numéricos se dividem em:
Inteiro: armazena números inteiros
Real: armazena números com casas decimais, são as variáveis de ponto flutuante;
O tipo de dado caracter é capaz de representar um caracter ou um conjunto de caracteres (letras, dígitos ou símbolos).
Fonte: CASAVELLA, E. Variáveis em Linguagem C. Disponível em: http://linguagemc.com.br/variaveis-em-linguagem-c/ (Links para um site externo.) . Acesso em: 05 de abril de 2021.
O tipo de dados float refere-se também aos dados do tipo
inteiro. 
local.Correto!
real com precisão simples. Correto!
Alternativa correta.
O tipo de dado chamado de float em linguagem C representa os números reais.
Caracteres são representados pelo char.
Números inteiros são representados pelo int.
Números reais com precisão dupla são representados pelo double.
Local não é um tipo de dado.
real com precisão dupla.
caractere.
 
Pontuação do teste: 4,8 de 6
AnteriorPróximo

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes