Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Reino Protista

Pré-visualização | Página 1 de 1

Rizópodes ou sarcodíneos
Ciliados
Flagelados
Esporozoários
Protozoários
- Unicelulares (podem ser coloniais);
- Eucariontes e heterótrofos;
- Vida livre ou parasitas;
- Habitat: água doce, salgada e ambientes
úmidos. São divididos em quatro classes de
acordo com suas estruturas de locomoção:
- Locomoção por meio de pseudópodes
(falsos pés);
- Célula flexível;
- Vida livre ou parasitas.
- Locomoção por cílios;
- Vida livre (maioria) e apenas um grupo
parasita (Balantídeo).
- Locomoção por meio de flagelos.
- Não apresentam estrutura locomotora,
levados na forma de esporos, pelo ar, água e
até mesmo por animais.
ALGAS
- Eucariontes;
- Unicelulares ou pluricelulares;
- Autótrofos.
As algas utilizam a luz solar para a produção
de energia. Além da produção de energia
para a sobrevivência das algas, a
fotossíntese também libera ao ambiente o
oxigênio que respiramos. Pesquisas
apontam que 50% do oxigênio que
respiramos é originado de algas. 
Eutrofização: ocorre quando grandes
quantidades de nutrientes minerais e
orgânicos estão depositadas na água
resultando em uma acelerada
multiplicação de algas, impedindo,
dessa forma, que a luz consiga penetrar
até os vegetais e algas que estão no
fundo. Outra consequência é o possível 
Além disso, os fitoplânctons estão na base
da cadeia alimentar marinha. Ou seja, as
algas marinha são responsáveis pelo
oxigênio na atmosfera terrestre e alimento
para os seres marinhos.
Por sua vez, as algas também são
responsáveis pelo gás formador das nuvens,
o dimetil sulfeto (DMS); e é usado como um
indicador natural de poluição, já que
ambientes com grandes quantidades destes
organismos, geralmente são pouco
impactados, pois algas também são
biorremediadoras de águas poluídas.
Contudo, alguns desequilíbrios ambientais
estão relacionados às algas, tal como:
Maré Vermelha: ocorre pelo excesso de
nutrientes nos oceanos causados por
acidentes com navios cargueiros.
Maré Negra: é causada através do
derramamento de petróleo nas águas,
levando a morte de animais marinhos,
algas e prejudicando a saúde humana.
esgotamento de nutrientes, a morte dessas
algas e a proliferação de bactérias aeróbicas
que consomem o oxigênio levando peixes,
crustáceos, bactérias entre outros
organismos à morte, processos que
geralmente causados pelo esgoto sanitário e
os resíduos industriais lançados nos rios e
mares.