A maior rede de estudos do Brasil

O que é uma relação jurídica?

O que é uma relação jurídica?


151 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Passei Direto

Há mais de um mês

Dá-se o nome de relação jurídica ao vínculo, estabelecido e regulado de maneira legal, entre dois ou mais sujeitos relativamente a determinados interesses.

Toda relação jurídica é formada pelos sujeitos ativo e passivo, o vínculo e o objeto da relação. 

Sujeito ativo pode ser classificado como a pessoa que tem o direito subjetivo, ou seja, pode exigir da outra pessoa o cumprimento de uma prestação. 

Já o sujeito passivo é aquele que dever cumprir a obrigação em favor do outro, prestação essa, denominada dever jurídico. 

É importante dizer que as relações jurídicas podem ser classificadas em virtude de seus sujeitos, sendo simples, quando envolvem apenas duas pessoas, ou plurilateral, quando possui vários pessoas como sujeitos ativos ou passivos. 

Distingue-se também a relação jurídica em relativas, quando o sujeito passivo é uma pessoa ou grupo de pessoas, ou absolutas, quando o sujeito passivo é a coletividade, não, pois, sendo determinado. 

Verifica-se, ainda, relações jurídicas de Direito Público, quando é o Estado que figura como pólo ativo, exercendo seu poder de império, numa relação de subordinação em relação ao pólo passivo; e relações jurídicas de Direito Privado, quando é formada por indivíduos, que nos dois pólos, ativo ou passivo, exercem seus direitos e deveres numa relação de igualdade, ou coordenação. 

Outro elemento da relação jurídica é o vínculo, que pode ser explicado como a ligação entre os sujeitos da relação, estabelecendo os sujeitos ativos e passivos de cada relação. 

Já o objeto, importante elemento da relação jurídica, pode ser explicado como a coisa sobre a qual recai o direito do sujeito ativo, e o dever do sujeito passivo. 

Vale dizer que o objeto da relação jurídica sempre será um bem, que pode ser patrimonial ou não, ou seja, pode possuir valor financeiro ou não. 

Com relação ao objeto, as relações jurídicas podem se distinguir em relações jurídicas pessoais, quando o objeto da relação refere-se a um modo de ser da pessoa (exemplo: honra, imagem, liberdade); relações jurídicas obrigacionais, nas quais o objeto da relação é uma prestação (obrigações de dar, fazer ou não fazer) e relações jurídicas reais, aquelas em cujo objeto é uma coisa, como no caso da posse de uma casa. Mas deve-se atentar que, embora, o objeto da relação seja uma coisa, a relação jurídica não é entre coisa e pessoa, mas uma relação entre o titular da coisa e os não titulares, em que a titularidade da coisa, valerá contra qualquer pessoa, mesmo que não determinada. 

Dá-se o nome de relação jurídica ao vínculo, estabelecido e regulado de maneira legal, entre dois ou mais sujeitos relativamente a determinados interesses.

Toda relação jurídica é formada pelos sujeitos ativo e passivo, o vínculo e o objeto da relação. 

Sujeito ativo pode ser classificado como a pessoa que tem o direito subjetivo, ou seja, pode exigir da outra pessoa o cumprimento de uma prestação. 

Já o sujeito passivo é aquele que dever cumprir a obrigação em favor do outro, prestação essa, denominada dever jurídico. 

É importante dizer que as relações jurídicas podem ser classificadas em virtude de seus sujeitos, sendo simples, quando envolvem apenas duas pessoas, ou plurilateral, quando possui vários pessoas como sujeitos ativos ou passivos. 

Distingue-se também a relação jurídica em relativas, quando o sujeito passivo é uma pessoa ou grupo de pessoas, ou absolutas, quando o sujeito passivo é a coletividade, não, pois, sendo determinado. 

Verifica-se, ainda, relações jurídicas de Direito Público, quando é o Estado que figura como pólo ativo, exercendo seu poder de império, numa relação de subordinação em relação ao pólo passivo; e relações jurídicas de Direito Privado, quando é formada por indivíduos, que nos dois pólos, ativo ou passivo, exercem seus direitos e deveres numa relação de igualdade, ou coordenação. 

Outro elemento da relação jurídica é o vínculo, que pode ser explicado como a ligação entre os sujeitos da relação, estabelecendo os sujeitos ativos e passivos de cada relação. 

Já o objeto, importante elemento da relação jurídica, pode ser explicado como a coisa sobre a qual recai o direito do sujeito ativo, e o dever do sujeito passivo. 

Vale dizer que o objeto da relação jurídica sempre será um bem, que pode ser patrimonial ou não, ou seja, pode possuir valor financeiro ou não. 

Com relação ao objeto, as relações jurídicas podem se distinguir em relações jurídicas pessoais, quando o objeto da relação refere-se a um modo de ser da pessoa (exemplo: honra, imagem, liberdade); relações jurídicas obrigacionais, nas quais o objeto da relação é uma prestação (obrigações de dar, fazer ou não fazer) e relações jurídicas reais, aquelas em cujo objeto é uma coisa, como no caso da posse de uma casa. Mas deve-se atentar que, embora, o objeto da relação seja uma coisa, a relação jurídica não é entre coisa e pessoa, mas uma relação entre o titular da coisa e os não titulares, em que a titularidade da coisa, valerá contra qualquer pessoa, mesmo que não determinada. 

User badge image

Paulo Oliveira

Há mais de um mês

Vamos lá, essa eu peguei através de um livro muito bom que eu indico para qualquer um que está começando no Curso de Direito. Paulo Nader, Introdução ao Estudo do Direito.

Segundo Miguel Reale  relação jurídica é "quando uma relação de homem para homem se subsume ao modelo normativo instaurado pelo legislador, essa realidade concreta é reconhecida como sendo relação jurídica". Paulo Nader ainda vai mais afundo "Em seu entendimento toda relação jurídica apresenta um elemento material, constituido pela relação social, e outro formal, a determinação jurídica do fato, mediante normas. 

Agora para descomplicar: Toda relação jurídica é também uma relação social. Contudo, nem toda relação social se constitui em uma relação jurídica. Não há relação jurídica entre pessoa e coisa. A relação jurídica é vínculo entre pessoas, apesar de ter alguns doutrinadores que pensam diferente, mas ai ja é a corrente minoritária.

Se gostou da resposta clique na seta para cima, porque isso ajuda a valorizar esse esforço solidário!

Boa Sorte!

User badge image

Guilherme Leite Rodrigues

Há mais de um mês

Relação jurídica é aquela através da qual juridicamente se vinculam duas pessoas, tendo por objeto um interesse a ser discutido no ordenamento jurídico. Ex contrato de Compra e venda.

"Para existir relação jurídica é preciso a presença de dois requisitos. "Em primeiro lugar uma relação intersubjetiva, ou seja, um vínculo entre duas ou mais pessoas. Em segundo lugar, que esse vínculo corresponda a uma hipótese normativa, de tal maneira que derivem consequências obrigatórias o plano da experiência" REALE, Miguel. Lições Preliminares de Direito. 26º ed. Saraiva: São Paulo, 2002. p. 216.

User badge image

Ariandne Brito

Há mais de um mês

Relações Jurídicas são as relações que possuem caracteristica de vincular duas ou mais pessoas ou paises entre direitos e deveres .
Essa relações possuem dois requisitos relevantes como : Atributividade ( imposição de normas) e Bilateralidade( direito e obrigações por partes) .
Como falei a relação pode ser entre pessoas ou paises , sendo assim , essa se chamará de Direito Internacional , que tem caracterisitica de bilateralidade e são plurilaterais. Existe o Direito Pessoal que é a inter-relação de condutas , ou seja, a conduta de um vai depender da conduta do outro ou a conduta de um vai ser meio para satisfazer a conduta do outro. E ainda existe o direito real , que são as relações que objetivam, que tem como objeto uma coisa movel ou imovel.
E para concluir o raciocinio , ainda pode-se citar as caracteristicas dessas relações que são :
.Forma Especial
.Publicidade
.Duraveis
.Temporárias
.Efêmeras
.Legais
.Contratuais
.Sociais

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas